Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
16 pág.
Questão 1

Pré-visualização | Página 1 de 6

 Questão 1 
(IFMG) A educação é uma prática social que ocorre em todas as instâncias da 
sociedade humana, portanto, constitutiva e constituinte das relações sociais. O 
Estado na sua relação com a sociedade concebe e implementa políticas públicas de 
educação que visam garantir a manutenção e reprodução de um determinado 
projeto de sociedade. Nos marcos do capitalismo-liberal, NÃO é finalidade da 
educação escolar: 
(a) Reproduzir a sociedade e manter a divisão social. 
(b) Conscientizar os indivíduos, tendo como horizonte a formação de sujeitos 
críticos, autônomos e emancipados. 
(c) Promover a democracia representativa com controle do poder econômico. 
(d) Garantir força de trabalho capacitada para o crescimento econômico. 
RESPOSTA: A afirmação incorreta é a da letra “B”. A formação de sujeitos 
críticos e emancipados vai contra a lógica do capital, que busca mão de obra 
barata e altamente especializada em conhecimento técnico. A formação do sujeito 
como cidadão pleno colocaria em risco a lógica de exploração do capital, uma vez 
que capacitaria os indivíduos para contestar as desigualdades inerentes ao sistema 
capitalista. 
 
 Questão 2 
Entende-se por controle social o conjunto de mecanismos de intervenção que cada 
sociedade ou grupo social possui e que são usados como forma de garantir a 
conformidade do comportamento dos indivíduos em seu meio social. Diante dessa 
afirmação, podemos concluir que as seguintes opções não são ferramentas de 
controle e reprodução da ordem estabelecida, com exceção da: 
(a) Escola 
(b) Luta de classes 
(c) Mais-valia 
(d) Ação social 
RESPOSTA: A alternativa “A” é a resposta correta. A escola é uma das principais 
instituições de controle social. A educação escolar é responsável por grande parte 
da interiorização de parâmetros sociais, como valores estéticos e de ética 
normativa, apresentando o que é certo e o que é errado no contesto social comum. 
sposta 
Questão 3 
 
O filósofo político Noberto Bobbio, em sua definição de controle social, faz 
distinção de dois tipos de forma de controle, que são: 
(a) Controle interno e controle intrínseco 
(b) Controle absoluto e controle interno 
(c) Controle externo e controle interno 
(d) Controle apriorístico e controle externo 
RESPOSTA: Resposta correta: letra “C”. A primeira forma de controle (externo) 
refere-se às ferramentas de intervenção direta, que são acionadas quando o 
indivíduo não se dispõe à uniformidade do comportamento geral. Nesse ponto, são 
utilizadas sanções, punições ou outras formas de intervenção para garantir que o 
sujeito esteja em conformidade com o contexto. A área de controles internos, por 
sua vez, está associada àquilo que o meio social consegue interiorizar no indivíduo, 
isto é, tornar uma ideia, parte da consciência do sujeito. Normas e valores 
específicos desse meio social, considerados indispensáveis para a própria ordem 
social, são introduzidos no processo de construção da identidade do sujeito, que 
passa a delimitar suas ações de acordo com esse conjunto normativo. 
 
 Questão 4 
O filósofo e teórico social Michel Foucault (1926-1984) dedica sua obra “Vigiar e 
punir” (1999) para o entendimento das formas de controle social externas e 
internas. Segundo o autor, a construção do sujeito dócil, útil e submisso à ordem 
estabelecida é possível apenas por meio de processos “disciplinadores”, nos quais o 
corpo e a mente do sujeito são moldados de acordo com o que se pede no meio 
social. Para entender esse fenômeno, Foucault voltou-se para a observação de 
instituições disciplinadoras, como a escola e os quartéis, onde os indivíduos que ali 
permanecem vivem sob o controle da instituição. 
Podemos concluir que, para Foucault, controle social é: 
a) a forma de controlar a reprodução biológica de um grupo social. 
(b) a forma de estabelecer critérios em relação à reprodução humana em países 
superpopulosos. 
(c) um conjunto entre formas externas e internas de intervenção no 
comportamento do sujeito desviante. 
d) um conjunto de regras que limita a interação entre indivíduos de classes e 
estratos diferentes em sociedades estamentais. 
RESPOSTA: A resposta correta é a letra “C”. O controle social é um conjunto de 
formas externas e internas de intervenção no comportamento do sujeito desviante, 
como o criminoso que é detido pela polícia. Essas formas de controle atuam sobre a 
nossa individualidade, de forma que quase sempre delimitamos nossas ações de 
acordo com o que aprendemos ser certo ou errado. 
5-Foucault, em Vigiar e Punir, faz uma reflexão importante sobre os mecanismos 
de disciplina. Considere os itens abaixo. 
 
I- Foucault notou que o controle disciplinar não era exclusivo das prisões e, sim, 
permeava várias instituições, como as fábricas, exércitos, hospitais e escolas. 
 
II- A disciplina não pode se identificar com uma instituição nem com um aparelho, 
mas com uma sociedade disciplinar. 
 
III- É pela disciplina que as relações de poder se tornam mais facilmente 
observáveis, pois é por meio da disciplina que se estabelecem as relações. 
 
IV- A prisão é o final previsível da passagem por instituições pela qual a sociedade 
acredita impedir a delinquência, como os abrigos e medidas socioeducativas. 
 
A alternativa com a indicação correta dos itens que melhor representam o 
pensamento de Foucault é: 
a) I e II 
b) I e III 
c) I, II e III 
d) II e IV 
e) I, II, III, IV 
 
1. (PUC-PR 2008) A partir do livro Vigiar e Punir, de Michel Foucault, considere 
as seguintes afirmações a respeito da disciplina: 
I. Ela é exercida de diferentes formas e tem como finalidade única a habilidade do 
corpo. 
II. Ela pode ser entendida como a estratégia empregada para o controle minucioso 
das operações do corpo, sendo seu efeito maior a constituição de um indivíduo 
dócil e útil. 
III. Ela se constitui também pelo controle do horário de execução de atividades, em 
que o tempo medido e pago deve ser sem defeito e, em seu transcurso, o corpo deve 
ficar aplicado a seu exercício. 
De acordo com as afirmações acima, podemos dizer que: 
A) Todas as afirmações estão corretas. 
B) A afirmação I está incorreta. 
C) Apenas a afirmação III está correta. 
D) As alternativas II e III estão incorretas. 
E) Apenas a afirmação II está correta. 
 
2. (PUC-PR 2008) Michel Foucault, em Vigiar e Punir, apresenta duas imagens de 
disciplina: a disciplina-bloco e a disciplina-mecanismo. Para mostrar como esses 
dois modelos se desenvolveram, o autor destaca dois casos: o medieval da peste e o 
moderno do panóptico. Assinale, portanto, a alternativa INCORRETA: 
A) A disciplina-bloco se estabeleceu com o esquema moderno do panóptico, uma 
vez que a disciplinamecanismo, desenvolvida no período medieval para resolver o 
problema da peste, estava em falência. 
B) A disciplina-bloco se refere à instituição fechada, totalmente voltada para 
funções negativas, proibitivas e impeditivas. 
C) A disciplina-mecanismo é um dispositivo funcional que visa otimizar e tornar 
mais rápido o exercício do poder, mediante o modelo panóptico. 
D) É possível dizer que houve um processo de mudança da disciplina-bloco para a 
disciplina mecanismo, passando pelas etapas de inversão funcional das disciplinas, 
ramificação dos mecanismos e estatização dos mecanismos disciplinares. 
E) A disciplina-mecanismo tem como estratégia a vigilância múltipla, inter-
relacionada e contínua, pela qual o indivíduo deve saber que é vigiado e, por 
conseqüência, o poder se exerce automaticamente. 
 
3. ENEM 2010 – QUESTÃO 34 
A lei não nasce da natureza, junto das fontes frequentadas pelos primeiros 
pastores: a lei nasce das batalhas reais,
Página123456