36 pág.

Aula 4 Educação em Saúde na Distribuição das Doenças no Espaço e no Tempo

Disciplina:Promocao e Educacao em Saude12 materiais89 seguidores
Pré-visualização2 páginas
*
*

Distribuição das Doenças no Espaço e no Tempo
UNIVERSIDADE NOVA IGUAÇU – NOVA UNIG
CAMPUS V - MEDICINA

Educação em Saúde

Prof. Ms. Luciana de Oliveira Fumian Brasil

*
*

Educação em Saúde: Levantamento dos Dados através da Epidemiologia Descritiva

*
*

A PROMOÇÃO DA SAÚDE ATRAVÉS
DAS VARIÁVEIS TEMPO, ESPAÇO E PESSOA...
 A epidemiologia descritiva é, por tanto, o estudo da distribuição de freqüência das doenças e dos agravos à saúde coletiva, em função de variáveis ligadas ao tempo, ao espaço – Ambientais e populacionais – E a pessoa, possibilitando o detalhamento do perfil epidemiológico, com vista à promoção da saúde.

*
*

A IMPORTÂNCIA DA EPIDEMIOLOGIA DESCRITIVA
Devido ao intercâmbio nacional e internacional de pessoas, coisas e animais;

Super povoamento das cidades sem infra-estrutura;

Alteração de florestas devido a civilização moderna;

GERA
Transformações que modificam o perfil de morbidade e acarretam novas doenças e agravos a saúde e alteração no comportamento de antigas doenças.

*
*

Tempo
Espaço
Estuda a distribuição de frequências das doenças e agravos à saúde ocorrem em populações.
Educação em Saúde
Pessoa
Perfil Epidemiológico
ESPAÇO
TEMPO
PESSOA

*
*

3 QUESTÕES PRIMORDIAIS
Quem adoeceu? – analisa a distribuição da doença segundo sexo, idade, ocupação, hábitos Ex: meningite é mais comum <5 anos.

Onde a doença ocorreu? – analisa a ocorrência de algum padrão espacial da doença. Ex:a diarréia infecciosa é mais comum em áreas de saneamento precárias.

Quando a doença ocorreu? – analisa o período e a velocidade de ocorrência da doença. Ex: varicela é mais comum no outono, contato íntimo = 2horas.
(MEDRONHO, 2002)
Pessoa
Espaço
Tempo
A base da maioria dos estudos consiste no exame detalhado de:

*
*

AS VARIÁVEIS TEMPO, ESPAÇO E PESSOA ...

Onde e quando ocorre determinada doença?

Há grupos populacionais mais vulneráveis?

Existe alguma época do ano em que aumenta o número de casos?

Pertencer a uma classe determinada apresenta diferenças nos riscos?

*
*

Educação em Saúde: Análise Descritiva: Quando?
( Distribuição Cronológica)
Avalia a cronologia dos agravos (Eventos).
	Indispensável nas inferências sobre:
Revelar a tendência secular do processo em consideração;
Manifestar o processo epidêmico ou endêmico da doença;
Avaliação das medidas de controle;
Na compreensão de eventos inusitados;

*
*

ANÁLISE DESCRITIVA

*
*

Análise Descritiva: Quando?
( Distribuição Cronológica)
Divisões:
Variação Atípica;
Variação Cíclica;
Variação Sazonal;
Tendência histórica ou Secular.

*
*

VARIAÇÃO ATÍPICA
Alterações inusitadas na incidência das doenças, diferente do que seria esperado. Podem ser causadas por eventos causais como: enchentes, greves, guerras, etc.

*
*

VARIAÇÃO ATÍPICA
EXEMPLO
Intoxicações Alimentares:

Surto de toxinfecção envolvendo 54 funcionários de uma empresa de construção civil em Cubatão – SP, que apresentaram diarréia, cólica abdominal, náuseas, cefaléia, vômitos;

*
*

VARIAÇÃO CÍCLICA
Ciclos periódicos e regulares, envolvendo suscetíveis, cujas flutuações ocorrem em período maior que 1 ano.
A ciclicidade das doenças transmissíveis, se manifestam nas condições “mais naturais” , ou seja, na ausência de intervenções para seu controle.

Exemplo:

Sarampo, Rubéola, Febre Amarela.

*
*

VARIAÇÃO SAZONAL
Ciclos periódicos que se repetem sempre na mesma estação do ano; ao longo de 1 ano.
Exemplo:

Aumento no registro de picadas de cobras e escorpiões na região centro-oeste do país durante os períodos de chuvas;
Aumento dos casos de leptospirose no Sudeste do Brasil associado à maior precipitação pluviométrica no verão;
Aumento dos casos de diarréia e desidratação no verão, por conta do aumento do calor.

*
*

TENDÊNCIA HISTÓRICA
Variações na incidência e prevalência das doenças observadas por um longo período de tempo, geralmente décadas ou séculos.
Exemplo:

 Mudanças na incidência de uma doença em decorrência de alterações ambientais ou de estilo de vida;
Mudanças na sobrevida dos pacientes acometidos por determinada doença, devido a melhoria do tratamento.

Não existe um período mínimo, depende da evolução da doença

*
*

TENDÊNCIA HISTÓRICA
Fatores que influenciam:

Agente etiológico;
Métodos de imunização;
Armas terapêuticas empregadas.

*
*

As variáveis relacionadas ao espaço

Os diferentes critérios adotados para a organização e subdivisão racionais do espaço constituem as variáveis de lugar, que podem ser agrupadas em: variáveis geopolíticas, variáveis político-administrativas e variáveis geográficas.

Necessita de uma investigação de suas vertentes populacionais: social, econômica e política, analisadas através de seus fatores contribuintes.

Análise Descritiva: Onde?

*
*

ANÁLISE DESCRITIVA
Considera a relação entre o homem e o meio ambiente

*
*

“ Se a doença é uma manifestação do indivíduo, a situação de saúde é uma manifestação do lugar.”

Barcellos, 2002.
Análise Descritiva: Onde?

*
*

 Conceitos de Espaço Geográfico:
 Na paisagem, podemos distinguir duas categorias de elementos:
 1ª Elementos naturais: Sua presença independe da ação do homem: solo, fauna, hidrografia, etc.
 2ª Elementos artificiais: São acrescidos pelo homem à paisagem modificada: represas, obras de irrigação, etc.

Análise Descritiva: Onde?

*
*

Espaço geográfico da ocorrência:
1 – Eventos isolados;

2 – Eventos agrupados;

3– Distribuição urbano-rural (exame das diferenças na fequência das doenças de acordo com o grau de urbanização);

4 – Movimentos migratórios ( entrada de pessoas doentes afeta o nível de uma doença existente numa população).
Análise Descritiva: Onde?

*
*

Importante fazer comparações entre diferentes áreas geográficas, os principais tipos são:
Comparações internacionais = nem sempre possíveis devido às diferenças no sistema de coleta de dados, morbidade e mortalidade;
Comparações urbano-rurais = avaliar a frequência das doenças de acordo com o grau de urbanização;
Distribuição local = mapas de pontos mostrando os casos das doenças;
Migrações = afeta o nível de uma doença existente na população.

Análise Descritiva: Onde?

*
*

 Variáveis relacionadas à pessoa

 As variáveis relacionadas à pessoa independem do tempo e do espaço, portanto não devem ser confundidas com as variáveis populacionais.

Análise Descritiva: Quem?

*
*

Análise Descritiva

*
*

 Variáveis relacionadas à pessoa continuação...
Dentre as variáveis relacionadas à pessoa, já provadas como epidemiologicamente significativas em estudos anteriores, relacionadas à distribuição de doenças e causas de morte, temos:

Análise Descritiva: Quem?

*
*

Variáveis relacionadas à pessoa temos:

 1ª - Características gerais:Idade e gênero
 2ª-Características familiares: Estado civil, dimensão da família, morbidade familiar por causas específicas;
 3ª- Características étnicas: Raça, cultura e religião;
Análise Descritiva: Quem?

*
*

 Variáveis relacionadas à pessoa continuação...

 4ª-	Nível	 Sócio-econômico:	 Ocupação, renda pessoal/familiar, tipo e zona de residência, nível de instrução;
 5ª - E ao nascer: ocorrências durante a vida intra-uterina Idade materna ao nascer, gestação/paridade, características e ocorrências durante o parto, condições físicas da mãe e ocorrências vividas por esta durante a gestação;
 6ª - Características endócrinas: Estado fisiológico e de nutrição, resistência individual, constituição física;
Análise Descritiva: Quem?

*
*

 Variáveis relacionadas à pessoa continuação...

 7ª - Ocorrências acidentais:
 Acidentes sofridos, ocorrências estressantes, doenças sofridas, medicamentos eventualmente consumidos;
 8ª - Hábitos atividades: