Buscar

Fases da deglutição

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

Fase preparatória e oral 
 Como o próprio nome sugere, ocorre previamente ao ato 
de deglutir; 
 Totalmente voluntária e consciente; 
 Envolve a escolha do utensílio a ser utilizado, ritmo 
alimentar e postura; 
 Ao introduzir o alimento na cavidade oral, é iniciado o 
processo de preparo deste. Para os alimentos sólidos é 
feita a mastigação (incisão, trituração e pulverização). Com 
relação aos líquidos, é feita a preparação e o 
posicionamento; 
 Durante esta fase, os lábios, bochechas e a língua devem 
manter o alimento na cavidade oral, prevenindo escape 
anterior ou posterior; 
 Finaliza com a transferência do bolo alimentar da cavidade 
oral anterior para a orofaringe; 
 A língua impulsiona o bolo alimentar posteriormente, 
garantindo que nenhum resíduo permaneça na cavidade 
oral. 
 Nervo trigêmeo - controla os músculos da mastigação, 
sensibilidade geral da face, sensibilidade dos 2/3 
anteriores da língua; 
 Nervo facial - controla os movimentos dos lábios, 
bochechas e boca (expressão facial), glândulas 
submaxilares, sublinguais e lacrimais, paladar nos 2/3 
anteriores da língua; 
 Nervo glossofaríngeo - responsável pelo paladar no 1/3 
posterior da língua, tato, dor e temperatura da parte 
posterior da língua. 
 Nervo hipoglosso – controla os movimentos da língua. 
Fase faríngea 
 Fase involuntária e consciente; 
 Transporte do bolo alimentar pela faringe até o esôfago, a 
partir da ejeção oral; 
 A respiração deve ser interrompida para a passagem do 
bolo alimentar (apneia respiratória); 
 Eventos importantes com sucessão rápida e coordenada: 
 
 
 
 
 
 
o Elevação do palato mole para vedar a nasofaringe, 
prevenindo o refluxo nasal; 
o Língua e parede faríngea realizam a propulsão do bolo no 
sentido caudal; 
o Elevação e anteriorização do complexo hiolaríngeo; 
o Fechamento das pregas vocais e epiglote (proteção da 
via aérea inferior); 
o Contração da musculatura constritora da faringe no 
sentido craniocaudal até a transição faringoesofágica, 
com abertura do esfíncter esofágico superior (EES). 
 Nervo trigêmeo - sensibilidade geral do palato mole e duro, 
músculos milohioide e ventre anterior do digástrico; 
 Nervo facial – músculo estilo-hioide e ventre posterior do 
músculo digástrico; 
 Nervo glossofaríngeo - músculo estilofaríngeo (dilata e 
eleva a faringe); 
 Nervo vago - regulação central das atividades 
respiratória, digestória e circulatória. 
o Sensibilidade geral da faringe; 
o Inervação dos músculos do palato mole; 
o Ramo faríngeo: inerva os músculos da região faríngea 
(constrição); 
o Ramo laríngeo superior: sensibilidade da laringe acima das 
pregas vocais e inervação do músculo CT; 
o Ramo laríngeo inferior: sensibilidade da laringe abaixo das 
pregas vocais e inervação dos músculos TA, CAP, CAL e 
AA. 
 Nervo acessório - músculos esternocleidomastoideo e 
trapézio. 
Fase esofágica 
 Fase involuntária e inconsciente; 
 Após a passagem do bolo pelo EES, a laringe retorna para 
sua posição original e o tônus do esfíncter aumenta, 
prevenindo a regurgitação do alimento; 
 O transporte esofágico ocorre no sentido craniocaudal, 
finalizando com a passagem do bolo alimentar para o 
interior do estômago. 
[FSE] 
 Nervo vago - mucosa e musculatura estriada do esôfago, 
peristaltismo esofágico. 
 Válvulas pressóricas: 
 Lábios (pressão intra-oral); 
 Palato mole; 
 Laringe (elevação e anteriorização da laringe); 
 EES (transição faringoesofágica).

Outros materiais