Revisão aprendizagem
2 pág.

Revisão aprendizagem


DisciplinaPsicologia da Aprendendizagem e Memória407 materiais4.510 seguidores
Pré-visualização1 página
Psicologia da aprendizagem e memória
Aprendizagem: uma mudança relativamente permanente no comportamento de um organismo devido à experiência. 
Aprendizagem por associação: o aprendizado de que certos eventos ocorrem muito próximos. Podem ser dois estímulos (como no condicionamento clássico) uma resposta e suas consequências (como no condicionamento operante).
Condicionamento clássico \u2013 Ivan Pavlov: um tipo de aprendizagem pelo qual se aprende a ligar dois ou mais estímulos e a antecipar eventos. 
Resposta incondicionada: no condicionamento clássico, a resposta não aprende e natural ao estímulo incondicionado (EI), como a salivação diante do alimento na boca. 
Estímulo incondicionado (EI): no condicionamento clássico, um estímulo desencadeia incondicionalmente \u2013 natural e automaticamente- uma resposta.
Resposta condicionada (RC): no condicionamento clássico, a resposta aprendida a um estímulo outrora neutro, mas agora condicionado.
Estímulo condicionado (EC): no condicionamento clássico, um estimulo originalmente irrelevante que, depois de associado a um estímulo incondicionado, passa a desencadear uma resposta condicionada.
Aquisição: no condicionamento clássico, é o estágio inicial, quando um estímulo neutro é ligado a um estímulo incondicionado de forma que o primeiro comece a provocar a resposta condicionada. No condicionamento operante, é o fortalecimento de uma resposta reforçada.
Extinção: a diminuição de uma resposta condicionada, ocorre no condicionamento clássico quando um estímulo incondicionado (EI) não sucede um estímulo condicionado (EC), ocorre no condicionamento operante quando uma resposta deixa de ser reforçada. 
Recuperação espontânea: o reaparecimento depois de uma pausa, de uma resposta condicionada. 
Generalização: a tendência de estímulos semelhantes ao condicionado, uma vez que uma resposta tenha sido condicionada, a eliciar respostas semelhantes. 
Discriminação: no condicionamento clássico, a capacidade aprendida de distinguir entre um estímulo condicionado e outros que não sinalizam um estímulo incondicionado. 
Influências biológicas: predisposições genéticas, respostas incondicionadas, respostas adaptativas. 
Influências psicológicas: experiências anteriores, previsibilidade de associações, generalização, descriminalização. 
Influência socioculturais: preferências aprendidas culturalmente, motivação, afetada pela presença dos outros.
Condicionamento operante: organismos associam as suas próprias ações às consequências. Ações seguidas de reforçador aumentam, enquanto as que são seguidas de punição diminuem. O comportamento que opera sobre o ambiente para produzir estímulos recompensadores ou punitivos. 
Comportamento respondente: comportamento que ocorre como uma resposta automática a algum estímulo. 
Condicionamento operante: um tipo de aprendizagem em que o comportamento é fortalecido se seguido de um reforçador ou diminuído se seguido de uma punição. 
Comportamento operante: comportamento que opera sobre o ambiente, produzindo consequências. 
Lei do efeito: princípio de Thorndike segundo o qual comportamentos seguidos de consequências favoráveis se tornam mais prováveis e aqueles seguidos por consequências desfavoráveis se tornam menos prováveis. 
Modelagem: um procedimento de condicionamento operante no qual reforçadores guiam o comportamento por aproximação sucessiva em direção ao comportamento desejado. 
Reforço positivo: aumenta o comportamento apresentando estímulos positivos, como um alimento. Um reforçador positivo consiste em qualquer estímulo que, quando apresentado após uma resposta, a fortalece. 
Reforço negativo: aumenta o comportamento interrompendo ou reduzindo estímulos negativos, como o choque. Um reforçador negativo consiste em qualquer estímulo que, quando removido após uma resposta, a fortalece.
ALBERT BANDURA \u2013 aprendizagem social. A teoria desenvolvida por Bandura acentua a importância dos processos vicários, simbólicos e auto-reguladores ignorados em outros sistemas. Parte de um modelo de determinação recíproca entre o ambiente, a conduta e os fatores pessoais (cognitivos, emocionais, etc). 
Aprendizagem por modelação: APRENDIZAGEM SOCIAL (através de um modelo)
Aprendizagem por imitação \u2013 somente uma repetição, não parece haver uma reflexão acerca do comportamento. (a criança imita o que vê na televisão)
Aprendizagem por observação \u2013 há intenção em aprender, ocorre uma seleção do que efetivamente se quer aprender.
- exposição: a pessoa se ve exposta a um determinado comportamento
- aquisição: o observador reproduz o que observou de um comportamento
- aceitação: ele usa esse comportamento
Aprendizagem social - 4 processos: atenção (prestar atenção no modelo), retenção (comportamento modelo é retido na memória), reprodução motora (cópia da ação do modelo) e processo motivacional (reforço da resposta)