Teoria Gerla da Gestalt   Prof João Gomes Dias 2008
89 pág.

Teoria Gerla da Gestalt Prof João Gomes Dias 2008

Disciplina:Psicologia da Arte16 materiais189 seguidores
Pré-visualização2 páginas
Gestalt do Objeto Sistema de Leitura Visual da Forma

Teoria Geral
da Gestalt

Fundamentado Cientificamente na

Psicologia da Percepção da Forma

Prof. Dr. João Gomes Filho I 2010

BIBLIOGRAFIA

João Gomes Filho

Escrituras Editora. São Paulo

8a Ed. Atualizada I 2008

www.joaogomes.com.br

Escola de Psicologia Experimental
Precursor : Von Ehrenfels - século XIX

Inicío Efetivo : 1910 ( Universidade de Frankfurt - Alemanha)

Max Wertheimer ...... 1880 / 1943
Wolfang Kohler ...............................1887 / 1967

Kurt Koffka ............................................................1886 / 1941

O movimento gestaltistica atua principalmente no campo da teoria
da forma. Com contribuição relevante aos estudos da percepção de
modo geral:

Linguagem / Inteligência / Memória / Motivação / Percepção visual /
Conduta exploratória / Dinâmica de grupos sociais.

Termo alemão - Gestalt : figura, estrutura, forma, configuração.

GESTALT Dados Básicos

Objetivos do Livro

Absorção: repertório teórico-conceitual
Com Base científica

Otimização: performance projetual e prática
Estudantes e profissionais

Apreensão: terminologia adequada
Para diversas atividades

Suporte conceitual para, por exemplo:

 Design do objeto > definição da linguagem estético-formal.

 Leitura, análise e diagnóstico crítico de um objeto.

 Defesa de soluções estéticas, simbólicas, ergonômicas, semióticas.

 Redação de textos com terminologia apropriada.

Categorias Conceituais tem um sentido neutro.

 Podem ser utilizadas de modo positivo ou negativo.

 Implica talento e criatividade.

Objetivos do Livro

Cada categoria, a seguir, é conceituada
isoladamente por razões didáticas.

Num mesmo objeto, pode-se perceber
diversas outras categorias conceituais.

A articulação entre elas, é feita ao longo
de exercícios práticos de leitura do objeto.

Aplicação > qualquer manifestação visual

Nota

Abrangência Todos os modos de manifestações visuais

Exemplificações
Geométricas

Teoria Geral da Gestalt
Fundamentação

A Gestalt afirma o princípio de que vemos as coisas

sempre dentro de um conjunto de relações.

 Tal fato, contribue para alterar nossa percepçao das

coisas. Como nos fenômenos de ilusão de óptica baseado

em figuras geométricas.

Teoria Geral da Gestalt
Fundamentação

As linhas têm o mesmo
comprimento.

Teoria Geral da Gestalt
Fundamentação

Objetos bi e tridimensionais.

Proporção círculos.

Quadradinhos magentas mais escuros dentro

dos verdes e, mais claros, dentro dos brancos.

Teoria Geral da Gestalt
Fundamentação

Linhas inclinadas:

absolutamente paralelas.

Introdução de elementos
retos e inclinados e cores =
efeito de lente na região
esférica.

Teoria Geral da Gestalt
Fundamentação

Sensação de Movimento.

Vibração.
Teoria Geral da Gestalt

Fundamentação

Quatro círculos eqüidistantes

concentricamente
Teoria Geral da Gestalt

Fundamentação

Pontinhos luminosos que se
movimentam aleatóriamente.

Teoria Geral da Gestalt
Fundamentação

Expansão do circulo.

Movimento para frente.
Teoria Geral da Gestalt

Fundamentação

Teoria Geral da Gestalt
Fundamentação

Movimento sentido

Horário e anti-horário.

Sensação de Movimento e

de brilho.
Teoria Geral da Gestalt

Fundamentação

Sensação de Movimento.

Deslocamento e expansão.
Teoria Geral da Gestalt

Fundamentação

Sensação de Movimento.

Deslocamento.
Teoria Geral da Gestalt

Fundamentação

Sensação de Movimento

Ondas.
Teoria Geral da Gestalt

Fundamentação

Sensação de Movimento.

Ondas.
Teoria Geral da Gestalt

Fundamentação

Sensação de Movimento

rotatório.
Teoria Geral da Gestalt

Fundamentação

A Gestalt afirma o princípio de que:

Vemos as coisas dentro de relações.

A primeira sensação já é de forma.
Já é global e unificada.

A primeira vista não vemos partes isoladas, mas
relações.

Teoria Geral da Gestalt
Fundamentação

Leis e princípios da Gestalt

Em resumo vemos o todo. Depois
de um tempo: podemos ver os
detalhes que fazem parte do todo.
Seus componentes, paisagem etc..

Teoria Geral da Gestalt
Fundamentação

Gestalt: Percepção visual da forma / Fatores

Forças externas de organização da forma:
 O obvio. Vemos e organizamos as coisas devido ao contraste
da luz incidindo sobre os objetos.

Forças internas de organização da forma:
 Vemos e organizamos as coisas por meio de um “mecanismo
psicológico”.
Alguns individuos as percebem com maior ou menor facilidade.
Maior ou menor intensidade.

Teoria Geral da Gestalt
Fundamentação

Leis e princípios da Gestalt

Forças externas de organização da
forma:
> Luz > contraste > percepção
Forças internas de organização da
forma: > Mecanismo psicológico (?)

Teoria Geral da Gestalt
Fundamentação

As forças internas agem para decodificar
o objeto com maior ou menor esforço

Forças externas de organização da
forma:
> Luz > contraste > percepção
Forças internas de organização da
forma: > Mecanismo psicológico (?)

Teoria Geral da Gestalt
Fundamentação

As forças internas agem para decodificar
o objeto. Com maior ou menor esforço psicológico.

Princípios das:
 Forças externas
 Forças internas

Teoria Geral da Gestalt
Fundamentação

As forças internas agem para
decodificar o objeto.
Com maior ou menor esforço psicológico.

Segregação

Unidade

Unificação

Fechamento

Continuação

Proximidade

Semelhança

Pregnância da Forma
(Principio Geral:Harmonia/ Ordem / Equilíbrio Visual)

Baseados numa série

de experimentos, os psicologos

da Gestalt descobriram diversas

leis de percepção.

Essas leis são comuns para

a grande maioria das pessoas:

Teoria Geral da Gestalt
Fundamentação

Organização visual da forma:

Relação das Leis da Gestalt.

Unidade É definida como um, ou mais de um, elemento que
constitue um objeto.

Unidades podem ser agrupamentos organizados ou parte de um todo.

São percebidas, através de relações entre os elementos que as constituem.

Pode encerrar-se em si própria ou fazer parte de outros todos.Unidade

Percepção de formação de unidade(s) por diferenças

de estimulação (por contraste) no campo visual ou

na configuração do objeto.

Segregação

Mais estimulação
Máximo de contraste

Menos estimulação
Médio contraste

Nenhuma estimulação
Nenhum contraste

Segregação de unidades por meio dos Contrastes:

Cores/ Brilhos/ Matizes/ Nuanças/ texturas etc.
Segregação

Segregação de unidades por meio dos Contrastes:

Cores/ Brilhos/ Matizes/ Nuanças/ texturas etc.
Segregação

Unificação Fundamentada nos princípios:
Harmonia / Ordem / Equilíbrio Visual.

Unificação Coerência visual de sua linguagem formal. Os fatores de proximidade e semelhança, geralmente, ajudam a promover
e reforçar a unificação da figura.

Unificação Fundamentação:Princípios: Harmonia / Ordem / Equilíbrio Visual.
Graus de unificação > sutilezas
Baixo. Médio. Alto. (qualificação: 1 a10).

Fundamentação:Princípios:
Harmonia / Ordem / Equilíbrio Visual.
Graus de unificação > sutilezas
Baixo. Médio. Alto. (qualificação: 1 a10).

Unificação

Unificação Coerência visual de sua linguagem formal. Os fatores de proximidade e semelhança, geralmente, ajudam
a promover e reforçar a unificação da figura.

UnifiCação

Unificação Coerência visual de sua linguagem formal. Os fatores de proximidade e semelhança, geralmente, ajudam
a promover e reforçar a unificação da figura.

As forças de organização visual da forma dirigem-se
espontaneamente para uma ordem espacial.
Obtem-se a sensação de fechamento visual pela
continuidade de elementos