Uso das Tecnologias na Educação
11 pág.

Uso das Tecnologias na Educação


DisciplinaInformática I13.219 materiais66.871 seguidores
Pré-visualização3 páginas
Universidade do Estado da Bahia \u2013 UNEB 
Campus X \u2013 Departamento de educação 
Curso: Licenciatura em matemática 
Disciplina: Informática II 
Professora: Tatiana Dias Silva 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
O Uso das Tecnologia na educação matemática 
 
Daniel Silva Gonçalves 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Teixeira de Freitas 
2013 
RESUMO: Alguns professores afirmam que o uso do computador desumaniza o 
ensino, sem se dar conta de que a própria escola é uma tecnologia cercada por inúmeras 
outras tecnologias, que vão desde o livro ou a linguagem usada até o controle da 
aprendizagem. O presente trabalho relata sobre como se desenvolveu a tecnologia na 
educação e o uso desse instrumento na construção da inteligência, além de caracterizar as 
sociedades que estão envolvidos nesse meio e informar como são os efeitos das 
tecnologias em cada uma delas, ressaltam as mudanças que as tecnologias estimulam na 
construção do conhecimento e das conexões que elas podem fazer na educação, 
principalmente no papel de interligar o educando com o educador dentro e fora da escola. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
INTRODUÇÃO 
 
O homem vem evoluindo socialmente e utilizando recursos da natureza em 
benefícios próprios, transformando-os em ferramentas, o uso das tecnologias nas escolas 
em especial a internet e o computador se amplia nesse novo cenário do século XXI, no 
entanto, não é de hoje que pensadores e pesquisadores vêm falando do desenvolvimento 
desse uso dessas tecnologias. \u201cEm 1642, a calculadora, ou melhor, o ábaco, sofreu uma 
grande evolução, por meio do francês Blaise Pascal\u201d. Assim se tornando a formas de 
fazer cálculos mais práticas, porém essa aceitação não foi de imediato, por ser um objeto 
novo e diferente onde poucos sabiam fazer seu uso completo. 
Porém com o avanço da globalização a tecnologia passou a ser inserida no 
cotidiano e as informações e os conhecimentos chegam com maior intensidade e 
frequência até nós por meio de computadores e da internet, se olhamos em nossa volta, 
muitos objetos presentes em nossa vida cotidiana são ferramentas como livros, canetas 
televisor vídeos, computadores entre vários outros. Vivemos em um cenário de constantes 
e aceleradas mudanças, provocadas pelos avanços científicos e tecnológicos. 
Com isso introdução do computador na educação tem provocado uma verdadeira 
revolução na nossa concepção de ensino e de aprendizagem. Os computadores podem ser 
usados para ensinar. A quantidade de programas educacionais e as diferentes modalidades 
de uso do computador mostram que esta tecnologia pode ser bastante útil no processo de 
ensino-aprendizado. 
Os Parâmetros Curriculares Nacionais para o ensino médio ao apresentarem as 
novas diretrizes para o ensino de matemática salientam o seu papel para a discussão e 
argumentação de temas de interesse de ciência e tecnologia. Um segundo aspecto 
salientado é a interconexão tecnologia e matemática: 
- \u201cperceber o papel desempenhado pelo conhecimento matemático no 
desenvolvimento da tecnologia e a complexa relação entre ciência e tecnologia 
ao longo da história\u201d; 
- \u201cacompanhar criticamente o desenvolvimento tecnológico 
contemporâneo, tomando contato com os avanços das novas tecnologias nas 
diferentes áreas do conhecimento para se posicionar frente às questões de 
nossa atualidade\u201d 
(BRASIL, 2002, p. 117-118). 
Considerando que o uso da tecnologia está fortemente presente na educação, 
vamos discutir sobre como utilizar essa tecnologias no intuito de promover a construção 
do conhecimento e a conexão ao sistema sócio educacional no qual os alunos estão 
inseridos. 
 
A TECNOLOGIA NA EDUCAÇÃO 
 
A Informática na Educação no Brasil nasce a partir do interesse de educadores de 
algumas universidades brasileiras motivados pelo que já vinha acontecendo em outros 
países como nos Estados Unidos da América e na França. Embora o contexto mundial de 
uso do computador na educação sempre foi uma referência para as decisões que foram 
tomadas aqui no Brasil, a nossa caminhada é muito particular e difere daquilo que se faz 
em outros países. 
A História da Informática na Educação no Brasil data de mais de 30 anos. Nasceu 
no início dos anos 70 a partir de algumas experiências na UFRJ, UFRGS e UNICAMP. 
Nos anos 80 se estabeleceu através de diversas atividades que permitiram que essa área 
hoje tenha uma identidade própria, raízes sólidas e relativa maturidade. Apesar dos fortes 
apelos da mídia e das qualidades inerentes ao computador, a sua disseminação nas escolas 
está hoje muito aquém do que se anunciava e se desejava. A Informática na Educação 
ainda não impregnou as ideias dos educadores e, por isto, não está consolidada no nosso 
sistema educacional. 
Entretanto, a implantação do programa de informática na educação no Brasil 
inicia-se com o primeiro e segundo Seminário Nacional de Informática em Educação, 
realizados respectivamente na Universidade de Brasília em 1981 e na Universidade 
Federal da Bahia em 1982. Esses seminários estabeleceram um programa de atuação que 
originou o EDUCOM e uma sistemática de trabalho diferente de quaisquer outros 
programas educacionais iniciados pelo MEC. Esse projeto contemplou ainda a 
diversidade de abordagens pedagógicas, como desenvolvimento de softwares educativos 
e uso do computador como recurso para resolução de problemas. Do ponto de vista 
metodológico, o trabalho deveria ser realizado por uma equipe interdisciplinar formada 
pelos professores das escolas escolhidas e por um grupo de profissionais da universidade. 
Os professores das escolas deveriam ser os responsáveis pelo desenvolvimento do projeto 
na escola, e esse trabalho deveria ter o suporte e o acompanhamento do grupo de pesquisa 
da universidade, formado por pedagogos, psicólogos, sociólogos e cientistas da 
computação. Os trabalhos realizados nos centros do EDUCOM tiveram o mérito de elevar 
a informática na educação do estado zero para o estado atual, possibilitando-nos entender 
e discutir as grandes questões da área. 
Essa formação tem sido feita através de cursos que requerem a presença 
continuada do professor em formação. Isso significa que o professor em formação deve 
deixar sua prática pedagógica ou compartilhar essa atividade com as demais exigidas 
pelos cursos de formação. Com isso foi criado o projeto FORMAR, que teve como 
objetivo principal o desenvolvimento de cursos de especialização na área de informática 
na educação, com duração de 360 horas. 
Dessa forma o governo começou a investir na tecnologia na educação com a 
implantação de programas como: Proinfo, Proninfe, PARFOR, PIBID, Prodocência, entre 
vários outros. Como também a criação de Secretaria de Educação a Distância \u2013 SEED do 
MEC e do Programa TV Escola onde tem um vasto material educativo tanto para o 
educando como para o educador. Sendo que atualmente além dos programas conta se 
também com a implantação de laboratórios, tele centros, banda larga entre outras. 
 
O USO DA TECNOLOGIA NA EDUCAÇÃO E AS 
DIFICULDADES DO PROFESSOR 
 
O uso da tecnologia na educação está, assim fortemente presente no discurso 
educacional oficial, e já deve ter sido incorporado ao discurso de professores. Avanços 
na passagem do discurso curricular para a prática efetiva em sala de aula são pequenos e 
incipientes. Uma das principais queixas dos professores brasileiros é a dificuldade de 
acesso à tecnologia nas escolas. Não há dados disponíveis de levantamentos nacionais 
sobre o número de computadores, de calculadoras e de outros equipamentos por escolas. 
De