Resumo de Imunologia
16 pág.

Resumo de Imunologia


DisciplinaImunologia Basica2.060 materiais90.012 seguidores
Pré-visualização7 páginas
Introdução a Imunologia Médica
MD 244
1. O Sistema Imunológico
\u2022 O que é: É o sistema responsável pelo reconhecimento e pela resposta contra antígenos 
potencialmente patogênicos. Mantám a homeostasia, juntamente com os sistemas Nervoso e 
Endócrino.
\u2022 Como atua: Reage a partículas por meio das Reações Imunes, as quais seriam, 
portanto, definidas como reações a substências estranhas e a pequenas substâncias químicas. 
É essa resposta imune que determina a aquisição ou não de uma determinada doença, e a 
duração da mesma.
\u2022 O que é reconhecido: Proteínas ou segmentos polipeptídicos, polissacarídeos, entre 
outros..
2. Primeira linha de defesa
! Mais de 85% dos patógenos tem sua entrada bloquada pela chamada \u201cPrimeira linha de 
defesa\u201d, que consiste em Pele, Mucosas, Unhas e Secreções (Lágrima, Saliva e Suco 
Gástrico). Ou seja, os patógenos não atingem a corrente sangüínea.
3. Segunda linha de defesa - O Sistema Imune Inato
\u2022 O que é: A linha de defesa inicial contra os microorganismos que entram nas células, 
consistindo em mecanismos de defesa celulares e bioquímicos que já existiam antes do 
estabelecimento de uma infecção, e que não mudarão durante toda a vida. Elimina pouco 
mais de 12% dos antígenos.
\u2022 Componentes celulares: Fagócitos (Macrófagos e Neutrófilos) e Linfócitos NK.
\u2022 Componentes solúveis: Sistema Complemento
\u2022 Características gerais:
". Especificidade: Apesar de não ser tão grande quanto a do Sistema Adaptativo, o 
Sistema Inato possui capacidade de reconhecer padrões moleculares importantes 
(PAMP`s). Assim, diz-se que possui especificidade limitada, sendo capaz de reconhecer 
microorganismos que expressam determinado padrão molecular, mas não diferenciando-
os entre sí.
! . Diversidade: Limitada a certos padrões
! . Tempo de resposta: Imediato
! . Ausência de memória
! . Tolerância a si próprio
4. Terceira Linha de Defesa - O Sistema Imune Adaptativo
\u2022 O que é: Resposta imune que se desenvolve e é estimulada após exposição a agentes 
infecciosos e instalação da infecção. Reconhece antígenos com especificidade e monta 
respostas. Responsável por menos de 3% dos antígenos.
\u2022 Componentes Celulares: Linfócitos B e T
\u2022 Componentes Solúveis: Anticorpos
\u2022 Características gerais:
! . Especificidade elevada: Linfócitos expressam receptores que são capazes de detectar 
diferenças discretas entre antígenos distintos; os indivíduos não imunizados apresentam 
cópias de linfócitos com especificidades diversas.
! . Diversidade muito grande; ilimitada. Receptores são produzidos pela recombinação 
somática de segmentos genéticos
! . Tempo de resposta: dias
1
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
! . Presença de memória
! . Tolerância a si próprio
\u2022 Imunidade Humoral x Imunidade Celular: Imunidade humoral é mediada por 
anticorpos, produzidos por Linfócitos B, e é o principal mecanismo de defesa contra 
microorganismos extracelulares e suas toxinas. Já a imunidade celular é mediada por 
Linfócitos T, que promovem a destruicão dos microoganismos presentas em fagócitos ou a 
destruição de células afetadas para eliminar os reservatórios da infecção.
\u2022 Imunidade Ativa x Imunidade Passiva: Na imunidade ativa, o próprio organismo, 
após exposição a determinado microorganismo, encontra meios de eliminá-lo. Já a passiva, o 
organismo infectado recebe anticorpos ou linfócitos específicos para realizar o combate a 
infecção. Ambas as respostas são específicas; a passiva é mais rápida; a ativa apresenta 
memória.
5. Conceitos
\u2022 Antígeno (Ag): Moléculas reconhecidas por anticorpos e receptores de linfócitos. 
Não necessariamente desperta resposta imune.
\u2022 Imunógeno: Antígenos que produz resposta imune
\u2022 Tolerância: Garante que elementos do sistema imune possam reconhecer sem 
responder com ativação a um determinado Antígeno; evita lesão do hospedeiro durante 
resposta a antígenos estranhos.
\u2022 Especificidade: Garante que cada clone molecular reconheça apeans um tipo de 
Antígenos; logo, antígenos distintos desencadeiam respostas específicas.
\u2022 Epítopo: Região de um antígeno que é efetivamente reconhecida pelo receptor do 
Linfócito ou pelo Anticorpo.
\u2022 Hapteno: Molécula que, quando isolada, é um antígeno sem propriedade imunogênica; 
para que se torne inumogênica precisa de associação com outra molécula.
6. Componentes Celulares do Sistema Imune Adquirido
6.1 Linfócitos: Expressam receptores de antígenos e circulam, fazendo a imunovigilância 
do corpo
\u2022 Linfócitos B: Assim como Macrófagos e Células Dendríticas, os Linfocitos B são 
Células Apresentadoras de Antígeno (APC). Expressam IgM e IgD. São geradas na Medula 
Óssea vermelha e tem capacidade de reconhecer antígenos livres (extracelulares) e se 
diferenciar em Plasmócito (célula produtora de anticorpos - resposta humoral. Expressa IgG, 
IgM e IgA). Por ser nucleada e APC, expressa respectivamente MHC I e II.
\u2022 Linfócitos T: São células de imunidade celular que reconhecem antígenos 
intracelulares, destruindo-os ou destruindo as células infectadas. Não produzem anticorpos. 
Além disso, só são capazes de reconhecer antígenos que já estão ligados a uma proteína 
MHC, e estão, consequentemente, na superfície celular
\u2022 Linfócitos T Helper: Secreta citocinas capazes de ativar outras células do sistema 
imune e desencadear uma resposta inflamatória. Expressam receptores CD4 (linfócitos 
TCD4+)
\u2022 Linfócitos T Citotóxico/Citolítico (CLT): Reconhecem antígenos presentes em 
células do hospedeiro e matam-na, por meio da lise de sua membrana plasmática. Provem dos 
linfócitos que expressavam receptores CD8 (TCD8+), e se proliferaram e diferenciaram.
\u2022 Linfócitos NK: Pertencem a resposta imune inata, reconhecem e destroem células 
infectadas. Sua variedade de receptores de membrana é mais limitada.
\u2022 Doenças:
Síndrome do Linfócito Nu: Deficiência na expressão de MHC II faz com que a 
atividade APC dos linfócitos B, Macrófagos e Células Dendríticas falhe. Sendo assim, os T-
Helper não serão estimulados e não estimularão resposta imune adquirida. Só um 
transplante de medula resolve
2
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
Naabi
Realce
HIV: Tem tropismo por Linfócitos TCD4+. Inativando-os, ele provoca falha no 
sistema imune, que, ao mesmo tempo, fica incapacitado de destruir essas células infectadas 
(as células T é que regulam essa destruição).
6.2 Células Dendríticas: Capturam antígenos do meio externo, transportam-nos para os 
órgãos linfóides, apresentando-os para os Linfócitos T. São as APCs mais eficientes, 
expressando MHC II e TLR
6.3 Macrófago/Monócito: Fazem parte da defesa fagocitária, além de também atuar na 
resposta inflamatória secretando citocinas e quimiocinas e no remodelamento tecidual após 
infecções (proteases e quimiocinas). Os Monócitos são fagócitos que circulam livres pela 
corrente sangüínea; ao migrarem para os tecidos, transformam-se em Macrófagos.
7. Visão geral de uma resposta imune
Imunidade Natural
. Bloqueio da entrada de microorganismos pelas barreiras de epitélio contínuo
. Macrófagos do tecido sub-epitelial: fagocitose, reconhecimento e ativação de células 
(citocinas, as moléculas mensageiras do sistema imune, por recrutarem leucócitos ao local 
da infecção)
Aninha
Aninha fez um comentário
Massa!!!!
1 aprovações
Carregar mais