A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
22 pág.
EAD - ABORDAGENS HUMANISTAS EM PSICOLOGIA

Pré-visualização | Página 1 de 7

ABORDAGENS HUMANISTAS EM PSICOLOGIA
UNIDADE I
Pergunta 1
O psicólogo humanista Amatuzzi (2008), assim como Holanda (2015), considera a Psicologia Humanista mais do que uma abordagem teórica. Para ele, trata-se de uma mudança paradigmática. Ele sintetiza essa mudança em três teses interligadas, a saber: 1) que o homem é palavra; 2) que isso implica uma mudança radical de ponto de vista; 3) que é uma mudança na relação com o objeto. Apoia essa ideia a crítica do fenomenólogo Husserl (HOLANDA, 2015), para quem as ciências naturais objetificam o homem ao perguntar “o que é o homem?”. 
Considere as afirmações abaixo: 
I – Existir é estar desde sempre imerso em significados e sentidos compartilhados, isto é, em uma cultura.
II – Abole-se toda possibilidade de conhecimento científico sobre o humano.
III – Todo gesto humano, seja uma ação cotidiana ou uma intervenção psicoterapêutica, é iniciador de algo, mas o fim permanece imprevisível.
IV – Assume-se como objetivo de toda intervenção psicológica resgatar o homem da alienação em que vive cotidianamente.
 
São corretas somente:
	
	a.
	 I e II.
	
	b.
	 II e III.
	
	c.
	 III e IV.
	
	d.
	 I, II e III.
	
	e.
	 I e III. 
0,3 pontos   
Pergunta 2
O Renascimento foi um movimento cultural e científico que revolucionou a Europa dos séculos XIV a XVI. Tal movimento é uma das influências do Humanismo na Psicologia (HOLANDA, 2015). A respeito das características do Humanismo resgatadas pela Psicologia está correto afirmar:
I – O homem é considerado um agente cultural e a cultura está em constante mutação.
II – As manifestações culturais como as artes, a ciência, a política e a beleza são revalorizadas.
III – O homem deve ser considerado como um ser integral, constituído por corpo e alma.
IV – A saúde do corpo e a maturidade anímica não são importantes a não ser como substrato mínimo para as virtudes que nos preparam para a vida eterna.
V – A vida futura, eterna, após a morte, é valorizada com o objetivo ao qual o homem deve se dedicar, adquirindo méritos durante toda a vida na Terra.
 
Estão corretas somente as afirmações:
	
	a.
	I, II e III. 
	
	b.
	I, III e V. 
	
	c.
	II, III e IV.
	
	d.
	I, IV e V.
	
	e.
	 III, IV e V.
0,3 pontos   
Pergunta 3
O psicólogo humanista Floyd Matson cita o behaviorista Watson: “Em resumo, disse Watson, ‘o brado do behaviorista é: ‘Deem-me um bebê e o mundo para criá-lo e eu fá-lo-ei engatinhar e caminhar; fá-lo-ei trepar e usar as mãos para construir casas de pedra e madeira; farei dele um ladrão, um pistoleiro ou um toxicômano. A possibilidade de moldá-lo em qualquer direção é quase infinita’” (Watson, 2016, apud Matson, 1974, p. 73).
 
As Psicologias Humanistas surgem como Terceira Força em Psicologia, opondo-se ao Behaviorismo e a Psicanálise. Quanto à relação com essas duas outras vertentes, estão corretas as afirmações, exceto (assinale a alternativa errada):
	
	a.
	As Psicologias Humanistas discordam da possibilidade de modelagem de comportamento, estudada pelo Behaviorismo, ilustrada por Watson na citação. 
	
	b.
	As Psicologias Humanistas reconhecem a existência dos desejos estudados pela Psicanálise como parte do ser humano.
	
	c.
	As Psicologias Humanistas enfatizam o que aquelas deixaram em segundo plano: as dimensões superiores da personalidade: razão, liberdade e criatividade.
	
	d.
	As Psicologias Humanistas se abrem para o estudo da ampliação da consciência, que não era tema das duas vertentes tradicionais. 
	
	e.
	As Psicologias Humanistas focam a consciência como centro de conceituação do humano, diferentemente do Behaviorismo (comportamento) e da Psicanálise (inconsciente).
0,3 pontos   
Pergunta 4
O Humanismo introduz de maneira premente na Psicologia a consideração do sentido. Holanda (2015) recorre ao pensamento do psicólogo humanista Mauro Amatuzzi, para quem a questão do sentido é a principal. Afirma: “A palavra é a própria questão de sentido, dado que o homem atual se encontra na palavra” (p. 150). Isso implica que:
I – O ser humano é compreendido a partir das causas de seus comportamentos.
II – A Psicologia Humanista investiga o sentido dos gestos humanos nas motivações inconscientes.
III – O homem é compreendido como atual, isto é, desafiado pelas situações presentes, voltado para seu futuro e apoiado em sua história.
 
Está(ão) correta(s) somente a(s) afirmação(ões):
	
	a.
	I e II.
	
	b.
	II e III.
	
	c.
	 I.
	
	d.
	II.
	
	e.
	III. 
0,3 pontos   
Pergunta 5
Considerando-a epistemologicamente, o psicólogo Luiz Cláudio Figueiredo (2012) insere as várias abordagens da Psicologia Humanista na matriz “vitalista e humanista”. A indicação dessa matriz se deve aos aspectos característicos dessas abordagens. Dentre eles, destacam-se:
I – A compreensão de que a vida é constante mudança.
II – A consideração de que o instinto e a dimensão irracional são modos de relação com a realidade tanto quanto o intelecto. Ambas, razão e irracionalidade, são expressão da mesma força vital.
III – A concepção de que a vida humana é movida por uma força vital, que a impulsiona para a autorrealização e o crescimento.
IV – A concepção de que o homem é primeiramente um organismo vivo, que somente depois desenvolve habilidades superiores (intelecto, por exemplo).
 
São atributos epistemológicos das Psicologias Humanistas somente os apresentados nas afirmações:
 
	
	a.
	I e II.
	
	b.
	 I e IV.
 
	
	c.
	II, III e IV.
	
	d.
	 I, II e III.
	
	e.
	 II e III.
0,3 pontos   
Pergunta 6
“‘O que está certo?’, perguntou uma das minhas pacientes de 30 anos (chamemos-lhe Marie) do grupo de terapia a que ela pertencia. ‘Devemos querer todos ser pessoas casadas? Será esse, forçosamente, o modo certo de viver?’ 
É claro, Marie sabe que tem uma fixação a respeito do sexo. Mas, enquanto trabalhava em seu problema, ela também questionou a direção certa a tomar se uma pessoa quiser viver apropriadamente” (BUHLER, C. Psicologia existencial e humanista: Respostas a desafios contemporâneos. Em: GREENING, T. Psicologia Existencial-Humanista, Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1975, p. 44).
 
Considerando os fundamentos da Psicologia Humanista norte-americana, é possível afirmar a respeito dessa situação vivenciada por Marie que:
I – Marie coloca em questão um sentido possível da vida: casar-se.
II – A “fixação a respeito de sexo” de Marie indica que ela está com sua humanidade diminuída. 
III – Cabe ao psicólogo humanista mostrar para Marie que o casamento é a forma mais correta de relação homem-mulher.
IV – Apropriar-se de si mesmo é um tema presente nas várias abordagens humanistas, embora com conceitos distintos. Refere-se a viver a própria vida com mais liberdade e responsabilidade.
 
Estão corretas somente: 
	
	a.
	 I e II.
	
	b.
	 II e III.
	
	c.
	 I e IV. 
	
	d.
	 I e III.
	
	e.
	 II e IV.
0,3 pontos   
Pergunta 7
Segundo Holanda (2015, p.107):
“[...] seria mais apropriado encararmos o humanismo como um movimento contínuo, que invariavelmente brota em duas direções: por um lado, como crítica a apropriações diversas que – de certa forma, ‘des-subjetivizam’ a realidade, ou que desapropriam o sujeito humano de sua própria perspectiva – e privilegiam valores específicos em detrimento de uma visão de ‘globalidade’ – [...]; e, por outro lado, como um projeto de valorização (ou re-valorização) do humano.”
 
Considere as afirmações e indique as que correspondem ao Humanismo: 
I – O Humanismo apresentou-se, mais explicitamente, como movimento cultural europeu no século XIV e esteve intimamente ligado à Renascença.
II – A Renascença foi um movimento a favor do pensamento medieval, que desvalorizava o homem em favor do sobrenatural.
III – O movimento do Humanismo valorizava a vida atual do homem, suas atitudes nessa vida e não aquilo que estivesse pós-morte.
IV – Traços humanistas podem ser encontrado em