YPÊ • Função social da propaganda
16 pág.

YPÊ • Função social da propaganda


DisciplinaPublicidade e Propaganda731 materiais27.596 seguidores
Pré-visualização2 páginas
FACULDADE PITÁGORAS \u2022 Campus FADOM 
Igor Martins, Jéssica Ferreira, Narcísio Mangabeira, Pedro Espeschit, 
Pedro Oliveira, Rafaela Martins e Sara Tatiele 
 
 
 
 
 
 
 
 
FUNÇÃO SOCIAL DA PROPAGANDA NO BRASIL 
Dúvida por quê? SUSTENTABILIDADE é Ypê! 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Divinópolis/MG 
2015 
 
 
Igor Martins, Jéssica Ferreira, Narcísio Mangabeira, Pedro Espeschit, 
Pedro Oliveira, Rafaela Martins e Sara Tatiele 
 
 
 
 
 
 
 
 
FUNÇÃO SOCIAL DA PROPAGANDA NO BRASIL 
Dúvida por quê? SUSTENTABILIDADE é Ypê! 
 
Trabalho apresentado ao curso de 
COMUNICAÇÃO SOCIAL, setor de 
PUBLICIDADE E PROPAGANDA na 
disciplina de TEORIA E TÉCNICA EM 
PUBLICIDADE E PROPAGANDA. 
Orientador: VÂNIA VASCONCELOS 
 
 
 
 
Divinópolis/MG 
2015 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
FICHA CATALOGRÁFICA 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Igor Martins, Jéssica Ferreira, Narcísio Mangabeira, Pedro Espeschit, 
Pedro Oliveira, Rafaela Martins e Sara Tatiele 
FUNÇÃO SOCIAL DA PROPAGANDA NO BRASIL 
Divinópolis/2015 
___________________________ 
 
COMUNICAÇÃO SOCIAL \u2013 Publicidade e Propaganda 
Orientador: VÂNIA VASCONCELOS 
 
 
 
FOTOGRAFIA, VIDA, TEORIA. 
 
 
 
Igor Martins, Jéssica Ferreira, Narcísio Mangabeira, Pedro Espeschit, 
Pedro Oliveira, Rafaela Martins e Sara Tatiele 
 
 
 
 
 
 
 
 
FUNÇÃO SOCIAL DA PROPAGANDA NO BRASIL 
Dúvida por quê? SUSTENTABILIDADE é Ypê! 
 
Trabalho apresentado ao curso de 
COMUNICAÇÃO SOCIAL, setor de 
PUBLICIDADE E PROPAGANDA na 
disciplina de TEORIA E TÉCNICA EM 
PUBLICIDADE E PROPAGANDA. 
Orientador: VÂNIA VASCONCELOS 
 
Aprovado em ______/______/____________ 
 
 
_________________________________________ 
VÂNIA VASCONCELOS 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
\u201cVejo muita gente arvorando inteligência quando, na verdade, tem apenas 
competência técnica.\u201d 
WASHINGTON OLIVETTO 
 
 
RESUMO 
As marcas são o maior patrimônio de uma empresa, são elas que muitas vezes 
garantem o futuro da organização. A preocupação com o meio ambiente e com o futuro 
das próximas gerações é crescente no mundo todo. A maioria dos consumidores está 
tentando fazer sua parte, consumindo conscientemente, com isso gerando um aumento 
na procura de produtos \u201cverdes\u201d. 
Percebendo uma grande oportunidade de crescimento, as organizações estão 
modificando seus produtos e marcas para atender esta nova exigência dos 
consumidores. Elas estão empenhadas em associar suas marcas às práticas 
ambientalmente corretas para assim criar um alto nível de lealdade do cliente com a 
marca. O objetivo desse estudo é analisar como algumas marcas estão atuando para 
agregar valor com a prática de ações ambientais e como estão fazendo para tornar isso 
atrativo ao cliente, já que ele é o grande responsável por tais mudanças organizacionais. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
ABSTRACT 
 How Brands Are the Biggest Asset A Company , St. THEY que MANY times 
guarantee the future of the Organization. The concern with the environment and the 
future of the Next Generation And Crescent no Everybody . Most IS Consumers Trying 
To Do YOUR part , consciously consuming , with IT Generating um increase in 
Product Finder "green" . 
 
 Realizing A great growth opportunity , as organizations are modifying their 
products and brands to meet this new requirement Consumer . They are committed to 
Associate YOUR Brands At environmentally friendly practices in order to create A high 
level of customer loyalty to the brand. The objective of this study is to analyze how 
some brands are working to add value to the Practice of Environmental actions and how 
they are doing pair become attractive IT Customer , since it is largely responsible for 
These organizational changes . 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
SUMÁRIO 
Introdução 09 
A linha Ypê e a responsabilidade social 10 
A campanha que sustenta a Marca 12 
O projeto e o reconhecimento 13 
Conclusão 15 
Referências bibliográficas 16 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
INTRODUÇÃO 
A Responsabilidade Social para Donaire (1999, p. 20) \u201c: 
 
[...] implica um sentido de obrigação para com a sociedade\u201d. A empresa utiliza 
o espaço físico que a sociedade lhe fornece, usa as pessoas da sociedade para 
atingir seus objetivos e nada é mais justo que em troca, a empresa faça sua 
parte ajudando a melhorar a sociedade em que está inserida. 
 
 Nos dias de hoje o principal objetivo que uma empresa tem é a obtenção de 
lucro. No entanto, é comum verificar a existência de ações ou apoios sociais que não 
contribuem diretamente para a obtenção do lucro. A este tipo de ações ou apoios dá-se o 
nome de responsabilidade social e cidadania. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
A linha Ypê e a responsabilidade social 
A Empresa Química Amparo, detentora da linha Ypê, em sua última 
propaganda, produzida pela agência Costa e Silva Comunicação e veiculada em canal 
aberto da TV, assume o compromisso que, a cada produto do detergente Ypê vendido 
ela irá plantar uma muda de árvore. A iniciativa faz parte do programa Floresta do 
Futuro, promovida pela Fundação SOS Mata Atlântica, que tem como finalidade 
promover o reflorestamento de áreas de Matas Ciliares (que crescem ao entorno de 
cursos d´agua) e assim ajudar na redução do efeito estufa, melhorar as condições 
climáticas e contribuir na elevação do nível dos oceanos e também apoiar a capacitação 
técnica por meio de atividades sustentáveis que auxiliem na conservação da Mata 
Atlântica. A cada dia o programa busca parceiros que assumem esse compromisso sócio 
\u2013 ambiental. 
 
 Associando-se ao Floresta do Futuro, a Empresa Ypê assume o patrocínio do 
plantio de 200 mil mudas de espécies nativas da Mata Atlântica na região de Campinas, 
em área de 130 hectares ou o equivalente a 1,3 milhões de metros quadrados, uma das 
mais industrializadas e urbanizadas do Estado de São Paulo, que foi escolhida e 
estudada geograficamente para receber o plantio das mudas, e trará benefícios a todo 
território brasileiro. 
Conforme consta no site (http://www.agenciasocial.com.br): 
 
[...] o programa de reflorestamento com mudas nativas da Mata Atlântica 
privilegia regiões nas margens dos rios e APP (Áreas de Preservação 
Permanente). Todo o processo é de responsabilidade da SOS Mata Atlântica, 
que escolhe, define e licencia os locais de plantio e viveiros e acompanha o 
projeto por cinco anos, com auditoria da PriceWaterhouseCoopers. 
 
A equipe responsável pelo manejo do viveiro, formada por pessoas da região, 
monta uma cooperativa e recebe treinamento técnico, com objetivo de manter a 
sustentabilidade do projeto a longo prazo. 
 
 Embora existam vastas áreas a serem reflorestadas, faltam programas de 
incentivo ao reflorestamento, tanto de conservação, quanto comerciais, e isto causa 
desinteresse dos proprietários de terras em reflorestar suas áreas, principalmente em 
 
 
virtude do alto custo de implantação e manutenção das mudas e da falta de 
conhecimento técnico. Em decorrência disto, muitas áreas estratégicas estavam ficando 
de fora do processo de reflorestamento, pois a Mata Atlântica possui inúmeros pequenos 
proprietários rurais descapitalizados, que