A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
40 pág.
EXERCÍCIOS RESPONDIDOS LIVRO NÃO ERRE MAIS

Pré-visualização | Página 4 de 12

e) eminente – incipientes – cessão. 
 
5. (Unimep-SP) “Se você n~o arrumar o fogão, além de não poder cozinhar as batatas, há o perigo 
próximo de uma explos~o”. 
 
As palavras destacadas podem ser substituídas por: 
 
a) concertar – coser – iminente. 
b) consertar – cozer – eminente. 
c) consertar – coser – eminente. 
d) concertar – coser – eminente. 
e) consertar – cozer – iminente. 
 
6. Houve erro em uma das frases a seguir ao empregar-se uma forma parecida com a que se desejava. 
Identifique-a: 
 
a) Uma pessoa anônima delatou à polícia todo o plano dos sequestradores. 
b) O submarino vai ao fundo, isto é, vai emergir. 
c) Procure pelo salame na segunda prateleira de despensa. 
d) Você precisa agir com mais discrição. 
e) Não costuma destratar as pessoas só porque não são inteligentes. 
 
7. Corrija o emprego de homônimos e parônimos no texto seguinte, quando necessário: 
 
Peguei o jornal e fui expiar as notícias. Li que o senador corrupto foi caçado e agora está numa cela. 
Sua prisão foi decidida em uma seção do Senado. Ele foi pego em fragrante. Na ocasião, tentou 
esconder no acento do carro o pacote de dinheiro que recebeu de seu comparsa. É triste ver imergir 
na lama o nome de um homem que foi eleito para ser o representante do povo brasileiro! 
Espiar (expiar); cassado (caçado); sessão (seção); flagrante (fragrante); assento (acento). 
 
8. Informe, com uma frase curta, o assunto de que trata o texto a seguir: 
 
A gestão de José Mariano Beltrame na Secretaria de Segurança Pública do Rio de Janeiro já tem lugar 
reservado na história da administração pública brasileira. Ele está mudando a realidade de 
insegurança e abandono estatal que vigorava nas favelas cariocas, um problema local com dimensão 
nacional que permaneceu sem solução durante décadas, passando por governos de diferentes 
partidos. 
O secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro está mudando a realidade de insegurança e 
abandono das favelas cariocas. 
 
9. Assinale o item em que se cometeu erro ao empregar-se a palavra parônima: 
 
a) O professor entrou na sala para ratificar a data da prova. 
b) O iminente professor dará uma palestra no auditório da universidade. 
c) Depois de cinco dias no fundo do mar, o submarino emergiu. 
d) A escola não deferiu o meu pedido de segunda chamada para a prova. 
e) Na Idade Média, os monges infligiam a si mesmos castigos corporais. 
 
10. Em que frase o homônimo se diferencia dos demais? 
 
a) Tenho medo de escuro. Eu gelo só em pensar nisso! 
b) Só começo a estudar depois do meio-dia. 
c) Atualmente, almoço às duas horas. 
d) O jogo de cartas não prende a atenção das crianças. 
e) Ela vai às compras. 
(Porque a pronúncia é fechada em ambas as ocorrências: tu compras (verbo) e as compras 
(substantivo)). 
 
 
 
CAPÍTULO 3 
 
Verifique seu aprendizado 
 
p.135 
 
Identifique os procedimentos introdutórios escolhidos pelos autores dos textos a seguir: 
 
a) “Os olhos e cabelos negros, a pele clara, a roupa escura, um par de botas a emprestar alguns 
centímetros ao seu metro e 60 de altura e um sorriso que faz lembrar de cara essa coisa de ‘por um 
mundo melhor’, o lema do Rock in Rio. Aí está Roberta Medina, 33 anos, filha de Roberto, o pai do 
festival que colocou o Brasil na rota da música internacional” 
(Oliveira; Ferrareze, 2011, p. 90). 
Por meio de narração, descrição ou referência a acontecimentos e ações. 
 
b) “O primeiro registro de uma patente como forma de proteger a propriedade intelectual data de 500 
antes de Cristo: quem ganhasse um concurso de culinária da cidade grega de Síbaris contaria sua 
receita, mas seria o único a poder preparar o prato durante um ano. Só quase 2 mil anos depois, a 
patente foi formalizada nos moldes explorados atualmente. […] Em vez de repassadas oralmente, as 
tecnologias hoje s~o minuciosamente descritas nos formul|rios” 
(Felitti, 2011, p. 104-105). 
Por meio de comparação entre realidades geográficas, sociaise culturais diferentes. 
 
c) “A decis~o, na sexta-feira, da juíza Adriana Barreto de Carvalho Rizzotto, da 7ª Vara Federal do Rio, 
determinando que a Light e a Cerj também paguem bônus aos consumidores de energia que 
reduziram o consumo entre 100 kWh e 200 kWh fez justiça” (jornal O Dia, 2011, citado por Nova 
Escola, 2012). 
Por meio de conceituação ou definição de uma ideia ou situação. 
 
d) “Quando o mundo se torna violento, buscamos uma explicaç~o em que a compreens~o se expresse 
em atos e palavras. Mas como explicar a tortura, o assassinato, a censura, o imperialismo ou o 
terrorismo, ferramentas favoritas dos repressores que querem evitar qualquer opini~o divergente?” 
(Rabaça, 2001, citado por Fapese, 2008). 
Por meio de uma interrogação ou sequência de interrogações. 
 
e) “Um estudo do instituto americano Pew informa: ‘Um número crescente de executivos prevê que 
dentro de cinco anos muitos jornais circular~o em papel somente aos domingos’. Nos outros dias 
servirão aos leitores em edições eletrônicas” (Gaspari, 2012). 
Por meio de conceituação ou definição de uma ideia ou situação. 
 
Verifique seu aprendizado 
 
p.150 
 
1. (UFPR)* Em 1996, um artigo publicado na Revista da Folha, de 7 de abril, garantia a seus leitores os 
avanços tecnológicos que para nós, hoje, são uma realidade: 
“É evidente que o desenvolvimento da tecnologia, em pouco tempo, vai unir televis~o, telefone e 
computador numa única máquina. Assim, a possibilidade de escolha, no sentido de cada ser humano 
poder se desvencilhar das emissões idiotizantes, é componente certo do futuro.” 
 
Que alternativas dariam sequência coerente a esse trecho, de acordo com as relações estabelecidas em 
cada caso? 
 
a) Consequentemente, as emissoras de TV, desde já, devem se preparar para o grande desafio de 
atender a uma demanda por programas bastante heterogênea. 
 
b) Portanto, a passividade diante da TV vai ser uma opção, e não mais uma imposição. 
 
c) Pois nenhum cidadão tem o direito de escolher o que quer ver na televisão. 
 
d) No futuro não haverá emissões idiotizantes. 
 
e) Com isso, o telespectador não precisará se preocupar com a escolha do programa, pois o 
computador selecionará o que é melhor para se ver. 
 
2. (PUC-SP)* Leia o trecho a seguir: 
 
“Outra ideia, n~o – um sentimento cruel e desconhecido, o puro ciúme, leitor das minhas entranhas. 
Tal foi o que me mordeu, N~o repetir comigo as palavras de José Dias: ‘Algum peralta da vizinhança’. 
Em verdade, nunca pensara em tal desastre. Vivia tão nela, dela e para ela, que a intervenção de um 
peralta era como uma noção sem realidade; nunca me acudiu que havia peraltas na vizinhança, vária 
idade e feitio, grandes passeadores das tardes” 
(Assis, 2009, p. 125). 
 
Releia o seguinte período: “Vivia t~o nela, dela e para ela, que a intervenção de um peralta era como 
uma noção sem realidade [...]”. 
Há recursos na língua portuguesa que permitem várias construções para um período composto. Na 
reconstrução do período em questão, seria inaceitável, do ponto de vista de manutenção do sentido, 
apenas uma das propostas a seguir. Indique-a: 
 
a) Como vivesse tão nela, dela e para ela, a intervenção de um peralta era como uma noção sem 
realidade. 
 
b) A intervenção de um peralta era como uma noção sem realidade, já que vivia tão nela, dela e para 
ela. 
 
c) Se vivesse tão nela, dela e para ela, a intervenção de um peralta seria como uma noção sem 
realidade. 
 
d) Era como uma noção sem realidade e intervenção de um peralta, uma vez que vivia nela, dela e para 
ela. 
 
e) Porque vivesse tão nela, dela e para ela, a intervenção de um peralta era como uma noção sem 
realidade. 
 
3. (UFPR)* O trecho a seguir contém os dois primeiros parágrafos de um texto maior de Zuenir 
Ventura: 
“Que eles s~o problem|ticos, todo mundo sabe. Que eles se sentem inseguros, já se desconfiava. Que 
eles são descrentes, já se