Psicologia da Personalidade (1)
36 pág.

Psicologia da Personalidade (1)


DisciplinaPsicologia Geral e Jurídica116 materiais2.443 seguidores
Pré-visualização2 páginas
Psicologia da Personalidade
Prof. Ms. Cristiane Costa Fonseca
Psicologia da Personalidade
\u2022 Consistência em diferentes situações; 
\u2022 Peculiaridade; 
 C a d a u m t e m p e c u l i a r i d a d e s 
encontradas em outras pessoas, mas 
possui seu próprio conjunto diferenciado 
de traços de personalidade. 
Conceito
\u2022 O conceito de personalidade explica a 
Estabilidade no comportamento de uma 
pessoa ao longo dos anos e em diferentes 
situações; 
\u2022 Refere-se ao conjunto singular de traços 
de comportamento 
Traços de Personalidade
 Traço: dispos ição duradoura a 
comportar-se de determinada forma em 
uma diversidade de situações. 
 Ex: Pode-se dizer que alguém que é 
sensível e bondoso hoje também será 
sensível e bondoso daqui a um mês ou 
mais.
Teorias Psicodinâmicas
\u2022 Psicanálise de Freud; 
\u2022 Psicologia Analítica de Jung; 
\u2022 A Psicologia Individual de Adler
A Teoria Psicanalítica de Freud
Conceitos fundamentais\u2028
\u2022 A Líbido (energia psíquica), é a base da motivação; 
\u2022 Dentro de cada pessoa as forças inconscientes do id 
(Impulsos) estão suportadas pelo ego (que guia a 
conduta realista) e o superego (consciência moral). 
\u2022 O desenvolvimento atravessa cinco etapas, cada 
uma caracterizada por um conflito concreto; 
\u2022 Se uma etapa anterior não foi superada 
satisfatoriamente, o indivíduo poderá ter uma 
fixação
A Estrutura da Personalidade
Mecanismos de Defesa do Ego
\u2022 Recalque 
\u2022 Deslocamento 
\u2022 Distração 
\u2022 Fantasia 
\u2022 Identificação 
\u2022 Negação da 
Realidade
8
\u2022 Racionalização 
\u2022 Regressão 
\u2022 Projeção 
\u2022 Idealização 
\u2022 Sublimação
9
A Psicologia Analítica de Jung
\u2022 Denominou de Psicologia analítica para 
diferenciá-la da de Freud; 
\u2022 Encorajava seus seguidores a desenvolver suas 
próprias visões teóricas. 
\u2022 Criticava o dogmatismo e o desencorajamento 
da criação de novas ideias;
 \u201cNão sou Junguiano, não quero que 
ninguém o seja. Quero que as pessoas, antes de 
mais nada, sejam elas mesmas \u201c
Características
\u2022 De te rm inan te s i n con s c i en t e s d a 
personalidade: 
\u2013 Inconsciente Pessoal: Material derivado das 
experiências pessoais e que foi reprimido ou 
esquecido (Semelhante ao proposto por 
Freud) 
\u2013 Inconsciente Coletivo: Depósito dos vestígios 
de memória latente herdados do passado 
ancestral das pessoas. Cada pessoa 
compartilha o inconsciente coletivo com a 
totalidade das pessoas. 
Inconsciente Coletivo
\u2022 Traz a completa herança espiritual da evolução da 
humanidade, que renasce na estrutura cerebral de cada 
indivíduo\u201d (Jung) 
\u2022 Arquétipos: 
Recordações de ancestrais 
 \u2260 
 Recordações reais
Imagens investidas de emoções e formas de pensamento 
que possuem sentido universal
Análise dos sonhos: muito importante, pois considerava 
que os sonhos encerram mensagens provenientes do 
inconsciente 
Características 
\u2022 N ã o c l a s s i f i c o u t i p o s d e 
c o m p o r t a m e n t o s , m a s d e s c r e v e u 
potencialidades dos indivíduo, que deveriam 
desenvolver para chegar a autorrealização. 
\u2022 Tipologia de Jung. 
\u2022 Extroversão (E) e introversão (I) 
\u2022 Pensamento (T) e sentimento(F) 
\u2022 Sensação (S) e Intuição (N) 
\u2022 Julgamento (J) e percepção (P). 
13
Psicologia Individual de Adler
\u2022 A Luta por superioridade é a causa mais 
importante da motivação humana. 
\u2022 Tal luta não se traduz necessariamente na 
busca de dominação ou de status mais 
elevado. 
\u2013 Ex: Crianças mais novas sentiam-se fracas e 
indefesas diante das mais velhas e mais capazes 
perante os adultos. E esse sentimento de 
inferioridade é que as motivava para adquirir 
novas habilidades e desenvolver novas optidões. 
Psicologia Individual de Adler
\u2022 A luta por superioridade é o objetivo mais 
importante da vida, em vez de satisfação 
física. 
\u2022 Todos devem se esforçar para superar 
sentimentos de inferioridade \u2013 processo 
de compensação. 
Implica esforços para superar inferioridades reais 
ou imaginárias, por meio do desenvolvimento das 
capacidades próprias. 
Psicologia Individual de Adler
\u2022 Processo de compensação é totalmente 
normal; 
\u2022 Complexo de inferioridade: sentimentos 
exacerbados de fragilidade e inferioridade. 
\u2022 Causas: Mimo ou desprezo dos pais. 
\u2022 Concordava com Freud sobre importância 
das primeiras experiências infantis, mas 
focava em outros aspectos da relação pais e 
filhos. 
Teoria do Desenvolvimento Psicossocial 
- Erik Erikson
17
18
19
Avaliação das Perspectivas 
Psicodinâmicas - Elogios
\u2022 Forças inconscientes podem influencias no 
comportamento; 
\u2022 Conflitos internos geralmente têm um papel 
fundamental na geração de sofrimento 
psicológico. 
\u2022 Experiências na primeira infância podem 
influenciar na personalidade adulta; 
\u2022 As pessoas usam mecanismos de defesa para 
reduzir suas experiências com as emoções. 
Avaliação das Perspectivas 
Psicodinâmicas - Críticas
\u2022 Baixa testabilidade; 
\u2022 Evidência inadequada; 
\u2022 Sexismo.
As idéias de Skinner Aplicadas A 
personalidade
Comportamento Respondente (S-R) \u2028
\u2022 Reflexo simples; 
\u2022 Não é aprendido;
\u2022 Governado pelo sistema nervoso;
\u2022 É limitado pela herança genética;
\u2022 Ocorre automaticamente mediante 
apresentação do estímulo apropriado.
Reações emocionais condicionadas \u2028
 Experiência com o pequeno Albert\u2028
Skinner (1945- 1990) Behaviorismo Radical
 \u2028
Principais características
\u2022 Identifica o contexto no qual cada resposta foi 
emitida;
\u2022 Comportamento: re lação organismo X 
ambiente; 
\u2022 Aprendizagem pode ser respondente (S-R) ou 
operante (Sd- R-Sr).
\u2022 O repertório comportamental humano na maior 
parte é operante e não reflexo; 
\u2022 Selecionista 
\u2022 A explicação para o comportamento está em 
variáveis externas imediatas e históricas. Na 
história passada de reforçamento e nas 
contingências atuais às quais está exposto.
\u2022 Eventos internos: interação organismo X 
ambiente. Não são causas do comportamento. 
Ex: raiva não causa reação agressiva.
Comportamento operante \u2028
Sd \u2013 R \u2013 Sr \u2028
\u2022 No comportamento respondente (de Pavlov), 
a um estímulo segue-se uma resposta. No 
comportamento operante (de Skinner), o 
a m b i e n t e é m o d i f i c a d o e p r o d u z 
conseqüências que agem de novo sobre ele, 
alterando a probabilidade de ocorrência 
futura semelhante.
\u2022 Relação entre comportamento e vários 
eventos ambientais;
\u2028
Comportamento operante \u2028
Sd \u2013 R \u2013 Sr \u2028
\u2022 Sd: estímulo discriminativo, sinaliza a ocasião em 
que uma resposta pode ser reforçada.
\u2022 R: Comportamento
\u2022 Sr: evento que ocorre após a emissão do 
comportamento e que aumenta a probabilidade de 
ocorrência do mesmo 
Estímulo 
Discriminativ
o
Resposta 
Operante
Consequênci
a
Efeito no 
Comportame
nto futuroProfessora 
marca data da 
prova
Estudar - Tirar boa 
nota;
Elogios de 
colegas, 
professores e 
família;
O reforço 
positivo 
aumenta a 
probabilidade 
da resposta 
de estudar 
Professora 
marca data da 
prova
Estudar - Tirou boa 
nota e não 
apanhou dos 
pais, não foi 
Aumenta a 
probabilidade 
de a resposta 
voltar a 
Professora 
marca data da 
prova
Ir a praia, 
festas, assistir 
TV.
Nota baixa, 
apanhou dos 
pais, foi 
humilhado, 
- Diminui a 
frequência de 
resposta, mas 
não garante 
\u2022 Reforço Positivo \u2260 Recompensa
\u2022 Reforço Positivo Primário: Não passa por 
processo de aprendizagem, mas dependem de 
estado específico de privação.
\u2022 EX: comida
\u2022 Reforçadores secundários: dependem de 
processo de aprendizagem;
\u2022 Reforçadores generalizados: ex: dinheiro. 
Utilizados em programa de modificação de 
comportamento \u2013 Tokens.
Reforçamento Negativo
\u2022