horta movel   plano da pratica
4 pág.

horta movel plano da pratica


DisciplinaBiologia Ambiental112 materiais1.427 seguidores
Pré-visualização1 página
PLANO DE DESENVOLVIMENTO DA PRÁTICA
HORTA MÓVEL: SUSTENTABILIDADE NA ESCOLA
Jéssica Bárbara Boff e Stephanie Mantovani Tré
Gicele Marcon
Centro Universitário Leonardo da Vinci \u2013 UNIASSELVI
Curso Ciências Biológicas BID0397 \u2013 Seminário da Prática
22/06/2018
1 TEMA/ASSUNTO
A Educação Ambiental vem sendo aceita nos últimos anos como sinônimo de educação para o desenvolvimento sustentável ou de educação para a sustentabilidade (PESTANA, 2007). É entendida por processos pelo meio dos quais indivíduos e a coletividade constroem valores sociais, conhecimentos, habilidades, atitudes e competências voltadas para a conservação do Meio Ambiente, bem do uso comum do povo, essencial à sadia qualidade de vida e sua sustentabilidade.
A conservação do meio ambiente é um compromisso de todos, para isso muitas ações desenvolvidas e praticadas, nas comunidades e inclusive no ambiente escolar. A escola é um ótimo lugar para desenvolver ações que envolvam comunidade e sustentabilidade, isso faz com que ajude a formar cidadãos com valores e hábitos de vida sustentável.
Uma horta móvel é um novo conceito de pensar em sustentabilidade e cultivo caseiro, uma alternativa para ambientes que não possuem estrutura para uma horta convencional, com espaço limitado. Esse conceito surgiu com a Truck Farm, uma horta montada na caçamba de uma caminhonete antiga nos Estados Unidos. Atualmente temos diversos modelos de hortas móveis que podem ser feitas com diversos matérias, inclusive com matérias recicláveis. 
Uma horta diferenciada como com garrafas Pet, para que o aluno possa movê-la para qualquer lugar é uma ideia inovadora e transformadora, pois o aluno aprende a desenvolver a sustentabilidade a partir da reutilização da garrafa Pet, e a conscientização ambiental no ambiente escolar e na comunidade em que vive, através de hábitos e atitudes conscientes, além de desenvolver a capacidade do trabalho em equipe.
Este plano tem como objetivo principal desenvolver um estudo sobre Horta Móvel com garrafa pet, inserido no tema amplo, buscando compreender os custos benefícios do desenvolvimento desta prática na vida escolar.
2 OBJETIVOS
* Conhecer algumas hortaliças utilizadas para o preparo do alimento;
* Avaliar os problemas de saúde e de meio ambiente que podem ser causados com o descarte indevido das garrafas PET;
* Compreender a importância e os custos benefícios de uma horta móvel;
* Sensibilizar os pais a cultivarem hortaliças em sua residência, mesmo em locais apertados.
3 TIPOLOGIA DA PRÁTICA
 A metodologia escolhida para a execução do Paper será a realização da Prática de Pesquisa Documental, buscamos exercitar a pesquisa documental, como uma melhor forma de aprendizado. Serão realizadas pesquisas de campo, bibliotecas, livros, artigos.
Será realizada uma Prática Simulada, que tem como principal característica a exploração de temas teóricos. Será realizada em sala de aula envolvendo a turma na atividade. Será feita em forma de seminário para que se possamos trocar experiências da área específica.
REFERÊNCIAS
ANDRADE, D. F. (2000). Implementação da Educação Ambiental em escolas: uma reflexão. In: Fundação Universidade Federal do Rio Grande. Revista do Mestrado em Educação Ambiental, v. 4.
CRIBB, S.L.S.P. (2010). Contribuições da Educação Ambiental e Horta Escolar na Promoção de Melhorias ao Ensino, à Saúde e ao Ambiente. RENPEC \u2013 Ensino, Saúde e Ambiente.
FETTER, S.I. Müller, J. Silva, M.C. (2006). Horta escolar: teoria e prática para uma vida saudável. Educação ambiental na Escola estadual João Mosmann/Parobé/SC. Revista Brasileira de Agroecologia.
MELLAZO, G.C.(2005). A percepção ambiental e educação ambiental: uma reflexão sobre as relações interpessoais e ambientais no espaço urbano. Olhares & Trilhas. Uberlândia.
PESTANA, A. P. S. (2007). Educação Ambiental e a Escola, uma ferramenta na gestão de resíduos sólidos urbanos. [Online] Available: http://www.cenedcursos.com.br/educacaoambiental-e-a-escola.html. (Maio 02, 2011)