Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
29 pág.
slide(4)

Pré-visualização | Página 1 de 2

Sociologia Crítica
Aula 4
A Sociologia na Sociedade Pós-Industrial
OBJETIVOS
Analisar alguns estudos sociológicos após a segunda 
metade do século XX;
Analisar as considerações de Touraine sobre a proposta 
de uma sociedade programada à pós-industrial;
Estudar a definição dos novos sujeitos sociais, segundo 
Touraine;
Analisar aspectos sobre a centralidade do trabalho.
As bases históricas da sociologia
O processo de institucionalização da sociologia como 
ciência;
Os projetos para se compreender e analisar a realidade 
sócio-histórica a fim de revelar os caminhos da 
humanidade;
O surgimento da sociologia na era industrial e a busca de 
analisar o modo de organização social;
Fonte: 
http://juntos.org.br/wp-
content/uploads/2016/01
/sufragistas4-480x289.jpg
A Sociologia na sociedade industrial
Os problemas relacionados à questão industrial 
norteavam as preocupações teóricas e metodológicas;
As inquietações epistemológicas sobre a sociedade 
capitalista;
Trabalho é o elemento chave na tentativa de 
compreender a sociedade industrial.
A Sociologia na perspectiva de 
Alain Touraine
Alain Touraine (1925 -
� Um novo tipo de
problematização?
� Propõem novos caminhos para se
pensar uma sociedade em
processo de transformação;
� Os novos agentes como sujeitos
damudança social;
� A partir da década de 1960 até os 
movimentos da atualidade.
Fonte: 
http://www.facso.uchile.cl/u/Image
Servlet?idDocumento=94490&indic
e=0
A crítica de Alain Touraine: o advento da sociedade 
pós-industrial
Emergência de um novo tipo de sociedade tecnocrática, 
permeada por diversos conflitos;
Advento da sociologia pós-moderna: fim do welfare stare e 
o maio de 1968;
Os novos movimentos sociais: a formação de novos 
agentes como sujeitos da mudança social;
As lutas sociais estão mais ligadas ao campo político-
cultural.
VÍDEO
Entrevista com Noam Chomsky
Fonte: https://www.youtube.com/watch?v=Gkke6l6HMJY -
Acesso em 20 de ago. 2018
ATIVIDADE
Quais são as mudanças ocorridas para a 
investigação sociológica, segundo Alain 
Touraine, ocorridas com o advento da sociedade 
pós industrial?
Os novos caminhos propostos para se pensar a 
sociedade em processo de transformação a partir 
da segunda metade do século XX
Touraine afirma que existe a formação de novos agentes como 
sujeitos da mudança social da década de 1960;
Segundo Daniel Bell, a sociedade industrial estaria perdendo 
forças, pois do ponto de vista econômico a indústria perde 
espaço para o setor de serviços e o poder reside, deste modo, na 
informação e não mais no capitalista;
Bauman desenvolveu o conceito de modernidade líquida: 
vivemos em um mundo cujas relações entre 
os indivíduos são superficiais, líquidas e os 
vínculos são questionados.
VÍDEO
Modernidade Líquida: Z. Bauman
Fonte: https://www.youtube.com/watch?v=GTu_bycoEEw–
acesso em 20 de ago. 2018 
Bauman e a modernidade líquida
A visão sobre a sociedade contemporânea:
“As vidas que não se dedicam para o 
consumo se tornam vidas descartáveis, 
desprovidas de amparo legislativo 
qualquer”.
Fonte: 
https://acasadevidro.files.wordpress.co
m/2018/05/resenha-admiravel-mundo-
novo-de-aldous-huxley-
html.jpg?w=474&h=264
ATIVIDADE
Quais são os novos caminhos analisados pelos 
autores para se compreender a sociedade “pós-
industrial” a partir da segunda metade do século 
XX?
Considerações sobre a proposta de uma sociedade 
programada à pós-industrial
Aspectos teóricos de Touraine:
� O conceito de novos sujeitos sociais na esfera da luta política;
� As sociedades organizaram-se com base na acumulação de 
conhecimento, deixando o trabalho, como categoria 
sociológica minimizada;
� Sociedade tecnocrata, programada, pós-industrial: as 
determinações variam de acordo com a determinação 
histórica.
O conceito de historicidade em Touraine é 
como pano de fundo de suas discussões; 
para o autor, é a capacidade que as 
sociedades têm de agir sobre si mesmas, 
redefinindo um projeto societal. A 
historicidade é o campo de reconstrução 
permanente da realidade social. (Alencar, p. 
146, 2016).
Da sociedade programada à pós-industrial
A sociedade tecnocrata: racionalização do capitalismo, 
decorrente do avanço de seu desenvolvimento (Weber);
A sociedade programada representa uma sociedade 
mediatizada pelo mercado, e, na contemporaneidade, seria 
programada e comandada pela lógica do mercado;
As lutas sociais: os movimentos culturais;
Em Touraine, as lutas históricas não são mais as lutas contra 
o sistema capitalista, pois o trabalho, como instrumento de 
conscientização, perde a centralidade.
A emergência das lutas sociais no cenário pós-
industrial
As especificidades do cenário de lutas sociais na “pós-
modernidade” e a construção dos novos sujeitos sociais;
E os conflitos sobre os movimentos sociais?
A historicidade: um campo permanente de reconstrução da 
realidade social;
É o modo como as sociedades atuam para mudança social.
“O objeto de minhas análises não é o 
funcionamento do sistema social, mas a 
formação da ação histórica, a maneira 
como os homens fazem sua história” 
(Touraine, 1969, p. 8-9). 
As contradições na sociedade pós-industrial
As pequenas mudanças e as reformas;
O cerne da luta, segundo Touraine, deixa de ser de classe contra 
a exploração do trabalho no sistema capitalista;
E passa a ser nas lutas pelos direitos das identidades nas 
singularidades culturais.
A crítica de Touraine, se opondo a perspectiva de Marx:
Não há mais o proletário como única classe 
verdadeiramente revolucionária; há um 
proletariado minoritário na sociedade, que 
não se opõe como classe revolucionária e 
nem mesmo mais como classe e cuja luta 
contra o sistema instituído não é, 
qualitativamente ou quantitativamente. 
(Touraine, 1984, p. 15). 
As lutas sociais na sociedade pós-industrial e a 
perspectiva de Touraine
A mudança ocorre no interior da ordem institucional;
Não há um rompimento com o capitalismo;
Os movimentos sociais: agentes no processo da 
mudança social, devem ser percebidos em sua 
processualidade histórica.
Fonte: 
https://www.redebrasilatua
l.com.br/cidadania/2013/09
/vozes-de-movimentos-
sociais-e-grito-dos-
excluidos-prevalecem-no-
rio-4718.html/grito-dos-
excluidos/image_large
VÍDEO
O Feminismo: Marcia Tiburi
Fonte: https://www.youtube.com/watch?v=bNzJufpeeto –
acesso em 20 de ago. 2018 
Quais são os elementos norteadores das lutas 
sociais no contexto da sociedade pós-industrial, 
segundo perspectiva de Touraine?
Os novos sujeitos sociais
Os “novos sujeitos sociais” atuam na luta contra a 
alienação das relações sociais no cenário da 
historicidade;
Sujeito: uma categoria fundamental, constitui e 
posiciona indivíduos na história dos processos sociais, 
culturais e políticos de uma sociedade;
Atores sociais: protagonismo e ativismo dos indivíduos 
e grupos sociais.
O processo de interação entre sujeitos.
Uma breve contribuição sobre as classes sociais
As classes: uma unidade de interesses;
Para Touraine elas não acabaram, mas não são mais as classes 
que dominam o conflito;
Os conflitos de classes, remetem a sociedade industrial;
A ideia de que a sociedade é dominada pela 
economia situava os conflitos fundamentais no 
setor do trabalho, do mesmo modo que na 
sociedade que precedeu a sociedade industrial, 
o papel eminente da soberania política dava 
uma importância central aos conflitos sobre a 
cidadania e os direitos cívicos. Em cada 
sociedade parece existir assim um papel social 
privilegiado ao qual correspondem os conflitos 
fundamentais. (TOURAINE, 1989, p. 9)
As lutas sociais segundo
Página12