A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
66 pág.
APOSTILA DE DIREITO TRIBUTARIO 2010

Pré-visualização | Página 23 de 23

em nosso sistema tributário desde o advento da reforma tributária promovida pela E.C. nº 18/65, salvo na exceção constitucional prevista no art. 154, II, CF / 88 – impostos extraordinários em caso de guerra. Por outro lado, a invasão de competência também não se confunde com o bis in idem, que é a exigência por uma única entidade tributante de dois ou mais tributos, incidentes sobre o mesmo fato imponível, por meio de normas jurídicas distintas. V. G., a cobrança do PIS pela União de forma cumulativa com a COFINS.
� Para tal hipótese, a constituição não exige Lei Complementar.
� V.G., PIS (art. 239 da CF) e CPMF, que foi prorrogada pela EC 42/03 até 31.12.07 (art. 90 ADCT/88), com a mesma alíquota de 0,38%.
� Isso porque, antes da promulgação da EC nº 32/01, o STF vinha reiteradamente afirmando que a simples publicação de uma Medida Provisória até 31 de dezembro de um ano atendia ao princípio da anterioridade, possibilitando, assim, a cobrança ou majoração de um tributo já no dia seguinte (RE 232.084/SP). 
� Note-se que o E. C. destinado a investimento público de caráter urgente e relevante interesse nacional deve se submeter, por expressa determinação do inciso II do 148 da Constituição, ao disposto no art. 150, III, ‘b’.
� Cf. súmula 584 do STF, criticada pela doutrina por conflitar com o art. 144 do CTN. 
� Note-se que o IPI, embora tenha sido dispensado da observância do Princípio da Anterioridade (alínea ‘b’) submete-se ao princípio da noventena, previsto na alínea ‘c’ do inciso III do art. 150, nos termos do disposto no § 1º do mesmo dispositivo.
� Ressalte-se que a Constituição de 1988 constitucionalizou vários dos princípios antes denominados de implícitos, tais como: o da igualdade tributária; o da capacidade contributiva; o da irretroatividade da lei fiscal, bem como o da proibição da utilização do tributo com efeito confiscatório.
� Muitos desses aspectos já foram anteriormente abordados em tópicos anteriores, portanto, favor desconsiderar aquilo que constituir mera repetição.
�PAGE �
�PAGE �28�