TCC Projeto - NOTA 100
3 pág.

TCC Projeto - NOTA 100

Disciplina:Projeto Tcc116 materiais276 seguidores
Pré-visualização1 página
CENTRO UNIVERSITÁRIO INTERNACIONAL UNINTER

IDENTIFICAÇÃO
Caroline Santana
RU: 1188771

1 TEMA

Jogos e brincadeiras na educação infantil.

1.1 DELIMITAÇÃO DO TEMA

A utilização de brincadeiras e jogos educativos no aprendizado.

2 PROBLEMATIZAÇÃO

A utilização de brincadeiras e jogos educativos auxilia no aprendizado?

3 OBJETIVOS
3.1 OBJETIVO GERAL

Verificar se a utilização de brincadeiras e jogos educativos no aprendizado.

3.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Verificar a capacidade e o desenvolvimento de aprendizagem através das brincadeiras;
Conferir quais são os jogos e brincadeiras mais influentes na educação;
Averiguar os resultados da aplicação dos jogos e brincadeiras em conjunto com o método de ensino tradicional.

4 JUSTIFICATIVA

O trabalho sugere evidenciar que é possível alcançar o aprendizado, sem deixar as brincadeiras e jogos de lado, sendo que os mesmos devem estimular a aprendizagem.
A aprendizagem baseada no brinquedo dará à criança a possibilidade de relacionar-se melhor com a sociedade na qual convive, já que o brinquedo busca o desenvolvimento cognitivo, oportunidades de crescimento e amadurecimento.
Aprender e brincar ao mesmo tempo é a maneira mais segura, divertida e atualizada de ensinar, através do brincar a criança tem a capacidade de criar, imaginar, de ter autoestima e assim ter confiança em si mesma, sendo capaz de desenvolver-se como uma pessoa plena, então é importante usar o método lúdico no processo de aprendizagem, pois ele é um grande motivador dos alunos.

5 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

Os jogos e brincadeiras não devem servir como simples entretenimento e sim como atividades que desenvolvem a sua aprendizagem. É um meio que possibilita ás crianças a aprendizagem de várias habilidades, sendo ele, planejado, motivador e que seja feito em um ambiente agradável. (CARDOSO, 2010)
O brinquedo, a brincadeira e o jogo são essenciais para o processo de desenvolvimento da criança.
Empregar brincadeiras educativas como forma de estimular e aprender, pode acabar com o desinteresse que o aluno pode ter adquirido ao se deparar com outros métodos de ensino, como o tradicional. (CARDOSO, 2010)
A criança não brinca só para passar o tempo, pode não parecer, mas é dessa maneira que se motiva e aprende a controlar sua ansiedade, seus problemas e pode ajudar a reduzir á agressividade. A escola precisa perceber que através de brincadeiras a criança vai crescer e se desenvolver em um mundo coletivo.
Através das brincadeiras, creio que seja possível desenvolver na criança a coordenação motora, a cooperação entre seus pares, a linguagem expressiva e compreensiva, a socialização e especialmente os valores culturais. (CARDOSO, 2010)

O A brincadeira fornece ampla estrutura básica para mudança da necessidade e da consciência, criando um novo tipo de atividade em relação ao real. Nela aparecem à ação na esfera imaginativa numa situação de faz de conta, a criação das intenções voluntárias e a formação dos planos da vida real e das motivações volitivas, construindo-se assim, no mais alto nível de desenvolvimento pré-escolar (VYGOTSKY, 2007, p. 34)

A criança aprende muito quando está brincando. É através das brincadeiras, de seus movimentos, da sua interação com os objetivos e no espaço com outras crianças que ela irá desenvolver suas potencialidades, descobrindo suas habilidades.
Brincando a criança estimula a inteligência. Este ato faz com que a criança solte a sua imaginação, desenvolva a sua criatividade e possibilite o exercício de concentração e atenção. (CARDOSO, 2010)
É através dos jogos, brincadeiras a atividades lúdicas, que as crianças desenvolvem os conceitos básicos presentes em seu dia-a-dia. (CARDOSO, 2010)

6 METODOLOGIA

O trabalho será realizado através de pesquisas bibliográficas, abordando livros, revistas, internet, jornais e documentos similares, verificando com análises em estudos de caso. Ressaltando uma forma de estar deixando o mais claro possível como as aulas com jogos podem ser modificadas ou ajustadas para que a aprendizagem seja mais complexa mostrando ao aluno o lado divertido e criativo da matéria.

REFERÊNCIAS

CARDOSO, L. Eliete. A importância do brincar e do jogo para o desenvolvimento da criança. Porto Alegre/Gravataí, 2010.

VYGOTSKY, L. S. A formação social da mente. São Paulo: Fontes, 2007.	Comment by Sidney: Valeu pelo esforço parabéns!