Buscar

15 HIV-AIDS

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 3, do total de 13 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 6, do total de 13 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 9, do total de 13 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

Medicina - 6º Semestre - Ana Paula Cuchera e Eduarda Costa
Profº Miguel Teixeira
20 de out. de 2023
Introdução
- O correto é falar pessoa que vive com HIV 
- Mortalidade da doença cai substancialmente quando se quebra a patente dos TARVs que mudaram
totalmente dessas pessoas viverem
● Com o uso do TARV muitas pessoas hoje vivem com carga viral muito baixa
● TARV é o padrão ouro para o tratament o
- HIV: ter cuidado com
● Gestantes - paciente de alto risco
● Crianças e adolescentes
○ Crianças expostas = violência sexual ou transmitida verticalmente
○ Adolescente = desconfiar abuso sexual
● Ficar de olho em TB - se ela ficar ativa é bem provável que o paciente tenha baixa na
imunidade
● Profissionais do sexo - estas ficam muito expostas
● Profissionais de saúde
● Privados de liberdades
● Pessoas em situação de rua
● Sexo desprotegido
1
Cuidados
OBS! Se em um casal apenas 1 tem HIV → mantém o uso de preservativo (barreira)
- Se os 2 tiverem HIV → não tirar o método de barreira, pois as cepas virais de cada um é diferente, por
isso é importante fazer a genotipagem
- Se for engravidar: sempre fazer sob supervisão médica, pois a carga viral precisa estar indetectável e
o CD4 alto
● Pois o quadro gestacional abaixa a imunidade e com isso, pode reativar o vírus
● Com isso, precisa entrar com outros retrovirais específicos para gestantes
- Pessoas mais expostas - tem que se proteger pois elas podem ter várias cepas e podem desenvolver
resistência ao TARV
- Iniciar o TARV para todas as pessoas que positivaram ao HIV
OBS! Testagem Regular de HIV: gestantes e os outros citados acima
- PREP → usado quando o paciente quer fazer sexo desprotegido e nã o pegar HIV
● Contudo, precisa avisar que este não protege de outros tipos de ists (Ex: sífilis, gonorreia, etc)
● Existem o uso continuo de PREP, muito usado por profissionais do sexo
- PEP → muito usados em profissionais da saúde que às vezes se contaminam sem querer
- Paciente que faz uso de drogas injetáveis = instruir a não compartilhar a seringa (redução de danos)
- Prevenção combinada do HIV:
1. Testagem regular de HIV
2. Profilaxia pós-exposição (PEP)
2
3. Profilaxia pré-exposição (PrEP)
4. Exame de HIv, sífilis e hepatites no pré-natal
5. Recuperação de danos
6. Diagnosticar e tratar outros IST
7. Preservativo feminina, masculina e gel lubrificante
8. Tratamento para todas as pessoas
OBS! Transcriptase reversa → transforma DNA a partir de RNA, formando uma fita grande. Controla o
núcleo, aumenta e destrói
- Predição por CD4, com isso ela destrói essa célula e diminui a imunidade
OBS! AIDS decorrente do aumento de carga viral e diminuição de células TCD4 → síndrome de
imunodeficiência adquirida
3
Como se transmite o HIV?
- Tipo de material biológico:
OBS! Transfusão sanguínea, compartilhamento de seringa e acidentes com seringa
- Leite materno - com isso, mas não deve amamentar
- Tipo de exposição:
4
História Natural da Infecção pelo HIV
1- Síndrome Retroviral Aguda (SRA)
- SRA → síndrome mono-like!
- Febre, cefaléia, astenia, adenopatia, faringite, exantema e mialgia.
- Febre pode ser alta e prolongada com sudorese
- Linfonodomegalias → cadeias cervicais anterior e posterior, submandibular, occipital e axilar
- Esplenomegalia
OBS! Ocorre como uma síndrome viral qualquer
2- Fase de latência clínica
- Inicial:
● CD4>350 cel/mm3
○ Linfadenopatia pode ficar mantida
○ Parotidite crônicas/recorrentes
● Sem infecções oportunistas
● Sem sintomas constitucionais
● Maior risco de doenças bacterianas típicas (p. ex: pneumonia)
- Sintomas constitucionais:
● CD4 entre 200-350 cel/mm³
○ Sintomas constitucionais pode estar presentes
○ Febre baixa, perda ponderal, sudorese noturna, fadiga, diarreia crônica
○ Herpes-zoster
○ Marcadores para evolução para AIDS
■ Lesões orais (leucoplasia pilosa, candidíase oral)
○ Febre de origem indeterminada
3- Síndrome da imunodeficiência adquirida (AIDS)
- CD4 < 200 cel/mm3
● Presença de doenças definidoras de AIDS
○ Infecções oportunistas
○ Candidíase esofágica
○ Pneumocistose
○ Neurocriptococose
○ Neurotoxoplasmose
○ Reativação de CMV (citomegalovírus)
○ Tuberculose extra-pulmonar
○ Micobacterioses atípicas
○ Histoplasmose disseminada
○ Neoplasias → Sarcoma de Kaposi, Linfomas
5
OBS! Candidíase difusa = imunodeficiência (pode ou não ser HIV)
Testes
- Existem 4 métodos:
● Teste rápido com a mostra de sangue
● Teste de fluido oral associado com amostra de sangue
● Exames de sangue com radioimunoensaio (imunoensaio de 4º geração) com exame
complementar
● Western blot ou Imunoblot
6
OBS! Dois testes rápidos: Se der sim, fazer o outro que é o contraprova do TR1 = TR2
- Se o resultado for sim = individuo com 78% de chance de estar contaminado com HIV
● Pode considerar que este tem HIV
- Pode existir os falsos positivos
- Quanto mais testes mais aumenta a sensibilidade do teste (contraprova)
- UBS faz:
● TR1
● TR2
OBS! 1 teste usando fluido oral e outra utilizando sangue: Faz junto com o TR1
● Se der positivo, faz TR2 (contraprova), se der positivo indica que é reativo
OBS! Imunoensaio de 4ª geração: Se der negativo → não tem
- Se der positivo → outros testes moleculares para captar amostras do vírus e se der positivo, indica
que a amostra é reagente para HIV
7
OBS! Se der positivo, começar a dosar CD4 (fazer exames periódicos)
- AMOSTRA REAGENTE PARA O HIV
● Para a confirmação do diagnóstico laboratorial, uma segunda amostra deverá ser coletada e
submetida ao primeiro teste do Fluxograma 3, conforme estabelecido pela Portaria no 29, de 17
de dezembro de 2013
- AMOSTRA NÃO REAGENTE PARA O HIV
● Persistindo a suspeita de infecção pelo HIV, uma nova amostra deverá ser coletada 30 dias
após a data da coleta desta amostra.
- AMOSTRA REAGENTE PARA O HIV
● Resultado obtido com a segunda amostra, utilizando o Fluxograma 3, conforme estabelecido
pela Portaria no 29, de 17 de dezembro de 2013
Conduta:
OBS! Saber como está a imunidade pra saber a conduta para o indivíduo
● Ex: não dar vacina de vírus atenuado a pessoas imunocomprometidas
8
Escuta e Avaliação Clínica
- Investigar Queixas
- História Clínica Pregressa
● Doenças, segmentos com especialistas, uso de medicação, alergias, vacinação, internação e
cirurgias.
- História Saúde Reprodutiva
● Métodos contraceptivos, número de gestações prévias e abordar planejamento reprodutivo em
homens e mulheres
- História pessoal de hábitos e riscos
- Incorporação de hábitos saudáveis:
● Evitar o tabagismo, etilismo ou uso de substâncias ilícitas;
● Adotar a prática de atividade física e alimentação saudável;
● Usar preservativos nas relações sexuais;
OBS! Termos usados: todos estão expostos
● HSH → homem que fazem sexo com homens
● HSM → homem que fazem sexo com mulhres
● MSM → mulheres que fazem sexo com mulheres
Exame Físico
- Exame Físico COMPLETO
- PA, peso, altura, IMC, circunferência abdominal;
- Aparelhos cardíaco, respiratório e abdominal.
- Pele e oroscopia
● Sarcoma e sífilis na pele e na boca candidíase
- Quanto menor o CD4+, mais frequente deve ser o exame
Exames Complementares Iniciais
- Contagem Linfócito TCD4+ e Carga Viral (CV)
- HMG
● Análise de infecção secundária, leucocitose, linfopenia
- Glicemia de jejum
● Por conta do TARV que altera a glicemia
- Perfil lipídico
● TARV altera metabolismo dos lipídeos
- Função hepática e renal
● TARV altera função renal
- Sorologia para sífilis
- Sorologia para hepatites virais
- Sorologia para toxoplasmose
- Sorologia para HTLV (vírus linfotrópico de células T humanas) I e II
● Esse vírus é parente do HIV, só que tem atividade muito neurotóxica e também está ligado a
imunidade
- Sorologia para Chagas (áreas endêmicas)
● Por conta da imunidade baixa
- Prova Tuberculínica
- RX Tórax
Paciente com HIV - Manejo Clínico
- Ao realizar o diagnóstico:
● Buscar ativamente por sinais e sintomas sugestivos de doenças oportunistas
9
● Solicitar exames gerais
● Solicitar carga viral e imunofenotipagem de leucócitos (contagem de linfócitos TCD4)
● Solicitar sorologiasdas demais ISTs (sífilis, hepB, hepC...)
● Investigar ativamente tuberculose (RxTx e PPD)
Indicações para Genotipagem
- Pré-tratamento
● Crianças
● Gestantes
● Co-infecção TB-HIV
● Pessoas infectadas por parceiros em uso de TARV
- Após início do tratamento
● Falha de tratamento
Fármacos disponíveis para tratamento do HIV
- Quais são os mais importantes?
● Inibidores da transcriptase reversa
○ Análogos nucleosídicos → zidovudina (AZT), lamivudina (3TC), tenofovir (TDF), abacavir
(ABC)
○ Não-análogos → efavirenz (EFZ), nevirapina (NVP)
■ Usar este na gravidez, para não dar alteração no feto
● Inibidores da protease
○ Sempre estão acompanhados do ritonavir (serve apenas como booster da droga
principal)
■ Lopinavir/r, azatanavir/r, darunavir/r
● Inibidores da integrase
○ Raltegravir (RAL), dolutegravir (DTG)
- Terapia Anti Retroviral (TARV)
● Redução da morbimortalidade em PVHIV
● Diminuição da transmissão da infecção
● Redução da TB: principal causa infecciosa de óbitos
● Disponibilidade de opções terapêuticas mais cômodas e bem toleradas:
○ 1 comprimido co-formulado de tenofovir/lamivudina (300mg/300mg) , 1x/dia, + 1
comprimido de dolutegravir (50 mg) , 1x/dia.
10
- Esquema inicial para adultos: TDF + 3TC + DTG
● Lamivudina (3TC), tenofovir (TDF), dolutegravir (DTG)
Particularidades do Esquema Inicial
- Gestantes e mulheres que desejam/risco de engravidar
● Maior risco de defeitos do tubo neural se usar DTG no 1o trimestre??
● No 1o trimestre → discutir DTG ou alternativas como RAL ou ATV/r
● DTG pode ser utilizado após 1o trimestre
- Co-infecção TB-HIV
Segmentos na rede
● Essa proposta deve ser adaptada de acordo com as realidades locais, a depender da
capacidade da rede de serviços instalada e da disponibilidade de profissionais de saúde.
Monitoramento de CD4+
Exames Complementares no segmento
11
Rastreamento de Neoplasias
Critérios de Imunização
OBS! Não vacinar pessoas com <200 céls/mm3
12
13

Continue navegando