Buscar

1 Peticao Inicial Producao antecipada de provas (1)

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 5 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

EXCELENTÍSSIMO(A) SENHOR(A) DOUTOR(A) JUIZ(A) DE DIREITO DA XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
xxxxxxxx, menor impúbere, inscrito no CPF sob nº xxxxxx, RG sob nº xxxxxxx, neste ato representado por sua genitora Sra. xxxxxxxxx, brasileira, solteira, analista jurídico, inscrita no CPF sob o n°. xxxxxxxxxxx, portadora do RG n°. xxxxxx, residente e domiciliada na Rua Melvin Jones, 220, Apto; 803, Ed. Green Village, Centro de Criciúma/SC, CEP: 88802-230, endereço eletrônico inexistente, comparece perante Vossa Excelência, com a devida vênia, através de sua procuradora, devidamente constituída pelo instrumento de procuração em anexo, para propor:
AÇÃO DE PRODUÇÃO ANTECIPADA DE PROVAS 
Em face do SULAMÉRICA, pessoa jurídica de direito privado, inscrito no CNPJ sob o n° 01.685.053/0013-90, podendo ser citado na Rua dos Pinheiros, nº 1.673, município de São Paulo/SP, CEP 05.422-012, na pessoa de quem o represente, pelos motivos de fato e de direito a seguir expostos:
I. DOS FATOS
Os Requerentes ao necessitarem de determinados serviços e tratamentos de saúde, precisam ter conhecimento às coberturas abrangidas pelo plano de saúde em questão, o qual contrataram conforme faz prova o Cartão Proposta – Com Declaração de Saúde (DS) - em anexo.
Assim, os Requerentes solicitaram à Requerida, cópia do documento de contrato de plano de saúde realizado. Porém, mesmo após diversos pedidos extrajudiciais, o documento não foi fornecido aos Requerentes, sendo assim restaram todos os pedidos feitos de forma harmônica infrutíferos. 
Desta forma, os Requerentes ficam impossibilitados de efetuarem acompanhamentos, tratamentos e realização de exames médicos, pois não tem conhecimento de quais coberturas o plano de saúde promove.
Tal documento possibilitará ao Requerentes o conhecimento sobre o que os mesmos têm direito, tendo em vista ser beneficiária do plano de saúde disponibilizado pela pessoa jurídica SULAMÉRICA.
Assim, como tal documento não foi fornecido, outra alternativa não resta aos Requerentes, senão propor a presente ação.
II. DOS BENEFÍCIOS DA JUSTIÇA GRATUITA
Os Autores requerem a Vossa Excelência que lhe seja concedido os benefícios da Assistência Judiciária Gratuita, conforme dispõe o artigo 4º da Lei 1060, haja vista não dispor de condições financeiras para suportar custas e despesas processuais sem prejuízo próprio, conforme declaração anexa.
III. DO DIREITO 
A presente ação de produção antecipada de provas, encontra respaldo legal no legislado pelo Código de Processo Civil.																			O documento que deve ser exibido pela pessoa jurídica requerida diz respeito ao contrato de plano de saúde realizado genitora Sra. xxxxxxxxxxxxxxxxx, a titular, e seu filho menor xxxxxxxxx, dependente.
Tal possibilidade de formulação do presente pedido é tratada pelo nobre doutrinador Nelson Nery Junior, in Código de Processo Civil Comentado, 4ª Edição, quando nos ensina:
“Aquele que entender deve mover ação contra outrem e necessitar, para instruir o pedido, de conhecer teor de documento ou coisa a que não tenha acesso poderá valer-se deste procedimento preparatório para obter os dados que necessita e armar-se contra o futuro e eventual adversário judicial que tiver. O interesse do autor na obtenção da sentença cautelar há de ser a urgência e necessidade prévia da providência cautelar, necessária e indispensável à obtenção do desiderato que pretende”.
A jurisprudência, a respeito do pedido aqui formulado, assim tem entendido:
DECISÃO MONOCRÁTICA. APELAÇÃO CÍVEL. SEGUROS. CAUTELAR DE EXIBIÇÃO DE DOCUMENTOS. INTERESSE PROCESSUAL. RECONHECIMENTO DO PEDIDO. HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS. MAJORADOS. Do interesse de agir 1. O ajuizamento da presente ação se revela necessário para a parte autora, visto que necessita da documentação postulada para pleitear benefício previdenciário junto à Justiça Federal e eventual complementação dos valores recebidos. 2. A parte demandante não está condicionada a qualquer óbice de cunho administrativo para exercício de seu direito, bastando apenas que estejam preenchidas as condições da ação para ingressar em Juízo e, assim, receber a tutela jurisdicional, restando observada a garantia fundamental do acesso à Justiça, prevista no art. 5º, inciso XXXV, da Constituição Federal. Mérito do recurso em exame [...] (Apelação Cível Nº 70067341107, Quinta Câmara Cível, Tribunal de Justiça do RS, Relator: Jorge Luiz Lopes do Canto, Julgado em 15/01/2016) (grifo nosso).
A exibição de documentos é fundada no artigo 396 do Novo Código de Processo Civil, que dispõe: 
Art. 396. O juiz pode ordenar que a parte exiba documento ou coisa que se encontre em seu poder.
Visa o procedimento de exibição de documento obrigar quem o detiver a trazê-lo em juízo para conhecimento da parte. A exibição de determinado documento pode ser exigida com a finalidade de fazê-la conhecida, permitindo-se o exercício de eventuais direitos com referência a esse mesmo documento.																					Verifica-se que os Requerentes têm reconhecido no ordenamento jurídico e jurisprudencial, o seu direito de ter pleno conhecimento acerca do que dispõe o contrato em questão, através de todos os documentos atinentes ao contrato de plano de saúde firmado entre a titular e a pessoa jurídica requerida.
Em cumprimento aos requisitos do artigo 397 do Código de Processo Civil, a Requerente informa que tais documentos são extremamente importantes para que possa ter conhecimento das especificidades a que o plano faz cobertura para si e para seu dependente, tendo em vista se tratar de beneficiária de plano de saúde.
Ainda, da análise dos documentos anexos, principalmente o Cartão Proposta – Com Declaração de Saúde (DS) juntados, resta amplamente comprovado que o referido contrato existiu entre as partes, sendo que todos os documentos atinentes a este, se encontram em poder da Requerida.
É perceptível que havendo relação jurídica entre os demandantes, não se admite recusa em exibir o documento solicitado, sob pena de incidência de multa em caso de descumprimento da determinação judicial.
Razão pela qual, requer a exibição dos documentos solicitados como medida de justiça.
IV. DOS PEDIDOS
Ante o exposto, requer:
a) O recebimento da presente com os documentos que a acompanham;
b) A concessão aos Requerentes dos benefícios da justiça gratuita, por não terem condições de arcar com as despesas processuais e demais aplicáveis à espécie, sem prejuízo do próprio sustento, conforme declaração anexa;
c) A intimação da pessoa jurídica, para, no prazo de 5 (cinco) dias, vide artigo 398 do CPC traga aos autos imediatamente provas do período de contribuição do requerente a partir dos seus idade, mais precisamente, a partir do ano até a data atual nos termos já apresentados nesta exordial;
d) Caso necessário, imposição de multa e medidas coercitivas para exibição dos documentos solicitados, conforme parágrafo único do artigo 400 do CPC;
e) Em caso de inércia ou recusa, a admissão dos fatos como verdadeiros nos moldes do artigo 400 do CPC;
f) Os Requerentes manifestam o desinteresse pela realização da audiência de conciliação à luz do parágrafo 4º do artigo 334, do CPC.
Valora a causa em R$ 1.000,00 (um mil reais).
Nestes termos,
Pede deferimento. 
Curitibanos/SC, 10 de Setembro de 2021
Mayra Faquin Sandri
OAB/SC 42.540