1. AGROECOLOGIA CONCEITOS E PRINCÍPIOS
8 pág.

1. AGROECOLOGIA CONCEITOS E PRINCÍPIOS


DisciplinaAgroecologia616 materiais7.867 seguidores
Pré-visualização1 página
*
AGROECOLOGIA: CONCEITOS E PRINCÍPIOS
Gláucia Barretto Gonçalves
Universidade Federal de Sergipe
Departamento de Engenharia Agronômica
*
CONCEITOS
 Agroecologia
 Ciência que busca o entendimento do funcionamento de agroecossistemas complexos, bem como das diferentes interações presentes nestes, tendo como princípio a conservação e a ampliação da biodiversidade dos sistemas agrícolas como base para produzir autoregulação e, consequentemente, sustentabilidade. Surgida na década de 1970 como forma de estabelecer uma base teórica para os diferentes movimentos de agricultura não-industrial (Assis, 2005).
*
CONCEITOS
 Agroecologia
 Ciência que estuda os agroecossistemas integrando conhecimentos de agronomia, ecologia, economia e sociologia (Altieri, 1989).
 Ciência que aplica os princípios e conceitos da ecologia ao desenho e manejo de agroecossistemas sustentáveis (Gleissmann, 2001).
 Campo de conhecimento transdisciplinar, que recebe influência das ciências sociais, agrárias e naturais, em especial da Ecologia Aplicada (Fonseca, 2009).
 
*
MULTIDIMENSÕES
DA SUSTENTABILIDADE BASEADA NA AGROECOLOGIA:
 Dimensão ecológica: manutenção e recuperação da base de recursos naturais.
 Dimensão social: busca por melhores níveis de qualidade de vida mediante a produção e o consumo de alimentos com qualidade biológica superior, eliminando o uso de insumos tóxicos no processo produtivo agrícola, através de novas combinações tecnológicas, sociais e éticas.
 Dimensão cultural: deve considerar a necessidade de que as
intervenções respeitem a cultura local. Os saberes, os conhecimentos e os valores locais das populações rurais precisam ser analisados, compreendidos e utilizados como ponto de partida dos processos de desenvolvimento rural.
*
MULTIDIMENSÕES
DA SUSTENTABILIDADE BASEADA NA AGROECOLOGIA:
 Dimensão política: o desenvolvimento rural sustentável deve ser concebido a partir das concepções culturais e políticas próprias dos grupos sociais. Deve considerar o diálogo e a integração com a sociedade.
 Dimensão ética: relaciona-se diretamente com a solidariedade e com novas responsabilidades dos indivíduos em relação à preservação do meio ambiente. Exige a adoção de novos valores.
*
PRINCÍPIOS
 Procura reunir e organizar contribuições de diversas ciências naturais e sociais, sem descartar os conhecimentos anteriormente gerados, procurando incorporar a eles lógica integradora e mais abrangente do que a das disciplinas isoladas.
 Reconhece e valoriza o conhecimento popular e tradicional como fonte de informação para modelos que possam ter validade nas condições atuais.
 Reconhece a importância da agricultura familiar, tradicional, indígena, quilombola ou da reforma agrária como espaço destacado para o desenvolvimento da racionalidade ecológica.
 Reconhece na agrobiodiversidade - processo de relações e interações entre plantas cultivadas, animais criados e seus manejos e os conhecimentos tradicionais a eles associados - papel importante no enfoque agroecológico.
*
PRINCÍPIOS
 Reconhece que as unidades de estudo são os agroecossistemas, sendo resultado da coevolução da natureza e dos grupos sociais que nela intervêm, com suas distintas formas de conhecimento, organização, tecnologias e valores.
 Serve à sociedade como um todo, às gerações futuras e atuais, aos atores do mundo rural e urbano. Produzir, comercializar e consumir alimentos são atividades com conteúdo ético e político que dizem respeito a todos, não só aos agricultores.
Está baseada no local como espaço social; é no local que se conformam as comunidades e se constroem identidades territoriais e de projetos.
*
Muito obrigada!!!