A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
9 pág.
CASOS CLINICOS amenorreia primaria

Pré-visualização | Página 1 de 1

Prof. Luisa Lage 
CASOS CLÍNICOS
Caso 1
Paciente, 17 anos, vem a consulta médica relatando que teve muita dor e dificuldade durante a relação sexual. A paciente ainda não menstruou. 
Exame físico: normolínea, 1,68m, 57 kg, sindactilia em 2, 3 e 4 quirodáctilos esquerdos. Mamas bem desenvolvidas. Pilificação ginocóide, grandes e pequenos lábios normais, uretra normal, intróito vaginal normal. Vaginometria 2 cm.
USG pélvico: ausência de útero e trompas e ovários normais. 
Qual o provável diagnóstico? 
Qual o cariótipo?
Descreva as características dessa síndrome. 
Caso 2 
Adolescente, 17 anos, virgem, procurou o ginecologista com queixa de ausência de menstruação e dor pélvica esporádica. 
Ao exame: desenvolvimento mamário adequado, com presença de pelos axilares e pubianos.
USG pélvico: presença de útero com imagem heterogênea na cavidade endometrial. 
Qual o provável cariótipo da paciente?
Qual a sua hipótese diagnóstica?
Como você confirmaria sua hipótese?
Caso 3
Mulher com amenorréia primária apresenta sangramento após uso de anticoncepcional combinado oral. 
Ao exame, apresenta FSH e LH elevados.
Ao USG: presença de útero e ovários em fita. 
Estudo cariótipo apresentou presença do cromossomo Y. 
Qual a sua hipótese diagnóstica?
Explique a síndrome. 
Paciente, 16 anos, com baixa estatura, relata que ainda não menstruou. 
Ao exame: mamas e pelos no estágio 1 de Tanner.
Qual a sua hipótese diagnóstica?
Explique a síndrome.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.