A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
48 pág.
gabarito

Pré-visualização | Página 1 de 9

das
A
Gabarito
utoatividades
LÍNGUA INGLESA I
Profª. Estela Maris Bogo Lorenzi
Profª. Luciana Fiamoncini
3UNIASSELVI
NEAD
GABARITO DAS AUTOATIVIDADES
L
Í
N
G
U
A
 
I
N
G
L
E
S
A
 
I
GABARITO DAS AUTOATIVIDADES DE
LÍNGUA INGLESA I
UNIDADE 1
TÓPICO 1
QUESTÃO ÚNICA: Now, without translate the text, put T (true) or F (false):
1) (F) Susan Myers is a teacher at the Community College. 
2) (T) They are from China. 
3) (F) Peter is a student at Harvard. 
4) (F) Jane is 25 years old. 
5) (F) They live in the suburbs. 
TÓPICO 1
QUESTÃO ÚNICA: Fill in the chart with the suitable information from the 
text. Write "no" if we have no information.
Name Mary Nick Peter Jane Sean
Age 10 38 12 36 6
Hair long and 
brown
brown brown blonde Blonde
Eyes brown blue Blue brown BLUE
Job Student Bus driver student teacher student
Friend(s) Maggie 
and April
Tom, Charles 
and John
James and 
Doug
Laura Brian and 
Adam
Pet(s) a cat and 
a dog
horse Hamster NO goldfish
Pet’s 
name
Pat and 
Fluffy
Lightning Tiny NO Goldie
4 GABARITO DAS AUTOATIVIDADES UNIASSELVI
NEAD
L
Í
N
G
U
A
 
I
N
G
L
E
S
A
 
I
TÓPICO 1
QUESTÃO ÚNICA: O ENADE é o Exame Nacional de Desempenho 
dos Estudantes. Ele é um dos procedimentos de avaliação do Sinaes 
e é realizado pelo Inep, autarquia vinculada ao MEC. O ENADE é 
um componente curricular obrigatório aos cursos de graduação, 
conforme a Lei nº 10.861/2004. Ele objetiva acompanhar o processo de 
aprendizagem e o desempenho acadêmico dos estudantes em relação 
aos conteúdos programáticos previstos nas diretrizes curriculares do 
respectivo curso de graduação. Assim, apresentamos, nos cadernos 
de estudos, questões do ENADE, para que você, acadêmico, possa se 
familiarizar com esta avaliação. 
Os textos apresentados podem ser aproveitados para abordar vários aspectos 
relacionados à cultura e à gramática das línguas portuguesa e inglesa. A esse 
respeito, avalie as afirmações a seguir.
I. O texto 1 é adequado para se tratar de possíveis relações entre o 
português e o inglês; no nível sintático, por exemplo, pode-se refletir sobre 
a transitividade do verbo “chatear”.
II. O texto 1 possibilita que, no ensino, tanto de língua materna quanto de 
língua estrangeira, seja explorada a questão de como as pessoas agem 
na sociedade por meio da palavra, independente do mundo social.
5UNIASSELVI
NEAD
GABARITO DAS AUTOATIVIDADES
L
Í
N
G
U
A
 
I
N
G
L
E
S
A
 
I
III. O texto 2 permite a reflexão sobre a formação da língua inglesa e a 
transformação desse idioma em uma espécie de língua franca.
IV. O texto 3 é o exemplo de espaço urbano como palco privilegiado para se 
refletir sobre os aspectos socioculturais, pois os temas transversais podem 
ser focalizados para se explorar a consciência crítica dos alunos.
É correto apenas o que se afirma em:
a) (x) I e IV.
b) ( ) II e III.
c) ( ) III e IV.
d) ( ) I, II e III.
e) ( ) I, II e IV.
TÓPICO 1
1 Por que o verbo to be é geralmente o primeiro verbo que se aprende 
ao estudar o inglês? 
R.: São três motivos: Primeiro, pelo seu significado (é o verbo ser ou estar em 
português); segundo, por ser um verbo irregular (sua conjugação é diferente 
dos outros verbos); e, terceiro, por ser também usado como verbo auxiliar 
(ajuda a formar tempos compostos em inglês).
2 Quando se usa o verbo to be? 
R.: O verbo to be é usado para dizer a profissão, a nacionalidade ou 
naturalidade, a idade das pessoas, para descrever pessoas ou coisas, para 
dizer a localização de coisas e pessoas e é usado em expressões de tempo.
3 Como é formada a negativa e a interrogativa do verbo to be? 
R.: Para formar uma frase negativa que tenha o verbo to be basta acrescentar 
a partícula de negação not depois do verbo. Ex.: She is not 20 years old. E 
para formar perguntas em inglês com o verbo to be deve-se inverter a posição 
do pronome (sujeito) com o verbo e incluir o ponto de interrogação no final 
da frase. Ex.: Is she 20 years old?
4 Qual é o equivalente em inglês do verbo haver no sentido de existir 
do português? 
6 GABARITO DAS AUTOATIVIDADES UNIASSELVI
NEAD
L
Í
N
G
U
A
 
I
N
G
L
E
S
A
 
I
R.: O verbo there to be é o equivalente ao verbo haver no sentido de existir 
em português. Esse verbo, na realidade, é uma expressão formada pela 
palavra there (advérbio lá, aqui) com o verbo to be (is/are).
5 Como ocorre a concordância do verbo there to be?
R.: A concordância desse verbo se faz com o substantivo, que segue a 
expressão there to be. Assim, se o substantivo estiver no singular, o verbo 
to be estará no singular também (is). E se o substantivo estiver no plural, o 
verbo to be também ficará no plural (are). Exemplos: There is a flower in the 
vase. There are ten flowers in the vase.
6 Qual é a forma do verbo to be no tempo do passado simples? 
R.: O verbo to be no tempo do passado simples possui duas formas: was e 
were. Usa-se was quando o sujeito for I, he, she, it. E usa-se were quando 
o sujeito for you, we, they.
7 Qual é a forma do verbo there to be no tempo do passado simples?
R.: O verbo there to be no tempo do passado simples possui duas formas: 
there was e there were. Usa-se there was quando o substantivo que 
acompanha a expressão estiver no singular e usa-se there were quando o 
substantivo que acompanha a expressão estiver no plural.
8 Marque a alternativa em que o verbo to be esteja sendo usado 
corretamente:
a) ( ) Marcos are tired. 
b) ( ) My parents is very old. 
c) (x) The student is very intelligent. 
d) ( ) Sue and I am cousins.
Resposta comentada: A conjugação do verbo to be depende do sujeito; assim, 
analisando o sujeito saberemos a conjugação do verbo to be que deve ser 
usada. O sujeito da primeira frase é Marcos, pessoa do sexo masculino que 
pode ser substituída por He. Então o verbo to be que acompanha He é is e 
não are. O sujeito da segunda frase é My parents (Meus pais), que pode ser 
substituído pelo pronome They (eles). Assim, o verbo to be que acompanha 
They é are e não is. O sujeito da terceira frase é The student (O aluno ou 
A aluna), que pode ser substituído pelos pronomes He ou She (pronome 
7UNIASSELVI
NEAD
GABARITO DAS AUTOATIVIDADES
L
Í
N
G
U
A
 
I
N
G
L
E
S
A
 
I
de 3ª pessoa do singular). O verbo to be que acompanha he ou she é is. O 
sujeito da última frase é Sue and I (Sue e eu), que pode ser substituído pelo 
pronome We (nós). O verbo to be que acompanha We é are e não am. Então, 
a resposta correta é a letra C.
9 Marque a alternativa em que o verbo there to be esteja sendo 
corretamente usado:
a) ( ) There is children in the garden. 
b) (x) Are there many students in class? 
c) ( ) There is not three cars in the street. 
d) ( ) There are an orange in the basket.
Resposta comentada: A concordância do verbo there to be acontece com o 
verbo to be. Se o susbtantivo que acompanha a expressão there to be estiver 
no singular, usa-se is. Se o substantivo que acompanha a expressão there 
to be estiver no plural, usa-se are. O substantivo da primeira frase é children 
(crianças) que está no plural, então, deve-se usar are. O substantivo da 
segunda frase é students (alunos), que está no plural, então, deve-se usar 
are também. O substantivo da terceira frase é cars (carros), que também está 
no plural, devendo também usar are na frase. Na última frase, o substantivo 
é orange (laranja), que está no singular, então, deve ser usado is na frase. 
Assim, a resposta é a letra B.
10 Marque a alternativa que complete corretamente a frase: Mr. Jone 
and I ________ happy but the girls __________.
a) (x) are – aren’t. 
b) ( ) is – aren’t. 
c) ( ) am – isn’t. 
d) ( ) are – am not.
Resposta comentada: A frase deixa claro que dois são os sujeitos, Mr. Jone 
and I, assim, o is da letra B não pode estar correto, já que o is é utilizado com 
he, she e it. Igualmente ocorre na alternativa C, o am só pode ser utilizado pelo 
I e, no caso da sentença apresentada, além do I há também o Mr. Jone. Nesta 
mesma alternativa, como segunda opção há o isn’t,

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.