A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
30 pág.
simulado historiografia

Pré-visualização | Página 2 de 12

e não européria.
	 
	O projeto de Von Martius descortina as orientações políticas e culturais que se pretendia para o Brasil de então: uma posição eurocêntrica e a idéia de pertencimento à esfera da civilização cristã européia
	
	O IHGB, desde a sua criação, influenciava o desenvolvimento de obras que valorizassem temas relacionados a movimentos republicanos.
	
	A obra de Von Martius primava pelo reconhecimento da posição do Brasil enquanto substituto do governo português desde o desenvolvimento da inconfidência mineira, primeiro movimento de independência nacional.
		 Gabarito Comentado.
	
	
	 4a Questão (Ref.: 201308273226)
	
	A correta leitura sobre a sociedade brasileira, presente na literatura do IHGB, está presente em qual das afirmações a seguir:
		
	
	Apenas negros e brasncos eram representados como camadas importantes da sociedade brasileira, os indíos por sua condição de selvagens, para a época, foram esquecidos.
	 
	Os indígenas apareciam representados em cenários românticos, já a realeza surgia como um governo acima de qualquer instituição e a escravidão era literalmente esquecida.
	
	Para representar o caráter nacional brasileiro, o Instituto não apiava o desenvolvimento de obras de traziam a idéia de continuidade com o passado português.
	
	O indígena é descrito como herói e responsável pela expansão e desenvolvimento do país.
	 
	A sociedade brasileira era representada a partir de seu caráter miscigenador.
		 Gabarito Comentado.
	
	
	 5a Questão (Ref.: 201308365628)
	
	Os Institutos históricos e geográficos no Brasil foram pioneiros no levantamento, na coleta e na sistematização da documentação histórica, levantamentos geográficos e estudos etnográficos e linguísticos. Foram responsáveis pela produção de um saber científico na época em que a história reivindicava para si um estatuto de cientificidade, que fosse fundado em uma vasta e sólida pesquisa documental. Podemos considerar esse esforço como :
		
	
	Uma tentativa de D. João VI de modernizar o Brasil
	 
	A tentativa de uma primeira afirmação de Nação
	
	Uma forma de justificar o trabalho de alguns membros da corte.
	
	A tentativa de contar a História do Brasil que até então nada havia sido escrito.
	
	Uma forma de organizar uma série de historiadores espalhados pelo Brasil com um instituto.
		
	
	
	 6a Questão (Ref.: 201308289626)
	
	Sobre a historiografia nacional brasileira do século XIX é INCORRETO afirmar que:
		
	
	Sofreu influência da necessidade de construção da nacionalidade brasileira.
	
	Teve como alguns de seus principais representantes Vanhargen e Friedrich Von Martius.
	
	Sofria grande influência do cientificismo europeu característico desse período.
	 
	Está relacionada às intencionalidades políticas ligadas ao Império.
	 
	Utilizava como fontes históricas todos os tipos de documentação produzidos pela sociedade colonial, incluindo fontes orais e imagéticas.
		
	 1a Questão (Ref.: 201308273232)
	
	Sobre a obra de Capistrano de Abreu, leia as informações a seguir:
I- Renovou os métodos de investigação e interpretação historiográfica no Brasil.
II- Suas interpretações acerca da história do Brasil tinham como características interpretações com caráter imparcial e objetivo.
III- Suas análises acerca da sociedade brasileira partem do estudo do ambiente, dos fatores geográficos, raciais, econômicos e psicológicos.
IV- Seus estudos contemplavam uma análise historiográfica típica da historiografia dos Annales.
Marque abaixo a alternativa que afirma quais informações estão corretas:
		
	
	II, III, IV
	
	Somente I e III
	 
	I, II e III
	
	Somente I e II
	
	I, III, e IV
		 Gabarito Comentado.
	
	
	 2a Questão (Ref.: 201308365641)
	
	Para Capistrano de Abreu o momento de formação de uma nação se deu no século XVIII quando os diversos grupos que compunham a nação brasileira se conscientizaram da:
		
	
	Influência francesa que oprimia nossas cidades.
	 
	Lei opressora e repressiva do colonizador.
	
	Necessidade das guerras contra os índios que atrasavam o desenvolvimento do Brasil.
	
	Dependência financeira anglo-portuguesa.
	 
	Dinâmica confusa da mistura das raças.
		
	
	
	 3a Questão (Ref.: 201308289490)
	
	Capistrano pode ser considerado o primeiro esforço no sentido de se fazer, já em 1907, uma nova história colonial, pois:
		
	 
	Insere novas problemáticas na História do Brasil e as responde a partir de uma idéia de diversidade cultural.
	
	Capistrano, assim como as direções do IHGB, constrói a idéia de um Brasil colonial unido e centralizado.
	 
	Esse autor constrói o mito da nacionalidade brasileira.
	
	Capistrano analisava o Brasil através de uma perspectiva de unidade nacional presente desde a chegada dos portugueses.
	
	O autor, ao contrário de seus contemporâneos, verá na abordagem descritiva dos acontecimentos históricos o ponto chave para a compreensão do passado colonial.
		
	
	
	 4a Questão (Ref.: 201308288994)
	
	Historicista e não positivista, Capistrano quer captar a interioridade dos testemunhos. A história não é só fato, é emoção, sentimento e pensamento dos que viveram. Nesse sentido assinale a alternativa que NÃO corresponde ao pensamento historiográfico de Capistrano de Abreu:
		
	
	Ele será um dos iniciadores da corrente do pensamento histórico brasileiro que ¿redescobrirá o Brasil¿, valorizando o seu povo, as suas lutas, os seus costumes, a miscigenação, o clima tropical e a natureza brasileira.
	
	Ele atribuirá a este povo a condição de sujeito da sua própria história, que não deveria vir mais nem de cima e nem de fora, mas dele próprio. Capistrano foi pioneiro na procura das identidades do povo brasileiro.
	 
	Sua visão da história atribui predominância de um fator sobre outros; ele não a vê como um conjunto complexo de fenômenos humanos. Para ele, como historicista, o historiador deve recriar a vida.
	
	Capistrano optou pela valorização da singularidade, da historicidade de cada povo e formulou uma nova interpretação do Brasil que enfatizará o tempo histórico especificamente brasileiro.
	
	Ele não fez uma história exclusivamente político-administrativa ou biográfica, mas procurou apreender a vida humana na multilateralidade de seus aspectos fundamentais.
		
	
	
	 5a Questão (Ref.: 201308293969)
	
	Sobre a obra do historiador brasileiro Capistrano de Abreu, marque a alternativa incorreta:
		
	
	O historiador tinha como característica em suas obras a valorização da singularidade, da historicidade de cada povo e formulou uma nova interpretação sobre o Brasil.
	 
	Sgundo o autor o pesquisador da história deveria ser complatemente imparcial as fontes, cabendo a este apenas a cópia da documentação, a fim de que a verdade sobre o passado não fosse comprometida.
	
	Para Capistrano de Abreu o distanciamento do historiador deve se dar quando ele manipula as fontes.
	 
	Capistrano recusa os determinismos geográfico, climático e racial e o evolucionismo
	
	Em Capítulos de História Colonial Capistrano não fez uma história exclusivamente político-administrativa ou biográfica, mas procurou apreender a vida humana na multilateralidade de seus aspectos fundamentais.
		 Gabarito Comentado.
	
	
	 6a Questão (Ref.: 201308272792)
	
	Capistrano de Abreu é considerado um marco na historiografia brasileira pois:
		
	 
	Propõe uma análise historiográfica baseada em uma análise econômica sobre o período imperial.
	
	Analisa a história política brasileira igualando-a ao desenvolvimento político da américa latina.
	 
	Inaugura na historiografia um olhar problematizador