modal ferroviario

modal ferroviario


DisciplinaAdministracao de Carteiras5 materiais16 seguidores
Pré-visualização1 página
*
Transporte Ferroviário No Rio Grande No Norte
Perspectiva Econômica
*
Resumo: Considerando que o transporte ferroviário no Rio Grande do Norte não tem recebido a devida atenção este trabalho tem o objetivo de informar a importância desse recurso que se investido corretamente pelo governo ou com políticas públicas e comerciais pode cumprir o propósito para qual se foi iniciado: potencializar a economia do estado. Este trabalho demonstrara o potencial econômico para o RN através da aplicação para a movimentação de cargas e passageiros contribuindo para o desenvolvimento, uma vez que na atualidade é aproveitado uma pequena parcela desse modal enquanto estudos demonstram que a capacidade das linhas ferroviárias pode ser explorada de tal maneira que potencialize a economia de um modo geral, trazendo melhores resultados, e por conseguinte, destacando o estado.
*
HISTÓRIA DA FERROVIA NO RIO GRANDE DO NORTE
*
Linhas Ferroviárias: Natal , Parnamirim , Nova Cruz , Lajes , Macau , João Câmara , Mossoró , Areia Branca entre outras.
 Cargas: animas , minério , sal , cana de açúcar , produção agrícola , pessoas.
Malha Ferroviária Em KM : o Estado potiguar possuía 605 quilômetros de ferrovia. 
Ligações Inter-Estaduais: Ceara (Porto de Pecem) ,Pernambuco (Porto de Suape).
*
Declínio Das Ferrovias no rn
 
Falta de políticas
Projetos
Incentivos
Visão
Investimentos
*
*
TRENS VLT (veículos leves sobre trilhos)
Surgimento
Vantagens
Desvantagens
Caracteristicas
*
Vantagens:
ECONÔMICO
MENOS POLUENTE 
CONSOME MENOS RECURSOS
NÃO TEM CONGESTIONAMENTOS
ELEVADA CAPACIDADE DE CARGA 
TEM UM FRACO CONSUMO DE ENERGIA;
*
Desvantagens:
Fraca flexibilidade
Os elevados investimentos na construção e manutenção das linhas férreas. 
Custos e riscos de manuseio nos transbordos
Grande risco de roubos e furtos
*
Capacidade de Transporte
 A capacidade do vagão ferroviário depende da resistência de cada eixo que compõem o truque e também da resistência da linha por onde ele transita. Por exemplo, se um vagão permite 25 toneladas por eixo o peso total poderá atingir até 100 toneladas, incluindo a tara do vagão e a mercadoria.
 
*
Não perca a hora!!!
*
Como o senhor interpreta a ausência de ferrovias para transporte de cargas no estado?
Impede a ampliação da produção?
Enquanto especialista na área de transportes, que possibilidades o senhor apontaria?
R: um ramal que ligaria Mossoró (RN)/Souza (PB), contemplando neste ramal até o
Porto do Mangue para escoamento de calcário e granitos. Essa articulação já foi defendida por uma empresa que fez um plano estadual de logística.
\u201cO Rio Grande do Norte sofre pela falta de infraestrutura\u201d
. \u201cEm Um Estado Como O Rio Grande Do Norte, Que Fica Distante Dos Grandes Centros, O Transporte, Seja Ele Rodoviário, Ferroviário, Marítimo Ou Qualquer Outro, É Sempre Problemático. Isso Porque Ficamos À Mercê Do Transporte Rodoviário\u201d, 
*
PERSPECTIVA ECONOMICA
- Hoje o rio grande no norte exporta -
Mineiro de ferro
Castanha
 scheelita
calcario
Cerâmica
açúcar refinado
cimento ensacado
Frutas
óleo diesel
sal
cruzeta
De todo estado
bodó
mossóro
De várias cidades (ex: assu
Goianinha e cidades adjacentes
Mossóro
Vale do assu e outras regiões
Guamaré
Area branca , macau , galinhos
*
Demonstração de como seria a malha ferroviária na pratica no RN. 
*
Orientador(a): Prof(a). Msc Cynthia Kelly Fernades Bezerra
COMPONENTES 
*
Agora Convido Todos Para Dar Um Passeio No VLT(veículo Leve Sobre Trilhos)
*
REFERÊNCIAS
www.google.com.br
www.pt.wikipedia.org
www.transportes.gov
http://www.maisrn.org.br/perfil-rn/infraestrutura/ferrovias/
http://tribunadonorte.com.br/noticia/decadencia-do-transporte-ferroviario/16729
novo jornal ediçao 2014
http://www.revistaportuaria.com.br/noticia/3490
http://www.nominuto.com/noticias/cidades/modernizacao-do-transporte-ferroviario-foi-destaque-no-rn-acontece/104177/
http://hcurb.ct.ufrn.br/_assets/modules/projetosvinculados/projetovinculado_48.pdf
http://www.estacoesferroviarias.com.br/rgn/natal.htm
Diário de Natal - Natal
tribuna do norte
novo jornal
*
FIM