Buscar

Filosofia-22

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 5 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

VestCursos – Especialista em Preparação para Vestibulares de Alta Concorrência 
 
 
 
 
 
 
4 
 
CURSO ANUAL DE FILOSOFIA – (Prof. Márcio Michiles) 
 interior da classe dos proprietários ou classe dominante de uma 
sociedade. Como conseqüência, o grupo pensante (os 
intelectuais) pensa com as idéias dos dominantes; julga, porém, 
que tais idéias são verdadeiras em si mesmas e transformam 
idéias de uma classe social determinada em idéias universais e 
necessárias, válidas para a sociedade inteira. 
 Como o grupo pensante domina a consciência social, tem o 
poder de transmitir as idéias dominantes para toda a sociedade, 
através da religião, das artes, da escola, da ciência, da filosofia, 
dos costumes, das leis e do direito, moldando a consciência de 
todas as classes sociais e uniformizando o pensamento de todas 
as classes. 
 Os ideólogos são membros da classe dominante e das 
classes aliadas a ela, que, como intelectuais, sistematizam as 
imagens e as idéias sociais da classe dominante em 
representações coletivas, gerais e universais. Essas imagens e 
idéias não exprimem a realidade social, mas representam a 
aparência social do ponto de vista dos dominantes. São 
consideradas realidades autônomas que produzem a realidade 
material ou social. São imagens e idéias postas como universais 
abstratos, uma vez que, concretamente, não corresponde à 
realidade social, dividida em classes sociais antagônicas. Assim, 
por exemplo, existem na sociedade, concretamente, capitalistas e 
trabalhadores, mas na ideologia aparece abstratamente o 
Homem. 
 A ideologia torna-se propriamente ideologia quando não 
aparece sob a forma do mito, da religião e da teologia. Com 
efeito, nestes, a explicação sobre a origem dos seres humanos, 
da sociedade e do poder político encontra a causa fora e antes 
dos próprios humanos e de sua ação, localizando a causa 
originária nas divindades. A ideologia propriamente dita surge 
quando, no lugar das divindades, encontramos as idéias: o 
Homem, a Pátria, a Família, a Escola, o Progresso, a Ciência, o 
Estado, o Bem, o Justo, etc. 
 Com isso, podemos dizer que a ideologia é um fenômeno 
moderno, substituindo o papel que, antes dela, tinham os mitos e 
as teologias. Com a ideologia, a explicação sobre a origem dos 
homens, da sociedade e da política encontra-se nas ações 
humanas, entendidas como manifestação da consciência ou das 
idéias. Assim, por exemplo, julgar que o Estado se origina das 
idéias de estado de natureza, direito natural, contrato social e 
direito civil é supor que a consciência humana, 
independentemente das condições históricas materiais, pensou 
nessas idéias, julgou-as corretas e passou a agir por elas, criando 
a realidade designada e representada por elas. 
 Que faz a ideologia? Oferece a uma sociedade dividida em 
classes sociais antagônicas, e que vivem na forma da luta de 
classes, uma imagem que permite a unificação e a identificação 
social – uma língua, uma religião, uma raça, uma nação, uma 
pátria, um Estado, uma humanidade, mesmos costumes. 
 Assim, a função primordial da ideologia é ocultar a origem da 
sociedade (relação de produção como relações entre meios de 
produção e forças produtivas sob a divisão social do trabalho), 
dissimular a presença da luta de classes (domínio e exploração 
dos não-proprietários pelos proprietários privados dos meios de 
produção), negar as desigualdades sociais (são imaginadas como 
se fossem consequência de talentos diferentes, da preguiça ou da 
disciplina laboriosa) e oferecer a imagem ilusória da comunidade 
(o Estado) originada do contrato social entre homens livres e 
iguais. A ideologia é a lógica da dominação social e política. 
 Porque nascemos e somos criados com essas idéias e 
nesse imaginário social, não percebemos a verdadeira natureza 
de classe do Estado. A resposta à Segunda pergunta de Marx, 
qual seja, por que a sociedade não percebe o vínculo interno 
entre poder econômico e poder político, pode ser respondida 
agora: por causa da ideologia. 
 
Referências Bibliográficas 
BOBBIO, Norberto. Dicionário de política. Brasília: UnB, 1995. 
CHAUÍ, Marilena: O que é ideologia. 34. ed. São Paulo: Editora 
Brasiliense, 1991. 
HEYWOOD, Andrew. Ideologias Políticas: do liberalismo ao 
fascismo. São Paulo: Ática, 2010. Vol. I. 
SELL, Carlos Eduardo. Introdução à sociologia política: política 
e sociedade na modernidade tardia. Petrópolis, RJ: Vozes, 2006. 
ZIZEK, Slavoj. Um mapa da ideologia. Tradução Vera Ribeiro. 
Rio de Janeiro. 1996 
 
Leia 
mais: http://www.portalconscienciapolitica.com.br/ci%C3%AAncia-
politica/ideologia/ 
https://politicaonlineblog.files.wordpress.com/2016/06/bobbio-norberto-org-dicionc3a1rio-de-polc3adtica.pdf
http://www.portalconscienciapolitica.com.br/ciência-politica/ideologia/?utm_source=copy&utm_medium=paste&utm_campaign=copypaste&utm_content=http%3A%2F%2Fwww.portalconscienciapolitica.com.br%2Fci%25C3%25AAncia-politica%2Fideologia%2F
http://www.portalconscienciapolitica.com.br/ciência-politica/ideologia/?utm_source=copy&utm_medium=paste&utm_campaign=copypaste&utm_content=http%3A%2F%2Fwww.portalconscienciapolitica.com.br%2Fci%25C3%25AAncia-politica%2Fideologia%2F
VestCursos – Especialista em Preparação para Vestibulares de Alta Concorrência 
 
 
 
 
 
 
5 
 
CURSO ANUAL DE FILOSOFIA – (Prof. Márcio Michiles) 
 
EXERCÍCIOS DE APRENDIZAGEM 
 
Questão 01 
Leia “Quem é você”, poema de Os Detonautas. 
 
Você trabalha feito um burro de carga 
Puxando um sistema podre que é bancado com o seu suor 
E sexta-feira vai pra igreja comungar com sua família 
A voz sagrada, Jesus Cristo é o Senhor 
E deixa parte do salário em retribuição 
À dádiva divina da palavra do pastor 
É melhor garantir um lugar no céu 
Aqui nesse inferno tenta sobreviver 
E o que salva é a cervejinha no fim de semana 
Assistindo o jogo do seu time preferido na tv 
Segunda-feira o seu filho tá em casa 
Porque a escola onde estuda não tem nenhum professor 
E o professor está na rua apanhando da polícia 
Tá cobrando seu salário do governo 
Enquanto isso numa casa confortável 
Uma família abastada reunida assiste televisão 
E pragueja fala mal de quem 
Tá na rua enfrentando e dando a cara 
Pra lutar contra a situação 
 
Fonte: CRUZ, Tico Santa. Quem é você. In: Detonautas a saga 
continua. Rio de Janeiro: Coqueiro Verde Records, 2014. 
 
A realidade social brasileira é caracterizada nesse poema como 
 
a) pacífica. 
b) justa. 
c) equitativa. 
d) pagã. 
e) desigual. 
 
Questão 02 
Um espaço importante de ação ideológica são os meios de 
comunicação de massa, como jornais, revistas, rádio, tevê, 
internet. Pela internet, dispomos, além da troca de mensagem 
entre particulares, da difusão de versões on-line de jornais e 
de páginas pessoais (blogs) das mais diversas tendências 
políticas. Com relação à ideologia, podemos afirmar: 
 
a) O pensamento é sempre determinado pela ideologia. 
b) Os pensamentos são fixos e não admitem mudanças. 
c) Os pensamentos são sempre ideológicos e formulados para 
dominar o ser humano. 
d) A ação e o pensamento nunca são totalmente determinados 
pela ideologia. Sempre haverá espaços para a crítica e fenda que 
possibilitam a elaboração do discurso contraideológico. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Questão 03 
Leia a letra da canção abaixo. 
 
 
 
Disponível em: <http://letras.mus.br/cazuza/43860/>. Acesso em: 
6/09/2012. 
 
A categoria “ideologia” é central para as ciências humanas. Nesse 
sentido, na letra da música citada, ela significa: 
 
a) uma inversão da realidade produzida pelos ideólogos, tal como 
na concepção de Marx, e que consiste numa necessidade do 
proletariado. 
b) uma visão de mundo que os seres humanos necessitam para 
se adaptarem a um mundo em que as utopias perderam sua força 
mobilizadora. 
c) um elemento que contribui para maior coesão social na medida 
em que explicita as contradições da sociedade de classes. 
d) um fato social sem importânciapara a construção da 
subjetividade na sociedade atual e na qual todos são reduzidos à 
condição de consumidores. 
 
Questão 04 
Observe o trecho da música “Admirável Gado Novo”, de Zé 
Ramalho, e perceba que sua análise pode nos levar a discutir 
o conceito de alienação. 
 
O povo foge da ignorância 
Apesar de viver tão perto dela 
E sonha com melhores tempos idos 
Contemplam essa vida numa cela... 
Espera nova possibilidade 
De ver este mundo se acabar 
A Arca de Noé, o dirigível 
Não voam nem se pode flutuar 
 
Seguindo o pensamento de Karl Marx, veremos que a alienação 
se dá em uma situação determinada que gera toda uma gama de 
desdobramentos e consequências. Tal situação ocorre na esfera 
 
a) religiosa, por meio das concepções escatológicas. 
b) cientifica, com a ampliação do conhecimento. 
c) política, por meio da organização partidária. 
d) cultural, com o avanço da cultura de massa. 
e) produtiva, a partir das relações de produção. 
 
 
VestCursos – Especialista em Preparação para Vestibulares de Alta Concorrência 
 
 
 
 
 
 
6 
 
CURSO ANUAL DE FILOSOFIA – (Prof. Márcio Michiles) 
 Questão 05 
Nossa cultura lipofóbica muito contribui para a distorção da 
imagem corporal, gerando gordos que se veem magros e magros 
que se veem gordos, numa quase unanimidade de que todos se 
sentem ou se veem ”distorcidos“. 
Engordamos quando somos gulosos. É pecado da gula que 
controla a relação do homem com a balança. Todo obeso 
declarou, um dia, guerra à balança. Para emagrecer é preciso 
fazer as pazes com a dita cuja, visando adequar-se às 
necessidades para as quais ela aponta. 
 
FREIRE, D. S. Obesidade não pode ser pré-requisito. Disponível 
em: http://gnt.globo.com. Acesso em: 3 abr. 2012 (adaptado). 
 
O texto apresenta um discurso de disciplinarização dos corpos, 
que tem como consequência 
a) a ampliação dos tratamentos médicos alternativos, reduzindo 
os gastos com remédios. 
b) a democratização do padrão de beleza, tornando-o acessível 
pelo esforço individual. 
c) o controle do consumo, impulsionando uma crise econômica na 
indústria de alimentos. 
d) a culpabilização individual, associando obesidade à fraqueza 
de caráter. 
e) o aumento da longevidade, resultando no crescimento 
populacional. 
 
 
VestCursos – Especialista em Preparação para Vestibulares de Alta Concorrência 
 
 
 
 
 
 
7 
 
CURSO ANUAL DE FILOSOFIA – (Prof. Márcio Michiles) 
 
EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO 
 
Questão 01 
A palavra ideologia, criada por Destutt de Tracy (1754-1836), 
significa estudo da gênese e do desenvolvimento das ideias. Com 
Karl Marx, o termo ideologia adquiriu um significado crítico e 
negativo. 
 
Identifique, nas opções abaixo, a única que contém informação 
correta sobre a concepção de Marx sobre ideologia. 
 
a) Conjunto de ideias que apresenta a sociedade dividida em 
duas classes, dominantes e dominados, visando à 
conscientização dos indivíduos. 
b) Conjunto de ideias que mostra a totalidade da realidade, 
levando os indivíduos a compreenderem-na em si mesma. 
c) Conjunto de ideias que dissimula e oculta a realidade, 
mostrando-a de maneira parcial e distorcida em relação ao que de 
fato é. 
d) Conjunto de ideias que esclarece de forma contundente a 
realidade, mostrando que apenas pessoas da classe dominante 
podem governar. 
e) Conjunto de ideias que estimula a classe dominada a alcançar 
o poder. 
 
Questão 02 
Em Marx, o conceito de ideologia designa uma forma de 
consciência invertida, que distorce e encobre as formas de 
dominação existentes nas relações sociais. 
 
Tomando isso em consideração, marque a alternativa que 
apresenta corretamente a relação entre os conceitos de estrutura 
e superestrutura no pensamento de Marx. 
 
a) Marx afirma que a superestrutura projeta falsamente as 
relações sociais de produção como justas, e que uma sociedade 
igualitária somente poderá surgir com a revolução da estrutura 
econômica da sociedade. 
b) Marx afirma que a superestrutura jurídica é o fundamento da 
divisão social do trabalho, e que toda revolução deve principiar 
com a alteração da legislação que regulamenta a atividade 
econômica. 
c) Marx afirma que os homens retêm em sua consciência uma 
imagem transparente das relações sociais de produção, e que 
somente a alteração da consciência de cada indivíduo pode 
conduzir à revolução dessas relações sociais de produção. 
d) Marx afirma que a democracia burguesa e os partidos políticos 
são o motor da história. Logo, toda revolução social principia no 
domínio político, que é a esfera em que podem se manifestar 
legitimamente os conflitos de interesses. 
 
Questão 03 
O Maranhão vive a expectativa da implantação de um grande polo 
siderúrgico. De um lado, o discurso afirma que os maranhenses 
terão um momento de desenvolvimento com a geração de 
emprego e renda. Do outro, o discurso versa sobre o impacto 
ambiental para a população. 
Ambos os discursos são ideológicos, embora diferentes, pois há 
vários sentidos para a palavra ideologia que, segundo Karl Marx, 
adquiriu um sentido negativo, como instrumento de dominação, 
que tem como função: 
a) produzir uma divergência entre as classes. 
b) enfatizar as diferenças, como as de classe, e de fornecer aos 
membros da sociedade um sentimento de identidade social. 
c) desenvolver consciência crítica na relação dos homens entre si 
e suas condições de existência. 
d) dar aos membros da sociedade dividida em classes um sentido 
de desigualdade entre todos. 
e) dar aos membros da sociedade dividida em classes uma 
explicação racional para as diferenças sociais, políticas e 
econômicas. 
 
Questão 04 
Para Marx, diante da tentativa humana de explicar a realidade e 
dar regras de ação, é preciso considerar as formas de 
conhecimento ilusório que mascaram os conflitos sociais. Nesse 
sentido, a ideologia adquire um caráter negativo, torna-se um 
instrumento de dominação na medida em que naturaliza o que 
deveria ser explicado como resultado da ação histórico-social dos 
homens, e universaliza os interesses de uma classe como 
interesse de todos. 
 
A partir de tal concepção de ideologia, constata-se que 
a) a sociedade capitalista transforma todas as formas de 
consciência em representações ilusórias da realidade conforme 
os interesses da classe dominante. 
b) ao mesmo tempo que Marx critica a ideologia ele a considera 
um elemento fundamental no processo de emancipação da classe 
trabalhadora. 
c) a superação da cegueira coletiva imposta pela ideologia é um 
produto do esforço individual principalmente dos indivíduos da 
classe dominante. 
d) a frase “o trabalho dignifica o homem” parte de uma noção 
genérica e abstrata de trabalho, mascarando as reais condições 
do trabalho alienado no modo de produção capitalista. 
 
Questão 05 
 
 
VestCursos – Especialista em Preparação para Vestibulares de Alta Concorrência 
 
 
 
 
 
 
8 
 
CURSO ANUAL DE FILOSOFIA – (Prof. Márcio Michiles) 
 
A Filosofia e a Sociologia são disciplinas que promovem uma 
reflexão crítica sobre os mais variados temas, particularmente o 
da ideologia. Partindo de uma análise crítica e utilizando o 
conceito de ideologia desenvolvido por Marx e outros pensadores, 
é correto afirmar que o cartum 
 
a) revela que, independentemente dos indivíduos e das classes 
sociais, todos pertencemos ao povo brasileiro. 
b) mostra que, diante da televisão, todos os brasileiros são iguais 
nesse momento. 
c) sugere que há um crescimento quantitativo dos telespectadores 
com o passar do tempo. 
d) mostra que o discurso sobre “povo brasileiro” é ideológico, 
falso, abole as divisões e desigualdades sociais. 
 
Questão 06 
 
 
Observe a charge a seguir. 
De acordo com a charge: 
a) Populações menos desenvolvidas intelectual e culturalmente 
são mais felizes quando dominadas por aqueles com maior 
poderio militar. 
b) Indivíduos de países socialmente atrasados temem a 
ingerência estrangeiraem seus territórios por não 
compreenderem o seu caráter civilizador e humanitário. 
c) Os novos mecanismos de dominação de um país sobre o outro 
combinam violência com consentimento, pelo uso, também, de 
diversos instrumentos ideológicos. 
d) As intervenções militares representam o melhor caminho para a 
garantia da liberdade de pensamento e o princípio de 
autodeterminação dos povos. 
e) É inviável, no mundo moderno, a implantação de regimes 
democráticos sem o uso da força bruta, praticada, em geral, com 
moderação, por parte da nação que se apossa de determinado 
território.

Outros materiais