Análise Qualitativa de Carboidratos
4 pág.

Análise Qualitativa de Carboidratos


DisciplinaBioquímica Geral I21 materiais126 seguidores
Pré-visualização1 página
Análise Qualitativa de Carboidratos
 
Introdução:
 Os carboidratos apresentam estruturas muito parecidas entre si, o que os torna quase impossíveis de serem identificados. Assim, o que se pode fazer é caracterizar grupos de carboidratos utilizando suas propriedades químicas comuns. 
 Para isso, foram realizados os seguintes experimentos:
-Reação de Seliwanoff:
 A reação é feito com resorcinol em meio de HCl quente. As cetohexoces dão um produto de coloração vermelha que se desenvolve rapidamente; as aldohexoses correspondentes reagem mais lentamente. Durante o tempo que as cetohexoses são desidratadas e reagem com o resorcinol fornecendo o produto, as aldohexoses fornecem apenas um produto levemente rosa.
- Teste de Benedict:
 O reagente consiste de uma única solução onde estão presentes os íons Cu+2, citrato e carbonato de sódio. A reação é complexa e influenciada por uma série de fatores podendo ser esquematizada por:
 Cu+2 + glicídio ( composto oxidado + Cu2O 
 (precipitado 
 Vermelho)
- Teste de Barfoed modificado:
 A reação é feita usando-se acetato de cobre em meio de ácido lático(reagente de Barfoed) quente por 30 segundos; o produto formado nesta primeira etapa é posteriormente revelado com solução de fosfomolibdato. Só monossacarídeos formam produto de cor azul. A adição de ácido fosfomolídico leva a formação de um complexo corado de azul intenso.
Cu+2 + glicídio ( composto oxidado + Cu2O
 (complexo de
 cor azul) 
Objetivo:
Caracterizar grupos glicídios a partir de suas propriedades químicas.
Material:
Água
Reativo Benedict
Reativo Seliwanoff
Lugol
Reativo Barfoed modificado
Reagente fosfomolídico
Tubos de ensaio
Amostras 1, 2, 3 e 4
Metodologia:
IV.I. Teste de Benedict:
 Em tubos de ensaio, identificados pelo nome do teste e um identificado para a água, colocar 0,4ml das amostras. No tubo designado para a água, adicionar 0,4ml de água. Em seguida, adicionar 1ml de reagente de Benedict em todos os tubos e aquecer em banho fervente (100º C) por 5 minutos. O resultado será positivo nos tubos de ensaio em que houver formação de precipitado. Esse teste identifica a presença de açúcar redutor (monossacarídeo e dissacarídeo) em sua composição.
IV.II. Teste de Selliwanoff:
 Em tubos de ensaio, indentificados pelo nome do teste e um identificado para a água, colocar 0,2ml das amostras. No tubo designado para a água, deve-se adicionar 0,2ml de água. Em seguida, adicionar 1ml de Selliwanoff em todos os tubos e aquecer em banho fervente (100ºC) por 3 minutos. O resultado será positivo se apresentar cor vermelho tijolo. Esse teste permite identificar se a amostra é uma aldose (rosa claro) ou cetose (vermelho escuro).
IV.III. Teste do Iodo:
 Em tubos de ensaio, identificados pelo nome do teste e um identificado para a água, colocar 2ml das amostras. No tubo designado para a água, deve-se adicionar 2ml de água. Em seguida, adicionar em cada tubo 2 gotas do reagente de lugol e aquecer em banho fervente (100ºC) por 2 minutos. O resultado será positivo para a cor verde ou verde azulada. Permite identificar se a amostra contém o polissacarídeo amido.
IV.IV. Teste de Barfoed modificado:
 Em tubos de ensaio, identificados pelo nome do teste e um tubo para a água, colocar 0,2ml das amostras e no tubo da água, 0,2ml de água. Adicionar 1ml de reagente de Barfoed em todos os tubos e aquecer em banho fervente (100ºC) por 30 segundos. Em seguida, adicionar 0,5ml de reagente fosfomolíbdico em todos os tubos. É considerado positivo o resultado dos tubos que obtiverem a cor azul escura. Permite a diferenciação entre monossacarídeos e dissacarídeos redutores. Só os monossacarídeos formam produto de cor azul. 
Resultados:
No teste de Seliwanoff, a cor vermelho tijolo foi encontrada apenas no tubo da amostra 2. Já no teste de Benedict, foi observada formação de precipitado apenas nos tubos das amostras 1,2 e 3. No teste do iodo, a cor verde azulada foi encontrada apenas no tubo da amostra 4. No teste de Barfoed modificado, por sua vez, foi encontrada a cor azul escura nos tubos as amostras 2 e 3. 
Conclusão:
Conclui-se, através dos resultados obtidos pelos testes, que a amostra 1 trata-se de glicose 0,1M, visto que deu positivo para o teste de Benedict. Já a amostra 2, por ter tido resultado positivo para Seliwanoff, pode-se concluir que é uma cetose, no caso, a frutose. A amostra 3, por apresentar resultado positivo para Benedict e Barfoed, conclui-se que é um monossacarídeo redutor, no caso, a lactose. Já a amostra 4, por apresentar resultado positivo para o teste de Lugol, trata-se do amido.
	Carboidratos
	Seliwanoff
	Benedict
	Lugol
	Barfoed
	Amostra1 (Glicose0,1M)
	-
	+
	-
	-
	Amostra2 (frutose0,1M)
	+
	+
	-
	+
	Amostra3 (lactose0,1M)
	-
	+
	-
	+
	Amostra4 (amido 1%) 
	-
	-
	+
	-
Referências:
DAVID L. NELSON & MICHAEL M. COX. Lehninger. Princípios de.bioquímica. 5ª edição. W. H. Freeman e companhia. Nova York.