A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
70 pág.
Apostila(Gildo) Química Analítica Aplicada - Farmácia

Pré-visualização | Página 10 de 12

e tiossulfato de sódio, mas insolúvel em ácido nítrico diluído. 
 
- Reação com água de cloro (solução aquosa de Cl2). Cl2/Cl
-= +1,36V, Br2/Br
- = +1,07V 
 
 Os íons brometo são oxidados, em meio ácido (H2SO4 2M), pelo Cl2. Utiliza-se um 
solvente orgânico (CHCl3 ou CCl4) para observar a mudança de cor da fase orgânica. 
2Br
-
(aq)
Cl2(g)
CCl4
Cl
-
(aq)2
Br2
 fase orgânica
amarelo alaranjada
Cl2(g)
fase orgânica
amarelo claro
2Cl
-
(aq)
BrCl2 descoramento
 
 A fase orgânica deverá tornar-se amarelo-alaranjada na presença de íons brometo. 
Continuando-se a adição de água de cloro deverá haver um descoramento da fase orgânica. 
 Este teste é feito em meio ácido, pois em meio alcalino, o bromo se desproporciona em 
brometo e hipobromito: 
Br2(aq) BrO
-
(aq)Br
-
(aq) H2O+ + +OH
-
(aq)2 
 
d) Íon iodeto 
 
- Reação com nitrato de prata 
Forma um precipitado amarelo, floculento, de iodeto de prata, facilmente solúvel em 
soluções de cianeto de potássio e tiossulfato de sódio e pouco solúvel em solução de amônia 
concentrada e insolúvel em ácido nítrico diluído. 
 
- Reação com Água de Cloro. Cl2/Cl
- = +1,36 V, I2/I 
- = + 0,54 V 
 
52 
APOSTILA QAA-2011 - Prof. José Gildo de Lima 
 
Adicionando este reagente à solução de um iodeto, libera-se I2, que colore de marrom a 
solução. Agitando-se com CHCl3 ou CCl4, o iodo é dissolvido nesses solventes orgânicos 
formando uma solução violeta que ficará a baixo da fase aquosa. Se um excesso de água de 
cloro for adicionado, o iodo se oxida a ácido iódico incolor. descoramento
Cl
-
(aq)
fase orgânica
 incolor
Cl2(g)
 fase orgânica
 violeta
I2
2Cl
-
(aq)
CCl4
Cl2(g)
I
-
(aq)2
H
+
(aq)
IO3
-
(aq)
I2 Cl2 H2O6 Cl
-
(aq)+ + + + IO3
-
(aq)2H
+
(aq)1210
 
Este teste é feito em meio ácido, pois em meio alcalino, o iodo se desproporciona em 
iodeto e hipoiodito. 
 
 
Lista de Exercícios 
 
1) Explique a identificação de íons brometo pela reação com água de cloro. Qual o 
procedimento a ser feito se na solução contém íons iodeto como íon interferente? Mostre as 
reações químicas. 
2) Um laboratório não dispõe de hidróxido de bário. Poderia substituir, para o teste de 
carbonato, pela mistura de soluções de cloreto de bário e hidróxido de sódio? Justifique sua 
resposta. 
3) Explique a identificação de íons iodeto pela reação com água de cloro. Qual procedimento 
a ser feito se a solução contém como íon interferente: a) íons Cl-, b) íons Br-. Mostre as 
reações químicas. Eo: Cl2/Cl
- 1,36v; Br2/Br
- 1,07v e I2/I
- 0,54v. 
4) Para que serve o extrato com soda na análise qualitativa de ânions? Dê exemplos. 
5) Uma amostra em solução contém os seguintes ânions: Cl-, Br- e I-. Indicar o procedimento 
que deve ser seguido para a identificação de cada um deles na mistura. 
6) Explique porquê o teste de eliminação com H2SO4 18M não se aplica aos ânions sulfato e 
fosfato. 
7) Desenvolver um esquema simplificado de análise dos ânions para uma amostra 
desconhecida, que pode conter somente os seguintes sólidos: KNO3 e Na NO2. 
8) A um 1L de água adiciona-se sulfato de sódio, sulfeto de prata e cloreto de bário. Em 
seguida, borbulha-se excesso de SO3(g) e, depois, aquece-se o sistema. Com esse 
procedimento você pode identificar os íons cloreto, sulfeto e sulfato? Justifique sua resposta. 
9) Uma amostra desconhecida pode conter um ou mais dos seguintes compostos: NH4Cl, 
NaOH, KOH, K2Cr2O7. É dissolvida em água originando uma solução incolor, com odor acre. 
53 
APOSTILA QAA-2011 - Prof. José Gildo de Lima 
 
Esta solução dá uma coloração violeta, que logo se extingue na chama do bico de Bunsen. 
Com essas informações, quais compostos estão presentes, ausentes ou indeterminados? 
Justifique sua resposta. 
10) Uma solução desconhecida pode conter os ânions CO2-, S2-, Cl-. Na adição de ácido a 
esta solução desprendeu-se um gás sem cheiro. A adição de AgNO3 a esta mesma solução 
ocasionou a formação de um precipitado branco. Qual(is) íon(s) está(ão) presente(s), 
ausente(s) ou indeterminado(s)? Justifique sua resposta. Como seria possível confirmar a 
presença do(s) íon(s) indeterminado(s)? Mostre as equações químicas. 
11) Comprove a presença de íons sulfeto numa amostra de sulfeto cúprico, utilizando os 
seguintes reagentes: ácido sulfúrico 6M, acetato de chumbo, zinco metálico (como anti-
oxidante). Mostre as reações químicas. 
12) Faça um esquema de análise (identificação) de uma amostra contendo três ânions 
diferentes. Explique o seu procedimento. 
13) Explicar por meio de reações (testes prévios e de identificação), como é possível distinguir 
entre os seguintes pares de ânions em solução aquosa, contidos em recipientes diferentes: a) 
fosfato e acetato b) carbonato e sulfeto c) cloreto e iodeto 
14) Adicione água em uma amostra contendo os seguintes sais: CuS, PbCl2, Ni(NO3)2, 
Fe(OH)3, CaI2 e K2SO4. Qual(ais) ânion(s) pode(m) ser identificado(s). Justifique sua resposta. 
15) Adicione água em uma amostra contendo os seguintes sais: Pb(NO2)2, Ni(NO3)2, MgCO3, 
NaI e K2S. Qual(ais) ânion(s) pode(m) ser identificado(s). Justifique sua resposta. 
16) Você tem uma amostra que pode conter os ânions S2-, CO3
2- e Cl-. Segundo o esquema 
abaixo, indique qual(ais) ânion(s) pode(m) ser identificado(s). Justifique sua resposta. 
 
pptado preto
desprendimento de gás
pptado branco gelatinoso
e desprendimento de gás
Ag+(aq) Al
3+
(aq)
AcOH
S
2-
(aq)
Cl
-
(aq)
CO3
2-
(aq)
 
17) Proponha o mais curto esquema de análise de ânions, para cada uma das seguintes 
amostras: 
a) NaCl + KI b) AcONH4 + NH4NO3 
c) Na2SO4 + K2S d) NaNO2 + Na2CO3. 
18) Em uma solução aquosa contendo acetato de sódio e sulfeto de potássio, borbulha-se 
excesso de SO3 (g) e em seguida aquece-se a solução. Com esse procedimento vc pode 
identificar os íons acetato e sulfeto? Justifique sua resposta. 
 
54 
APOSTILA QAA-2011 - Prof. José Gildo de Lima 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
3. PARTE EXPERIMENTAL 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
55 
APOSTILA QAA-2011 - Prof. José Gildo de Lima 
 
3.1 Regra de solubilidade/ tipo de precipitado 
 
1) Preparar uma solução (1mL) de cada cátion a 2 X 10-2 M. 
2) Preparar uma solução (1mL) a 10-4 M de: 
c- K2CO3 
b- KI 
c- K2CrO4 
3) Preparar uma solução de tioacetamida 8% (1mL) 
4) Preparar uma solução diluída (5 mL) de cada reagente: 
a- Ácido acético 6M (MM = 60,05g/mol) 
b- Ácido clorídrico 6M (MM = 36,46g/mol) 
c- Ácido nítrico 6M (MM = 63,01g/mol) 
d- Ácido sulfúrico 6M (98,08g/mol) 
e- Hidróxido de amônio 6M (MM = 35,05g/mol) 
f- Hidróxido de sódio 6M (MM = 40,00g/mol) 
 
Em um tubo de ensaio, adicione 5 gotas da solução do cátion e 1-5 gotas do reagente. Agitar. 
Anote o resultado. 
 
Cátions HNO3 
dil. 
HCl dil. H2SO4 
dil. 
AcH 
dil. 
TAA K2CO3 KI K2CrO4 NaOH NH4OH 
Ag+ 
Cu2+ 
Al 3+ 
Ba2+ 
Na+ 
 
 
Exercícios 
 
1) Quais os precipitados cristalinos, grumosos e gelatinosos? 
2) Mostre as reações químicas de cada teste. 
3) Dos reagentes adicionados aos cátions estudados quais são eletrólitos fortes e quais 
os fracos? 
4) Nas reações efetuadas com Na+ e Al3+ após adição dos reagentes, quais as misturas 
que resultaram em sistemas homogêneos e heterogêneos? 
5) Se precisasse unicamente acidular a solução de ensaio contendo Ba2+ para orna-la 
fortemente ácida, você adicionaria HNO3 dil. Ou AcH dil.? Por que não usaria H2SO4 
dil.?