A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
36 pág.
apostila apicultura

Pré-visualização | Página 4 de 8

da pele. O uniforme completo é formado por: macacão, máscara, 
chapéu, luvas e botas. 
Apicultor corretamente vestido, deve está usando: 
 
1. MÁSCARA 
2. CHAPEU 
3. MACACÃO 
4. BOTA 
5. LUVAS 
 
 
 
 
 
 APIÁRIO 
 
 É o local onde está distribuído, de maneira organizada, um certo número de 
colméias povoadas com abelhas do gênero Apis. 
Os apiários podem ser caracterizados de acordo com objetivo que se propõe. 
Podemos ter: Apiários destinados ao ensino, a pesquisa, empresa e outros. Todos 
estes podem ser fixos ou migratórios. 
 
 Apiários fixos 
2 
 4 
5 
3 1 
 
 
 São formados por grupos de colméias povoadas e, distribuídas em suportes 
fixos, geralmente guardados por cercas vivas ou de arame e protegidas por quebra-
ventos naturais ou artificiais. 
 
 Apiários migratórios 
 
Os apiários migratórios são formados por um determinado número de colméias 
que são levadas de um lugar para outro e instalado provisoriamente, para o 
aproveitamento da flora ou para polinização de culturas agrícolas. Localização de 
apiários 
 LOCALIZAÇÃO DO APIÁRIO 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
O sucesso da criação depende da boa localização do apiário, para isso pelo 
menos cinco pontos devem ser observados: 
1. Pastagem apícola 
 A presença de uma boa florada pode ser um dos principais fatores para o 
sucesso da criação. As abelhas campeiras percorrem um raio de até 3 Km em busca 
de alimento, porém , já foi considerado um raio econômico de ação que é de 1,5 Km. 
No entanto, é bom saber que quanto mais próximo da fonte de alimento estiver o 
apiário, mais rápido as abelhas vão produzir. (foto) 
 
 
Obs.: O raio de 1,5 Km corresponde a 707 há. A produção do apiário vai depender 
do equilíbrio entre o número de abelhas, a abundância e a qualidade de flores 
existentes no mesmo período, dentro dessa área. 
2. Presença de Água 
 É necessário que a água esteja a uma distância máxima de 500 m. Pode ser 
um rio, um açude, ou até mesmo um poço ou cacimba. Quando não existe uma fonte 
natural a esta distância, o produtor pode cria um bebedouro artificial, como um 
tanque, um tonel, etc. 
3. Facilidade de Acesso 
 É importante que o apiário seja bem localizado, possibilitando a chegada do 
meio de transporte o mais próximo possível, para ajudar o apicultor a levar o material 
necessário para o manejo das colméias, assim como o transporte da produção. 
Também é importante para as abelhas que o apiário não seja instalado em lugar 
muito alto. Para que as operárias não sejam obrigadas a ir buscar alimentos (néctar 
ou pólen) nas partes mais baixas e ter que subir carregando pesadas cargas, que 
neste caso acarretaria um desgaste maior do animal e menor produção. 
4. Correntes de Ventos 
 Áreas muito descampadas que possibilitam correntes de ventos muito fortes, 
podem trazer conseqüências para a produção porque : exigem muito esforço das 
abelhas; causam acidentes e mortandade; ressecam as flores paralisando a 
secreção de néctar; dispersam os enxames. 
5. Segurança 
 As abelhas africanizadas são mais sensíveis e mais agressivas, por isso 
algumas distâncias já foram determinadas como medidas de segurança para 
prevenir acidentes, a seguir: 
 
 Distância para segurança: residências, instalações de animais, estradas, 
áreas de agricultura e outros locais freqüentados, no mínimo 200 m; 
 Distância de escolas, no mínimo 500 metros; 
Outras distâncias que devem ser observadas: 
- Para qualidade dos produtos: 
 Plantações de cana-de-açúcar, mínimo de 2 Km; 
 Fábrica de doce, armazém e usina de açúcar, sorveteria e outras do ramo, pelo 
menos 1 Km ; 
- Para facilidade de manejo: 
 
 
 Mínimo de dois metros entre as colméias, melhor seria de 3 a 5 m, dependendo 
da área disponível. 
- Para evitar a saturação da flora: 
 Entre apiários de 30 ou mais colmeia, a distância deve ser de pelo menos 3km, 
que vai garantir melhor produção. 
 INSTALAÇÃO DO APIÁRIO 
 Escolhido o local, é hora de começar a instalar a criação para isso devem ser 
avaliados alguns fatores como: 
 Época apropriada: 
O melhor período é durante a florada, quando as rainhas estão em franca 
postura, as famílias populosas, com as operárias em grande atividade. 
 Povoamento do apiário: 
Povoar o apiário quer dizer, colocar nele colméias habitadas com abelhas do 
gênero Apis mellifera, que pode ser feito de duas maneiras: 
A partir da aquisição em criatórios racionais ou pela captura de enxames 
silvestres encontrados em alojamentos naturais. 
O povoamento pela a compra de famílias, oferece algumas vantagens para o 
apicultor iniciante porque: 
- Pode ser escolhida a idade e a qualidade da rainha: avaliando-se capacidade 
da postura e a agressividade da família. 
- Pode se conhecer as condições da família, quanto: a população, sanidade, 
condições de postura da rainha, produção, e outras características inerentes a 
uma boa matriz. Estas observações são feitas pela avaliação da ficha de 
acompanhamento, onde devem estar anotados as produções dos anos 
anteriores. Com a família adquirida já na colméia padronizada, tem a vantagem 
de não precisar se adquire uma nova caixa e a inda pode oferecer produção no 
primeiro ano. Já o núcleo se torna mais barato, porém a produção pode só vir na 
próxima florada. A única desvantagem é que se torna mais caro. 
 
Tipos de enxame 
 Nidificados – são aqueles que já construíram favos e formaram seus ninhos. 
 
 
 Não nidificados – são aglomerados de abelhas, onde estão presentes as três 
castas e que estão à procura de alojamento. 
 
Preparo das caixas para captura de enxames não nidificados 
 
 Colméia padronizada: 
Colocar três quadros com folhas de cera alveoladas completas, sete quadros com 
tiras de cera de 2 a 5 cm, pegando o primeiro arame, os quadros com lâminas de 
cera completa ficarão um no centro e um em cada lado da caixa. 
 Núcleo: 
 Colocar dois quadros com folhas de cera alveoladas completas, e três quadros com 
tiras de cera de 2 a 5 cm, pegando o primeiro arame, os quadros com lâminas de 
cera completas ficarão um em cada lado da caixa e os com tiras no centro para dar 
condições às abelhas de formarem favos naturais. Pois, as abelhas quando 
enxameiam, enchem o papo de mel se preparando para formar os quadros da nova 
casa. 
 
Captura de enxame não nidificado 
 
Esta operação obedece a seguinte seqüência: 
 
 Ao chegar no local, dar algumas baforadas de fumaça no enxame e esperar 3 
a 5 minutos; 
 Aproximar a caixa por baixo do enxame de abelhas. Com uma escova varrê 
lãs para dentro da caixa tendo cuidado de não machucar as abelhas, 
principalmente a rainha. 
 Colocar uma tela excluidora de rainhas no alvado, a fim de garantir, a 
permanência da família na caixa. 
 Transporta lá à noite para local definitivo. 
É bastante comum a ocorrência de enxames em galhos de arvores. Isso acontece 
quando uma família esta enxameando, isto é multiplicando a colônia a colônia e 
procurando nova moradia. São enxames que estão sempre de passagem, por isso é 
bom captura los assim que forem localizados. 
 Devem ser levados também, tela ventilada, um pedaço de espuma (para 
tampar o alvado) e uma tira de borracha ou barbante para amarra a tela. 
 
 
Ao chegar no local o apicultor e seu ajudante, já deve estar equipados 
com vestimentas completas e um fumigador acesso. 
 
Distribuição de caixa isca para captura

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.