Buscar

simulado 3


Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 3, do total de 18 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 6, do total de 18 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 9, do total de 18 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Continue navegando


Prévia do material em texto

13/04/2024, 12:45 Simulados das avaliações: Revisão da tentativa
https://virtual.uninta.edu.br/mod/quiz/review.php?attempt=5093014&cmid=1090314 1/18
Iniciado em sábado, 13 abr. 2024, 12:46
Estado Finalizada
Concluída em sábado, 13 abr. 2024, 12:47
Tempo
empregado
1 minuto 52 segundos
Avaliar 0,00 de um máximo de 10,00(0%)
Questão 1
Não respondido
Vale 0,50 ponto(s).
Dentre as teorias da história destaca-se o materialismo histórico. Sobre essa abordagem, marque a alternativa correta.
Escolha uma opção:
A. Uma corrente histórica que nega a importância dos fatores econômicos na análise da sociedade.
B. Uma abordagem filosófica que enfatiza a influência predominante das ideias e das crenças na formação da história.
C. Uma teoria cuja proposta pressupõe que a história é impulsionada principalmente pela luta de classes e pelas relações econômicas.
D. Uma visão que destaca a supremacia das instituições religiosas na formação da história.
E. Uma abordagem que acredita que a história é determinada, principalmente, pela vontade de indivíduos notáveis.
Sua resposta está incorreta.
Esta questão aborda o conceito de Materialismo Histórico, que é uma abordagem fundamental na teoria social e na interpretação da história,
desenvolvida, principalmente, por Karl Marx e Friedrich Engels. O Materialismo Histórico propõe que as condições econômicas e sociais, em
particular as relações de produção e distribuição de recursos, desempenham um papel central na formação da história. Ele enfatiza a
importância das contradições e conflitos entre diferentes classes sociais na moldagem dos eventos históricos e no desenvolvimento das
sociedades ao longo do tempo.
A resposta correta é: Uma teoria cuja proposta pressupõe que a história é impulsionada principalmente pela luta de classes e pelas relações
econômicas.
13/04/2024, 12:45 Simulados das avaliações: Revisão da tentativa
https://virtual.uninta.edu.br/mod/quiz/review.php?attempt=5093014&cmid=1090314 2/18
Questão 2
Não respondido
Vale 0,50 ponto(s).
Questão 3
Não respondido
Vale 0,50 ponto(s).
A Escola dos Análles trouxe grandes inovações para a historiografia ocidental, especialmente no que diz respeito às fontes, que possibilitou o
alcance de várias dimensões das relações humanas. Sobre a abertura no campo historiográfico, destaca-se a história da cultura material.
Acerca dessa abordagem, marque a alternativa que melhor apresenta suas principais características.
Escolha uma opção:
A. A história das ideias filosóficas e religiosas ao longo do tempo.
B. A história da literatura e das artes visuais.
C. A história da biologia e evolução das espécies.
D. A história das guerras e conflitos mundiais.
E. A história das transformações nas práticas, objetos e artefatos produ-zidos e utilizados pelas sociedades ao longo do tempo.
Sua resposta está incorreta.
Esta questão trata da história da cultura material, um campo de estudo que se concentra na análise das transformações nas práticas, objetos e
artefatos produzidos e utilizados pelas sociedades ao longo do tempo. Ela abrange uma ampla gama de objetos, desde ferramentas e
utensílios até obras de arte e arquitetura, e ajuda a reconstruir aspectos da vida cotidiana, das crenças culturais e das dinâmicas sociais do
passado.
A resposta correta é: A história das transformações nas práticas, objetos e artefatos produ-zidos e utilizados pelas sociedades ao longo do
tempo.
Friedrich Nietzsche é crítico de uma história científica, enquanto disciplina acadêmica; para ele, a história enquanto ciência obstrui a vitalidade
do mito, o que pode gerar prejuízo à cultura. Dessa forma, ele coloca a objetividade científica do conhecimento histórico em perspectiva.
A partir dessa observação, aponte qual das alternativas melhor representa o pensamento de Nietzsche sobre a história.
Escolha uma opção:
A. A ênfase na história como uma narrativa baseada em fatos objetivos e documentados.
B. A crença na linearidade e no progresso contínuo da história humana.
C. A concepção de que a história é uma luta constante pelo poder e pela dominação entre diferentes grupos.
D. A promoção da história como uma construção de narrativas subjetivas moldadas pela vontade de poder individual.
E. A ideia de que a história é determinada, principalmente, por fatores econômicos e materiais.
Sua resposta está incorreta.
Nietzsche via a história como uma arena na qual diferentes perspectivas e narrativas competiam pelo domínio, e que as interpretações
históricas eram frequentemente distorcidas para atender aos interesses dos poderosos. Sua ênfase na subjetividade da construção da história
e sua crítica à ideia de uma história objetiva tiveram um impacto profundo na filosofia da história e na teoria crítica.
A resposta correta é: A promoção da história como uma construção de narrativas subjetivas moldadas pela vontade de poder individual.
13/04/2024, 12:45 Simulados das avaliações: Revisão da tentativa
https://virtual.uninta.edu.br/mod/quiz/review.php?attempt=5093014&cmid=1090314 3/18
Questão 4
Não respondido
Vale 0,50 ponto(s).
A educação desempenhou um papel fundamental na busca pela independência do Brasil no século XIX. Antes de 1822, o sistema educacional
era restrito e controlado pelas elites portuguesas, com poucas oportunidades para a população em geral. No entanto, durante o período
colonial tardio, surgiram movimentos intelectuais que reivindicavam maior autonomia e acesso à educação para todos os brasileiros. A
disseminação de ideias iluministas e a influência das revoluções americana e francesa contribuíram para a conscientização política e social.
Analise as alternativas abaixo e marque a que indica como a disseminação das ideias iluministas e a influência das revoluções americana e
francesa contribuíram para a conscientização política e social que culminou na busca pela independência do Brasil.
Escolha uma opção:
A. A disseminação das ideias iluministas e a influência das revoluções americana e francesa foram fundamentais para a conscientização
política e social no Brasil, estimulando debates sobre liberdade, igualdade e direitos humanos, que, por sua vez, motivaram
intelectuais e líderes a questionarem o domínio colonial português e a buscar a independência do país.
B. A disseminação das ideias iluministas e as revoluções americana e francesa não tiveram impacto significativo na conscientização
política e social do Brasil, uma vez que a população em geral estava mais preocupada com questões econômicas e sociais.
C. A influência das revoluções americana e francesa foi negativa para a conscientização política e social no Brasil, pois gerou um temor
generalizado de rebelião e instabilidade.
D. As ideias iluministas tiveram pouca influência na conscientização política e social do Brasil, uma vez que o país estava isolado
intelectualmente do restante do mundo.
E. A conscientização política e social que culminou na busca pela independência do Brasil foi principalmente resultado da insatisfação
das elites locais com a administração portuguesa, e não tanto pela influência das ideias iluministas ou das revoluções ocorridas em
outros países.
Sua resposta está incorreta.
A questão destaca a importância das ideias iluministas e das revoluções americana e francesa na conscientização política e social que
culminou na busca pela independência do Brasil. Esses movimentos intelectuais e políticos influenciaram significativamente os debates sobre
liberdade, igualdade e direitos humanos, alimentando o desejo de autonomia e soberania entre intelectuais e líderes brasileiros. A
compreensão desses princípios iluministas estimulou a reflexão crítica sobre o sistema colonial e fortaleceu os laços de soli-dariedade e
identidade nacional necessários para o movimento de independência.
A resposta correta é: A disseminação das ideias iluministas e a influência das revoluções americana e francesa foram fundamentais para a
conscientização política e social no Brasil, estimulando debates sobre liberdade, igualdade e direitos humanos,que, por sua vez, motivaram
intelectuais e líderes a questionarem o domínio colonial português e a buscar a independência do país.
13/04/2024, 12:45 Simulados das avaliações: Revisão da tentativa
https://virtual.uninta.edu.br/mod/quiz/review.php?attempt=5093014&cmid=1090314 4/18
Questão 5
Não respondido
Vale 0,50 ponto(s).
Georg Wilhelm Hegel é famoso por sua abordagem dialética, que se baseia na ideia de que o desenvolvimento do pensamento e da história
progride através de um processo de contradição e resolução. Suas obras mais influentes são “A Fenomenologia do Espírito” (1807) e “A
Ciência da Lógica” (1812-1816), nas quais desenvolve seu sistema filosófico.
De acordo com o texto acima, aponte qual alternativa descreve melhor a contribuição de Hegel para a história.
Escolha uma opção:
A. A promoção da história como uma luta constante pelo poder entre classes sociais.
B. A ideia de que a história é uma série de eventos aleatórios e sem significado subjacente.
C. A concepção de que a história é um processo dialético de desenvolvi-mento espiritual e autoconhecimento da humanidade.
D. A ênfase na história como uma narrativa puramente factual, baseada em eventos concretos e documentação.
E. A crença de que a história é impulsionada principalmente por forças econômicas e materiais.
Sua resposta está incorreta.
Hegel via a história como um movimento progressivo em direção à realização do espírito humano, onde os eventos históricos são vistos como
etapas na evolução da consciência humana. Ele acreditava que a história se desenrolava por meio de contradições e resoluções dialéticas,
onde conflitos e antagonismos eram superados em direção a uma síntese superior.
A resposta correta é: A concepção de que a história é um processo dialético de desenvolvi-mento espiritual e autoconhecimento da
humanidade.
13/04/2024, 12:45 Simulados das avaliações: Revisão da tentativa
https://virtual.uninta.edu.br/mod/quiz/review.php?attempt=5093014&cmid=1090314 5/18
Questão 6
Não respondido
Vale 0,50 ponto(s).
A História Social também tem como princípio a análise das experiências das minorias, grupos marginalizados e subalternos, buscando
reconhecer suas vozes e agências históricas. Isso inclui o estudo das resistências, movimentos sociais e formas de expressão cultural que
desafiam as estruturas de poder dominantes e buscam promover mudanças sociais.
Diante disso, analise as alternativas abaixo e marque a que discute o papel da História Social na análise das relações de poder, classe e gênero
ao longo do tempo, destacando como essa abordagem historiográfica valoriza as experiências das pessoas comuns e dos grupos
marginalizados na construção da narrativa histórica.
Escolha uma opção:
A. O papel da História Social na análise das relações de poder, classe e gênero ao longo do tempo é limitado, pois essa abordagem
tende a privilegiar apenas as experiências das elites dominantes, marginalizando as vozes e vivências das pessoas comuns e dos
grupos marginalizados.
B. A História Social não desempenha um papel relevante na análise das relações de poder, classe e gênero ao longo do tempo, pois
prioriza apenas os eventos e figuras históricas dominantes, ignorando as experiências das pessoas comuns e dos grupos
marginalizados.
C. A História Social concentra-se exclusivamente na análise das relações de poder, desconsiderando a influência das questões de classe
e gênero ao longo do tempo, o que resulta em uma narrativa histórica incompleta e tendenciosa.
D. A História Social desempenha um papel crucial na análise das relações de poder, classe e gênero ao longo do tempo, valorizando as
experiências das pessoas comuns e dos grupos marginalizados na construção da narrativa histórica. Essa abordagem historiográfica
reconhece a interseccionalidade entre essas dimensões sociais, proporcionando conhecimentos significativos sobre como as
estruturas de poder se manifestam e são contestadas ao longo da história.
E. A História Social desempenha um papel importante na análise das relações de poder, classe e gênero ao longo do tempo, destacando
como essas dinâmicas influenciaram as experiências das pessoas comuns e dos grupos marginalizados na construção da narrativa
histórica, mas negligencia a importância da interdisciplinaridade para uma compreen-são mais abrangente dessas questões.
Sua resposta está incorreta.
A História Social desempenha um papel crucial ao analisar as relações de poder, classe e gênero ao longo do tempo. Esta abordagem
historiográfica reconhece a importância das experiências das pessoas comuns e dos grupos marginalizados na construção da narrativa
histórica.
A resposta correta é: A História Social desempenha um papel crucial na análise das relações de poder, classe e gênero ao longo do tempo,
valorizando as experiências das pessoas comuns e dos grupos marginalizados na construção da narrativa histórica. Essa abordagem
historiográfica reconhece a interseccionalidade entre essas dimensões sociais, proporcionando conhecimentos significativos sobre como as
estruturas de poder se manifestam e são contestadas ao longo da história.
13/04/2024, 12:45 Simulados das avaliações: Revisão da tentativa
https://virtual.uninta.edu.br/mod/quiz/review.php?attempt=5093014&cmid=1090314 6/18
Questão 7
Não respondido
Vale 0,50 ponto(s).
Ao longo do tempo, a História Social tem se desenvolvido em várias subáreas, incluindo a História da Família, História do Trabalho, História
Urbana, História das Minorias, entre outras. Cada uma dessas subáreas se concentra em aspectos específicos das relações sociais e das
experiências humanas.
Diante disso, analise as alternativas abaixo e marque a que explica como a História Social aborda as relações de poder e as experiências das
classes sociais menos privilegiadas ao longo do tempo, e como esses aspectos são essenciais para compreender as dinâmicas sociais.
Escolha uma opção:
A. A História Social enfoca apenas as experiências das classes sociais mais privilegiadas, argumentando que estas são mais
representativas das dinâmicas sociais em uma sociedade.
B. A História Social se concentra exclusivamente nas experiências das classes sociais menos privilegiadas, negligenciando as relações de
po-der e a influência das elites dominantes na configuração da sociedade.
C. A História Social tende a ignorar as relações de poder, focando apenas nas experiências das classes sociais mais privilegiadas, pois
estas são consideradas mais relevantes para compreender as dinâmicas sociais ao longo do tempo.
D. As relações de poder são centrais na abordagem da História Social, pois permitem entender como as classes sociais menos
privilegiadas resisti-ram às opressões e exploraram as oportunidades ao longo do tempo, moldando as dinâmicas sociais.
E. A compreensão das dinâmicas sociais ao longo do tempo é essencial-mente baseada na análise das relações de poder e nas
experiências das classes sociais menos privilegiadas, pois estas desafiam e reconfiguram as estruturas sociais dominantes,
promovendo mudanças significativas.
Sua resposta está incorreta.
A questão trata da importância das relações de poder na análise da História Social, destacando como essas relações moldam as experiências e
as lutas das classes sociais menos privilegiadas ao longo do tempo. Ao examinar as dinâmicas de poder, os historiadores sociais podem
compreender como as comunidades marginalizadas resistiram à opressão, reivindicaram direitos e exploraram oportunidades dentro de
estruturas sociais muitas vezes desfavo-ráveis. Essa abordagem não apenas revela a complexidade das interações sociais, mas também oferece
uma visão mais completa das transformações históricas, ressaltando a agência e a resiliência das classes sociais menos favorecidas.
A resposta correta é: As relações de poder são centrais na abordagem da História Social, pois permitem entender como as classes sociais
menos privilegiadas resisti-ram às opressões e exploraram as oportunidades ao longo do tempo, moldando as dinâmicas sociais.
13/04/2024,12:45 Simulados das avaliações: Revisão da tentativa
https://virtual.uninta.edu.br/mod/quiz/review.php?attempt=5093014&cmid=1090314 7/18
Questão 8
Não respondido
Vale 0,50 ponto(s).
É notória a relevância da História Oral como fonte complementar que alcança dimensões da expressão humana que de outra forma não seria
possível. No entanto, é importante reconhecer os desafios da História Oral, como a subjetividade dos relatos, a falibilidade da memória e a
necessidade de contextualização e corroboração das informações obtidas. Apesar dessas limitações, a História Oral continua sendo uma
ferramenta valiosa para os historiadores na reconstrução e interpretação do passado.
Sobre a relevância e desafios da História Oral apresentados no texto, analise as asserções a seguir e a relação proposta entre elas.
I - O método de pesquisa da História Oral consiste na coleta de testemunhos orais, técnica que permite acessar experiências e memórias de
pessoas que viveram em determinado período histórico.
PORQUE
II - O método de coleta de testemunhos orais é aplicado em situações de total ausência de qualquer outro tipo de fonte material, tendo em
vista ser uma metodologia pouco eficiente em função da falibilidade da memória.
A respeito dessas asserções, assinale a opção correta.
Escolha uma opção:
A. A asserção I é uma proposição falsa, e a II é uma proposição verdadeira.
B. As asserções I e II são proposições falsas.
C. As asserções I e II são proposições verdadeiras, mas a II não é uma justificativa correta da I.
D. A asserção I é uma proposição verdadeira, e a II é uma proposição falsa.
E. As asserções I e II são proposições verdadeiras, e a II é uma justifica correta da I.
Sua resposta está incorreta.
A metodologia de pesquisa da História Oral, como o próprio no nome deixa claro, é a oralidade, que pode ser realizada por meio da
entrevista gravada ou escrita, ou mesmo partir de uma conversa informal. A confiabilidade da narrativa histórica vai depender da habilidade
do historiador em fazer as perguntas certas e interpretar as respostas corretamente. A técnica da entrevista é empregada independente da
existência de fonte material, pois a oralidade é parte complementar de um conjunto maior de fontes e métodos à disposição do historiador.
A resposta correta é: A asserção I é uma proposição verdadeira, e a II é uma proposição falsa.
13/04/2024, 12:45 Simulados das avaliações: Revisão da tentativa
https://virtual.uninta.edu.br/mod/quiz/review.php?attempt=5093014&cmid=1090314 8/18
Questão 9
Não respondido
Vale 0,50 ponto(s).
A História Oral é uma importante fonte histórica que se baseia em relatos pessoais e testemunhos diretos de indivíduos sobre eventos,
experiências e vivências do passado. Por meio de entrevistas e gravações, a História Oral captura narrativas pessoais e memórias que podem
não estar presentes em fontes escritas convencionais.
Sobre a História Oral, conforme apresentado no texto, avalie as asserções a seguir.
I. A História Oral não complementa de forma significativa as fontes históricas convencionais, pois tende a ser subjetiva e enviesada, baseada
apenas nas memórias e experiências individuais dos entrevistados, o que limita sua utilidade na reconstrução da narrativa histórica.
II. A História Oral complementa e enriquece as fontes históricas convencionais ao dar voz às pessoas comuns e grupos marginalizados,
proporcionando perspectivas e experiências que podem estar ausentes em registros oficiais ou documentos formais.
III. A História Oral pode ser útil apenas para fornecer relatos emocionais e pessoais sobre eventos históricos específicos, mas não contribui
para uma compreensão abrangente da história, já que não pode ser verificada ou corroborada por outras fontes.
IV. Ao permitir que indivíduos compartilhem suas histórias e memórias, a História Oral oferece uma visão mais humanizada do passado,
destacando as experiências pessoais e emocionais dos entrevistados e fornecendo um contraponto importante às narrativas históricas
dominantes.
V. Além de informar sobre a vida cotidiana e as perspectivas dos grupos marginalizados, a História Oral pode ajudar a preencher lacunas na
história oficial, resgatando narrativas sub-representadas e ampliando nossa compreensão da diversidade de experiências humanas ao longo
do tempo.
Sobre essas asserções. é correto o que se afirma em:
Escolha uma opção:
A. Apenas I, II e III estão corretas.
B. Apenas II, IV e V estão corretas.
C. Apenas I e II estão corretas.
D. Apenas II, III e V estão corretas.
E. Apenas I está correta.
Sua resposta está incorreta.
Esta questão destaca a importância da História Oral como ferramenta na reconstrução da narrativa histórica. II Ao dar voz às pessoas comuns
e grupos marginalizados, a História Oral complementa as fontes históricas convencionais, proporcionando perspectivas únicas e experiências
que podem não estar presentes em registros oficiais ou documentos formais. IV Ao permitir que os entrevistados compartilhem suas histórias
e memórias, a História Oral humaniza o passado, trazendo à tona as experiências pessoais e emocionais dos indivíduos. V Isso não apenas
ajuda a ampliar nossa compreensão da diversidade de experiências humanas ao longo do tempo, mas também contribui para uma narrativa
histórica mais inclusiva.
A resposta correta é: Apenas II, IV e V estão corretas.
13/04/2024, 12:45 Simulados das avaliações: Revisão da tentativa
https://virtual.uninta.edu.br/mod/quiz/review.php?attempt=5093014&cmid=1090314 9/18
Questão 10
Não respondido
Vale 0,50 ponto(s).
A criação de instituições de ensino, como as academias militares e as escolas de direito, possibilitou a formação de uma classe letrada e
engajada nas questões políticas do país. O movimento da Independência foi impulsionado por líderes educados, como José Bonifácio, que
buscavam não apenas a libertação política, mas também a construção de uma nação soberana e instruída.
Após a leitura do texto, analise as alternativas abaixo e marque a que aponta o papel das instituições de ensino, como as academias militares
e as escolas de direito, na formação de uma classe letrada engajada nas questões políticas do Brasil colonial tardio e como essas instituições
contribuíram para os movimentos pró-independência.
Escolha uma opção:
A. As instituições de ensino, como as academias militares e as escolas de direito, foram instrumentos de controle das elites portuguesas
para manter o* status quo* no Brasil colonial tardio, impedindo qualquer envolvimento político ou movimento pró-independência.
B. As academias militares e as escolas de direito foram exclusivamente responsáveis pela formação de uma classe letrada elitizada,
distante das questões políticas do Brasil colonial e pouco envolvida nos movimentos pró-independência.
C. As instituições de ensino, como as academias militares e as escolas de direito, tiveram um papel irrelevante na formação da classe
letrada e no engajamento político no Brasil colonial, sendo sua influência praticamente nula nos movimentos pró-independência.
D. As academias militares e as escolas de direito tiveram um papel secun-dário na formação da classe letrada, que, por sua vez, não
estava inte-ressada nas questões políticas do Brasil colonial tardio, não contribuindo para os movimentos pró-independência.
E. As instituições de ensino, como as academias militares e as escolas de direito, desempenharam um papel fundamental na formação
de uma classe letrada engajada nas questões políticas do Brasil colonial tardio. Através do acesso ao conhecimento e da
disseminação de ideias liberais e iluministas, essas instituições contribuíram para a conscientização política e social, incentivando o
surgimento de intelectuais e líderes que lideraram os movimentos pró-independência.
Sua resposta está incorreta.
A quaetão destaca o papel fundamental das instituições de ensino, como as academias militares e as escolas de direito, na formação da classe
letrada engajada nas questões políticas do Brasil colonial e na promoção dosmovimentos pró-independência. Essas instituições
proporcionaram acesso ao conhecimento e às ideias liberais e iluministas, capacitando intelectuais e líderes a liderarem os esforços pela
autonomia e soberania do país. Ao educar e conscientizar uma classe letrada, essas instituições contribuíram significativamente para a
articulação e o fortalecimento dos movimentos de independência, demonstrando a influência do ensino na transformação política e social de
uma nação.
A resposta correta é: As instituições de ensino, como as academias militares e as escolas de direito, desempenharam um papel fundamental na
formação de uma classe letrada engajada nas questões políticas do Brasil colonial tardio. Através do acesso ao conhecimento e da
disseminação de ideias liberais e iluministas, essas instituições contribuíram para a conscientização política e social, incentivando o surgimento
de intelectuais e líderes que lideraram os movimentos pró-independência.
13/04/2024, 12:45 Simulados das avaliações: Revisão da tentativa
https://virtual.uninta.edu.br/mod/quiz/review.php?attempt=5093014&cmid=1090314 10/18
Questão 11
Não respondido
Vale 0,50 ponto(s).
A observação histórica também permite aos historiadores identificar padrões e tendências ao longo do tempo, destacando mudanças e
continuidades nas sociedades humanas. Essa análise comparativa ajuda a contextualizar eventos específicos dentro de um quadro mais amplo
de desenvolvimento histórico.
Diante disso, marque a alternativa que explica como a análise comparativa de padrões e tendências, ao longo do tempo, pode ajudar os
historiadores a contextualizar eventos específicos dentro de um quadro mais amplo de desenvolvimento histórico.
Escolha uma opção:
A. A análise comparativa de padrões e tendências ao longo do tempo pode ajudar os historiadores a contextualizar eventos específicos
dentro de um quadro mais amplo de desenvolvimento histórico, fornecendo informações sobre mudanças, continuidades e
transformações ao longo do tempo, o que enriquece a compreensão da história em sua totalidade.
B. A análise comparativa de padrões e tendências ao longo do tempo é útil apenas para reforçar preconceitos históricos e estereótipos,
impedindo os historiadores de entenderem verdadeiramente a singularidade de cada contexto histórico.
C. Os historiadores não se beneficiam da análise comparativa de padrões e tendências ao longo do tempo, pois isso limita a
compreensão da singularidade de cada evento histórico.
D. A análise comparativa de padrões e tendências ao longo do tempo é im-portante para os historiadores, pois permite a aplicação de
generalizações simplistas sobre o desenvolvimento histórico, ignorando a comple-xidade dos eventos individuais.
E. A análise comparativa de padrões e tendências ao longo do tempo não é útil para os historiadores contextualizarem eventos
específicos, pois cada evento histórico é único e não pode ser comparado com outros.
Sua resposta está incorreta.
A questão trata sobre a importância da análise comparativa de padrões e tendências ao longo do tempo na prática histórica. Esta abordagem
permite aos historiadores situar eventos específicos dentro de um contexto mais amplo de desenvolvimento histórico, facilitando uma
compreensão mais profunda e abrangente da história. Ao examinar mudanças, continuidades e transformações ao longo do tempo, os
historiadores podem identificar padrões e correlações que ajudam a explicar e contextualizar eventos específicos. Essa análise comparativa
enriquece a compreensão da complexidade da história, permitindo que os historiadores reconheçam a interconexão entre diferentes períodos
e eventos.
A resposta correta é: A análise comparativa de padrões e tendências ao longo do tempo pode ajudar os historiadores a contextualizar eventos
específicos dentro de um quadro mais amplo de desenvolvimento histórico, fornecendo informações sobre mudanças, continuidades e
transformações ao longo do tempo, o que enriquece a compreensão da história em sua totalidade.
13/04/2024, 12:45 Simulados das avaliações: Revisão da tentativa
https://virtual.uninta.edu.br/mod/quiz/review.php?attempt=5093014&cmid=1090314 11/18
Questão 12
Não respondido
Vale 0,50 ponto(s).
A relação do historiador com as fontes no século XX reflete não apenas os avanços metodológicos e tecnológicos, mas também as
transformações epistemológicas e sociais que marcaram esse período. Mais do que meros receptores passivos de informações, os
historiadores do século XX assumiram um papel ativo na construção do conhecimento histórico, dialogando de forma crítica e reflexiva com
as fontes disponíveis.
Considerando as transformações na prática historiográfica ao longo do século XX, em especial a relação do historiador com as fontes, analise
as seguintes afirmativas:
I. A valorização da multidisciplinaridade influenciou os historiadores a incorporarem métodos e técnicas de outras áreas, como antropologia e
sociologia, enriquecendo a análise das fontes históricas.
II. A digitalização de acervos e o acesso a bases de dados online facilitaram o trabalho de pesquisa histórica, eliminando completamente os
desafios relacionados à autenticidade e confiabilidade das fontes digitais.
III. A Escola dos Annales promoveu uma abordagem mais crítica e interdisciplinar das fontes históricas, levando os historiadores a
considerarem não apenas documentos oficiais, mas também fontes não convencionais, como testemunhos orais e vestígios materiais.
IV. A subjetividade inerente ao processo histórico levou os historiadores do século XX a adotarem uma postura reflexiva e crítica em relação às
fontes, reconhecendo as limitações do próprio olhar sobre o passado.
V. O advento da pós-modernidade levou os historiadores a questionarem a possibilidade de alcançar uma verdade histórica objetiva,
ressaltando a natureza construída e interpretativa das narrativas históricas.
Considerando as afirmativas acima, assinale a alternativa CORRETA:
Escolha uma opção:
A. Apenas as afirmativas II, III e V estão corretas.
B. Apenas as afirmativas I, III e IV estão corretas.
C. Apenas as afirmativas IV e V estão corretas.
D. Apenas as afirmativas II e IV estão corretas.
E. Apenas as afirmativas I, III, IV e V estão corretas.
Sua resposta está incorreta.
A resposta correta, destacando que apenas as afirmativas I, III, IV e V estão corretas, oferece uma visão abrangente das transformações na
prática historiográfica durante o século XX, conforme abordado no texto. A afirmativa I ressalta a influência da multidisciplinaridade na análise
das fontes, enquanto a afirmativa III menciona a Escola dos Annales e sua contribuição para uma abordagem mais crítica e interdisciplinar das
fontes históricas, incluindo a consideração de fontes não convencionais, como testemunhos orais e vestígios materiais. A IV destaca a postura
reflexiva e crítica adotada pelos historiadores diante da subjetividade do processo histórico. Já a afirmativa V aborda o questionamento da
objetividade histórica na era pós-moderna, refletindo a crescente valorização da natureza interpretativa e construída das narrativas históricas.
Essas afirmativas ilustram a complexidade do trabalho historiográfico e evidenciam a necessidade de uma abordagem crítica e contextualizada
das fontes ao longo do século XX.
A resposta correta é: Apenas as afirmativas I, III, IV e V estão corretas.
13/04/2024, 12:45 Simulados das avaliações: Revisão da tentativa
https://virtual.uninta.edu.br/mod/quiz/review.php?attempt=5093014&cmid=1090314 12/18
Questão 13
Não respondido
Vale 0,50 ponto(s).
Os modelos pedagógicos eurocêntricos tendem a enfatizar a história, literatura, arte e pensamento europeus, relegando outras culturas e
formas de conhecimento a uma posição secundária ou inferior. Isso pode perpetuar desigualdades e contribuir para a alienação de estudantes
de origens não européias.
A respeito dessa questão, avalie as alternativas e marque a que aponta como o eurocentrismo influencia a estrutura e o conteúdo dos
modelos pedagógicosem contextos educacionais de nível superior.
Escolha uma opção:
A. O eurocentrismo influencia os modelos pedagógicos apenas em disciplinas específicas, como história e literatura, onde o foco
principal é dado à Europa e suas contribuições para o conhecimento humano. Outras áreas do conhecimento não são afetadas por
essa perspectiva.
B. O eurocentrismo influencia a estrutura e o conteúdo dos modelos pedagógicos em contextos educacionais de nível superior, muitas
vezes privilegiando a história, a literatura, a filosofia e outras disciplinas europeias em detrimento de outras culturas e perspectivas.
Isso pode levar à marginalização de saberes não europeus e à perpetuação de desigualdades no ensino superior.
C. O eurocentrismo não tem influência significativa na estrutura e no conteúdo dos modelos pedagógicos em contextos educacionais
de nível superior. Os currículos universitários são desenvolvidos de forma neutra, sem viés cultural ou geográfico.
D. Embora o eurocentrismo possa ter sido relevante no passado, os modelos pedagógicos em contextos educacionais de nível superior
foram completamente reformulados para refletir uma abordagem multicultural e inclusiva, que reconhece a contribuição de todas as
culturas para o desenvolvimento do conhecimento.
E. O eurocentrismo é uma abordagem ultrapassada que foi completamente eliminada dos modelos pedagógicos em contextos
educacionais de nível superior. As universidades adotam uma perspectiva global e inclusiva, valorizando todas as culturas de maneira
equitativa.
Sua resposta está incorreta.
A influência do eurocentrismo na estrutura e conteúdo dos modelos pedagógicos em contextos educacionais de nível superior é um tema a
ser abordado na educação contemporânea. Reconhecer essa influência é fundamental para promover uma abordagem mais equitativa na
academia. Ao compreender como o eurocentrismo moldou tradicionalmente os currículos universitários, os educadores podem trabalhar para
desafiar essa perspectiva dominante, incorporando uma variedade de vozes e experiências culturais nos programas de estudo. Isso não
apenas enriquece o aprendizado dos estudantes, mas também contribui para uma educação mais justa e que valoriza e respeita a diversidade
do conhecimento humano.
A resposta correta é: O eurocentrismo influencia a estrutura e o conteúdo dos modelos pedagógicos em contextos educacionais de nível
superior, muitas vezes privilegiando a história, a literatura, a filosofia e outras disciplinas europeias em detrimento de outras culturas e
perspectivas. Isso pode levar à marginalização de saberes não europeus e à perpetuação de desigualdades no ensino superior.
13/04/2024, 12:45 Simulados das avaliações: Revisão da tentativa
https://virtual.uninta.edu.br/mod/quiz/review.php?attempt=5093014&cmid=1090314 13/18
Questão 14
Não respondido
Vale 0,50 ponto(s).
Os historiadores do tempo presente analisam uma variedade de fenômenos, incluindo mudanças políticas, sociais, culturais, tecnológicas e
econômicas. Eles investigam como eventos recentes se conectam com o passado e como moldam o futuro. Além disso, a história do tempo
presente busca compreender as narrativas dominantes, os discursos políticos e as memórias coletivas que surgem em torno dos
acontecimentos contemporâneos.
Leia o texto acima e marque a alternativa que responde a seguinte pergunta: Quais são os principais desafios enfrentados pelos historiadores
do tempo presente na interpretação e análise de eventos contemporâneos?
Escolha uma opção:
A. Um dos principais desafios enfrentados pelos historiadores do tempo presente é a ausência de tecnologias avançadas de pesquisa, o
que limita sua capacidade de acessar e analisar informações relevantes sobre eventos contemporâneos.
B. Os historiadores do tempo presente têm dificuldade em manter a objetividade devido à sua proximidade com os eventos que estão
estudando, o que pode comprometer a imparcialidade de suas análises e interpretações.
C. Os historiadores do tempo presente enfrentam principalmente desafios relacionados à falta de fontes primárias, uma vez que muitos
eventos contemporâneos são bem documentados e amplamente disponíveis para análise.
D. Um dos principais desafios enfrentados pelos historiadores do tempo presente é a rápida evolução dos eventos contemporâneos,
que torna difícil avaliar seu impacto no longo prazo e compreender completamente suas ramificações históricas.
E. Os historiadores do tempo presente enfrentam desafios mínimos em relação à interpretação e análise de eventos contemporâneos,
uma vez que têm acesso a uma variedade de fontes de informação e tecnologias avançadas para auxiliar em sua pesquisa.
Sua resposta está incorreta.
A questão em análise destaca um dos desafios mais significativos enfrentados pelos historiadores do tempo presente: a rápida evolução dos
eventos contemporâneos. Esta dinâmica impõe dificuldades na interpretação e análise histórica, pois os historiadores precisam lidar com a
complexidade dos acontecimentos em tempo real, enquanto tentam compreender suas implicações a longo prazo.
A resposta correta é: Um dos principais desafios enfrentados pelos historiadores do tempo presente é a rápida evolução dos eventos
contemporâneos, que torna difícil avaliar seu impacto no longo prazo e compreender completamente suas ramificações históricas.
13/04/2024, 12:45 Simulados das avaliações: Revisão da tentativa
https://virtual.uninta.edu.br/mod/quiz/review.php?attempt=5093014&cmid=1090314 14/18
Questão 15
Não respondido
Vale 0,50 ponto(s).
Questão 16
Não respondido
Vale 0,50 ponto(s).
Através da investigação, análise e interpretação dos eventos históricos, os historiadores buscam reconstruir o tecido das sociedades passadas,
entendendo suas dinâmicas, desafios e conquistas.
Neste contexto, marque a alternativa que melhor representa o principal objetivo do ofício do historiador.
Escolha uma opção:
A. Análise e interpretação dos fatos históricos de forma subjetiva.
B. Desconstruir o passado para viabilizar o presente.
C. Preservar a memória coletiva para fins políticos.
D. Análise e interpretação dos fatos históricos de maneira imparcial.
E. Construir a identidade cultural das sociedades.
Sua resposta está incorreta.
A imparcialidade na interpretação dos fatos históricos é fundamental para evitar distorções e vieses, garantindo uma abordagem objetiva que
permite aos historiadores extrair lições valiosas do passado. Além disso, ao contextualizar os eventos dentro de seus respectivos períodos
históricos, os historiadores contribuem para a compreensão das origens de questões contemporâneas e oferecem informações importantes
para a formulação de políticas públicas e tomadas de decisão.
A resposta correta é: Análise e interpretação dos fatos históricos de maneira imparcial.
Karl Marx foi um filósofo, economista, sociólogo e revolucionário alemão cujo trabalho e pensamento tiveram um impacto duradouro na
história mundial. Marx viveu durante um período de grandes mudanças sociais, políticas e econômicas, particularmente na Europa durante o
século XIX. Testemunhou o surgimento da revolução industrial e as profundas transformações que provocou na estrutura social e econômica
da época.
Com base no texto acima, aponte qual das alternativas melhor representa a visão central de Karl Marx sobre a história.
Escolha uma opção:
A. A ênfase na história como um processo natural, determinado pela evolução biológica das espécies.
B. A concepção de que a história é um conflito de classes impulsionado pela luta por controle dos meios de produção.
C. A promoção da história como uma narrativa culturalmente relativa, com múltiplas interpretações válidas.
D. A crença na importância da religião como força motriz na história.
E. A ideia de que a história é guiada, principalmente, por impulsos individuais e egoístas.
Sua resposta está incorreta.
Esta questão aborda a perspectiva de Karl Marx sobre a história, um filósofo e economista do século XIX, conhecido por seu influente
pensamento social e político.Marx via a história como uma série de estágios econômicos e sociais, cada um caracterizado por relações de
produção distintas. Ele propunha que a luta entre as classes dominantes e as classes oprimidas era o motor da mudança histórica, levando à
transformação das estruturas sociais e econômicas.
A resposta correta é: A concepção de que a história é um conflito de classes impulsionado pela luta por controle dos meios de produção.
13/04/2024, 12:45 Simulados das avaliações: Revisão da tentativa
https://virtual.uninta.edu.br/mod/quiz/review.php?attempt=5093014&cmid=1090314 15/18
Questão 17
Não respondido
Vale 0,50 ponto(s).
Uma das principais preocupações da História Social é compreender as condições de vida das classes sociais menos privilegiadas, bem como as
dinâmicas de poder que influenciam suas vidas. Isso inclui o estudo das condições de trabalho, pobreza, desigualdade de gênero, etnia e
outros aspectos que afetam a vida das pessoas.
Sobre esta questão, analise as alternativas abaixo e marque a que apresenta os principais fundamentos teóricos e metodológicos introduzidos
pela Escola dos Annales que influenciaram significativamente o desenvolvimento da História Social.
Escolha uma opção:
A. A Escola dos Annales introduziu uma abordagem essencialmente política para a História Social, priorizando a análise das instituições
governamentais e suas políticas sobre as dinâmicas sociais.
B. Os Annales privilegiaram uma abordagem essencialmente econômica na História Social, argumentando que os fatores econômicos
eram os únicos determinantes significativos no desenvolvimento das sociedades.
C. A Escola dos Annales enfatizou principalmente a abordagem positivista na análise histórica, valorizando a narrativa linear dos eventos
e minimizando a importância das estruturas sociais.
D. Uma das principais contribuições da Escola dos Annales para a História Social foi a ênfase no estudo das grandes personalidades
históricas, destacando suas ações como motor principal da mudança social.
E. A Escola dos Annales revolucionou a História Social ao introduzir uma abordagem multidisciplinar, incorporando métodos e conceitos
da socio-logia, geografia, antropologia e economia para compreender as dinâmi-cas sociais ao longo do tempo.
Sua resposta está incorreta.
A abordagem multidisciplinar introduzida pela Escola dos Annales na História Social representou uma mudança paradigmática significativa,
permitindo uma análise mais profunda e abrangente das dinâmicas sociais ao longo do tempo. Ao incorporar métodos e conceitos de
disciplinas como sociologia, geografia, antropologia e economia, os historiadores puderam explorar não apenas os eventos políticos e
econômicos, mas também as estruturas sociais, culturais e ambientais que moldaram as sociedades. Essa abordagem mais holística
enriqueceu o entendimento das complexidades das experiências humanas históricas, oferecendo novas perspectivas de compreensão sobre as
interações entre diversos aspectos da vida social e suas consequências históricas.
A resposta correta é: A Escola dos Annales revolucionou a História Social ao introduzir uma abordagem multidisciplinar, incorporando
métodos e conceitos da socio-logia, geografia, antropologia e economia para compreender as dinâmi-cas sociais ao longo do tempo.
13/04/2024, 12:45 Simulados das avaliações: Revisão da tentativa
https://virtual.uninta.edu.br/mod/quiz/review.php?attempt=5093014&cmid=1090314 16/18
Questão 18
Não respondido
Vale 0,50 ponto(s).
Questões políticas e ideológicas também influenciam o ensino de história, especialmente em contextos onde o governo busca impor uma
narrativa oficial ou censurar certos aspectos da história nacional.
A respeito dessa questão, analise as alternativas abaixo e marque que aponta de que forma as questões políticas e ideológicas influenciam o
ensino de história em diferentes contextos nacionais.
Escolha uma opção:
A. As questões políticas e ideológicas influenciam o ensino de história em diferentes contextos nacionais apenas em regimes
autoritários, onde o governo impõe uma narrativa oficial.
B. As questões políticas e ideológicas influenciam o ensino de história em diferentes contextos nacionais de maneira uniforme, sem
considerar as especificidades culturais e sociais de cada país.
C. As questões políticas e ideológicas influenciam o ensino de história em diferentes contextos nacionais apenas superficialmente, sem
afetar significativamente o conteúdo ou a abordagem pedagógica.
D. As questões políticas e ideológicas têm pouca influência no ensino de história em diferentes contextos nacionais, pois os currículos
escolares são estritamente baseados em fatos históricos objetivos.
E. As questões políticas e ideológicas influenciam o ensino de história em diferentes contextos nacionais ao determinar quais eventos
históricos são enfatizados ou minimizados nos currículos escolares, moldando a forma como a história é interpretada e informada aos
alunos. Essa influência pode ser sutil, como na seleção de textos e materiais didáticos, ou explícita, através da imposição de uma
narrativa oficial pelo governo.
Sua resposta está incorreta.
A influência das questões políticas e ideológicas no ensino de história em diferentes contextos nacionais é profunda e variada. Governos,
regimes e sistemas políticos exercem controle sobre os currículos escolares, moldando a narrativa histórica de acordo com suas agendas e
ideologias dominantes. Isso pode resultar na ênfase seletiva de certos eventos históricos, na minimização ou distorção de outros e na
promoção de uma visão particular da identidade nacional. Os estudantes são expostos não apenas aos fatos históricos, mas também às
interpretações políticas e ideológicas que influenciam sua compreensão do passado e do presente. Essa dinâmica torna crucial a análise crítica
e a busca por fontes diversas para uma compreensão mais completa e equilibrada da história.
A resposta correta é: As questões políticas e ideológicas influenciam o ensino de história em diferentes contextos nacionais ao determinar
quais eventos históricos são enfatizados ou minimizados nos currículos escolares, moldando a forma como a história é interpretada e
informada aos alunos. Essa influência pode ser sutil, como na seleção de textos e materiais didáticos, ou explícita, através da imposição de
uma narrativa oficial pelo governo.
13/04/2024, 12:45 Simulados das avaliações: Revisão da tentativa
https://virtual.uninta.edu.br/mod/quiz/review.php?attempt=5093014&cmid=1090314 17/18
Questão 19
Não respondido
Vale 0,50 ponto(s).
O surgimento da história cultural como disciplina acadêmica remonta ao século XX, quando historiadores começaram a perceber a
importância das manifestações culturais na compreensão do passado. Influenciados pela Escola dos Annales, historiadores como Marc Bloch e
Lucien Febvre, na França, propuseram uma abordagem mais ampla e interdisciplinar, considerando não apenas eventos políticos e
econômicos, mas também aspectos culturais, sociais e mentais.
Sobre o surgimento da História Cultural mencionado no texto acima, analise as asserções a seguir e a relação proposta entre elas.
I A história cultural, como disciplina acadêmica, teve seu surgimento fortemente influenciado pela Escola dos Annales no século XX,
destacando-se por uma abordagem interdisciplinar que considera não apenas eventos políticos e econômicos, mas também aspectos
culturais, sociais e mentais.
PORQUE
II Ao buscar compreender como as sociedades produzem, interpretam e atribuem significado à cultura ao longo do tempo, a história cultural
fundamenta-se na ideia de que a cultura é dinâmica, moldando as experiências humanas e influenciando comportamentos, crenças e
identidades.
A respeito dessas asserções, marque a opção correta.
Escolha uma opção:
A. A asserção I é falsa, e a II é verdadeira.
B. As asserção I e II são falsas.
C. As asserções I e II são verdadeiras, mas a II não é uma justificativa correta da I.
D. As asserções I e II são verdadeiras, e a II é uma justificativacorreta da I.
E. A asserção I é verdadeira, e a II é falsa.
Sua resposta está incorreta.
A letra b está correta porque a asserção descreve de maneira precisa o surgimento e a abordagem da história cultural, influenciada pela Escola
dos Annales e caracterizada por uma análise interdisciplinar da cultura ao longo do tempo. No entanto, a II (razão) não é uma justificativa
direta da I (asserção), mas sim uma explicação adicional sobre a importância da história cultural ao considerar a dinâmica da cultura e sua
influência nas sociedades humanas. Embora ambos os enunciados sejam verdadeiros, a razão não está estritamente relacionada à asserção,
mas oferece uma ampliação do entendimento sobre a disciplina da história cultural.
A resposta correta é: As asserções I e II são verdadeiras, mas a II não é uma justificativa correta da I.
13/04/2024, 12:45 Simulados das avaliações: Revisão da tentativa
https://virtual.uninta.edu.br/mod/quiz/review.php?attempt=5093014&cmid=1090314 18/18
Questão 20
Não respondido
Vale 0,50 ponto(s).
As diretrizes curriculares nacionais têm buscado promover uma abordagem interdisciplinar e contextualizada, destacando a importância da
interação entre os diferentes campos do conhecimento para uma compreensão mais ampla e profunda da história brasileira.
Sobre o texto acima, analise as alternativas abaixo e marque a que indica a maneira como as diretrizes curriculares nacionais têm promovido
uma abordagem interdisciplinar e contextualizada no ensino de história.
Escolha uma opção:
A. As diretrizes curriculares nacionais têm promovido uma abordagem interdisciplinar no ensino de história ao enfatizarem a
exclusividade do conteúdo histórico, sem integração com outras disciplinas.
B. As diretrizes curriculares nacionais têm promovido uma abordagem interdisciplinar e contextualizada no ensino de história ao
incentivar a integração de conteúdos e métodos de ensino com outras disciplinas, como geografia, sociologia, antropologia e
literatura, permitindo uma compreensão mais ampla e profunda dos processos históricos e suas relações com outras dimensões da
sociedade.
C. As diretrizes curriculares nacionais têm promovido uma abordagem interdisciplinar no ensino de história ao sugerirem que os
professores restrinjam o conteúdo apenas aos eventos históricos, sem explorar conexões com outras áreas do conhecimento.
D. As diretrizes curriculares nacionais têm promovido uma abordagem interdisciplinar no ensino de história ao sugerirem que os
professores se limitem ao conteúdo específico da disciplina, sem considerar outras áreas do conhecimento.
E. As diretrizes curriculares nacionais têm promovido uma abordagem interdisciplinar no ensino de história ao recomendar a priorização
de temas históricos em detrimento de outras disciplinas, ignorando a importância da interação entre os diferentes campos do
conhecimento.
Sua resposta está incorreta.
A questão destaca um aspecto fundamental das diretrizes curriculares nacionais no Brasil, que é a promoção de uma abordagem
interdisciplinar e contextualizada no ensino de história. Ao incentivar essa integração, as diretrizes curriculares visam proporcionar aos
estudantes uma compreensão mais abrangente e profunda dos processos históricos, relacionando-os com aspectos sociais, culturais, políticos,
econômicos e ambientais.
A resposta correta é: As diretrizes curriculares nacionais têm promovido uma abordagem interdisciplinar e contextualizada no ensino de
história ao incentivar a integração de conteúdos e métodos de ensino com outras disciplinas, como geografia, sociologia, antropologia e
literatura, permitindo uma compreensão mais ampla e profunda dos processos históricos e suas relações com outras dimensões da sociedade.