BRIEFING   RÉNE   LALIQUE.docx
11 pág.

BRIEFING RÉNE LALIQUE.docx


Disciplina<modelo de Briefing13 materiais207 seguidores
Pré-visualização2 páginas
Abril de 1900 
 
 
 
BRIEFING 
Réne 
Lalique 
Angela Kovacs, Carolina F. Juliani e Rosana H. de Jesus 
 
 BRIEFING - RENÉ LALIQUE 
 
Apresentação da Empresa - Signor René Jules Lalique foi mestre 
joalheiro e vidreiro. Nasceu em 1860 em Ay-Champagne, Marne, subúrbio da 
periferia Paris, Fr 
O cenário imaginário de Lalique foi criado na sua infância, neste subúrbio, 
rodeado de natureza, jardins, metais e madeira, que aparece em muitos dos 
seus projetos e impulsionam seu trabalho, tanto em joias como nos seus 
artigos de vidro. 
 
 
 
 
 
 
 Googlemaps.com 
Em 1876 seu pai morre, e Réne começa a trabalhar para o Seigneur Louis 
Aucoc, e a fazer cursos na École de Arts Décoratifs de Paris. 
Em 1878 muda-se para Londres para estudar no Sydehan College. Lá, 
desenha muito, vai a exposições, participa de concursos. Volta a Paris em 1880, 
e envia desenhos a recém fundada Revista Le Bijou , que se destina 
principalmente para manufaturados. 
Figura 1- Subúrbio Ay Champagny-sur-Marne 
Foi gradualmente introduzindo a liberdade e a fantasia pessoal nos 
projetos que apresenta aos joalheiros, como por exemplo, o vôo das andorinhas, 
de 1888, sua primeira joia de ouro gravado, inspirado num desenho do japônes 
Manga Hokusai. 
 
Como hoje (1900), na cena artística e cultural de Paris vive-se um 
momento de ecletismo, onde encontramos tanto a recém trazida arte 
japonesa, a arte egípcia, o neo-gótico, um interesse renovado no Renascimento, 
as artes dos povos ameríndios, tudo isso permutado, faz a imaginação de Réne 
viajar, e dá a ele condições de passear entre o mineral e o vegetal misturando 
assim, materiais completamente incomuns para nossa época, tais como: ossos, 
chifres, madeira, couro, esmalte (influência de Benvenuto Cellini) e 
principalmente o vidro aos materiais convencionais como pedras preciosas, ouro 
e prata. 
Por isso, é conhecido como o Pai da joia moderna, para alguns, e como 
o inventor da bijuteria para outros. 
Por estamos às portas da grande Exposição Universal de Paris, e ele 
está &quot;acontecendo&quot;, ele decidiu contratar os serviços de nossa empresa para 
ajudá-lo na apresentação de novas peças a serem incluídas na exposição de 
agosto, uma vez que ele sozinho já não está dando conta dos pedidos. Assim, 
ele espera de nós, uma colaboração à altura de seu prestígio, e que 
acrescentemos frescor à sua marca. 
 
Antecedentes \u2013 Signor Réne, iniciou suas atividades em 1884, após dois 
anos estudando em Londres, mora em um quarto, onde também tem seu 
estúdio. Em 1887, transfere seu estúdio para a Rue Quatre du Septembre. 
Nesse período suas joias são consideradas de vanguarda e agradam 
principalmente à elite intelectual e artística, pois está muito longe das 
convenções para ser apreciado pela sociedade consumidora de joias. Entre 91 e 
94 (1891 e 1894) após comprar de Réne Lalique várias joias entre anéis, colares e 
tiaras, a grandiosa atriz Sarah Bernard catapultou sua fama e notoriedade. 
Outro personagem importante para sua glória, foi o financista e magnata do 
petróleo Sarkis Gulbenkian, exigente colecionador, que adquiriu mais de cinquenta 
peças, que podem ser vistas hoje no Museu que leva seu nome, situado na 
cidade de Lisboa. 
As primeiras experiências de Lalique com vidro datam de 1890. 
Familiarizado com os processos de fabricação de fornada do esmalte, acabou 
por leva-lo ao vidro, assim, ele gradualmente passa a substituir as pedras 
preciosas por vidro, que translúcido e transparente apresenta a vantagem de 
ser fabricado de acordo com as necessidades de cada projeto. Ele cria também, 
pequenos objetos de vidro, vasos e esculturas, utilizando a técnica de cera 
perdida. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 https://michelechristine.wordpress.com 
Oportunidade Identificada - Como neste ano de 1900, Lalique está no 
auge de sua carreira de joalheiro, e também é o ano da Exposição Universal de 
Paris, e como o mercado está desejando cada vez mais suas peças, ele quer 
que nossa empresa o ajude a produzir mais. Peças, que apresentem a mesma 
estética, aceitando porém, algumas modificações e se aparecerem, as sempre 
muito bem vindas inovações. O argumento de venda que usa normalmente é a 
exposição de suas peças em vários eventos aos quais é convidado a participar, 
aqui em Paris e no exterior, como Londres, Berlim e até nos Estados Unidos. 
O preço, depende exclusivamente da originalidade e exclusividade da peça, 
mas de maneira geral, mais econômicos que as peças somente com pedras 
preciosas e metais nobres. 
 
 
 
 
 
 
www.google.com.fr 
 
Público\u2013Alvo \u2013 O mercado que queremos atingir, é formado 
basicamente por pessoas ligas à modernidade, ao novo século, às novas máquinas 
e à nova estética, que apresenta um ecletismo que antes não havíamos visto. 
Basicamente, são mulheres, entre 20 e 35 anos, emancipadas, que consomem 
os produtos da Coty, assistem aos espetáculos de Sarah Bernard, que vestem 
Portalez, L. Timmermans, Jeanne Lapointe, André Brouillet e Paulo Poiret 
 
 
 
 ttp://hprints.com/LArt_et_la_Mode_1895 
Figura 3 - Desenho de Lionel Royer Figura 2 - Desenho de A.Rixens e 
M.Marais 
Objetivos \u2013 Nosso contratante deseja que os desenhos sejam 
legítimos representantes de sua marca, que venda como os produtos 
desenhados por ele, e que a concorrência não apresente nada parecido. 
 
Valor da Marca \u2013 Inspirada na natureza, e no corpo feminino, como ele 
próprio diz, suas inspirações são os três &quot;F's&quot;, Femme, Faune et Fleur. 
Observar na natureza os seres e as coisas, e daí a inspiração. Trazer para a 
joalheria o inusitado, o inesperado, não hesitar nas inovações. 
 
Cronograma - Os primeiros esboços devem ser apresentados até o dia 
28.04.1900. Após a apreciação dos desenhos, por seu assistente signor Antonie 
Charles Saint, passaremos a elaboração das peças finais, para que a coleção 
esteja pronta para a Exposição Universal de Paris, em Agosto deste ano (1900). 
 
Equipe do Projeto - As sócias de nossa empresa, mademoiselles 
Carolina Julianni e Rosana Henrique de Jesus et madame Angela Kovacs. 
 
Pontos Críticos - Essa é a primeira vez que Rene Lalique contrata uma 
empresa para desenhar peças que levarão sua marca. Devemos atentar para 
todos os detalhes, uma vez que nosso cliente não aceita qualquer defeito tanto 
na fabricação quanto no acabamento. 
 
Mercado \u2013 Estando, nos dias de hoje, em pleno 1900, no auge de sua 
carreira como joalheiro, com tantos pedidos que não consegue mais atendê-
los, avaliamos que o mercado praticamente se encontra ao seus pés. Podemos 
dizer, sem arrogância, que a marca Réne Lalique, atualmente não possui 
concorrentes, seu desenho, no momento é absolutamente único. O que nos faz 
mais responsáveis ainda pelo estilo e acabamento das peças que 
apresentaremos. 
Produção \u2013 Após ter o desenho aprovado pelo contratante, as joias 
serão confeccionadas em nosso ateliê, de maneira quase artesanal, mas não 
deixaremos de utilizar as novas ferramentas elétricas e a vapor, 
principalmente na laminação e no polimento, que tanto podem nos ajudar na 
fabricação de um número maior de peças mas com o acabamento mais 
aprimorado que antes. Utilizaremos os fornecedores que o senhor Rene já 
utiliza, sob sua expressa ordem. O maior gargalo na produção das peças deve 
ser o trabalho de esmaltação,