Buscar

Exercício Avaliativo 2_ Lei anticorrupção

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 3, do total de 4 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

23/03/2024 14:56 Exercício Avaliativo 2: Revisão da tentativa
https://mooc41.escolavirtual.gov.br/mod/quiz/review.php?attempt=2685155&cmid=49804 1/4
In ic iado em sábado, 23 mar. 2024, 14:42
Estado Finalizada
Conclu ída em sábado, 23 mar. 2024, 14:55
Tempo
empregado
13 minutos 28 segundos
Notas 5,00/5,00
Av al iar 25,00 de um máximo de 25,00(100%)
Questão 1
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Marque a única alternativa correta com base nas infrações previstas na Lei nº 12.846/2013 (LAC):
a . O sr. José das Couves ofereceu propina a um pregoeiro para que sua empresa fosse declarada vencedora no pregão, mas o
pregoeiro rejeitou a propina . Como o objetivo da propina não foi alcançado, não se caracterizou infração à LAC.
b. Uma empresa ofereceu propina ao amigo de um agente público para obter tratamento diferenciado na repartição onde o
agente público trabalha. Isso caracteriza infração à LAC.

c. Vantagens indevidas oferecidas por pessoas jurídicas a empregados públicos não caracterizam infração à LAC, pois o
empregado público, apesar de concursado, não tem estabilidade.
d. Uma empresa utilizou de seu bom relacionamento com um órgão público de �scalização para escolher quais servidores vão
�scalizá-la , mas não chegou a oferecer qualquer vantagem indevida para isso. Como não houve nem mesmo promessa de
vantagem indevida , ela não pode ser responsabilizada com base na LAC.
e. A empresa Testa de Aço S/A está impedida de licitar com um órgão público, então, seus donos utilizam uma empresa de
fachada para licitar no lugar da Testa de Aço junto ao mesmo órgão público. Como a empresa de fachada não está impedida
de licitar, não houve irregularidade.
Sua resposta está correta .
Alternativa ‘a’ está incorreta , pois não é necessário que a empresa realmente consiga aquilo que pretende com a propina . Basta ela
oferecer ou prometer uma propina que a infração já está caracterizada. 
Alternativa ‘b’ está correta , pois mesmo vantagens indevidas oferecidas a pessoas sem relação de parentesco com agentes públicos
caracterizam infração à LAC, basta que sejam terceiros relacionados ao agente público, como no caso do enunciado, em que o
bene�ciário dá propina ao amigo do agente público, não ao agente. 
Alternativa ‘c’ está incorreta , pois agente público é uma de�nição intencionalmente ampla , de modo que abrange toda pessoa com
vínculo com a Administração Pública , inclusive, como no caso do enunciado, empregados públicos. 
Alternativa ‘d’ está incorreta , pois essa conduta realmente não seria tipi�cada no inciso I, do artigo 5º da LAC: dar ou prometer
vantagem indevida . Mas seria tipi�cada no inciso V do mesmo artigo: di�cultar �scalização de órgão público. 
Alternativa ‘e’ está incorreta , pois a situação descrita na alternativa caracteriza sim infração ao inciso III, do artigo 5º, que trata
exatamente de “utilizar interposta pessoa f ísica ou jurídica”, isto é, laranjas, testas-de-ferro, empresas de fachada para ocultar os
reais interesses.
A resposta correta é:
Uma empresa ofereceu propina ao amigo de um agente público para obter tratamento diferenciado na repartição onde o agente
público trabalha. Isso caracteriza infração à LAC.
23/03/2024 14:56 Exercício Avaliativo 2: Revisão da tentativa
https://mooc41.escolavirtual.gov.br/mod/quiz/review.php?attempt=2685155&cmid=49804 2/4
Questão 2
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Os itens a seguir descrevem situações �ctícias referentes ao relacionamento entre pessoas jurídicas e poder público. Julgue-os e
marque a única alternativa correta com base nas infrações referentes a licitações e contratos previstas na Lei nº 12.846/2013 (LAC),
no inciso IV, do artigo 5º. 
I – No âmbito de um contrato administrativo, a empresa Fraudadores Pro�ssionais vem entregando produtos de qualidade inferior à
especi�cada no contrato. Por isso, ela está sujeita a uma punição com base na LAC. 
II – A empresa Face de Pau pagou propina ao �scal de um contrato administrativo durante a execução de um aditivo ao contrato
original . Quando foi descoberta , alegou que a conduta não poderia ser punida com base na LAC, porque a irregularidade ocorreu num
aditivo, não no contrato original . A atitude correta da Administração é rejeitar a alegação e providenciar a punição da empresa. 
III – A empresa Espertinho S/A é contratada pelo Ministério do Recebimento para o fornecimento de resmas de papel. Visando
aumentar sua margem de lucro, a Espertinho S/A fornece papel de péssima qualidade, abaixo das especi�cações previstas no edital de
licitação.  Para não correr o risco de não ter seu produto atestado, a Espertinho S/A oferece pequenos agrados ao �scal do contrato,
tais como almoços e jantares. Nessa situação, a Espertinho S/A pode ser punida com base na LAC, uma vez que restou caracterizada
fraude à execução do contrato público, além do pagamento de vantagem indevida ao agente público. 
a . Todos os itens estão corretos.
b. Todos os itens estão incorretos.
c. Somente os itens I e III estão corretos.
d. Somente os itens I e II estão corretos.
e. Somente os itens II e III estão corretos. 
Sua resposta está correta .
A resposta correta é: Somente os itens II e III estão corretos.
Item I está incorreto, pois problemas de inexecução contratual, tais como os descritos no item, não geram responsabilização com base
na LAC, porque todos os seus tipos referentes a licitações e contratos exigem a ocorrência de fraude, isto é, somente uma inexecução
contratual associada a uma fraude pode ser punida com base na LAC. 
Item II está correto, pois a atitude da Administração está baseada na alínea f, do inciso IV, do artigo 5º da LAC, que prevê,
especi�camente, punição em caso de fraudes em aditivos. 
Item III está correto, pois, embora a conduta da Espertinho S/A con�gura “fraudar licitação ou contrato públicos” estabelecido na alínea
d, do inciso IV, do art. 5º da LAC. Ademais, �cou também caracterizado o pagamento de vantagem indevida , independente do valor das
benesses concedidas ilicitamente.
A resposta correta é:
Somente os itens II e III estão corretos.
23/03/2024 14:56 Exercício Avaliativo 2: Revisão da tentativa
https://mooc41.escolavirtual.gov.br/mod/quiz/review.php?attempt=2685155&cmid=49804 3/4
Questão 3
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Questão 4
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Analise a a�rmativa a seguir e julgue-a como Verdadeiro ou Falso. 
A base de cálculo da multa administrativa prevista na LAC é a vantagem auferida pela empresa infratora .
Verdadeiro
Falso 
A resposta correta é: Falso.
A base de cálculo é o “faturamento bruto do ano anterior ao PAR, excluídos os tributos”. Vantagem auferida é estritamente o piso
para a multa , não um ponto de partida para seu cálculo.
A resposta correta é 'Falso'.
Marque a única alternativa correta em relação aos critérios de dosimetria da multa previstos na Lei nº 12.846/2013 (LAC) e no
decreto federal que a regulamentou (Decreto nº 11.129/2022).
a . A tolerância da direção da empresa a atos ilícitos é algo dif ícil de ser mensurado, por isso, ele não é critério de dosimetria da
multa .
b. Os valores pagos pela empresa infratora a título de ressarcimento reduzem proporcionalmente a multa a ser paga, isto é, se
houver ressarcimento de 70% dos danos que a empresa infratora causou, sua multa será reduzida em 70% .
c. Um dos motivos de a LAC considerar o funcionamento de programa de integridade como critério de dosimetria da multa
é incentivar o setor privado a adotar esse tipo de mecanismo.

d. A empresa que infringir a LAC em razão de estar em situação �nanceira extremamente dif ícil sofrerá uma redução na multa
que vier a ser aplicada.
e. A pessoa jurídica receberá uma pena maior ou menor, conforme tenha sido reincidente mais ou menos vezes no período de 5
anos, segundo estabelecido no Decreto nº 11.129/2022.
Sua resposta está correta .
Alternativa ‘a’ está incorreta , pois a alta administração da empresa tem papel fundamental no estabelecimento da cultura interna daempresa, de modo que sua tolerância a atos ilícitos é levada em conta na dosimetria . 
Alternativa ‘b’ está incorreta , pois ressarcimento dos danos e multa são coisas diferentes. O ressarcimento integral dos danos (ou a
não comprovação de existência de danos) causa uma redução de até 1% na alíquota da multa e somente isso. 
Alternativa ‘c’ está correta , pois um dos motivos de a LAC considerar o funcionamento de programa de integridade como critério de
dosimetria da multa é incentivar o setor privado a adotar esse tipo de mecanismo. É exatamente para isso e por reconhecer que,
como o programa de integridade é algo que custa muito tempo e dinheiro, é necessário não só forçar, mas também convencer as
empresas a adotá-lo. 
Alternativa ‘d’ está incorreta . Não há previsão normativa para redução da multa em caso de situação �nanceira extremamente dif ícil .
Atenção para não confundir as coisas! A empresa com boa situação econômico-�nanceira realmente sofrerá pena mais grave do que a
empresa em má situação. Mas isso ocorre por meio da aplicação de uma multa mais pesada para a empresa em boa situação
econômica e não por uma redução da multa da empresa desesperada.
Alternativa ‘e’ está incorreta , pois o percentual de 3% de aumento da multa é aplicado independentemente da quantidade de
reincidências da pessoa jurídica .
A resposta correta é:
Um dos motivos de a LAC considerar o funcionamento de programa de integridade como critério de dosimetria da multa é incentivar o
setor privado a adotar esse tipo de mecanismo.
23/03/2024 14:56 Exercício Avaliativo 2: Revisão da tentativa
https://mooc41.escolavirtual.gov.br/mod/quiz/review.php?attempt=2685155&cmid=49804 4/4
Questão 5
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
A respeito das regras de prescrição estabelecidas pela Lei nº 12.846/2013 (LAC), julgue os itens a seguir. 
I – Se a infração for permanente ou continuada, o prazo da respectiva prescrição não começará a correr do dia em que essa infração
cessar. 
II – Quando a LAC diz que o prazo prescricional se contará da “ciência da infração”, isso signi�ca que basta qualquer cidadão tomar
ciência da infração para que o prazo da prescrição se inicie. 
III – Uma vez que o prazo prescricional começa a correr, ele não pode ser reiniciado.
a . Todos os itens estão corretos.
b. Todos os itens estão incorretos.
c. Somente o item I está correto. 
d. Somente o item II está correto.
e. Somente o item III está correto.
Sua resposta está correta .
A resposta correta é: Somente o item I está correto.
Item I: A LAC estabeleceu dois marcos iniciais de contagem do prazo prescricional em seu artigo 25, a depender do tipo de ato lesivo.
O item está correto, porque descreve exatamente uma das formas de marco inicial . Lembre-se de que a outro a forma é a data da
ciência da infração e ocorre quando a infração não é permanente ou continuada. 
Item II: a ciência da infração para que o prazo da prescrição se inicie deve ser por parte da Administração Pública . Portanto, o mero
conhecimento por parte de um cidadão não tem o condão de dar início ao prazo prescricional, por isso, o item está incorreto. 
Item III: está incorreto, pois o prazo pode sim ser reiniciado (o termo técnico a ser utilizado é interrompido). As hipóteses de
interrupção estão previstas no artigo 25, parágrafo único, e artigo 16, parágrafo 9º, da LAC.
A resposta correta é: Somente o item I está correto.

Continue navegando