A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
9 pág.
resenha critica da reforma trabalhista

Pré-visualização | Página 3 de 3

efetivo de trabalho atividades como higiene pessoal, troca de uniforme, quando não for obrigatória a troca nas dependências da empresa, estudo, descanso, alimentação e interação entre colegas.
O tempo de deslocamento até o ambiente de trabalho também não será mais computado nos casos em que a empresa oferece transporte devido sua localização de difícil acesso.
Terceirização
Recentemente, a terceirização para atividades primárias de uma empresa foi aprovada. Agora, com a reforma, os profissionais terceirizados terão as mesmas condições de trabalho dos colaboradores diretos, como atendimento em ambulatório, alimentação, segurança, transporte, qualidade de equipamentos e capacitação.
Para impedir que atuais empregados sejam desligados e recontratados como terceirizados, há uma regra que impossibilita a nova admissão na mesma empresa pelos próximos 18 meses após a demissão.
Tem uma opinião sobre essas mudanças? Comente com o Nalabuta!

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.