Buscar

exercicios farmaciia hospitalar

Esta é uma pré-visualização de arquivo. Entre para ver o arquivo original

Atribuições e competências do serviço de farmácia hospitalar 
1) 
No contexto da farmácia hospitalar desenvolvem-se tanto atividades 
clínicas quanto relacionadas à gestão, uma vez que se trata de uma unidade 
clínica, administrativa e econômica ligada à direção do hospital e integrada 
funcionalmente às demais unidades administrativas e de assistência ao 
paciente. 
Quanto às competências do serviço de farmácia hospitalar, é correto afirmar 
que: 
c) 
Os serviços de farmácia hospitalar abrangem atividades que priorizam o bem-estar e a 
qualidade de vida do paciente, pelo uso racional de medicamentos e pela prestação do 
serviço de assistência farmacêutica executado em conjunto com a equipe 
multidisciplinar. 
RESPOSTA CORRETA 
O funcionamento da farmácia hospitalar ocorre de forma integrada às demais 
atividades hospitalares. Na equipe de farmácia hospitalar há a obrigatoriedade da 
presença do profissional farmacêutico, cabendo a ele e ao setor de recursos 
humanos do hospital selecionar os membros da equipe da farmácia hospitalar, 
além da compra dos materiais utilizados em procedimentos cirúrgicos. O 
farmacêutico hospitalar é responsável por estabelecer o grupo de atividades que 
vai constituir a farmacoterapêutica do paciente, avaliando os riscos oferecidos ao 
paciente e as suas necessidades. As premissas básicas do serviço de farmácia 
hospitalar priorizam o bem-estar e a qualidade de vida do paciente, com foco na 
assistência farmacêutica e no uso racional dos medicamentos. 
2) 
A portaria n.º 2616, de 12 de maio de 1998, do Ministério da Saúde, 
estabeleceu a criação de uma Comissão de Controle de Infecção Hospitalar 
(CCIH) em todos os hospitais, em que o farmacêutico desempenha diversas 
atividades além do controle de antimicrobianos. 
Em qual das áreas hospitalares as atribuições do farmacêutico estão mais 
ligadas ao controle de infecções hospitalares? 
b) 
Apoio logístico. 
RESPOSTA CORRETA 
A área assistencial está mais ligada à gestão clínica, já o apoio técnico está mais 
ligado ao uso racional de medicamentos, o apoio administrativo está mais ligado à 
gestão de recursos financeiros e humanos, o almoxarifado faz parte do apoio 
administrativo e o apoio logístico está mais ligado ao controle de infecções 
https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/24707620
hospitalares por se relacionar com a padronização de produtos saneantes, com a 
equipe de higienização e com a esterilização de materiais. 
3) 
As Comissões de Segurança do Paciente têm o objetivo de estabelecer 
políticas e diretrizes que promovam uma cultura hospitalar voltada para a 
segurança dos pacientes, por meio do planejamento, desenvolvimento, 
controle e avaliação de programas e tecnologias que garantam a qualidade 
dos processos, identificando precocemente a ocorrência de eventos que 
afetam o paciente. 
Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a segurança do paciente 
será garantida por meio de protocolos nas seguintes áreas: 
a) 
Identificação do paciente, comunicação, prescrição e uso de medicamentos, cirurgia, 
higienização das mãos e quedas e úlceras por pressão. 
RESPOSTA CORRETA 
Alimentação, direcionamento, direção, visitação, família e repouso adequado não 
fazem parte dos 6 protocolos da OMS. Já a identificação do paciente, a 
comunicação, a prescrição e o uso de medicamentos, a cirurgia, a higienização 
das mãos, as quedas e as úlceras por pressão fazem parte dos 6 protocolos da 
OMS. 
4) 
Conforme a Sociedade Brasileira de Farmácia Hospitalar (SBRAFH), a 
farmácia hospitalar é uma unidade clínica, administrativa e econômica, 
dirigida por farmacêutico, ligada hierarquicamente à direção do hospital e 
integrada funcionalmente com as demais unidades administrativas e de 
assistência ao paciente. 
Conforme esta definição, pode-se afirmar que: 
b) 
A farmácia hospitalar pode desenvolver atividades clínicas conforme protocolos 
institucionais. 
RESPOSTA CORRETA 
Como unidade clínica, a farmácia hospitalar não está relacionada à atividade 
médica, e sim às atividades clínicas do farmacêutico. É considerada unidade 
econômica por aplicação de conceitos de farmacoeconomia e racionalização de 
recursos, e não por realizar pagamentos. A responsabilidade técnica da farmácia é 
instransferível para a direção do hospital, mesmo na sua ausência. A farmácia 
hospitalar está ligada a outras unidades e, além de fornecer materiais e 
medicamentos, oferece também informações e capacitações, participando de 
comissões multidisciplinares, por exemplo. As atividades clínicas podem ser 
realizadas conforme protocolos institucionais com base na Resolução do CFF n.º 
585, de 2013. 
5) 
Em 2010, o Ministério da Saúde publicou a portaria n.º 4.283 com o objetivo 
de organizar, fortalecer e aprimorar as ações da assistência farmacêutica 
em hospitais. Ela reconhece como áreas de atuação da farmácia hospitalar: 
a gestão, a distribuição e a dispensação de medicamentos e produtos para a 
saúde, a manipulação e a unitarização de medicamentos, bem como o 
cuidado ao paciente. Além disso, a informação sobre medicamentos e 
outras tecnologias em saúde e, inclusive, as atividades de ensino, pesquisa 
e educação continuada. 
A importância de todas as atividades desempenhadas pela farmácia 
hospitalar pode ser resumida pelo seguinte foco 
c) 
Uso racional de medicamentos. 
RESPOSTA CORRETA 
A diminuição de gastos hospitalares não é a maior importância relacionada às 
atividades da farmácia hospitalar. A menor rotatividade da equipe de trabalho não 
é o principal foco das atividades da farmácia hospitalar. O uso racional de 
medicamentos é a principal importância e objetivo a ser alcançado por meio dos 
serviços da farmácia hospitalar. Farmacêuticos e demais profissionais hospitalares 
devem sempre estabelecer vínculos e interagir para agregar conhecimento. O 
maior número de internações não é benéfico para o aumento do lucro dos 
hospitais e nem é o foco principal das atividades da farmácia hospitalar. 
Estrutura, organização e administração do serviço de farmácia hospitalar 
1) 
Existem diferentes formas de buscar a qualidade dos produtos e/ou 
serviços. Para isso, utiliza-se um conjunto de boas práticas para organizar o 
sistema de gestão, como os processos de acreditação e certificação. 
Sobre os processos de acreditação e certificação, assinale a alternativa 
correta: 
d) 
A certificação visa a atestar a conformidade de determinado processo com os requisitos 
de qualidade. 
RESPOSTA CORRETA 
Certificação e acreditação não são sinônimos. A certificação é um processo que 
permite atestar que processos, sistemas de qualidade e produtos estão em 
conformidade com os requisitos especificados. A acreditação é um processo 
https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/24730244
amplo, que tem foco técnico e cujos resultados refletem mais na melhoria da 
gestão e da qualidade da assistência, sem a finalidade de fiscalização. No Brasil, 
a Organização Nacional de Acreditação (ONA) regulamenta o programa de 
acreditação, tendo a segurança do paciente como foco principal. 
2) 
Uma estrutura física adequada ajuda a garantir a segurança dos processos 
na farmácia hospitalar. 
Sobre esse aspecto, é correto afirmar que: 
e) 
piso, parede e tetos devem ter superfície lisa, lavável e com cantos arrendondados. 
RESPOSTA CORRETA 
Os requisitos de área física da farmácia hospitalar são estabelecidos por 
legislação pertinente, cabendo à Vigilância Sanitária avaliar a planta do local. A 
divisão entre as áreas (manipulação, lavagem, armazenamento, dispensação, 
etc.) deve ser feita de acordo com as atividades que serão desenvolvidas, 
respeitando a legislação. Temperatura, umidade e exposição à luz são fatores 
críticos para a conservação dos medicamentos, devendo ser priorizados durante a 
estruturação da área física. Pisos, paredes e tetos devem ter superfície lisa, 
lavável e com cantos arrendondados, para facilitar a limpeza. Vestiários e 
sanitários devem ser dimensionados considerando
o número de pessoas que 
trabalham no local. 
3) 
O farmacêutico deve acompanhar a utilização de equipamentos de proteção 
individual e coletivos em uma farmácia hospitalar. 
Sobre a proteção dos produtos e recursos humanos, é correto afirmar: 
b) 
Jaleco ou avental de proteção, touca, luva e máscara são exemplos de EPIs. 
RESPOSTA CORRETA 
Os equipamentos de proteção individual (EPI) (como luvas, máscaras, toucas, 
jalecos, sapatos, pro-pés) e os equipamentos de proteção coletiva (EPC) (como 
capelas de fluxo, filtros, exaustores, etc.) são fundamentais para garantir a 
segurança dos funcionários da farmácia. Cada atividade desenvolvida no local 
requer um tipo específico de EPI e EPC, ficando a cargo do farmacêutico e do 
setor de segurança do trabalho a determinação dos tipos de equipamentos, bem 
como de seu modo de uso e frequência de troca. 
4) 
As atividades de uma farmácia hospitalar ocorrem de forma contínua e 
ininterrupta, visando a atender da melhor forma possível todos os usuários 
de medicamentos e materiais. Para que isso seja possível, é fundamental o 
bom dimensionamento dos recursos humanos. 
Sobre estes, é correto afirmar: 
e) 
Deve haver presença de farmacêutico durante todo o período de atividade da farmácia 
hospitalar. 
RESPOSTA CORRETA 
O número de farmacêuticos, auxiliares de farmácia e outros recursos humanos 
envolvidos nas atividades da farmácia hospitalar é estabelecido por legislação 
específica e depende de diversos parâmetros, tais como número de leitos 
atendidos, tipo de atividade desenvolvido (dispensação, manipulação, pesquisa 
clínica, etc.) e complexidade do atendimento (pacientes em unidades de baixa, 
média ou alta complexidade). Independentemente desses parâmetros, as 
atividades de uma farmácia só podem ocorrer na presença de um farmacêutico. 
5) 
O farmacêutico, como gestor da farmácia hospitalar, tem várias atribuições 
relacionadas aos recursos humanos que atuam no local. Sobre essa 
afirmativa, assinale a alternativa correta: 
d) 
O farmacêutico tem responsabilidade na elaboração e na implementação do Programa 
de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA) e do Programa de Controle Médico de 
Saúde Ocupacional (PCMSA). 
RESPOSTA CORRETA 
 
 
 O farmacêutico está envolvido com a estruturação dos cargos, definindo 
funções e competências necessárias para sua ocupação. Seu papel 
interdisciplinar deve conciliar as necessidades técnicas à realidade do 
hospital, em consonância com demais setores envolvidos com o 
recrutamento de pessoas. Da mesma forma, o farmacêutico divide 
responsabilidades com os Serviços de Engenharia de Segurança e de 
Medicina do Trabalho acerca da segurança dos colaboradores, das 
pessoas que transitam no hospital (inclusive pacientes) e do próprio 
meio ambiente do entorno hospitalar. O PPRA e o PCMSA norteiam essas 
ações de segurança. A educação continuada dos colaboradores da 
farmácia é de responsabilidade do farmacêutico, que deve elaborar e 
verificar a eficácia e a qualidade dos treinamentos realizados. 
Seleção de medicamentos 
https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/24734833
1) 
A aquisição emergencial de um medicamento não padronizado em um 
hospital, visando atender à prescrição, geralmente onera os custos 
hospitalares. Diante de um grande número de solicitações de medicamentos 
não padronizados, a Comissão de Farmácia e Terapêutica (CFT) deve: 
a) 
reavaliar os itens que compõem a lista de medicamentos padronizados, decidindo ou 
não pela inclusão de novos medicamentos. 
RESPOSTA CORRETA 
Quando ocorrem várias solicitações de medicamentos não padronizados, é um 
indicativo de que o arsenal terapêutico da instituição precisa ser reavaliado. Diante 
disso, a CFT avalia os medicamentos que vêm sendo prescritos sem 
padronização no que tange a frequência de prescrição, oscilações de prescrição, 
público-alvo e custos dos medicamentos. Em reunião da CFT, a questão é 
discutida de forma multiprofissional. A CFT é uma instância consultiva de caráter 
deliberativo sobre a seleção e padronização de medicamentos, estando entre o 
escopo de suas atividades a avaliação periódica dos itens que compõem a 
padronização de medicamentos. Nem sempre a CFT irá aprovar a inclusão de 
novos medicamentos, tampouco poderá impedir que prescritores indiquem o uso 
de novos fármacos, nem poderá deixar apenas a cargo destes a decisão de 
inclusão. A inclusão/exclusão de medicamentos das listas hospitalares é uma 
decisão importante, que deve ser realizada de forma multiprofissional, 
considerando aspectos clínicos, econômicos e infraestruturais. 
2) 
A imensa oferta de medicamentos e apresentações farmacêuticas no 
mercado constitui um desafio à seleção de medicamentos. Nesse cenário, 
questões que envolvem custos e eficácia clínica precisam ser ponderadas 
com critérios. Nesse sentido, é correto afirmar que: 
d) 
a literatura baseada em evidências, como diretrizes e protocolos terapêuticos, pode ser 
usada para subsidiar a tomada de decisão na seleção de medicamentos. 
RESPOSTA CORRETA 
O custo é um critério a ser considerando entre medicamentos que 
apresentam eficácia clínica. Medicamentos menos eficazes, mesmo que com 
baixo custo, geralmente não são preferíveis. O fato de um medicamento ser 
lançado recentemente (ser inovador) não é um requisito para ser selecionado. No 
Brasil, todo medicamento comercializado (e, portanto, passível de ser padronizado 
em um hospital) deve ser registrado na Anvisa. Quanto a fontes de informação, o 
farmacêutico deve sempre buscar literatura atualizada, baseada em evidências 
clínicas consolidadas, como protocolos e diretrizes terapêuticas. No entanto, é 
possível também buscar informações junto ao fabricante do medicamento, que 
tem obrigação legal de fornecê-las. 
3) 
A Comissão de Farmácia e Terapêutica de um hospital vem discutindo 
sobre a padronização de um dos três antibióticos injetáveis apresentados a 
seguir, todos com igual eficácia: 
 
Com base nessas informações, é correto afirmar que: 
c) 
o antibiótico A, com maior custo por ampola e menor custo de tratamento, é um ótimo 
candidato à seleção. 
RESPOSTA CORRETA 
Ao observar os dados, pode-se ver o impacto do regime posológico do 
medicamento sobre os custos totais da terapia. O antibiótico A, que apresenta o 
maior custo por ampola, é o que tem menor custo de tratamento, podendo ser um 
ótimo candidato à seleção. Por outro lado, o antibiótico B, que tem menor custo 
por ampola, acaba resultando em tratamento mais oneroso por requerer 6 
aplicações ao longo de 5 dias. O antibiótico C tem um regime posológico mais 
confortável (12/12 h), mas requer maior tempo de internação, impactando o custo 
total da terapia. 
4) 
Na inclusão de novos medicamentos, a padronização hospitalar é um 
processo de grande importância e que deve ser registrado em ata pelas 
instituições. Para a inclusão de novos medicamentos, pode-se afirmar que: 
a) 
é necessário avaliar com os membros da CFT os procedimentos a serem adotados, pois 
estes variam de instituição para instituição. 
RESPOSTA CORRETA 
Devido ao seu caráter consultivo e deliberativo, a CFT é uma instância exclusiva 
de cada instituição. Dessa forma, o processo que envolve a padronização ou 
despadronização de itens pode variar muito. Portanto, é necessário que sejam 
verificados os documentos e processos pertinentes ao local da 
solicitação. Qualquer colaborador das instituições pode e deve acessar esses 
documentos, pois eles não são uma exclusividade dos membros da CFT. 
Eles podem ser preenchidos por qualquer profissional e encaminhados conforme 
processo institucional para ser debatido durante as reuniões, não necessitando a 
entrega durante as reuniões. Todo esse processo deve ocorrer de forma contínua 
para que os medicamentos estejam sempre adequados às melhores evidências 
científicas. Dessa forma, não há motivos para aguardar uma nova revisão da 
padronização, tampouco é necessário realizar visitas benchmark para isso. 
5) 
A Comissão
de Farmácia e Terapêutica (CFT) é uma instância colegiada, de 
caráter consultivo e deliberativo, que exerce papel crucial na tomada de 
decisões acerca de medicamentos dentro do ambiente hospitalar. Sobre a 
CFT, é correto afirmar que: 
d) 
suas atividades devem ser pautadas em um cronograma de reuniões ordinárias, 
podendo também contar com reuniões extraordinárias. 
RESPOSTA CORRETA 
O papel da CFT inclui a seleção e padronização de medicamentos, mas também 
permeia ações de educação permanente da equipe da saúde e a promoção do 
uso racional de medicamentos. É composta por uma equipe multidisciplinar, 
preferencialmente que atue na instituição de origem. No entanto, é possível que 
profissionais que não pertençam à instituição também participem, fornecendo 
subsídios para a tomada de decisão. Normalmente, a CFT conta com 
representantes da diretoria clínica, da administração, dos serviços de farmácia, 
dos serviços de enfermagem, da Comissão de Controle de Infecção e de 
especialidades médicas. É extremamente importante que a CFT seja instituída de 
modo formal na instituição hospitalar e que tenha um regimento 
estabelecendo seu funcionamento. A CFT deve ter reuniões periódicas 
(ordinárias), estabelecidas em cronograma prévio, podendo reunir-se de forma 
extraordinária quando necessário. 
Gestão de estoque de medicamentos 
1) 
Um sistema eficiente de gestão de estoques permite prever, com certo grau 
de confiabilidade, tendências futuras, dando sustentabilidade para tomadas 
de decisões em aquisição de materiais e medicamentos a serem utilizados 
durante os processos de cuidado ao paciente. 
Sobre este tema, assinale a alternativa correta. 
b) 
Estoque de segurança é a quantidade de cada item que deve ser mantida como reserva 
para garantir o atendimento, mesmo em casos de imprevistos. 
RESPOSTA CORRETA 
A gestão eficiente de estoque está intimamente relacionada à segurança do 
paciente, uma vez que ela garante melhores desfechos clínicos ao proporcionar a 
itens essenciais o cuidado e a ininterrupção do procedimento/tratamento em vigor. 
Neste contexto, faz sentido manter estoques reservas, ou estoque de segurança, 
para que não ocorra ruptura de estoque devido à eventualidades e, 
consequentemente, agravos clínicos. O gerenciamento de estoque lança mão de 
diversas ferramentas, como, por exemplo, o inventário, o qual consiste na 
contagem física dos medicamentos para conferência dos dados apontados pelo 
sistema informatizado. Divergências entre os dados podem significar perdas 
econômicas. Os custos do produto estocado, por sua vez, estão relacionados aos 
custos de aquisição, ao transporte, aos gastos na manutenção do local de 
armazenamento, tanto com estruturas quanto com recursos humanos. Por fim, 
ressalta-se que, diante de toda a complexidade dos processos logísticos que 
envolvem a gestão de estoques, faz-se necessária a abordagem multiprofissional 
entre engenheiros, administradores, estatísticos, profissionais do financeiro e 
farmacêuticos. Os demais profissionais da saúde atuam de forma coadjuvante 
nesses processos, sendo caracterizados como consumidores/geradores de 
demanda. 
2) 
Entre os vários conceitos relacionados à gestão de estoques, encontra-se o 
ponto de pedido. Considere um item que tem consumo médio de 200 
unidades por mês, estoque de segurança para 1 mês e que o tempo de 
reposição é igual a 60 dias. 
https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/24739077
O conceito e o valor do ponto de pedido para este caso estão corretamente 
anunciados em qual alternativa? 
a) 
Ponto quantitativo que determina a necessidade de uma nova emissão de pedido de 
aquisição. Valor = 600 itens. 
RESPOSTA CORRETA 
Ponto de pedido é exatamente o valor quantitativo que alerta para a necessidade 
de um novo pedido. Atente-se para o fato de que entre o momento da percepção 
do alerta até a efetivação da solicitação de compra existe um prazo, uma vez que 
o pedido não é feito de forma automática. 
Substituindo os valores dados na fórmula 
PP= CM x TR + ES, tem-se que PP = (200 itens x 2 meses) + 200 itens = 600 
itens. Observe que o TR foi convertido para mês. 
3) 
A compreensão sobre as tipologias de demandas é importante para a 
redução dos erros em previsibilidade de consumo. 
Sobre esta temática, assinale a alternativa correta. 
d) 
Demanda derivada significa que a requisição de determinado item está relacionada a 
outro produto, podendo ser aumentada ou diminuída por este. 
RESPOSTA CORRETA 
As demandas regulares são menos susceptíveis a erros de previsibilidade, uma 
vez que se baseiam em consumos médios e não necessariamente em valores 
idênticos de consumo. Já as demandas sazonais, que podem ser relacionadas a 
causas ambientes, sociais, econômicas e institucionais, exigem uma variação de 
25% acima ou abaixo da linha normal de consumo. No exemplo, um aumento do 
consumo para 563 ampolas determinaria sazonalidade. Demandas em desuso 
estão relacionadas à descontinuidade da requisição dos itens devido, por 
exemplo, a alterações nas condutas de tratamento, norteadas por novas 
evidências científicas. 
4) 
Métodos de gestão de estoque e previsibilidade de demanda normalmente 
são aplicáveis de forma individual. Todavia, no contexto hospitalar, a 
variabilidade e a complexidade dos itens utilizados nos processos de 
cuidado inviabilizam um tratamento administrativo específico para cada 
produto. Portanto, sistemas classificatórios, como a curva ABC, são 
empregados. 
Avalie as alternativas e assinale a correta. 
e) 
Medicamentos e materiais da classe B têm importância intermediária e requerem 
acompanhamento preciso. 
RESPOSTA CORRETA 
A classificação ABC serve para classificar materiais e medicamentos quanto à 
importância administrativa, considerando o volume dos itens e os valores. Nesse 
sentido, itens classe A pouco volumosos e muito onerosos devem ser 
cuidadosamente gerenciados. Os itens classe B, ainda que tenham maiores 
volumes e menores valores, também devem ser monitorizados, ainda que com 
menos intensidade do que a classe A. Já os itens classe C, por sua vez, 
apresentam-se em maior quantidade, todavia, representam baixos custos e, por 
isso, não precisam ser minuciosamente administrados. 
5) 
A classificação XYZ categoriza os medicamentos e materiais de acordo com 
sua essencialidade para os serviços de cuidados oferecidos. Pode ser 
empregada de forma isolada ou combinada com a classificação ABC. 
Assinale a alternativa correta. 
a) 
Um medicamento cujo consumo é baixo, valor unitário é alto e tem alta criticidade em 
atendimentos emergenciais, pode ser classificado, no sistema misto ABC/XYZ, como 
item AZ. 
RESPOSTA CORRETA 
A classificação XYZ é escrita em ordem crescente de criticidade, possibilidade de 
substituição e risco para morbimortalidade, ou seja, itens X têm baixa criticidade, 
itens Y têm intermediária criticidade e itens Z têm alta criticidade. Sistemas mistos 
buscam pelo aumento da eficiência da gestão de estoques e requerem a 
consideração de todos os parâmetros envolvidos (volume, valor e criticidade). 
Assim, um item cujo consumo é baixo, valor unitário é alto (A) e tem alta 
criticidade (Z), é categorizado como AZ. Por outro lado, um medicamento cujo 
consumo é alto, valor unitário é baixo (C) e pode ser facilmente substituído (X), é 
classificado como CX. 
Distribuição, rastreabilidade e automação na farmácia hospitalar 
1) 
A distribuição de medicamentos é considerada etapa de destaque devido, 
entre outros motivos, à interface direta entre o serviço de farmácia 
hospitalar e os demais profissionais da saúde. 
Sobre os sistemas de distribuição de medicamentos, marque a alternativa 
correta: 
https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/24751681
b) 
Entre os sistemas de distribuição de medicamentos, aquele que reduz de forma mais 
significativa o risco de erros de medicação é o sistema de distribuição por dose unitária 
individualizada. 
RESPOSTA CORRETA 
O sistema coletivo,
de fato, é o mais antigo e consiste na participação ínfima da 
equipe da farmácia hospitalar, porque que a quantidade de recursos humanos no 
setor também é pequena. Já o sistema de distribuição individualizado é 
caracterizado por reduzir consideravelmente o tempo despedindo pela equipe de 
enfermagem com a separação dos medicamentos. Todavia, o preparo dos 
medicamentos, inclusive de uso parenteral, continua ocupando o tempo 
assistencial dos técnicos e enfermeiros. Nesse sistema, uma das atividades 
potenciais do farmacêutico é a avaliação da prescrição previamente à 
dispensação e, se necessário, a intervenção direta com o prescritor. Ainda, esse 
sistema pode coexistir com o sistema coletivo, a depender do produto, 
configurando o sistema misto de distribuição de medicamentos. Por fim, o sistema 
de distribuição por dose unitária individualizada, além de reduzir o risco de erros 
de medicação, proporciona impacto econômico favorável, a longo prazo, aos 
cofres institucionais. 
2) 
A distribuição de medicamentos, como etapa do ciclo da assistência 
farmacêutica, é responsabilidade da farmácia hospitalar. 
Sobre os sistemas de distribuição de medicamentos, assinale a alternativa 
que corresponde, respectivamente, a uma desvantagem do sistema coletivo, 
do sistema individualizado e do sistema por dose unitária individualizada. 
b) 
Diminuta participação da farmácia hospitalar nos processos assistenciais; favorecimento 
de erros, especialmente no sistema indireto; altas cifras investidas para implementação. 
RESPOSTA CORRETA 
O sistema coletivo apresenta desvantagens como a reduzida participação da 
farmácia hospitalar nos processos assistenciais, estoques de produtos nas 
enfermarias e favorecimento dos erros de medicação. O sistema individualizado, 
especialmente o indireto, ainda favorece erros de medicação, uma vez que 
necessita da transcrição da prescrição. Todavia, certamente apresenta como 
vantagem o maior envolvimento da farmácia hospitalar. Por fim, um dos desafios 
do sistema de dose unitária individualizada é o investimento inicial gasto com 
infraestrutura e recursos humanos, mas que continua a ser fortemente 
recomendado pelas autoridades e associações competentes. 
3) 
Os sistemas de distribuição podem ser classificados de várias formas, e 
podem estar presentes combinações em um mesmo serviço hospitalar com 
o intuito de atender às peculiaridades de cada setor. 
Sobre esse assunto, marque a alternativa correta. 
d) 
Os sistemas coletivo e individualizado podem coexistir, mas o sistema coletivo deve ser 
preterido, sempre que possível, em relação ao individualizado. 
RESPOSTA CORRETA 
Sistemas descentralizados aumentam o vínculo da equipe de farmácia com os 
demais profissionais assistentes, contribuindo para o desenvolvimento de ações 
multiprofissionais e, consequentemente, de melhoria da qualidade assistencial. 
Sistemas centralizados dispensam farmácias satélites, uma vez que concentram 
as atividades em um único espaço físico. Tanto os sistemas centralizados quanto 
os descentralizados podem adotar sistemas de distribuição coletiva, 
individualizada e dose unitária individualizada. Estes, de fato, reduzem erros de 
prescrição e requerem sistema de intervenção farmacêutica previamente à 
dispensação. Inclusive, fazem uso de doses unitarizadas provenientes diretamente 
do fornecedor ou fracionadas no âmbito hospitalar. Por fim, cabe ressaltar que 
sistemas coletivos e de intervenção farmacêutica posterior devem sempre ser 
preteridos por serem menos eficientes no que tange à segurança do paciente. 
4) 
A rastreabilidade de medicamentos é uma preocupação tanto das 
autarquias e dos sistemas nacionais públicos de cuidado à saúde quanto 
dos serviços de assistência. 
Sobre esse tema, marque a alternativa correta: 
b) 
Diante de um procedimento de recolhimento (recall), a rastreabilidade é um instrumento 
de grande valia para a tomada de decisões em ambiente hospitalar. 
RESPOSTA CORRETA 
A rastreabilidade em âmbito nacional ainda se encontra em fase de 
implementação e ajustes articulados pela Anvisa. A importância das ações de 
rastreabilidade, entre outros motivos, consiste no fato de que medicamentos 
falsificados e provenientes de cargas roubadas ainda são uma realidade no País. 
O sucesso do sistema de rastreabilidade nacional facilita, certamente, ações de 
rastreabilidade em serviços de saúde. Estas, por sua vez, promovem a eficiência 
da gestão de estoques, reduzem o risco de erros de medicamentos, facilitam 
ações de tecno e farmacovigilância, além de proporcionarem procedimentos 
de recall ágeis e apurados. Todavia, ainda que se apresente como instrumento de 
grande valia, a rastreabilidade constitui apenas uma das várias barreiras contra 
erros de medicação que devem ser instituídas nos serviços hospitalares. 
5) e) 
Sistemas informatizados permitem ações efetivas na rastreabilidade, na gestão de 
suprimentos e na minimização de erros, aumentando, portanto, a segurança do 
paciente. 
RESPOSTA CORRETA 
A inserção de códigos de barras, além de contribuir para ações de rastreabilidade, 
colabora para a racionalização do tempo gasto da linha operacional e da mão de 
obra da farmácia hospitalar, fomentando, portanto, a agilidade das atividades 
desenvolvidas. A informatização e a automação não requerem sistemas 
específicos de distribuição de medicamentos. Todavia, é certo que sistemas de 
distribuição altamente recomendados, como os de dose unitária individualizada, 
têm seu valor incrementado quando integralizados à informatização e/ou à 
automação. Essas práticas, ainda que orientadas pelas associações competentes, 
requerem altas cifras de investimento e, por isso, não têm alto índice de uso no 
País, especialmente os processos de automação. 
Os benefícios da inserção da informática e da automação no contexto da 
farmácia hospitalar abrangem aspectos tanto logísticos como assistenciais. 
Sobre essa tema, marque a alternativa correta: 
Manipulação de medicamentos no âmbito hospitalar 
Manipulação de medicamentos no âmbito hospitalar 
 
1) 
A farmácia hospitalar deve atender aos requisitos das boas práticas de 
manipulação de preparações magistrais e oficinais, segundo a Resolução 
n.º 67/2007, a fim de garantir a qualidade, a segurança e a efetividade das 
preparações manipuladas. Entre esses requisitos, estão as recomendações 
quanto a infraestrutura física, equipamentos e procedimentos operacionais 
necessários à operacionalização das suas atividades. Quanto à 
infraestrutura da farmácia hospitalar, é correto afirmar: 
a) 
A sala de manipulação deve conter capelas com exaustão para a manipulação de 
substâncias voláteis. 
RESPOSTA CORRETA 
A sala de manipulação deve conter capelas com exaustão para a manipulação de 
substâncias voláteis, tóxicas, corrosivas, cáusticas e irritantes. A manipulação de 
medicamentos estéreis precisa ser realizada em salas limpas com fluxo de ar 
laminar vertical, o que não é necessário para os demais produtos não estéreis. 
Algumas preparações, como os medicamentos sujeitos a controle especial, as 
substâncias de baixo índice terapêutico, a nutrição parenteral e enteral e os 
medicamentos termolábeis, precisam de condições específicas para 
armazenamento. A manipulação de doses unitárias exige a aquisição de materiais 
https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/24754588
https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/24754588
e equipamentos especializados, necessitando, assim, de alto investimento 
financeiro inicial. 
2) 
A preparação de doses unitárias é um procedimento de grande importância 
no âmbito hospitalar. Marque a alternativa correta que indica uma vantagem 
da manipulação de doses unitárias: 
b) 
Redução na incidência de erros de medicação. 
RESPOSTA CORRETA 
A manipulação de doses unitárias permite, além da diminuição dos custos com 
medicamentos, evitar o desperdício, a redução dos erros de medicação, já que a 
medicação é entregue pronta para a administração no paciente.
O tempo para 
preparo da medicação pela enfermagem também é reduzido quando são utilizadas 
doses unitárias, e também ocorre redução dos estoques nos setores da 
enfermaria. Quanto mais abrangentes os serviços oferecidos pela farmácia 
hospitalar, a exemplo da manipulação de medicamentos, maior a necessidade de 
recursos humanos para atender à demanda. 
3) 
A manipulação de medicamentos estéreis por unidade hospitalar engloba 
desde o preparo de esquemas de soroterapia endovenosa até o 
fracionamento de medicamentos de alto custo. O Anexo IV da Resolução n.º 
67/2007 trata especificamente das boas práticas de manipulação de 
produtos estéreis que devem ser seguidas pelo hospital que deseja 
manipular esse tipo de preparação. É correto afirmar: 
c) 
O envase de preparações esterilizadas por filtração deve ser realizado em fluxo laminar 
classe ISO 5. 
RESPOSTA CORRETA 
As formulações estéreis devem ter sala de manipulação e envase exclusiva para 
evitar contaminação microbiológica. A água utilizada na preparação de estéreis 
deve ser obtida no próprio estabelecimento, por destilação ou por osmose reversa, 
e deve ser descartada a cada 24 horas caso não seja mantida em recirculação a 
uma temperatura igual ou superior a 80ºC. O envase de preparações esterilizadas 
por filtração deve ser realizado em sala classe ISO 7 sob fluxo laminar classe ISO. 
A revisão e a inspeção dos produtos estéreis, para verificar a integridade física da 
embalagem, a ausência de partículas estranhas, precipitações e separações de 
fases, são obrigatórias para 100% das amostras. A manipulação de preparações 
estéreis contendo citostáticos deve ser realizada em sala exclusiva e em cabine 
de segurança biológica classe II B2. 
4) 
No hospital, a produção de medicamentos à base de hormônios, 
antibióticos e citostáticos deve atender aos requisitos das boas práticas de 
manipulação descritos no Anexo III da Resolução n.º 67/2007. Sobre os 
requisitos para o processo de manipulação dessas classes de 
medicamentos, é correto afirmar: 
d) 
A manipulação de cada uma dessas substâncias deve ser em sala dedicada com 
acesso por meio de antecâmara. 
RESPOSTA CORRETA 
O armazenamento das matérias-primas contendo hormônios, antibióticos e 
citostáticos deve ser realizado em local distinto e de acesso restrito. A Vigilância 
Sanitária local deve inspecionar se a farmácia atende aos requisitos das boas 
práticas de manipulação para concessão de licença sanitária, na sua renovação e 
nas demais ações de fiscalização. A pesagem dos hormônios, citostáticos e 
antibióticos deve ser efetuada na respectiva sala de manipulação, e as balanças e 
a bancada devem ser submetidas a processo rigoroso de limpeza antes e após 
cada pesagem. As farmácias devem ter salas de manipulação dedicadas, com 
sistemas de ar independentes, dotadas cada uma com antecâmara, para a 
manipulação de hormônios, antibióticos e citostáticos. Essas salas devem ter 
pressão negativa em relação às áreas adjacentes, de forma a impedir o 
lançamento de pós no laboratório ou no meio ambiente, evitando contaminação 
cruzada. 
5) 
O fracionamento de medicamentos consiste na subdivisão de sua 
embalagem primária em frações menores. No hospital, esse procedimento 
tem grande importância e contribui para a gestão coerente de recursos. 
Sobre o fracionamento de medicamentos, é correto afirmar: 
e) 
A rotulagem manual de medicamentos fracionados pode levar a erros de medicação. 
RESPOSTA CORRETA 
A subdivisão da embalagem primária pode ser realizada de forma manual ou de 
forma automatizada, utilizando robôs, e os medicamentos advindos de 
embalagens primárias não fracionáveis também podem ser fracionados, devendo 
ser subdivididos e reembalados em uma embalagem secundária devidamente 
rotulada. Esse procedimento de fracionamento das formas sólidas ocorre na seção 
de farmacotécnica não estéril, e não na central de misturas endovenosas, como as 
doses unitárias estéreis. O fracionamento pode comprometer a validade dos 
medicamentos, uma vez que sua retirada da embalagem primária e a 
transferência à embalagem secundária levam o fármaco à exposição ao material 
de embalagem utilizado, o que pode resultar em umidade e aumento da 
temperatura. Outro problema relacionado ao fracionamento é o fato de a 
rotulagem e a embalagem manual dos medicamentos fracionados por recorte do 
blíster estarem frequentemente associadas a problemas como troca de um 
medicamento prescrito por outro, levando a erros de medicação. 
 
 
Administração de quimioterapia 
1) 
A manipulação de medicamentos visa a atender às necessidades do 
paciente de forma individualizada, com alta qualidade e segurança, sendo 
uma importante área da Farmácia Hospitalar. A manipulação de citostáticos 
deve atender a requisitos específicos da RDC n.º 67/2007, dos quais é 
correto afirmar que: 
c) 
os utensílios utilizados na manipulação de citostáticos devem ser separados por classe 
terapêutica, a fim de evitar contaminação cruzada. 
RESPOSTA CORRETA 
A manipulação de agentes citostáticos pela Farmácia Hospitalar poderá 
ser iniciada somente após a aprovação pela Vigilância Sanitária local. A 
pesagem dos citostáticos deve ser efetuada na respectiva sala de manipulação 
dedicada aos medicamentos citostáticos. Todos os utensílios utilizados na 
manipulação de citostáticos devem ser separados e identificados por classe 
terapêutica. A manipulação de citostáticos é atividade privativa do farmacêutico, 
que não pode delegar essa função para ninguém. O farmacêutico deve elaborar 
um sistema de rodízio de funcionários a fim de reduzir os riscos ocupacionais. 
2) 
A destinação final dos resíduos de origem farmacêutica é altamente 
relevante para a saúde pública e o meio ambiente. 
Em relação ao manejo de resíduos citostáticos em unidades hospitalares, é 
correto afirmar que: 
e) 
as excretas de pacientes tratados com citostáticos podem ser eliminadas no esgoto, 
desde que o mesmo seja tratado. 
RESPOSTA CORRETA 
Os resíduos antineoplásicos pertencem ao grupo B, que consiste em substâncias 
químicas que podem apresentar riscos à saúde pública ou ao meio ambiente. Os 
resíduos contaminados apenas com traços, como as luvas de procedimento, 
podem ser descartados juntamente com o lixo doméstico. Já as seringas 
perfusoras são consideradas resíduos citostáticos de alta concentração e devem 
https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/24874232
ser descartadas como lixo perigoso. As soluções não diluídas também são 
consideradas citostáticos de alta concentração, devendo ser inativadas por 
reações químicas e seladas em sacos plásticos de cor diferente. As excretas de 
pacientes tratados com citostáticos podem ser eliminadas no esgoto, desde que 
haja sistema de tratamento de esgotos na região onde se encontra o serviço, de 
acordo com a RDC 306/2004. 
3) 
Os medicamentos antineoplásicos apresentam a propriedade de 
desenvolver toxicidade aguda ou crônica, caracterizando risco ocupacional 
químico. Os acidentes com citostáticos que resultam em derramamentos ou 
quebras de material devem ser relatados à CIPA local e tratados 
imediatamente por profissional treinado. 
Quanto às condutas que devem ser realizadas em acidentes com 
citostáticos, é correto afirmar que: 
e) 
quando ocorrer derramamento nas roupas, as peças devem ser retiradas e a área 
afetada deve ser lavada com água e sabão em abundância. 
RESPOSTA CORRETA 
Em situações de derramamento, não devem ser utilizados métodos de inativação 
química dos antineoplásicos, pelo risco de serem produzidos produtos voláteis 
perigosos. Todas as áreas responsáveis pela manipulação, armazenamento e 
administração de quimioterápicos devem estar preparadas com kits de 
derramamento, inclusive durante o transporte. Esses kits devem conter luvas de 
procedimentos, avental de baixa permeabilidade, compressas absorventes, 
proteção respiratória, proteção ocular e sabão. No caso de acidentes com 
antineoplásicos em que haja fragmentos de vidro, estes deverão
ser recolhidos 
com pás e colocados em recipiente para acondicionamento de perfurocortantes. 
Derramamentos de 10 mL são considerados de grande volume e apresentam risco 
ocupacional químico, sendo que devem ser contidos com folhas absorventes ou 
chumaços. Quando houver derramamento nas roupas, as peças devem ser 
retiradas sem tocar nas partes contaminadas e acondicionadas em saco plástico 
para descarte como lixo tóxico, e a área afetada deve ser lavada com água e 
sabão em abundância. 
4) 
A manipulação de agentes citostáticos deve ser feita de maneira segura por 
manipuladores preparados e treinados para tal. 
Sobre os cuidados na preparação dos agentes antineoplásicos, é correto 
afirmar que: 
d) 
as recomendações do fabricante quanto à estabilidade do medicamento devem ser 
estritamente seguidas. 
RESPOSTA CORRETA 
É proibido o consumo de alimentos e bebidas na sala de manipulação, visto que o 
procedimento de preparo dos medicamentos antineoplásicos deve ser 
completamente asséptico. A concentração final (mg/mL) compreendida na 
prescrição precisa ser exatamente seguida; caso o farmacêutico perceba algum 
problema na prescrição durante o processo de manipulação, deve parar o 
procedimento e conversar com o prescritor a respeito. A bancada de trabalho deve 
ser coberta com material absorvente, o qual deve ser descartado diariamente, a 
fim de reduzir o risco de contaminação. As recomendações do fabricante quanto à 
compatibilidade do medicamento com outras substâncias, estabilidade e 
exposição à luz devem ser estritamente seguidas. As luvas utilizadas pelos 
manipuladores devem ser trocadas sempre que mudar o ciclo por paciente. 
5) 
A quimioterapia antineoplásica consiste na aplicação de substâncias 
químicas, de forma isolada ou em combinação, com o objetivo de tratar 
neoplasias malignas. 
Sobre os medicamentos antineoplásicos, é correto afirmar que: 
b) 
podem ser classificados de acordo com a estrutura e a função em nível celular e quanto 
às reações dermatológicas locais. 
RESPOSTA CORRETA 
Os medicamentos antineoplásicos são produtos altamente tóxicos, e muitas 
substâncias apresentam efeito mutagênico, carcinogênico e até mesmo 
teratogênico. Os antineoplásicos podem ser classificados de acordo com a 
estrutura e a função em nível celular (agentes alquilantes, antimetabólicos, 
antibióticos antitumorais, alcaloides e outros) e quanto às reações dermatológicas 
locais (vesicantes, irritantes, não vesicantes/irritantes). Os antineoplásicos podem 
ser administrados por diversas vias, como oral, intramuscular, subcutânea, 
intravenosa, intratecal e tópica, dentre outras. A maioria dos antineoplásicos é 
inespecífica, atuando tanto em células malignas quanto benignas. A contaminação 
dos profissionais pode ser de forma direta, por inalação ou contato com a pele e 
mucosas, ou indireta, pelas secreções de pacientes que receberam 
antineoplásicos nas últimas 72 horas. 
 
Nutrição enteral 
1) 
O farmacêutico é um dos integrantes da equipe multiprofissional de terapia 
nutricional e tem como função estabelecer normas e procedimentos para a 
correta prescrição, formulação, armazenamento e administração da nutrição 
enteral aos pacientes. É correto afirmar que é uma atribuição do farmacêutico 
dentro da equipe multiprofissional de terapia nutricional: 
https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/24793540
b) 
Analisar se há incompatibilidade físico-química entre os medicamentos e os nutrientes 
da dieta enteral. 
RESPOSTA CORRETA 
O farmacêutico, como integrante da equipe multiprofissional de terapia nutricional, 
tem como uma das atribuições analisar a prescrição da nutrição enteral e de 
outros medicamentos que o paciente esteja fazendo uso em relação à 
incompatibilidade físico-química e/ou interação fármaco-nutriente e nutriente-
nutriente. O médico é o responsável pela prescrição, assim como pela realização 
do procedimento para acesso ao trato gastrintestinal para a colocação da sonda. A 
lavagem das sondas deve ser realizada pelo profissional de enfermagem e a 
avaliação nutricional, pelo nutricionista. 
2) 
Os medicamentos em forma líquida são os mais adequados para a 
administração por sondas. No entanto, é comum ser necessário administrar 
medicamentos sólidos, previamente manipulados, para administração, tanto 
por sondas nasogástricas quanto por sondas nasoentéricas. Assinale a seguir 
um medicamento cuja forma farmacêutica sólida pode ser triturada para 
administração por sonda nasogástrica: 
 
Aciclovir – comprimido. 
RESPOSTA CORRETA 
O aciclovir, em sua forma de comprimido, pode ser triturado e, posteriormente, 
disperso em água para administração por sonda nasogástrica. O ácido valproico, 
por conter revestimento entérico; o sulfato ferroso, devido à oxidação; a 
isossorbida, por estar na forma farmacêutica sublingual; e as vitaminas do 
complexo B, devido ao revestimento, não podem sofrer trituração para 
administração por sondas. 
3) 
As sondas de alimentação enteral são também utilizadas para administração 
de medicamentos em pacientes cuja situação clínica impede a utilização da via 
oral. Em relação às medidas de segurança para a administração de 
medicamentos por sondas, é correto afirmar: 
d) 
Soluções viscosas podem ser administradas por sondas após a diluição em água. 
RESPOSTA CORRETA 
Os medicamentos na forma farmacêutica líquida são os preferíveis para a 
administração por sonda, devendo evitar a trituração de medicamentos na forma 
de cápsulas, de liberação programada ou estendida. As soluções viscosas ou 
hiperosmolares podem ser administradas por sonda após diluição em 60-90 mL de 
água. Cada um dos medicamentos prescritos pelo médico deve ser administrado 
separadamente, com lavagem da sonda utilizando 30 mL de água filtrada antes e 
após a administração do medicamento, e em caso de obstrução da sonda, esta 
não deve ser descartada, e sim lavada com água morna e aspirada repetidas 
vezes, podendo ser necessário utilizar água carbonatada. 
4) 
A administração da nutrição enteral (NE) pode ser contínua, cíclica, em bolo 
ou intermitente. Sobre a administração contínua, podemos afirmar que: 
c) 
Necessita utilizar uma bomba de infusão. 
RESPOSTA CORRETA 
A NE contínua é administrada em velocidade lenta, ao longo das 24 horas, sem 
interrupções, por isso, faz-se necessário uso de bomba de infusão que controle o 
volume de fórmula administrado. As NEs administradas de forma cíclica 
geralmente têm maior densidade calórica e estão associadas a um maior risco de 
desencadear refluxo e broncoaspiração. Flutuações dos níveis séricos de insulina 
geralmente são mais comuns quando a dieta é administrada em bolo ou de forma 
intermitente. 
5) 
A nutrição enteral (NE) pode ser adquirida industrialmente, com composição 
padronizada, porém, dependendo da necessidade nutricional do paciente, 
podem ser adicionados à NE outros nutrientes. Sobre as formulações de NE, é 
correto afirmar: 
b) 
O módulo de fibra solúvel pode ser adicionado à NE, a fim de regularizar o trânsito 
intestinal, controlando obstipação e diarreia. 
RESPOSTA CORRETA 
A dieta oligomérica é uma formulação na qual os nutrientes estão presentes já 
pré-digeridos, sendo indicada para pacientes com algum distúrbio de absorção. O 
módulo de fibra solúvel pode ser adicionado à NE com a finalidade de regularizar 
o trânsito intestinal, controlando obstipação e diarreia. Todas as formulações de 
NE devem ser registradas na Anvisa antes da sua comercialização, de acordo 
com a Resolução n. 23/00 e a RDC n. 27/10. O módulo para NE deve ser 
constituído somente por um dos grupos de nutrientes, a saber: carboidratos, 
lipídios, proteínas, fibras alimentares ou micronutrientes (vitaminas e minerais), 
sendo que não existem limites mínimos e máximos estabelecidos para os 
nutrientes presentes nos módulos, pois a sua utilização pode variar caso a caso, 
de acordo com as necessidades clínicas e nutricionais do paciente. 
 
Nutrição parenteral 
https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/24790718
1) 
A nutrição parenteral é administrada por via intravenosa e é composta por 
carboidratos, aminoácidos, lipídios, vitaminas e minerais. Sobre a 
administração da nutrição parenteral, é correto afirmar: 
a) 
Alterações na velocidade da administração da nutrição parenteral podem causar 
hiperglicemia. 
RESPOSTA CORRETA 
A nutrição parenteral (NP) deve ser administrada em velocidade constante, a fim 
de evitar variações na velocidade que podem resultar em hiperglicemia devido às 
elevadas concentrações de glicose nas formulações. A NP pode ser administrada 
por via central e periférica. A primeira caracteriza-se pela infusão de soluções de 
alta osmolaridade em veias de grande calibre, normalmente, na veia cava 
superior; a segunda caracteriza-se pela infusão de soluções de baixa 
osmolaridade em veias menores, geralmente, na mão ou no antebraço. A NP pode 
ser administrada pelo método de gravidade, utilizando equipamentos de infusão 
ou com auxílio de uma bomba de fusão, mas a infusão de cada frasco de NP não 
deve ser superior a 24 horas. 
2) 
O farmacêutico é um dos integrantes da equipe multiprofissional de terapia 
nutricional (EMTN) juntamente com o médico, o enfermeiro e o nutricionista. 
É correto afirmar que é uma atribuição do farmacêutico dentro da EMTN 
aplicada à nutrição parenteral: 
b) 
Manipulação da nutrição parenteral. 
RESPOSTA CORRETA 
O farmacêutico é o responsável pela preparação da nutrição parenteral, que 
envolve os processos de avaliação da prescrição, manipulação, controle de 
qualidade, conservação e transporte da NP. A prescrição da nutrição parenteral 
com indicação da via a ser administrada é restrita ao médico; a administração 
deve ser feita pela equipe de enfermagem; e a avaliação do estado nutricional do 
paciente é responsabilidade do nutricionista. 
3) 
Os pacientes que fazem uso de nutrição parenteral devem ser avaliados 
clinicamente com o objetivo de identificar possíveis complições mecânicas, 
sépticas e metabólicas que necessitem de tratamento. Assinale a alternativa 
que contém uma complicação metabólica associada à administração da 
nutrição parenteral. 
a) 
Glicosúria. 
RESPOSTA CORRETA 
Durante a administração da nutrição parenteral, os pacientes podem desenvolver 
complicações metabólicas, como a glicosúria, devido à intolerância por infusão de 
glicose; hipofosfatemia, acentuada pela administração de soluções de NP pobres 
em fosfato; alterações hepáticas, manifestadas por um aumento em cerca de 
cinco vezes da transaminase glutâmico-pirúvica (TGP); hipomagnesemia, 
provocando alterações do sistema nervoso central mesmo com uma perda total 
pequena; e hiperlipidemia, em pacientes com alterações no metabolismo de 
lipídios. 
4) 
Na preparação da nutrição parenteral, o farmacêutico deve utilizar técnicas 
pré-determinadas, a fim de assegurar a estabilidade da formulação. A respeito 
da estabilidade de emulsões lipídicas, é correto afirmar: 
b) 
A proporção entre os macronutrientes tem influência sobre a estabilidade de emulsões 
lipídicas. 
RESPOSTA CORRETA 
A concentração final de glicose, a proporção entre os macronutrientes e a 
temperatura de armazenamento são fatores que influenciam a estabilidade de 
uma emulsão lipídica. Ao verificar a instabilidade da emulsão, pode-se aumentar a 
concentração de aminoácidos, a fim de resolver o problema. O CAN (Número 
Crítico de Agregação) é um parâmetro que avalia a possibilidade de separação de 
fases da emulsão; não contempla a possibilidade de formação de micelas 
gordurosas. 
5) 
A nutrição parenteral (NP) pode ser comprada pronta para o uso com 
quantidade padronizada para cada elemento ou pode ser manipulada para 
atender as necessidades individuais do paciente. Sobre a composição das 
formulações de NP, é correto afirmar: 
d) 
O nitrogênio é fornecido por uma mistura de aminoácidos com concentração de 7 a 
15%. 
RESPOSTA CORRETA 
A solução de NP pode ser classificada como um sistema glicídico composto por 
duas soluções de grande volume (aminoácidos e glicose) ou como um sistema 
lipídico composto por três soluções de grande volume (aminoácidos, glicose e 
lipídios). As emulsões lipídicas são utilizadas como fonte calórica e, quando 
utilizadas, resultam em menor osmolaridade da solução quando comparadas à 
glicose. Na NP, o nitrogênio é fornecido através de uma mistura de aminoácidos 
colocados na solução que pode variar em termos de concentração (7 a 15%) e de 
variedade (13 a 20 aminoácidos diferentes). Na NP, os eletrólitos, vitaminas e 
oligoelementos devem estar em quantidades que atendam as necessidades 
diárias do paciente, que variam de acordo com sua faixa etária e patologia 
associada. 
 
Farmácia clínica 
1) 
O farmacêutico clínico deve ter algumas habilidades clínicas e 
conhecimentos específicos para exercer a prática clínica. Diante disso, 
analise a seguinte situação: 
O paciente Carlos, 38 anos, passou 5 dias internado devido a uma infecção 
urinária grave e hoje está de alta. O farmacêutico Josias visitou o paciente 
antes da alta e fez algumas orientações acerca dos cuidados fora do 
ambiente hospitalar. Explicou os horários da tomada do antibiótico e 
incentivou a ingestão de água. A interação entre eles foi simples, visto que 
Carlos não tem muito letramento, assim, ele ficou muito feliz por entender 
como continuar seu tratamento em casa. 
Na ação, qual habilidade o farmacêutico desenvolveu? Assinale a alternativa 
correta. 
c) 
Comunicação em saúde. 
RESPOSTA CORRETA 
Na situação descrita, a comunicação entre o farmacêutico e o paciente é o ponto-
chave, visto que Carlos não tinha um bom entendimento sobre o assunto. Assim, 
de forma simples e objetiva, o farmacêutico conseguiu transmitir informações 
sobre o tratamento. 
O monitoramento e a análise de exames do paciente não são feitos na alta 
hospitalar, e sim no decorrer do seu internamento a fim de avaliar a eficácia da 
terapêutica proposta. Assim como a conciliação e o planejamento 
farmacoterapêutico do paciente, que acontecem no início do seu tratamento 
hospitalar. 
2) 
O uso racional de antibióticos permeia grande parte da rotina clínica 
hospitalar do farmacêutico. O caso clínico descrito a seguir é um exemplo 
disso: 
Paciente de 28 anos com sepse de foco urinário iniciou uso de 
ciprofloxacino 200mg 12/12h. Após analisar o exame de cultura bacteriana, 
o farmacêutico identificou que o patógeno era resistente à ciprofloxacina, 
https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/24786350
mas sensível à cafazolina e à cefuroxima. Em seguida, ele alertou o médico 
assistente, sugerindo alteração de prescrição antimicrobiana. O médico 
concordou, alterando a prescrição. 
Diante do exposto, qual foi a estratégia aplicada para gerenciar a situação? 
Marque a alternativa correta. 
d) 
Descalonamento da terapia. 
RESPOSTA CORRETA 
No caso em questão, adotou-se o descalonamento da terapia. Nessa estratégia, 
há administração empírica inicial de um antibiótico de amplo espectro que cobre 
patógenos mais frequentes à infecção a ser tratada, e, logo que o agente 
causador é identificado, o tratamento é ajustado (exatamente o que ocorreu no 
caso analisado). 
A resposta não poderia ser terapia preemptiva porque esta se refere somente ao 
uso empírico do antibiótico (sem envolver alterações ou ajustes). Já a rotação de 
antibióticos se refere a trocas previamente estabelecidas dos antibióticos, com o 
objetivo de reduzir a resistência. No caso da restrição de medicamentos, trata-se 
de um método que permite controlar quais medicamentos estarão disponíveis para 
determinados quadros clínicos, enquanto que, na pré-autorização, determinados 
antibióticos só são liberados pela farmácia após autorização de médicos/membros 
da comissão de controle de infecção hospitalar (CCIH). 
3) 
A revisão da farmacoterapia é uma das muitas atribuições clínicas do 
farmacêutico. Essa revisão pode ser feita sob alguns aspectos específicos, 
dependendo do objetivo do farmacêutico. 
Dentro dessa temática,
analise as alternativas a seguir e marque a opção 
correta quanto à metodologia para análise da farmacoterapia da prescrição. 
b) 
A compatibilidade entre o medicamento e a via de administração prescrita deve ser 
avaliada durante a análise da prescrição. 
RESPOSTA CORRETA 
A análise da farmacoterapia ocorre em diversos momentos da internação do 
paciente. Nela, avaliam-se vários aspectos, entre os quais: se o medicamento 
prescrito é compatível com a via indicada (via oral, intramuscular, endovenosa, 
etc.) e se a prescrição acompanha diluentes necessários a cada via. Além disso, 
também é muito importante avaliar se a dose do medicamento prescrito é 
adequada à idade, ao peso e às condições clínicas do paciente, bem como se o 
paciente apresenta alguma restrição importante (por exemplo, intolerâncias ou 
alergias a medicamentos ou substâncias). As possíveis interações entre 
medicamentos e nutrições prescritas também devem ser avaliadas. Ainda, deve-
se observar se o tipo de equipo e as condições de administração (como tempo de 
infusão) indicadas na prescrição são compatíveis com a estabilidade do 
medicamento (por exemplo, medicamentos fotossensíveis exigem equipos 
específicos; medicamentos pouco estáveis precisam ser infundidos durante um 
período determinado). 
4) A cultura de segurança é uma das propostas trazidas pela Portaria n.° 29, 
em 1° de abril de 2013, em que ficou instituído o Programa Nacional de 
Segurança do Paciente (PNSP). 
Dentro do contexto de segurança do paciente, assinale a alternativa correta 
acerca de práticas que o farmacêutico pode desenvolver para garantir essa 
segurança. 
b) 
Deve-se assegurar que os medicamentos estejam disponíveis para administração ao 
paciente no tempo adequado, na dose correta, assegurando a manutenção das 
características físicas, químicas e microbiológicas, contribuindo para o seu uso seguro, 
o que vem ao encontro com o conceito de uso racional dos medicamentos. 
RESPOSTA CORRETA 
Para a identificação de todos os medicamentos, utilizam-se etiquetas impressas 
de cor branca, contendo as informações em letra com fonte e tamanho legíveis, e 
deve-se realizar a conferência do rótulo do medicamento com a etiqueta de 
identificação; exceto para os medicamentos potencialmente perigosos, nos quais 
deve ser utilizada etiqueta de cor vermelha (nas embalagens e nos locais de 
armazenamento), para sua identificação em toda a rastreabilidade no hospital. O 
uso racional de medicamentos é assegurado quando o farmacêutico garante que 
eles estejam disponíveis para administração ao paciente no tempo adequado, na 
dose correta, assegurando a manutenção das características físicas, químicas e 
microbiológicas, até o recolhimento diário dos medicamentos não administrados 
nas unidades assistenciais, evitando, dessa forma, acumular medicamentos nos 
setores e promover o uso irracional de medicamentos, a automedicação e a perda 
por avaria ou validade desses produtos. O uso de abreviatura não é recomendado 
em qualquer instituição, atendendo os critérios de boas práticas de prescrição, e é 
um dos pontos avaliados na análise da prescrição dentro dos seus aspectos legais 
e éticos. 
5) 
O monitoramento sérico de fármacos consiste na análise dos resultados de 
dosagem de nível sérico de medicamento no sangue para otimizar a 
farmacoterapia, permitindo o ajuste da dose de medicamentos de acordo 
com as características individuais do paciente. 
Das situações apresentadas a seguir, assinale aquela em que se aplicaria o 
monitoramento de fármaco (MTF), de acordo com os critérios para tal. 
a) 
Paciente, 40 anos, sepse de foco urinário, em uso de gentamicina 3mg/kg/dia, divididas 
em três tomadas iguais a cada 8 horas, por mais de 7 dias. Após análise da 
concentração do fármaco, verificou-se que o nível de vale do nível sérico foi superior a 
1mg/L, indicando toxicidade para o paciente. Com isso, o farmacêutico informou a CCIH 
para discussão do caso e sugeriu diminuição dos intervalos entre as tomadas. 
RESPOSTA CORRETA 
Os casos descritos são tipos de atribuições clínicas que o farmacêutico pode 
exercer na prática, avaliando a farmacoterapia e adequando-a da melhor forma 
possível para o paciente. Mas apenas o caso em que ele avalia a situação do uso 
de antibiótico, por meio da análise de toxicidade, traz a avaliação por MTF, 
sugerindo o ajuste na posologia do medicamento e discutindo o caso com os 
médicos da CCIH. Nos outros casos, ele identifica problemas relacionados aos 
medicamentos (PRMs), por meio da conciliação medicamentosa, do aparecimento 
de evento adverso, da interação medicamentosa e de erro de prescrição, sem a 
necessidade de exames laboratoriais para verificar a ineficácia ou a insegurança 
do tratamento. 
 
 
O farmacêutico no controle da infecção hospitalar 
1) 
As infecções relacionadas à assistência à saúde (IRAS) representam um 
grave problema mundial, requerendo medidas de prevenção e controle. 
Sobre esse assunto, analise as afirmativas a seguir e marque a alternativa 
correta. 
b) 
A senilidade é um fator de risco para aquisição de infecções hospitalares. 
RESPOSTA CORRETA 
As infecções hospitalares, constadas após a admissão/consulta do paciente e 
mesmo pós alta, desde que evidenciada relação com internação, constituem uma 
das variações de infecção relacionada à assistência (IRAS). Dessa forma, centros 
de média e baixa complexidade (por exemplo, atenção básica e ambulatórios) por 
oferecerem cuidado à saúde, também são suscetíveis às essas infecções. Dentre 
os fatores de risco para IRAS, ressaltam-se as condições inerentes ao paciente, 
por exemplo, extremos da idade (recém-nascidos e idosos) e fatores relacionados 
aos procedimentos, por exemplo, uso de cateteres para acesso venoso. No que 
tange aos extremos de idade, a senilidade é caracterizada pelo envelhecimento 
patológico, de modo que o sistema imune se encontra comprometido, favorecendo 
a contaminação microbiológico. Devido à complexidade desse problema, é 
necessário um Plano de Controle de Infecção Hospitalar (PCIH), que objetiva a 
redução máxima possível da incidência e da gravidade das IRAS. 
https://sagahcm.sagah.com.br/sagahcm/sagah_ua_dinamica/24779100
2) 
Uma das principais medidas de prevenção de infecções hospitalares 
consiste na higienização das mãos. 
Sobre essa técnica, assinale a alternativa correta. 
c) 
A higienização das mãos precede o uso de luvas. 
RESPOSTA CORRETA 
A higienização das mãos com preparações alcoólicas deve ocorrer quando essas 
não estiverem visivelmente sujas, antes e após contato com paciente, antes de 
realizar procedimentos assistenciais, após risco de exposição a fluidos, entre 
outras situações. Dentre essas situações, estão objetos que foram manipulados 
pelo paciente, mesmo que a origem desses seja externa ao hospital. Antes e após 
uso de luvas é necessário higienizar as mãos, todavia, se certificando que estejam 
completamente secas, para redução da possibilidade de danos na pele. A 
higienização com água e sabonete é indicada na presença de sujidades visíveis e 
pode ser substituída pela fricção com preparações alcoólicas, por exemplo, álcool 
em gel 70%. A troca de sabonete líquido por sabonete em barra, mesmo que esse 
seja neutro, implica em perda da eficácia da técnica, uma vez que o sabonete 
pode vir a ser uma nova fonte de transmissão de microrganismos, e, portanto, não 
é recomendada. 
3) 
Dentre as responsabilidades do farmacêutico no ambiente hospitalar, inclui-
se a participação em diversas comissões interdisciplinares. Dentre essas, 
cita-se a Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH). 
Sobre as reponsabilidades do farmacêutico membro dessa comissão, julgue 
os itens a seguir e assinale a alternativa correta. 
e) 
O farmacêutico, no uso de suas atribuições enquanto prestador de cuidado à saúde, 
deve atentar aos ajustes posológicos de antimicrobianos, especialmente em indivíduos 
com disfunção renal. 
RESPOSTA CORRETA 
A padronização dos medicamentos antimicrobianos
a serem utilizados é realizada 
conjuntamente pela CFT e pela CCIH. Além de compor tais comissões, o 
farmacêutico atua no gerenciamento de saneantes, na fiscalização de protocolos 
que reduzem os riscos de contaminação no preparo de medicamentos e 
correlatos, no treinamento dos demais colaboradores do estabelecimento e no uso 
racional de antimicrobianos. Dessa forma, o profissional participa da elaboração 
dos protocolos clínicos que envolvem antimicrobianos, inclusive, os protocolos 
profiláticos destinados aos procedimentos cirúrgicos. O sistema de distribuição 
individual é sempre preferível ao coletivo, uma vez que permite a rastreabilidade 
dos antimicrobianos dispensados, reduz os estoques de medicamentos nas 
enfermarias e os riscos de contaminação entre frascos. O monitoramento da 
função renal orienta ajustes de doses e, em última análise, contribui para a 
melhoria dos desfechos clínicos e a redução de eventos adversos a 
medicamentos. 
4) 
O Fórum Econômico Mundial, consonante com as recomendações da 
Organização Mundial da Saúde, em seu Relatório Global de Riscos de 2013, 
reconheceu a gravidade da resistência bacteriana. 
A respeito dessa temática, avalie as alternativas e assinale a correta. 
d) 
Nos hospitais, especialmente nas unidades de terapia intensiva, a debilidade do sistema 
imunológico do indivíduo e o uso de procedimentos invasivos aumentam o risco de 
contaminação por bactérias resistentes. 
RESPOSTA CORRETA 
De fato, a resistência aos antibióticos foi motivada pelo uso irracional de 
antimicrobianos. Porém, o mecanismo determinante foi o aumento da pressão 
seletiva sobre os procariontes e não a indução de mutação. Isto é, aos moldes dos 
ensinamentos neodarwinistas, afirma-se que após a exposição ao antimicrobiano, 
bactérias já resistentes permanecerão vivas, ao passo que as bactérias sensíveis 
foram eliminadas. As bactérias multiresistentes são encontradas tanto na 
comunidade quanto nos hospitais. Todavia, nos ambientes de assistência há 
maior risco de contaminação, já que existe a possível debilidade do sistema 
imune, a proximidade com outros indivíduos doentes e os procedimentos 
invasivos. Ainda que esse problema seja uma ameaça de ordem mundial, 
reconhecida pela OMS e pelo Fórum conforme o enunciado, a desigualdade 
socioeconômico, bem como a fragilidade legislativa, não permitem afirmar que 
todas as regiões contam com a mesma capacidade para lidar com a questão. O 
Brasil, por exemplo, tem uma legislação relativamente recente para controle da 
comercialização de antimicrobianos, a saber: resolução da ANVISA número 44 de 
2010. Ademais, o país vivencia um grave problema de saúde coletiva: a 
disseminação dos casos de tuberculose multidrogaresistente, evidenciando que o 
número de fármacos envolvidos no tratamento não impede a resistência. 
5) 
A técnica de enfermagem solicita orientações sobre infusão do antibiótico 
Meropenem 500mg para o farmacêutico da CCIH. Ela informa que pretende 
reconstituir o pó em 10ml de água para injetáveis e, posteriormente, diluir a 
solução concentrada em 50ml da mesma água para injetáveis. O 
farmacêutico, após avaliar a bula e o manual de preparo de medicamentos, a 
orienta: reconstitua o pó em 10ml de água para injetáveis, dilua a solução 
em 100ml de cloreto de sódio 0,9% e a infunda por 15 a 30 minutos. 
A diferença absoluta da concentração de Meropenem (em mg/ml) entre os 
procedimentos pretendido pela técnica e o orientado pelo farmacêutico. 
bem como a explicação para substituição do líquido de diluição. estão 
corretamente relacionadas na alternativa: 
e) 
Aproximadamente 3,76mg/ml. A orientação da substituição do líquido foi motivada pela 
compatibilidade osmótica entre o fluido sanguíneo e a solução de cloreto de sódio 0,9%. 
RESPOSTA CORRETA 
Aplicando-se a fórmula C = quantidade de soluto (mg)/quantidade de solvente em 
que C é concentração, afirma-se que a concentração da solução pretendida pela 
técnica é C = 500mg/60ml = 8,3333...mg/ml, ao passo que a concentração da 
solução orientado pelo farmacêutico é dada por C = 500 mg/110 ml = 
4,545454...mg/ml. A subtração simples das dízimas permite concluir que a 
diferença é, aproximadamente, 3,76mg/ml. A administração de grandes volumes 
de água para injetáveis na circulação sistêmica, devido à sua hipotonicidade, pode 
provocar hemólise e, portanto, não é recomendada.

Teste o Premium para desbloquear

Aproveite todos os benefícios por 3 dias sem pagar! 😉
Já tem cadastro?

Materiais relacionados

Perguntas relacionadas

Materiais recentes

Perguntas Recentes