asset v1 IDBx+IDB6.2x+3T2017+type@asset+block@Estudo de caso Proares III
35 pág.

asset v1 IDBx+IDB6.2x+3T2017+type@asset+block@Estudo de caso Proares III


DisciplinaEstudo de Casos262 materiais1.602 seguidores
Pré-visualização10 páginas
1 Página 
ESTUDO DE CASO 
PROJETO PARA REDUÇÃO DE VULNERABILIDADE E RISCO SOCIAL DE 
INDIVÍDUOS E SUAS FAMÍLIAS NAS CIDADES MAIS POBRES DO CEARÁ \u2013 
PROARES III 
 
1. Antecedentes 
1.1. O Projeto para redução da vulnerabilidade e o risco social de indivíduos e suas famílias 
nos municípios mais pobres do Ceará (PROARES III) é a terceira etapa de um programa 
que vem sendo executado com recursos provenientes de empréstimos contraídos pelo 
Governo do Estado do Ceará (GEC) junto ao Banco Interamericano de 
Desenvolvimento (BID), bem como recursos do tesouro estadual. A execução do 
 
 
 2 Página 
projeto estará a cargo da Secretaria Estadual do Trabalho e Desenvolvimento Social 
(STDS). 
1.2. O projeto financia a construção de centros de referência da assistência social (CRAS), 
de educação infantil (CEIs), de esporte, ginásios poliesportivos, polos de convivência 
social, bibliotecas e educação profissional. Além disso, o programa disponibiliza às 
unidades de ação social já existentes, equipamentos e material permanente, e 
promove a qualificação dos técnicos prestadores de serviços nas novas unidades. 
1.3. A primeira fase do programa contou com investimentos de US$ 70 milhões, sendo US$ 
42 milhões financiados pelo BID. Os avanços sociais diretos observados compreendem 
a redução do índice de crianças e adolescentes fora da escola; a diminuição da 
repetência escolar, da desnutrição e da mortalidade infantil. Na segunda etapa, o 
PROARES recebeu investimentos de US$ 64,2 milhões, com aporte do Banco da ordem 
de US$ 45 milhões. 
1.4. Já em sua terceira etapa, o PROARES III promoverá a expansão de serviços e 
equipamentos sociais, com investimentos totais de US$ 71,4 milhões, sendo US$ 50,0 
milhões com aporte do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). 
2. O plano governamental 
2.1. O PROARES III promoverá a expansão de serviços sociais com a construção de duas 
unidades de internação para jovens em conflitos com a lei (uma masculina e outra 
feminina), uma Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA), uma Unidade de 
Acolhimento para Idosos, um Centro de Referência Especializado da Assistência Social 
(CREAS Regionalizado), vinte Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e 
dezoito Centros de Educação Infantil (CEIs), além de construção e equipamento de 
dezoito quadras poliesportivas e dois Centros de Esportes, vinte e cinco Centros de 
Esportes em Praças e vinte cinco Centros de Esportes para o Futebol, conhecidas 
popularmente como \u201cAreninhas\u201d. 
2.2. O Programa também irá fomentar a inserção produtiva e a promoção do emprego por 
meio do Centro do Trabalhador Autônomo (CTA) e de agências para atendimento 
 
 
 3 Página 
integral do trabalhador (ATs) e da promoção de cursos de capacitação em várias áreas. 
Além disso, promoverá o fortalecimento institucional da Secretaria Estadual do 
Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS) através da promoção de cursos de 
especialização, mestrado e doutorado para gestores e técnicos do Estado. 
2.3. O projeto teve início em 01 de julho de 2016 e se planejou sua duração em cinco anos, 
com término previsto para 30 de junho de 2021. 
2.4. O principal objetivo do PROARES III é reduzir a vulnerabilidade e risco social indivíduos 
e famílias nos municípios mais pobres no Ceará, através da inclusão em diferentes 
serviços sociais e de promoção do emprego. Para fazer isso, o programa irá 
desenvolver e implementar ações para (i) promover o acesso a novos equipamentos 
sociais; (ii) ampliar e melhorar a infraestrutura e qualidade dos serviços sociais 
destinados a crianças, jovens em risco, famílias pobres e vulneráveis e (iii) ampliar e 
melhorar a infraestrutura e qualidade dos serviços sociais de inclusão produtiva aos 
trabalhadores informais. 
2.5. Os custos estimados para implantação do projeto são os seguintes: 
Tabela 1 \u2013 Custos do Projeto 
EAP COMPONENTES/ATIVIDADES 
CUSTOS (US$) 
% 
TOTAL 
1 PROGRAMA DE APOIO ÀS REFORMAS SOCIAIS - PROARES III 71.428.571 
1.1 
COMPONENTE 1 \u2013 EXPANSÃO DE SERVIÇOS SOCIAIS POR MEIO 
DOS PLANOS PARTICIPATIVOS MUNICIPAIS (PPM) 49.958.962 69,9% 
1.1.1 Subcomponente 1A - Planos Participativos Municipais 26.814.399 37,5% 
1.1.1.1 PPMs 59.659 0,1% 
1.1.1.2 Ações dos PPMs 26.554.740 37,2% 
1.1.1.3 Capacitação para equipes dos CRAS e CREAS 200.000 0,3% 
1.1.2 Subcomponente 1B - Expansão de Serviços Sociais 23.144.563 32,4% 
1.1.2.1 Centros de esportes em praças - Mais Infância (25 obras) 12.719.868 17,8% 
1.1.2.2 Centros de esportes para futebol - Areninha (25 obras) 10.424.695 14,6% 
1.2 
COMPONENTE 2 - FORTALECIMENTO DA PROTEÇÃO SOCIAL 
ESPECIAL (PSE) 11.196.407 15,7% 
1.2.1 Unidades de Internação de privação de liberdade 4.840.941 6,8% 
1.2.2 
Unidade de Recepção (UR) e Delegacia da Criança e do 
Adolescente (DCA) 1.065.008 1,5% 
 
 
 4 Página 
1.2.3 
Centro de Referência Especializado da Assistência Social - 
CREAS 290.457 0,4% 
1.2.4 Unidade do Serviço de Acolhimento Institucional para Idosos 2.275.243 3,2% 
1.2.4.1 Obras 1.858.115 2,6% 
1.2.4.2 Aquisição de equipamentos 316.006 0,4% 
1.2.4.3 Capacitação das equipes 101.122 0,1% 
1.2.5 
Capacitação das equipes das unidades de medidas 
socioeducativas meio aberto e fechado. 290.456 0,4% 
1.2.6 Profissionalização do adolescente em conflito com a lei 1.424.620 2,0% 
1.2.7 Consultoria para Medidas Socioeducativas 1.009.682 1,4% 
1.3 
COMPONENTE 3 \u2013 APOIO À INSERÇÃO PRODUTIVA E À 
PROMOÇÃO DO EMPREGO (IPE) 3.013.408 4,2% 
1.3.1 Agência do Trabalhador Grande, Médio e Pequeno 1.350.000 1,9% 
1.3.2 Centro Trabalhador Autônomo 800.000 1,1% 
1.3.2.1 Aquisição de equipamentos 650.000 0,9% 
1.3.2.2 Capacitação das equipes 150.000 0,2% 
1.3.3 4 Unidades Móveis Equipadas e 1 Automóvel para CTA 280.000 0,4% 
1.3.4 Pesquisas na área do trabalho 224.999 0,3% 
1.3.5 
Capacitação das Equipes dos CRAS e CREAS para atuação em 
conjunto com CTA e Agencia do Trabalhador 158.409 0,2% 
1.3.6 
Consultoria para desenvolvimento de sistema gerencial e 
operacional do CTA 200.000 0,3% 
1.4 
COMPONENTE 4 - FORTALECIMENTO INSTITUCIONAL, AUDITORIA, 
MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO DO PROJETO (FMG) 6.194.091 8,7% 
1.4.1 Cursos de Especialização e Mestrado 573.770 0,8% 
1.4.1.1 Especialização 204.918 0,3% 
1.4.1.2 Mestrado 368.852 0,5% 
1.4.2 Capacitações de técnicos e gestores 743.893 1,0% 
1.4.3 Plano de comunicação 478.142 0,7% 
1.4.4 Estudos, Pesquisas e Missões Técnicas 401.639 0,6% 
1.4.5 Manutenção do Sistema de Informação Gerencial 318.989 0,4% 
1.4.6 Avaliações do Programa 286.886 0,4% 
1.4.6.1 Avaliação Intermediária 54.645 0,1% 
1.4.6.2 Avaliação Final 54.645 0,1% 
1.4.6.3 Avaliação de impacto 177.596 0,2% 
1.4.7 Administração do Programa 3.390.772 4,7% 
 Custos financeiros 1.065.702 1,5% 
 
 
2.6. 
 
 
 5 Página 
2.7. A principal estratégia para atingir os objetivos do projeto são os Planos Participativos 
Municipais (PPMs), que são um instrumento de elaboração coletiva entre a prefeitura 
e a população do município, obedecendo metodologia participativa desenvolvida pelo 
PROARES e o BID, de modo que a população elenque um conjunto de obras dentro de 
um \u201ccardápio\u201d oferecido pelo PROARES. A partir da elaboração dos PPMs é firmado 
um convênio entre a prefeitura e a STDS, que realiza a contratação e a gestão das obras 
nos municípios. 
2.8. O projeto foi dividido em quatro componentes: (i) Componente 1 \u2013 Expansão dos 
Serviços Sociais através da elaboração dos Planos Participativos Municipais (PPM) que 
corresponde ao subcomponente 1A e Expansão dos Serviços Sociais, que corresponde 
ao subcomponente 1B; (ii) Componente 2 \u2013 Fortalecimento da Proteção Social 
Especial; (iii) Componente