SIMULADO_TCNICAS_DE_EXAME_PSICOLGICO_II.docx
2 pág.

SIMULADO_TCNICAS_DE_EXAME_PSICOLGICO_II.docx


DisciplinaTep II272 materiais710 seguidores
Pré-visualização1 página
TÉCNICAS DE EXAME PSICOLÓGICO II
	
	
	
	
	
	
	
	 1a Questão (Ref.: 201403380284)
	Pontos: 0,1  / 0,1
	Anastasi (1977, p. 622) chama atenção para o fato de que a maioria dos instrumentos projetivos passou a ser considerada mais como instrumentos clínicos. Assim eles podem servir como auxílios suplementares qualitativos à entrevista nas mãos de um terapeuta experiente. Seu valor como instrumento clínico é proporcional à habilidade do terapeuta e, portanto, não pode ser avaliado independentemente do terapeuta que os utiliza. Nesse sentido, podemos afirmar que:
		
	
	A avaliação psicológica requer a utilização de testes sempre padronizados e psicométricos, o que invalida a utilização de testes subjetivos.
	
	A avaliação psicológica não requer nenhuma experiência prévia do técnico em Psicologia, devendo este utilizar os instrumentos para aplicação exercendo sua influência direta.
	
	O psicólogo deve realizar um psicodiagnóstico clínico apenas com a aplicação de alguns testes psicológicos, optando pelos testes objetivos.
	
	As palavras que o psicólogo utiliza na aplicação dos testes psicológicos não influenciam diretamente na execução das tarefas por parte do examinando, podendo o técnico ficar á vontade para dar as instruções que desejar.
	 
	No momento de uma avaliação psicológica, o psicólogo deve valorizar a(s) entrevista(s) e analisar os dados obtidos nos testes com suas impressões a respeito do indivíduo.
		
	
	
	 2a Questão (Ref.: 201403380219)
	Pontos: 0,1  / 0,1
	Quando um teste é liberado pelo CFP para utilização dos psicólogos enquanto um instrumento que passou por estudos e comprovações, diz-se que o teste é válido. O conceito de validade consiste em:
		
	
	Capacidade de ambiguidade do material do instrumento.
	
	Tempo utilizado para aplicação do instrumento.
	 
	Capacidade para atingir os objetivos para os quais foi construído.
	
	Influência do ambiente na aplicação do instrumento.
	
	Grau de confiabilidade do instrumento.
		
	
	
	 3a Questão (Ref.: 201403380322)
	Pontos: 0,0  / 0,1
	Arzeno (1995) ressalta que devemos apresentar o desenho livre como uma forma de expressão dos conflitos. Na clínica, a avaliação infantil é beneficiada com esta técnica. O desenho é capaz de expressar a percepção real ou imaginária do sujeito em relação a si mesmo e às pessoas significativas do seu ambiente. Nesse sentido, é correto afirmar que:
		
	
	O teste do desenho não representa uma técnica gráfica.
	 
	As técnicas projetivas devem ser sempre aplicadas ao final da bateria de testes, principalmente o HTP.
	 
	Convém iniciar a bateria de testes pelos testes gráficos porque são os mais simples.
	
	As técnicas gráficas são muito complexas e repudiadas por crianças.
	
	A técnica do desenho livre não oferece elementos projetivos referentes ao autoconceito.
		
	
	
	 4a Questão (Ref.: 201403410168)
	Pontos: 0,0  / 0,1
	Os testes psicológicos são ferramentas importantes para auxiliar a investigação psicológica nas diferentes áreas de atuação da Psicologia. Os grupos de testes principais se subdividem em Testes Psicométricos e Testes Projetivos. São características dos TESTES PSICOMÉTRICOS:
I- mesmo que utilizem escalas e números, se fundamentam na descrição linguística e nas interpretações qualitativas da amostra estudada.
II- são muito utilizados em pesquisa e investigações quantitativas, pois permitem medir, comparar com padrões estabelecidos para uma população e analisar a amostra estudada em termos destes padrões esperados.
III- são mais estruturados, permitem uma padronização de tarefas e procedimentos de forma que mais que um aplicador familiarizado com o instrumento consiga aplicá-lo seguindo as orientações e atingindo resultados semelhantes com a amostra estudada.
Estão INCORRETAS as seguintes afirmativas:
		
	
	somente II
	
	I, II e III
	 
	somente I
	 
	somente II e III
	
	somente I e II
		
	
	
	 5a Questão (Ref.: 201403410201)
	Pontos: 0,0  / 0,1
	O teste projetivo que tem por objetivo investigar as reações individuais à frustração, é chamado:
		
	
	PMK
	 
	HTP (Casa - Árvore ¿ Pessoa)
	
	BENDER
	
	T.A.T- TÉCNICA DE APERCEPÇÃO TEMÁTICA
	 
	ROSENZWEIG