CLASSIFICAÇAO  DOS  CRIMES
2 pág.

CLASSIFICAÇAO DOS CRIMES


DisciplinaFundamentos e Teoria do Crime23 materiais478 seguidores
Pré-visualização1 página
CLASSIFICAÇÃO DOS CRIMES
		O crime é visto por vários ângulos, salientando que para o direito brasileiro a diferença encontra-se na gravidade da pena. A depender do enfoque que se dê, ele pode apresentar determinadas características, as quais nos servem de base para classificá-los, vejamos:
Crimes Comuns - São os que podem ser praticados por qualquer pessoa, não se exigindo qualidade especial do agente. Ex. homicídio(art.121); furto(art.155), etc.
Crimes Próprios - São os que exigem do agente uma determinada qualidade.
	 Ex. mãe no infanticídio (art.123); funcionário público no peculato (art.312).
Crimes Materiais - São os que o tipo descreve ação e o resultado. Ex. homicídio (art.121); lesões corporais(art.129).
Crimes Formais - São os que o tipo também descreve um resultado, mas não necessita que este(resultado) ocorra para que se caracterize a consumação. São também chamados de crimes de consumação antecipada. Ex. ameaça(art.147)
Crimes de Mera Conduta - São os que o tipo não descreve nenhum resultado naturalístico da ação. Ex. violação de domicílio(art.150); ato obsceno(art.233).
Crimes Instantâneos - São aqueles cujo resultado fica logo definido e encerrado. 
		Ex. Furto (art. 155) que consuma e termina com a subtração.
Crimes Permanentes - São aqueles que a consumação se prolonga no tempo. - Ex. seqüestro(art. 148)
Crimes instantâneos de efeitos permanentes - São aqueles que se consumam em um dado momento, mas seus efeitos perduram no tempo. Ex. Homicídio (art. 121), etc.
Crimes de Mão Própria - São os que têm de ser praticados pelo agente pessoalmente. 
		Ex. falso testemunho(art.342).
Crimes Habituais: São os que exigem habitualidade, com a reiteração da conduta. 
		Ex. exercício ilegal da medicina(art.282); manutenção de casa de prostituição(art.229).
Crimes de Ação Múltipla - São os que descrevem duas ou mais condutas.
		Ex. induzimento, instigação ou auxílio ao suicídio(art.122).
Crimes Progressivos - São aqueles cujas etapas anteriores constituem crime.
		Ex. homicídio(art.121) em relação às lesões corporais(art.129), as quais são por este absorvidas.
	
Crimes Complexos - São os contém em si duas ou mais figuras penais. 
		Ex. latrocínio (homicídio + roubo)( art.157, § 3º)
Crimes Unissubsistentes - São os que se realizam com um só ato. 
		Ex. injúria verbal(art.140) (não admitem tentativa).
Crimes Plurissubsistentes - São os que se realizam através de vários atos. 
		Ex. redução à condição análoga a de escravo(art.149).
Crimes Plurissubjetivos - São os de concurso necessário de agentes, ou seja, que exigem a participação de várias pessoas. Ex. quadrilha ou bando(art. 288).
Crimes Simples - São os previstos no caput do artigo, ou seja, as formas básicas. 
			 Ex. homicídio simples(art. 121).
Crimes Qualificados - São os que a lei acrescenta alguma circunstância ao tipo básico, para agravar a pena. Ex. homicídio qualificado(art.121, § 2º, I a V )
Crimes Privilegiados - São aqueles em que o acréscimos ao tipo básico serve para diminuir a pena. Ex. homicídio privilegiado(art. 121, § 1º).
Crimes Comissivos - São aqueles praticados mediante comportamento positivo do agente. 
		Ex. homicídio(art.121); furto(art.155).
Crimes Omissivos - São aqueles praticados mediante comportamento negativo do agente, ou seja, através de uma inação ou abstenção. Ex. omissão de socorro(art.135); abandono material(art.244).
Crimes de Dano - São os que atingem um momento consumativo com a efetiva lesão do bem jurídico tutelado. Ex. homicídio(art. 121); lesão corporal(art.129)
Crimes de Perigo - São os que se consumam com a possibilidade de dano. 
		Ex. incêndio(art.250); perigo de contágio venéreo(art.130).
Crimes Principais - São os que existem independentemente da existência de outro.
		Ex. furto(art.155).
Crimes Acessórios - São os que se prendem a outro que lhes é pressuposto. 
		Ex. receptação(art.180).
Gustavo
Gustavo fez um comentário
Vlw cara!!
0 aprovações
Carregar mais