Buscar

asma brônquica

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 3, do total de 13 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 6, do total de 13 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 9, do total de 13 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

ASMA 
BRÔNQUICA
O QUE É
 
A asma brônquica, ou também conhecida por bronquite asmática, é uma doença crônica que atinge cerca de 5% da população segundo a Organização Mundial da Saúde. A doença ganhou até um dia no calendário para incentivar sua conscientização e controle.
ETIOLOGIA DA ASMA BRONQUICA
• A crise asmática pode ser desencadeada por vários fatores. O doente ou quem cuida dele deve observar o que costuma desencadear a crise, para melhorar a eficácia das medidas preventivas.
• Entre os fatores desencadeantes mais comuns estão: a poeira doméstica – que contém ácaros (minúsculos aracnídeos capazes de liberar substâncias prejudiciais ao organismo humano), pêlos e penas de animais, alérgenos (qualquer agente que cause alergia), alimentos, fumaça de cigarro, cheiros fortes, infecções provocadas por vírus, mudanças bruscas de temperatura e fatores emocionais.
 
• A exposição constante a agentes desencadeantes pode levar a surtos asmáticos progressivamente mais intensos e freqüentes. Isso pode ocorrer, por exemplo, com os portadores da chamada asma ocupacional, provocada pela inalação sistemática de determinadas substâncias presentes no ambiente de trabalho. Quando o diagnóstico é de asma ocupacional, é preciso o afastamento do trabalho.
• Normalmente, o acompanhamento médico, o reconhecimento precoce dos sintomas, medidas
preventivas e a adoção de tratamento imediato evitam a intensificação das crises asmáticas.
EPIDEMIOLOGIA E QUADRO CLÍNICO DA ASMA BRÔNQUICA
 
De acordo com estudos internacionais a prevalência de sintomas da asma brônquica foi de 20% em adolescentes no Brasil, sendo uma das mais elevadas do mundo. Nesse sentido a asma é caracterizada como um problema de saúde pública.
Ela é ocasionada pela reação de vários estímulos inalatórios ou alimentares, causando edema e hipersecreção que por sua vez causa dispneia, dor torácica, tosse, ausculta com sibilos e roncos pulmonares.
Ela é recorrente em ambos os sexo, em todas a idades em todos os grupos raciais e em todos os níveis econômicos. Por isso, trata-se de uma doença comum e que deve ser compreendida e importante saber como realizar o tratamento.
SINTOMAS PATOLÓGICOS 
 
•Tosse seca.
•Chiado no peito.
•Dificuldade para respirar.
•Respiração rápida e curta.
•Desconforto torácico.
•Ansiedade.
Nas paredes brônquicas dos asmáticos existem células que, sob estímulo de diversos agentes, podem provocar a inflamação e o consequente bronco-espasmo. Quando perpetuada, a inflamação torna os brônquios ainda mais sensíveis, agravando o curso da doença.
DIAGNÓSTICO
 • Baseia-se no exame físico e na história clínica do paciente. É importante que o médico receba o maior número possível de informações, sobretudo em relação a eventuais fatores desencadeantes e sobre a intensidade e a freqüência das crises.
• É possível comprovar a obstrução das vias aéreas por meio de métodos como a medida do fluxo expiratório máximo e a espirometria (também conhecida como prova de função pulmonar, ela é realizada com um aparelho chamado espirômetro, que mede o volume de ar inspirado e expirado).
 
 
• O diagnóstico costuma ser particularmente difícil nos lactentes e nas pessoas idosas. No caso dos primeiros, várias doenças a lém da asma podem apresentar quadro clínico caracterizado por chiado no peito (inclusive as infecções provocadas por vírus). Nos idosos, a asma pode ser facilmente confundida com a doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) e com a insuficiência cardíaca congestiva (ICC).
• Há uma circunstância especial, chamada mal asmático, em que a internação hospitalar se torna necessária, pois a crise é grave a ponto de não ser possível controlá-la com as medidas terapêuticas habituais.Em casos extremos, ela pode levar a um quadro de insuficiência respiratória, exigindo o emprego de respiradores artificiais.
TRATAMENTO FARMACOLÓGICO
 Entre os medicamentos mais utilizados para tratamento de asma brônquica estão:
•Agonistas beta2 (constrição pulmonar e a resposta alérgica dos alvéolos);
•Adrenérgicos (tratamento de sintomas associados); 
•Anticolinérgicos (inibindo os receptores muscarínicos M3 resultando na broncodilatação e diminuição da secreção de muco); 
•Expectorantes (liquefazer o muco e desinflamar a mucosa respiratória);
Tratamento fisioterapÊutico
Principais objetivos no tratamento fisioterapêutico da Asma Brônquica:
- ‌Reduzir desconforto respiratório e dispneia
- ‌Melhorar a força muscular respiratória (principalmente dos músculos inspiratórios) e, consequentemente, promover a redução da hiperventilação 
- ‌Proporcionar maior condicionamento cardiorrespiratório para que o paciente consiga realizar exercícios físicos e suas AVD's com qualidade 
- ‌Evitar os broncoespasmos induzidos pelos exercícios 
- ‌Proporcionar redução das crises agudizadas da asma 
- ‌Promover a higiene brônquica 
- ‌Fazer uma reeducação postural no paciente, que normalmente é afetada pela asma, principalmente se for de nível grave
SHAKER
Fim

Continue navegando