A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
38 pág.
Grupo 6- COMUNICAÇAO CELULAR

Pré-visualização | Página 2 de 2

G. Gilman e Martin 
Rodbell tentavam desvendar como 
a adrenalina estimulava as células. Eles 
descobriram que quando um hormônio como 
a adrenalina se ligava a um receptor, o 
receptor não estimulava 
diretamente enzimas como a adenilato 
ciclase. Ao invés disso, o receptor estimulava 
uma proteína G, que, por sua vez, estimulava 
a adenilato ciclase a produzir um segundo 
mensageiro, o AMP cíclico.[1] Pela descoberta, 
os dois cientistas ganharam, em 1994, o Prêmio 
Nobel de Fisiologia ou Medicina.[2] 
 
 Receptores associados a proteína-G: quando ligados a um 
ligante específico estes receptores, indiretamente, ativam ou 
inativam uma enzima ou um canal iônico ligados a membrana 
celular, esta interação é mediada por uma proteína associada 
a uma molécula de GTP. Proteínas-G associadas a receptores 
iniciam uma cascata de eventos químicos dentro da célula-
alvo que geralmente altera a concentração de mensageiros 
intracelulares como cAMP ou trifosfato de inositol, estes 
mensageiros intracelulares alteram o comportamento de 
proteínas intracelulares. O efeito destes mensageiros são 
rapidamente revertidos quando o sinal extracelular é removido. 
 Essa proteína é um interruptor que é ligado por GTP e desligado 
quando esse nucleotídeo é desforilado e se transforma em GDP. 
 
 
 
 http://webs.uvigo.es/mmegias/5-celulas/3-
membrana_celular.php 
 http://www.fop.unicamp.br/dcf/bioquimica/downloads
/db210-2007-T05-SinalizacaoCelular.pdf 
 http://www.uff.br/WebQuest/pdf/comunicacao.htm 
 Alberts, B. et al. Biologia Molecular da Célula. 3.ed.Porto 
Alegre, Artes Médicas, 1997 
 1.Biologia Celular e Molecular/ Comunicações Celulares 
por Meio de sinais Químicos, 8ª edição, 2011 – Luiz C. 
Junqueira & José Carneiro. 
 
 http://www.youtube.com/watch?v=IM-
Rr1tNXxA&feature=related