Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
296 pág.
Teorias da Comunicação Livro (1)

Pré-visualização | Página 3 de 50

Cordeiro
A Teoria da Informação dos MCM ............................................................................................................282
O Modelo Informacional de Shannon e Weaver ............................................................................283
Principais noções da Teoria da Informação .......................................................................................287
Gabaritos ......................................................................... 295
11Sumário
TC_Sumario.indd 11 10/11/2017 15:21:25
TC_Sumario.indd 12 10/11/2017 15:21:25
Primeiros conceitos e 
definições de comunicação
Objetivos de aprendizagem
Ao final deste texto, você deve apresentar os seguintes aprendizados:
 „ Reconhecer a origem etimológica da palavra comunicação.
 „ Analisar os fundamentos científicos da comunicação.
 „ Relembrar as fases da comunicação ao longo da história.
Introdução
A comunicação faz parte da vida do ser humano desde o surgimento 
da própria humanidade. O ser humano é um ser social. Ele não vive de 
forma isolada e se comunica desde o passado mais remoto para ter as 
suas necessidades básicas atendidas. Hoje, as pessoas se comunicam 
para trocar informações, para se entreter, se integrar ao grupo, satisfazer 
as suas necessidades econômicas e afetivas.
Neste texto, você vai saber mais sobre a origem etimológica do termo 
comunicação. Também vai conhecer os fundamentos científicos da co-
municação e aprender sobre a história dos processos comunicativos.
Comunicação: a origem do termo
Antes mesmo de você se interessar em estudar e pesquisar comunicação, o ato 
de comunicar já fazia parte da sua vida intensamente, não é mesmo? As tradi-
cionais interações face a face e os antigos meios, como carta, jornal, telégrafo, 
telefone, rádio e televisão, têm dividido com ou cedido espaço para as interações 
via internet nos computadores e em seguida nos celulares smartphones. Hoje, 
você está conectado durante boa parte do seu dia. Interage com os amigos no 
U N I D A D E 1
TC_U1_C01.indd 13 10/11/2017 15:21:14
WhatsApp, vê o que eles fazem no Facebook, no Instagram ou no Snapchat, certo? 
Então, mesmo que não fosse um estudante de comunicação, seria interessante 
conhecer mais sobre esse tema. Afinal, ele faz parte e interfere nas vivências 
diárias de cada um. Mas você sabe o que é, de fato, comunicação? 
Para começar uma discussão sobre o conceito de comunicação, é preciso 
recorrer à etimologia da palavra, ou seja, à sua origem. João Pedro Sousa 
(2006), em Elementos de Teoria e Pesquisa da Comunicação e dos Media, 
alerta para o fato de que esse não é um conceito simples de delimitar. Isso 
ocorre pela sua amplitude e também porque diversas formas de comunicação 
ocorrem a todo momento, intencionalmente ou não. Afinal, o mundo está 
cheio de significados, e as pessoas estão frequentemente interpretando os 
acontecimentos de diversas formas. A raiz da palavra é latina: communicatione 
significa “ação comum” ou “participar”. Communicatione deriva de commune, 
que quer dizer “comum”. Assim, ao tornar algo comum, seja uma informação, 
uma emoção ou uma experiência, ocorre a comunicação.
O termo communicatio é formado por três elementos. Munis significa “estar encarregado 
de” e, junto ao prefixo co, indicativo de simultaneidade, dá origem à ideia de “atividade 
realizada conjuntamente”. A terminação tio reforça a ideia de atividade. Esse foi o 
primeiro significado do termo, quando utilizado pela primeira vez, no vocabulário 
religioso (MARTINO, 2013). 
No contexto do cristianismo antigo, quando o isolamento era valorizado 
como um caminho para encontrar Deus, havia duas correntes que lidavam com 
essa questão de formas diferentes. Uma era a dos anacoretas. Eles acreditavam 
na importância da solidão radical e viviam de forma individual. A outra era 
a dos cenobitas. Eles apostavam na vida em comunidade, em conventos ou 
mosteiros, também chamados de cenóbios, palavra que significa “lugar onde 
se vive em comum”. No mosteiro, surgiu uma nova prática, chamada de com-
municatio, referente a “tomar a refeição da noite em comum”. Dessa forma, 
communicatio significava não simplesmente ir jantar, mas sim o momento da 
quebra do isolamento, de juntar o grupo para fazer algo em comum. Por isso, o 
sentido de communicatio era diferente da noção de comer de uma comunidade 
primitiva (MARTINO, 2013). 
Primeiros conceitos e definições de comunicação14
TC_U1_C01.indd 14 10/11/2017 15:21:14
Esse sentido original de comunicação implica alguns pontos que são 
úteis para o entendimento dos conceitos atuais. Um aspecto é o de que 
comunicação não significa toda e qualquer relação, mas aquelas que têm o 
isolamento como pano de fundo. Além disso, existe a intenção de quebrar 
o isolamento. A ideia de uma realização em comum também está presente. 
É importante você não confundir comunicação com o conceito platônico de participa-
ção. Dois ou mais elementos com as mesmas propriedades não significa comunicação, 
mas participação. Por exemplo: a ideia de azul. O céu e o mar “participam” da ideia de 
azul, pois têm essa característica em comum. Também é importante que você não 
confunda comunicação com uma espécie de ação ou hábito coletivo. Comunicação 
não significa “ter algo em comum” por ser da mesma comunidade. A comunicação 
é um processo bem delimitado no tempo e não se confunde com a convivialidade 
(MARTINO, 2013). 
O que dizem os dicionários sobre o conceito de comunicação (MARTINO, 
2013, p. 15)?
1. Fato de comunicar, de estabelecer uma relação com alguém, com alguma 
coisa ou entre coisas.
2. Transmissão de signos por meio de um código (natural ou convencional).
3. Capacidade ou processo de troca de pensamentos, sentimentos, ideias 
ou informações por meio de fala, gestos, imagens, seja de forma direta 
ou pelos meios técnicos.
4. Ação de utilizar meios tecnológicos (comunicação telefônica).
5. A mensagem, informação (a coisa que se comunica: anúncio, novidade, 
informação, aviso, etc.).
6. Comunicação de espaços (passagem de um lugar a outro), circulação, 
transporte de coisas: “vias de comunicação – artérias, estradas, vias 
fluviais”.
7. Disciplina, saber, ciência ou grupo de ciências.
Os sentidos de comunicação dos dicionários são importantes para você ter 
uma ideia inicial sobre o tema, mas é preciso se aprofundar mais. De acordo 
com João Pedro Sousa (2006), é possível dissertar sobre comunicação sob 
15Primeiros conceitos e definições de comunicação
TC_U1_C01.indd 15 10/11/2017 15:21:14
duas grandes perspectivas. Uma seria a da comunicação como processo: 
comunicadores trocam, intencionalmente, gestos, palavras, imagens, ou seja, 
mensagens codificadas, por meio de um canal, gerando certos efeitos. A 
outra seria a da comunicação como uma atividade social. Portanto, os seres 
humanos, em uma dada cultura, vivem as suas realidades do dia a dia, criando 
e trocando significados.
As duas colocações se complementam. Nesse sentido, as mensagens só 
têm efeitos porque ganham um significado em determinado contexto social 
e cultural. Por outro lado, também há diferença entre as duas posições. A 
primeira considera que só há comunicação se houver um emissor, um receptor 
e uma mensagem codificada. Já para a segunda, isso não é necessário. Assim, 
à medida que os seres humanos dão significado aos acontecimentos do mundo, 
a comunicação está ocorrendo.
Ainda é possível complexificar mais os conceitos de comunicação. 
Para Muniz Sodré (1996), o termo se refere a pôr em comum os conteúdos 
que social, política ou existencialmente não devem permanecer isolados. 
De acordo com ele, o afastamento originário devido à diferença entre os 
seres humanos, à alteridade, é minimizado por causa de um laço formado 
pelo compartilhamento de recursos simbólicos. Já o termo
Página123456789...50