colorimetria do pH
2 pág.

colorimetria do pH


DisciplinaBioquímica I59.872 materiais1.359.182 seguidores
Pré-visualização1 página
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ 
ESCOLA DE SAÚDE E BIOCIÊNCIAS 
AULA PRÁTICA DE BIOQUÍMICA 
PROFESSORA: GLÁUCIA LUNKMOSS 
DETERMINAÇÃO DO pH COM O USO DE INDICADORES E 
DEMONSTRAÇÃO DO EFEITO TAMPÃO 
Objetivos: 1. Determinar o pH de soluções pelo método colorimétrico. 
 2. Reconhecer a capacidade de um tampão 
 
O método colorimétrico baseia-se no conhecimento dos pks dos indicadores, 
os quais podem ser considerados como ácido ou bases fracos. A dissociação 
de um indicador ácido em forma simplificada é a seguinte: 
 HIn \u2194 In- + H+ 
 Ácido base 
 (cor Z) (cor B) 
A adição de ácido à solução de indicador aumenta a concentração de H+, 
reprime a dissociação do indicador e há predominância da cor ácida. A adição 
da base diminui a concentração de H+, a equação de desloca para a direita, 
produzindo mais indicador ionizado In- e predominância da cor básica. A cor do 
indicador é, portanto, uma função do pH da solução. 
Para determinar o pH de uma solução, adicionam-se algumas gotas de solução 
de um indicador e compara-se a cor desenvolvida com a cor de série de 
tampões de pH conhecido e contendo a mesma quantidade de indicador. 
Indicadores universais são misturados de vários indicadores, a fim de abranger 
um intervalo mais amplo de pH. 
Reativos: Tampões de pH 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9 e 10. 
 Indicador universal. 
 Hidróxido de sódio a 0,1N (NaOH) 
 Ácido Clorídrico a 0,1N (HCl) 
 
Técnica: 
1. Preparar uma bateria de 8 tubos de ensaio. Adicionar ao primeiro tubo 
1ml de solução tampão pH 3, no segundo tampão de pH 4, e assim 
sucessivamente até o tampão de pH 10. Adicionar a cada tubo 9ml de 
água destilada e 5 gotas do indicador universal. Esta bateria irá 
constituir a escala padrão de pH. 
2. Preparar outra bateria de 4 tubos de ensaio e numerá-los de 1 a 4. 
Adicionar 5 gotas do indicador a cada tubo. 
3. Aos tubos 1 e 3 adicionar 10ml de água destilada. 
4. Aos tubos 2 e 4 adicionar 1ml de solução tampão pH 7 e mais 9ml de 
água destilada. 
5. Determinar o pH de cada solução, transferindo os resultados para o 
quadro abaixo. Proceder da mesma maneira para cada etapa do 
experimento. 
6. Adicionar 1 gota de NaOh 0,1N aos tubos 1 e 2. Observar. 
7. Por meio de uma pipeta, soprar o ar expirado dentro da solução do tubo 
1 durante 15 segundos. Notar a mudança de cor da solução. Determinar 
o pH. 
8. Soprar no tubo 2 durante 1 minuto. Observar. 
9. Adicionar aos tubos 3 e 4 duas gotas de HCl 0,1N. Observar a mudança 
de coloração e determinar o pH. 
10. Continuar a adição de HCl ao tubo 4, gota a gota. Determinar quantas 
gotas de HCl devem ser adicionadas até que se obtenha a mesma 
coloração do tubo 3. 
a) Pela adição de base 
TUBO 1 TUBO 2 
(água destilada) (tampão) 
pH= __________ pH=____________ 
+ 1 gota de NaOH 0,1N + 1 gota de NaOH 0,1N 
pH= __________ pH= __________ 
+ ar expirado por 15 seg. + ar expirado por 1 min. 
pH= __________ pH= __________ 
 
Complete o quadro acima e interprete os resultados. 
 
b) Pela adição de ácido 
TUBO 3 TUBO 4 
(água destilada) (tampão) 
pH= __________ pH=____________ 
+ 2 gota de HCl 0,1N + 2 gota de HCl 0,1N 
pH= __________ pH= __________ 
 
Complete o quadro acima: 
 
Foram necessárias ________ gotas de HCl 0,1N no tubo 4 para se obter o 
mesmo pH(coloração) do tubo 3. 
 
Interprete os resultados.