A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
APOL TEMAS CONTEMPORÂNEOS: DA DIVERSIDADE DE GÊNERO À FAIXA GERACIONAL

Pré-visualização | Página 1 de 2

Questão 1/5 - Temas Contemporâneos: da Diversidade de Gênero à Faixa Geracional
Leia o fragmento de texto a seguir:
“Defendemos aqui, que não há neutralidade na teoria curricular, e como tal, optamos pela abordagem de uma vertente crítica da teoria curricular como vital para quem concebe a Educação como uma das ferramentas possíveis de transformação social. Não se concebe aqui o currículo como o "redentor" para uma educação que se pretende crítica, pelo contrário, a teoria curricular crítica não entrega receitas prontas, muito menos visa politizar alguém de cima para baixo”.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: <http://www.revistamovimento.uff.br/index.php/revistamovimento/article/view/204>. Acesso em: 06 abr. 2017.
De acordo com o texto-base Relações étnico-raciais, educação e descolonização dos currículos; analise as afirmativas que se seguem.
I.  A teoria educacional e o campo do currículo são formados por duas vertentes: a interna e a externa.
II. A vertente externa do currículo se concentra na pluralidade epistemológica da ciência e nas relações específicas entre ciência e religião.
III.A vertente interna do currículo questiona a relevância epistemológica, sociológica, e política da diversidade interna de práticas científicas.
Assinale a alternativa correta:
Nota: 20.0
	
	A
	Apenas as afirmativas II e III são corretas.
	
	B
	Apenas as afirmativas I e III são corretas.
Você acertou!
A afirmativa II é incorreta. “Nesse contexto, é possível dizer que a teoria educacional e o campo do currículo participam de um movimento apontado por Santos (2006) composto por duas vertentes: a interna, que questiona o caráter monolítico do cânone epistemológico e se interroga sobre a relevância epistemológica, sociológica e política da diversidade interna de práticas científicas dos diferentes modos de fazer ciência e da pluralidade interna da ciência; e a externa, que se interroga sobre a exclusividade epistemológica da ciência e se concentra nas relações entre a ciência e outros conhecimentos, ou seja, aquela que diz respeito à pluralidade externa da ciência” (Relações étnico-raciais, educação e descolonização dos currículos, p. 99).
	
	C
	Apenas as afirmativas I e II são corretas.
	
	D
	Apenas a afirmativa I é correta.
	
	E
	Apenas a afirmativa III é correta.
Questão 2/5 - Temas Contemporâneos: da Diversidade de Gênero à Faixa Geracional
Leia o texto a seguir:
“Não é possível fixar um momento — seja esse o nascimento, a adolescência, ou a maturidade — que possa ser tomado como aquele em que a identidade sexual e/ou a identidade de gênero seja "assentada" ou estabelecida. As identidades estão sempre se constituindo, elas são instáveis e, portanto, passíveis de transformação.”
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: <https://bibliotecaonlinedahisfj.files.wordpress.com/2015/03/genero-sexualidade-e-educacao-guacira-lopes-louro.pdf>. Acesso em: 05 abr. 2017.
A partir do comentário acima e principalmente dos conteúdos do texto-base Gênero e sexualidade nas pedagogias culturais: implicações para a educação infantil sobre a construção de identidades de gênero e identidades sexuais, analise as afirmativas a seguir.
I.  A identidade de gênero liga-se à identificação histórica e social dos sujeitos.
II. As identidades sexuais são fixas e se instalam de forma automática nos indivíduos.
III.A identidade sexual está relacionada diretamente à maneira como os indivíduos experienciam seus desejos corporais.
Assinale a alternativa correta:
Nota: 0.0
	
	A
	Apenas a afirmativa II é correta.
	
	B
	Apenas a afirmativa III é correta.
	
	C
	Apenas as afirmativas II e III são corretas.
	
	D
	Apenas as afirmativas I e III são corretas.
A afirmativa II é falsa. “Para Guacira Louro (1997), enquanto a identidade de gênero liga-se à identificação histórica e social dos sujeitos, que se reconhecem como femininos ou masculinos, a identidade sexual está relacionada diretamente à maneira com que os indivíduos experienciam seus desejos corporais, das mais diversas formas: sozinhos/as, com parceiros do mesmo sexo ou não etc. Débora Britzman (1996:74) mostra que as identidades sexuais não são fixas, nem se instalam de forma automática nos indivíduos, mas vão se construindo ao longo da vida” (Gênero e sexualidade nas pedagogias culturais: implicações para a educação infantil, p. 9).
	
	E
	Apenas as afirmativas I e II são corretas.
Questão 3/5 - Temas Contemporâneos: da Diversidade de Gênero à Faixa Geracional
Leia o trecho a seguir:
“O [que é] considerado atualmente pelo senso comum como violência nas escolas vai muito além de observáveis agressões físicas entre alunos, mas pode abordar questões que extrapolam as fronteiras escolares, tais como: diferenças de classe social nas escolas; padronização social da estética; formalização do comportamento; revolta à instituição escolar; casos de falta de entendimento da escola para com as necessidades dos alunos; intimidações e variadas formas de violência simbólica etc.”
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: <http://www.uemg.br/openjournal/index.php/anaisbarbacena/article/download/810/517>. Acesso em: 29 mar. 2017.
De acordo com o texto-base O bê-á-bá da intolerância e da discriminação Bernard Charlot amplia o conceito de violência escolar, classificando-a em três níveis. Sabendo disso, responda à seguinte questão: o conceito de violência escolar de Bernard Charlot apresenta quais níveis?
Nota: 20.0
	
	A
	Violência, incivilidades e violência simbólica ou institucional.
Você acertou!
“Professor de Ciências da Educação, o especialista Bernard Charlot amplia o conceito, classificando-o em três níveis: violência (que inclui golpes, ferimentos, roubos, crimes e vandalismos, e sexual), incivilidades (humilhações, palavras grosseiras e falta de respeito) e violência simbólica ou institucional compreendida, entre outras coisas, como desprazer no ensino, por parte dos alunos, e negação da identidade e da satisfação profissional, por parte dos professores” (O bê-á-bá da intolerância e da discriminação, p. 30).
	
	B
	Psicológica, estrutural e psicossocial.
	
	C
	Indisciplina, castigos e expulsão.
	
	D
	Endêmica, externa e extensiva.
	
	E
	Social, cultural e econômica.
Questão 4/5 - Temas Contemporâneos: da Diversidade de Gênero à Faixa Geracional
Leia o trecho a seguir:
“A escola tem um papel fundamental a desempenhar nesse processo. Em primeiro lugar, porque é um espaço em que pode se dar a convivência entre estudantes de diferentes origens, com costumes e dogmas religiosos diferentes daqueles que cada um conhece, com visões de mundo diversas daquela que compartilha em família. Nesse contexto, ao analisar os fatos e as relações entre eles, a presença do passado no presente, no que se refere às diversas fontes de que se alimenta a identidade — ou as identidades, seria melhor dizer — é imprescindível esse recurso ao Outro, a valorização da alteridade como elemento constitutivo do Eu, com a qual experimentamos melhor quem somos e quem podemos ser”.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: <http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/pluralidade.pdf>. Acesso em: 06 abr. 2017.
A partir do trecho acima e principalmente dos conteúdos do texto-base Relações étnico-raciais, educação e descolonização dos currículos sobre a cultura na escola, analise as afirmativas a seguir.
I.  A cultura na escola e na sala de aula se manifesta somente de forma imaterial.
II. A cultura na escola e na sala de aula não é capaz de homogeneizar tudo e todos.
III.A cultura na escola e na sala de aula e o próprio currículo convivem de maneira tensa: valores, ideologias, interpretações, vivências e preconceito.
Assinale a alternativa correta:
Nota: 20.0
	
	A
	Apenas as afirmativas II e III são corretas.
Você acertou!
A Afirmativa I é incorreta.