Quimica

Quimica


DisciplinaQuímica Orgânica I14.042 materiais257.362 seguidores
Pré-visualização2 páginas
AULA DE QUIMICA 1.pptx
Nivelamento de Química
1.1 Conceitos Fundamentais. 
1.2Estrutura atômica e molecular.
1.3 Distribuição Eletrônica 
1.4 Números Quânticos
1.5 Ligações químicas: iônica e covalente.
1.6 Tabela Periódica
1.7 Reações Químcas
1.8 Funções Inorgânicas: ácidos, bases, sais e óxidos.
Conceitos Fundamentais
 Tudo que ocupa lugar no espaço e possui massa.
MATÉRIA
 É uma porção da matéria.
 É uma porção da matéria transformada em em algo útil.
CORPO
OBJETO
A matéria e suas propriedades 
Os estados físicos da matéria
 A matéria é tudo o que está a nosso redor, incluindo nós mesmos. 
 Pode ser um sólido, um líquido ou um gás. 
 Essas três formas são chamadas estados físicos da matéria.
 Características macroscópicas
Sólido: volume= constante. Forma própria
Líquido: volume= constante. Forma do recipiente que o contém.
Gás: Volume e a forma= o do recipiente que o contém.
A matéria e suas propriedades 
Os estados físicos da matéria
 Características microscópicas
Sólido: partículas geometricamente ordenadas com pouca movimentação.
Líquido: partículas menos ordenadas com mais liberdade de movimento.
Gasoso: partículas totalmente desordenadas com movimento intenso
 sólido > líquido > gasoso
Aumento do volume
Unidades de Medidas
VOLUME (v) \u2013 É a extensão de espaço ocupado por um corpo.
MEDIDA \u2013 É o resultado da comparação entre aquilo que se mede e uma unidade apropriada.
MASSA (m) \u2013 É a quantidade de matéria que existe em um corpo.
Unidades de Medidas
TEMPERATURA (T) \u2013 Relaciona-se com o estado de agitação das partículas que formam um corpo e com a capacidade
Unidades de Medidas
PRESSÃO (P) \u2013 É a relação entre a força exercida na direção perpendicular, sobre uma dada superfície, e a área dessa superfície. 
Unidades de Medidas
DENSIDADE (d) \u2013 É a relação entre a massa de um material e o volume por ele ocupado a uma dada temperatura e pressão.
d = m
 v
d = massa
 volume
Unidades: g/L; g/cm3
Ambos apresentam a mesma massa, porém o chumbo é mais denso que o isopor.
Apesar de apresentarem a mesma massa os materiais tem volumes diferentes.
Quem apresenta mais massa 5g de chumbo ou 5g de isopor?
Fenômenos
TRANSFORMAÇÃO DA MATÉRIA
FENÔMENOS
FÍSICOS
QUÍMICOS
 Fenômeno Físico \u2013 É todo aquele fenômeno em que não ocorre destruição ou formação de substância.
 Fenômeno Químico \u2013 É toda transformação em que há destruição de moléculas e formação de novas espécies químicas.
Propriedades
 Propriedades físicas
	Podem ser medidas ou observadas sem que a composição ou integridade do sistema se altere
 Propriedades químicas
	Para a sua observação ou medição é necessário desencadear uma reação química que destrói a integridade do sistema
Propriedades extensivas 
	Volume, massa, comprimento 
 Propriedades intensivas	
	Temperatura, densidade, volume específico, concentração
Estrutura Atômica e Molecular
...DA ANTIGA GRÉCIA AOS TEMPOS ATUAIS...
Tales De Mileto
Presença de Cargas na Matéria
Leucipo & Demócrito 
ÁTOMO significa não 
há partes, não 
divisível.
Estrutura Atômica e Molecular
...DA ANTIGA GRÉCIA AOS TEMPOS ATUAIS...
John Dalton
Minúscula esfera, maciça, indivisível e indestrutível 
J J Thomson
Existência de cargas elétricas em um átomo
Estrutura Atômica e Molecular
...DA ANTIGA GRÉCIA AOS TEMPOS ATUAIS...
 Rutherford
Sistema Planetário
Estrutura Atômica e Molecular
...DA ANTIGA GRÉCIA AOS TEMPOS ATUAIS...
O que Rutherford observou? 
A maioria das partículas passam pela lamina de ouro sem sofre desvios: a maior parte da lamina de ouro é formada por espaços vazios( eletrosfera); 
Algumas partículas não conseguem atravessar a lamina de ouro: encontram barreiras dentro da lamina, ou seja, na lamina de ouro deve existir pequenas massas( núcleo). 
Algumas partículas sofrem desvios ao passar pela lamina de ouro: são repelidas, ou seja, a lamina de ouro apresenta regiões com a mesma carga elétrica que as partículas alfa ( núcleo positivo);
Estrutura Atômica e Molecular
CONCEITOS SOBRE O ÁTOMO
Número Atômico (Z): quantidades de prótons.
Z = p = e
Número de Massa (A): a soma das partículas que constitui o átomo. 
A = Z + n
REPRESENTAÇÃO DE UM ÁTOMO
zXA 
Número de massa
Símbolo do elemento
Número atômico
Estrutura Atômica e Molecular
SEMELHANÇA ATÔMICA
Íons:
 Definição: é o átomo que perdeu ou ganhou elétrons.
 Classificação: 
Cátion (+): átomo que perdeu elétrons.
Ex. átomo: 11Na23 \uf0ae cátion Na+1 + e-
Ânion (-): átomo que ganhou elétrons.
Ex. átomo: 17Cl35 + e- \uf0ae ânion Cl-1 
Estrutura Atômica e Molecular
SEMELHANÇA ATÔMICA
ISÓTOPOS: mesmo número de prótons.
ISÓBAROS: mesmo número de massa.
ISÓTONOS: mesmo número de nêutrons.
6C12 e 6C14
18Ar40 e 20Ca40
15P31 e 16S32
ISOELETRONICOS: mesmo número de elétrons.
11Na23(+1) 8O16(-2) 9F19(-1)
Estrutura Atômica e Molecular
SEMELHANÇA ATÔMICA
ÍONS
ÁTOMO
Isótopos = Z (= p), \uf0b9A e \uf0b9 n
Isóbaros \uf0b9 Z (\uf0b9p), = A e \uf0b9 n
Isótonos \uf0b9 Z (\uf0b9p), \uf0b9 A e = n
Estrutura Atômica e Molecular
 Niels Bohr 
Estrutura Atômica e Molecular
	Comportamento dualísta e do PRINCÍPIO DA INCERTEZA
LOUIS DE BROGLIE - HEISEMBERG
OBS: Desta forma os elétrons passam a ocupar regiões, onde é máxima a probabilidade de estarem (ORBITAIS)
Estrutura Atômica e Molecular
NÚMEROS QUÂNTICOS
	Definem a energia e a posição mais provável de um elétron na eletrosfera. 
Número Quântico Principal (n)
 Define o nível de energia ou camada:
) ) ) ) ) ) )
K L M N O P Q
n = 1 2 3 4 5 6 7 
Estrutura Atômica e Molecular
NÚMEROS QUÂNTICOS
Número Quântico Principal (n)
Número máximo de elétrons por camada: n° max. e- = 2n2 .
Camada
K
L
M
N
O
P
Q
n
1
2
3
4
5
6
7
n° max. e-
2
8
18
32
32
18
2
Obs. A expressão n° e- = 2n2, na prática só é válida até a quarta camada.
Estrutura Atômica e Molecular
NÚMEROS QUÂNTICOS
Número Quântico Secundário (l)
 Define o subnível de energia: l = n \u20131, apenas quatro foram observados:
Subnível
s
p
d
f
l
0
1
2
3
n° max. e-
2
6
10
14
Obs. O Número máximo de elétrons por subnível é dado por: n° max. e- = 2(2 l +1)
Estrutura Atômica e Molecular
NÚMEROS QUÂNTICOS
Número Quântico Magnético (m)
-1
0
+1
s = 1 orbital
p = 3 orbitais
d = 5 orbitais
f = 7 orbitais
Define a orientação espacial, região mais provável de se encontrar um elétron (orbital), m varia de \u2013 l a + l.
0
-2
-1
0
+1
+2
-3
-2
-1
0
+1
+2
+3
Estrutura Atômica e Molecular
NÚMEROS QUÂNTICOS
Número Quântico Spin (s)
 Define o sentido da rotação do elétron 
sentido horário s = - ½ anti-horário s = + ½ 
Horário
Anti-horário
Estrutura Atômica e Molecular
EVOLUÇÃO DO MODELO ATÔMICO
	O estudo detalhado das energias dos elétrons, nos níveis e subníveis, permitiu que Linus Pauling estabelecesse um dispositivo que ordenava a sequência crescente dessas energias, conhecidas como diagrama das diagonais
LINUS PAULING 
Estrutura Atômica e Molecular
EVOLUÇÃO DO MODELO ATÔMICO
PRINCIPIO DA EXCLUSÃO DE PAULI : \u201ccada orbital atômico comportará somente dois elétrons e os mesmos devem apresentar spins opostos\u201d. Spin = rotação ao redor do seu eixo
REGRA DE HUND: \u201cno preenchimento de um subnível de energia enquanto cada orbital não apresentar o 1° elétron, não poderá possuir o 2°. 
Tabela Periódica
Tabela Periódica
Configurações Eletrônicas e a Tabela Periódica 
Tabela Periódica
Metais 
75% dos elementos da tabela periódica.
Características: 
Possuem entre 1 e 3 elétrons na camada de valência;
- Todos metais do grupo 1A formam íons M+.
- Todos metais do grupo 2A formam íons M2+.
- A maioria dos metais de transição têm cargas variáveis;
 São bons condutores de calor e eletricidade;
 São dúcteis e maleáveis;
 Possuem brilho característico;
 São sólidos, exceto o Hg
Tabela Periódica
Ametais 
 Correspondem