Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
62 pág.
2 Sociologia e educação Objetivas.docx

Pré-visualização | Página 1 de 11

SOCIOLOGIA E EDUCAÇÃO – OBJETIVAS
 A análise sociológica da educação pela perspectiva da história da educação revela que a educação no Brasil: C- Começou com interesses religiosos, mas sempre foi elitista e hoje tende ao mundo do trabalho.
 A coerção exercida pela sociedade sobre os indivíduos ocorre no meio moral, afirmava Durkheim. Nesse meio, o individualismo competiria com a consciência coletiva. Desse modo, segundo o autor, a educação assumiria significado moral importante, uma vez que: C- À educação caberia preservar a coesão moral, sendo o processo educacional direcionado para transmitir costumes e regras.
 A economia e a produção na pós-modernidade estão relacionadas às seguintes ideias: I - A programação da produção, do consumo e da vida social significa projetar o comportamento a partir de informações prévias. II - O objetivo é aumentar a performance (desempenho), o desempenho. III - Necessidade de produzir mais e mais rápido, em todos os setores, facilitando a vida das pessoas. IV - As sociedades industriais são programadas e performatizadas pela tecnologia eletrônica. As alternativas corretas são: A- I, II, III, IV. 
 “A Educação é a ação exercida pelas gerações adultas sobre as gerações que não se encontram ainda preparadas para a vida social, que tem como objetivo suscitar e desenvolver, na criança, certo número de estados físicos, intelectuais e morais, reclamados pela sociedade política no seu conjunto e pelo meio especial a que a criança, particularmente, se destine”. (Émile Durkheim, Educação e Sociedade). Sobre a definição do autor para educação, podemos afirmar, exceto: C- A educação desenvolve a espontaneidade das personalidades individuais, sendo o ser individual determinante para a escolha do sistema de ideias, sentimentos e hábitos sociais.
 “(...) A emancipação dos trabalhadores será obra dos próprios trabalhadores”.
(MARX, K e ENGELS, F. “Manifesto Comunista”. 1848) A partir da ideia de classe social definida por Karl Marx, pode-se afirmar que: C- Na sociedade capitalista, as classes fundamentais se diferenciam mais claramente e a consciência de classe se desenvolve de maneira mais completa, por isso somente os trabalhadores poderão ser agentes de sua emancipação.
 A ideologia é sempre expressa por um grupo ou por uma classe social, e, para muitos cientistas sociais, é a partir das classes sociais que ela deve ser enfocada.  Nessa perspectiva, a história do Jeca Tatu, criação de Monteiro Lobato, e as mensagens consumistas de programas infantis podem provocar na criança e mesmo no adulto: C- Alienação.
 A ideologia na sociedade capitalista pressupõe as seguintes ideias: I-Progresso: Todos devem trabalhar para progredir. II- Individualismo: O indivíduo e sua felicidade é o ponto de partida de todas as preocupações. III- O direito à propriedade privada, intocável. IV-Soberania popular alcançada a partir do voto que seleciona representantes para exercerem o poder em nome do povo. A- I, II, III, IV são corretas.
 “A leitura não perdeu espaço com as tecnologias. Ao contrário, diante da tela do computador não se faz outra coisa senão escrever e ler. O que foi perdido foi o investimento na leitura extensiva, a leitura de livros, de matérias jornalísticas longas, de textos reflexivos. A internet opera preferencialmente com a escrita, a escrita curta e imediata. Ela é, nesse sentido, sensualista, das primeiras reações, das primeiras emoções, da percepção instantânea, dos flashes. Isso poderia ser válido para usos na pesquisa fenomenológica. Porém, não é assim que ocorre. A velocidade de escrita e de leitura está relacionada à agitação mais ou menos alucinada da vida cotidiana, estimulada pelas tecnologias comunicacionais. Elas permitem uma quantidade fabulosa de acessos, contatos, dados, que fazem o usuário ser acometido de uma certa obsessão de tudo dominar, de tudo ler, de tudo possuir, o que torna sua vida ainda mais dramática. A sociedade mediatizada não é uma sociedade feliz; ao contrário, é uma sociedade da compulsão, da cobrança invisível, dos apelos permanentes de estar conectado, pois, caso contrário, a pessoa estará ‘morta’. A vida na web depende da submissão do usuário à ditadura da conexão permanente; o sofrimento e a depressão de cada um se constrói pela pouca quantidade de visitas à sua página no Facebook. A esperança que nos dá o admirável mundo novo é o fato de que ainda podemos sair dele. ” (Ciro Marcondes Filho. Entrevista. In: IHU On-line. 09 abr. 2011. Disponível em: <http://www.ihu.unisinos.br/entrevistas/42228-a-sociedade-mediatizada-nao-e-uma-sociedade-feliz-entrevista-especial-com-ciro-marcondes-filho> Acesso em: 20 fev 2013). Alguns sociólogos desenvolveram conceitos que nos ajudam a compreender o contexto apresentado no texto anterior. Um desses pensadores, Zygmunt Bauman, define esse tipo de contexto como uma: D- Modernidade líquida, em razão das formas fluidas de existência humana.
 “A maneira como os indivíduos manifestam sua vida reflete exatamente o que são. O que eles são coincide, pois, com sua produção, isto é, tanto com o que eles produzem quanto com a maneira como produzem. O que os indivíduos são depende, portanto, das condições materiais da sua produção. ” (Marx, Karl e Engels, Friedrich. “A ideologia alemã”. São Paulo: Martins Fontes, 1989, p 13.) Com base nessa citação do livro “A ideologia alemã, que trata da teoria marxista para a interpretação da sociedade, é correto afirmar que: D- A perspectiva de análise marxista examina a sociedade levando em consideração as relações sociais estabelecidas no modo de produção.
 A partir do século XIX, o ideal científico no campo da sociologia consistiu na formulação de teorias sobre o Homem e a Sociedade. Acerca do pensamento científico sociológico, assinale a alternativa correta. C- As ideias científicas diferem do senso comum e de outras formas de conhecimento, pois devem ser avaliadas à luz de evidências sistematicamente coletadas e do escrutínio público.
 A relação entre educação escolar e desigualdade social vem sendo estudada pela Sociologia há mais de um século. Diferentes autores e diversas correntes de pensamento explicam os complexos mecanismos dessa relação. Mesmo considerando as grandes diferenças existentes entre países e épocas, a escolarização progressiva da população: A-    vem acompanhada de um aumento das exigências educacionais do mercado de trabalho.
 
 A respeito da influência da sociedade globalizada na escolha da profissão no mundo atual, Dulce Whitaker acredita que: I - A utopia verde não pode ser construída com ações individuais como reciclagem e outras, mas deve abranger um questionamento social mais amplo. II - A escola é o espaço privilegiado da articulação do conhecimento (formal e informal). São corretas: A- I e II. 
 A respeito das características do mundo pós-moderno, indique a alternativa incorreta: E- Profundidade e ética nas relações.
 A respeito do contexto histórico de emergência da Sociologia, marque a alternativa correta. B- A Sociologia consolidou-se, disciplinarmente, em resposta aos novos problemas e desafios desencadeados por transformações sociais, políticas, econômicas e culturais, cujos marcos históricos principais foram a Revolução Industrial e a Revolução Francesa.
 A respeito do sujeito pós-moderno, podemos dizer que sua identidade se caracteriza por ser: D- Fragmentada. 
 A Revolução Industrial significou algo mais do que a introdução da máquina a vapor e dos sucessivos aperfeiçoamentos dos métodos produtivos. Ela representou o triunfo da indústria capitalista, conduzida pelo empresário capitalista que foi pouco a pouco concentrando as máquinas, as terras e as ferramentas sob o seu controle, convertendo grandes massas humanas em simples trabalhadores despossuídos. De acordo com o exposto, responda a alternativa correta: I – A formação de uma sociedade que se industrializava e urbanizava em ritmo crescente implicava reordenação da sociedade rural,
Página123456789...11