A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
Aulas 7

Pré-visualização | Página 1 de 2

Aula-5-ICMS 1
1. ICMS
1.1-Fundamento Legal
1.2-Fato Gerador
1.3-Contribuintes
1.4-Base de Cálculo
1.5-Alíquota
1.6-Da apuração e recolhimento
2. Das condições básicas do Crédito e Recuperação do ICMS 
3. Estudo de Casos: Escrituração Contábil
1. ICMS
ICMS - Imposto sobre as Operações relativas à Circulação de Mercadorias e sobre as Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e 
Intermunicipal e de comunicação e sobre o fornecimento de energia elétrica.
Conceito de Circulação de Mercadoria
É a movimentação da mercadoria dentro da corrente comercial. Mercadoria são coisas móveis destinadas ao comércio. Caracteriza-se o comércio pela
habitualidade e pela intermediação na troca, com intuito de lucro.
1.1 Fundamento Legal
Trata-se de um imposto indireto, sendo de competência dos Estados e do Distrito Federal, conforme preceitua o artigo 155 inciso II da CF/88. Tal 
espécie de tributo atende ao princípio constitucional tributário da NÃO - CUMULATIVIDADE, conforme artigo 155, § 2º, inciso I da CF/88. Lei Complementar
nº 87/96, 92/97, 99/99 e 102/00.
O ICMS é regulado, originalmente, pela lei 6.374/89 (RICMS), no entanto foi aprovado o novo RICMS pelo Decreto - lei 45.490/00 e atualizado até a 
lei 56.101/10.
>> NÃO - CUMULATIVIDADE >> Refere-se ao fato de que o imposto devido em cada operação será abatido o valor pago na operação anterior.
Outro princípio tributário constitucional atendido pela referida espécie de tributo é o da SELETIVIDADE, conforme dispõe o artigo 155, § 2º, inciso 
III da CF/88.
Exemplo -1: Quando uma empresa, contribuinte do icms, adquiri um produto, para fins de revenda, esta pagando, além do custo do produto, 
o ICMS. Sendo assim, a empresa terá o direito de recuperar tal espécie de tributo, quando da venda deste. Ou seja, poderá 
abater o valor pago, em termos de ICMS, na apuração do mesmo imposto quando da venda do produto.
Em outras palavras, poderá, quando da apuração do ICMS destacado na nota fiscal de venda, compensar antes de recolher o 
ICMS ao Estado ou Distrito Federal.
Exemplo - 2: Considere as seguintes operações abaixo, entre contribuintes do ICMS, cuja alíquota é de 18%:
Temas
Prof. Antonio Damasceno Contabilidade Tributária
Aula-5-ICMS 2
Débito Crédito
A B 18.000,00 - >> Neste caso, somente A é que recolhe o ICMS.
B C 36.000,00 18.000,00 A empresa B, se beneficia do crédito pago na 
C D 54.000,00 36.000,00 compra do produto do fornecedor A, para abater
 quando da venda para C. E, a empresa C fará o
 mesmo, quando da venda para D.
Nota: Para que se possa creditar-se do ICMS é necessário, entre outros aspectos legais, que haja o destaque em Nota Fiscal hábil.
>> SELETIVIDADE >> Refere-se a condição desta espécie de tributo ser seletiva, ou seja, atua em função da essencialidade da mercadoria e
serviço.
Exemplo: Operações com gêneros de primeira necessidade ou da cesta básica, tais como: arroz, feijão, charque, farinha de mandioca e etc., a alí
quota para estes produtos é de 7%. Já para o fornecimento de energia elétrica, pedra, areia e óleo diesel será de 12%.
1.2 Fato Gerador
A EC - Emenda Constitucional nº 3/93, lei complementar nº 87/96, art. 12 e a LC nº 114/02 dispõe que o fato gerador corresponderá a CIRCULAÇÃO DE 
DE MERCADORIAS ou à PRESTAÇÃO DE DETERMINADOS SERVIÇOS, o que compreende:
a) Saídas de mercadorias, a qualquer título, de estabelecimento de contribuinte, comercial, industrial ou produtor, ainda que para outro estabelecimento do 
mesmo títular;
b) prestações de serviços de tranporte interestadual ou intermunicipal e de comunicações, telecomunicações e de energia elétrica;
c) entradas de mercadorias importadas no estabelecimento de contribuinte, comercial, industrial ou produtor, e ainda que se trate de mercadoria para o con-
sumo ou bem do ativo imobilizado;
d) fornecimento de alimentação, bebidas ou outras mercadorias em restaurantes, bares, cafés e estabelecimentos similares.
1.3 Do Contribuinte
São todas as pessoas naturais ou jurídicas que, de modo habitual, pratiquem operações concernentes à circulação de mercadorias, ou que prestem serviços
de transportes interestadual ou intermuncipal e de comunicações e telecomunicações.
Do Substituto Tributário
>> É aquele obrigado a calcular, cobrar e recolher o imposto que será devido nas operações seguintes. Este tema será discutido em aula posterior.
1.4 Base de Cálculo
>> A regra geral diz que é o valor da operação com mercadorias, incluindo importâncias acessórias, tais como seguros e fretes pagos pelo comprador, ex -
 36.000,00 
Valor da 
Mercadoria
CompraVenda
Movimento Tributário
 108.000,00 
18.000,00 
18.000,00 
 54.000,00 Totais
100.000,00 
200.000,00 
300.000,00 
 600.000,00 
ICMS A 
RECOLHER
Prof. Antonio Damasceno Contabilidade Tributária
Aula-5-ICMS 3
cluídos os descontos incondicionais.
>> Quando a operação for realizada entre contribuintes e corresponder a produto destinado a industrialização ou comercialização, não irá integrar a base de
cálculo do ICMS o montante relativo ao IPI.
>> Sempre será necessário que o contabilista tributário identifique o tipo de operação que será realizado, ou seja, qual o destino da mercadoria que será 
efetuado pelo cliente, pois, somente assim, é que será feito o melhor registro contábil e a devida apuração tributária.
Exemplo-3: A empresa Rio Tietê Com. de Produtos Industriais Ltda., localizada na capital de S. Paulo, adquire, para posterior revenda em seu esta-
belecimento, mercadorias pelo preço total de R$ 100.000,00, do fornecedor Organização Irmãos Martins, cuja fábrica se situa a 600 Km
da capital. Além do valor da mercadoria de R$ 100.000,00, o fornecedor irá cobra do cliente seguro e frete no valor de R$ 2.500,00.
Com base nos dados apresentandos, pede-se:
Considerando que se trata de uma operação realizada entre contribuintes do ICMS, qual deverá ser a base de cálculo do referido
tributo para emissão da nota fiscal de venda? RESPOSTA: Será o valor da mercadoria mais as despesas acessórias, menos, se 
houvesse, os descontos incondicionais.
b) Considerando que o a compra da mercadoria teria sido a prazo, e que a alíquota do ICMS é de 18% qual deverá ser os lançamentos 
contábeis a serem realizados pelo cliente?
1.5 Alíquota
A alíquota interna é determinada individualmente em cada Estado pela legislação ordinária estadual. A regra geral, é de 17%, porém alguns Estados utilizam
a alíquota de 18%, como é o caso do Estado de São Paulo. Com o objetivo de evitar exageros por parte dos governantes, podem ser fixadas pelo Senado
Federal alíquotas máximas nas operações internas; todavia, atualmente não há limite definido. Assim, os contribuintes localizados no Estado de S. Paulo de-
vem praticar as seguintes alíquotas:
Nas operações internas ( dentro do Estado ), mesmo as iniciadas no exterior 18
Nas operações entre os Estados ( interestaduais ), quando destinarem mercadorias ou prestação 12
de serviços para outros contribuintes de Estadso distintos, exceto consumidor final
Nas operações ou prestações interestaduais que destinarem mercadorias ou serviços a contribuin - 7
tes localizados nos Estados das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste e no Espírito Santo
Nas operações ou prestações interestaduais que destinarem mercadorias ou serviços a contribuinte 12
localizado nos Estados das regiões Sul e Sudeste, exceto Espírito Santo
Serviços de Transporte 12
Serviços de comunicação e de telecomunicação 25
Operações Alíquota do ICMS - %
Operações realizadas por estabelecimentos localizados no Estado de São Paulo
Operações Alíquota do ICMS - %
Operações realizadas por estabelecimentos localizados no Estado de