Buscar

1695055134660RESENHA CRÍT artigos r vieira 13 38 (1)

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

RESENHA CRÍTICA DOS ARTIGOS: O FILTRO DE RELEVÂNCIA NO RECURSO ESPECIAL E STJ APOSTA NO FILTRO DE RELEVÂNCIA PARA SÓ JULGAR O QUE DE FATO IMPORTA
Os artigos da autoria de Roberta Vieira Gemente de Carvalho trazem um estudo quanto a regulamentação do filtro de relevância apresentado pelo STJ, que veio para modificar as normas previstas no Código de processo civil. A autora faz um estudo objetivo quanto a adequação constitucional e a legalidade dessas alterações. Pode-se perceber ao longo da introdução deste artigo que a emenda Constitucional 125/22 trouxe questões de relevância sobre o direito infraconstitucional na adesão de recursos especiais. O artigo “STJ aposta no filtro de relevância para só julgar o que o fato importa” faz uma analogia sobre o mito sísifo, essa metáfora é utilizada diariamente no trabalho do tribunal, uma vez que esse é obrigado a lidar com inúmeros processos sem soluções definitivas 
Vieira ressalta a possibilidade e se analisar a sugestão legislativa presente dentro dos recursos especiais, como esses podem estar compostos por pontos essenciais perante a pratica de ações normativas. A leitura dos artigos ainda apresenta ao leitor a ideia de que a constatação da relevância dentro do artigo 1.035 A, pode ser apreciada pelo Supremo Tribunal de Justiça e como as emendas e a necessidade do STJ se reinventar, pois tem funções preordenadas pela Constituição que não é limitada pelo controle judicial 
A autora ainda traz um estudo crítico quanto aos pontos essenciais que necessitam serem postos como prioridades, a negativa entre a diferença negativa e relevante da ausência de satisfação dentro dos requisitos para que terceiros possam manifestar suas percepções quanto a legislação e sua celeridade. Os artigos apresentam ainda em seus estudos a preocupação do legislador na demonstração de tópicos autônomos dos conteúdos matérias nos Recursos Especiais
 Também é apresentada a transcendência de clareza nas regulamentações previstas dentro da proposta, essas modificações ainda necessitam serem implementadas de forma cuidadosa afim de não limitar o acesso à justiça. Vieira ainda transmite ao leitor a relevância dentro de estudos mais abrangentes sobre essa relevância, essas analises ainda possuem impactos vinculantes e refazer o estudo de forma mais extensivas
 Desse modo, os artigos apresentam ainda um estudo critico quanto a regulamentação dos filtros de relevância presentes no STJ, os recursos, esse estudo realizado por Vieria é de grande importância para se entender a funcionalidade dos recursos especiais, a autora fez com que o leitor perceba a funcionalidade da justiça e das decisões judiciais, no mais, o artigo pode ser considerado uns grandes recursos para estudo, pois possui linguagem objetiva e de fácil ilustração
 Apesar disso, o primeiro artigo peca na falta de profundidade sobre as questões contrarias a essas mudanças propostas, o que pode induzir o leitor a não averiguar os riscos e preocupações possíveis dessas modificações legais, a autora poderia ter enriquecido o estudo com exemplos concretos e dados estatísticos. Em resumo, os artigos apresentam uma visão da mesma autora sobre os filtros e sobre a atuação do STJ, mas carece de um estudo extenso.

Outros materiais