A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
36 pág.
TCC   A IMPORTÂNCIA DA MÚSICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

Pré-visualização | Página 9 de 10

referência colocar a sociedade em conjunto, a trabalhar e produzir com satisfação o que vai ser mostrado a outras pessoas, sejam numa comunidade, em uma escola, ou de forma a buscar aprendizado, conhecendo suas diferenças e buscando desenvolvê-las para que no futuro, aquela primeira música ouvida, seja extremamente gratificante reconhecer que foi a partir dali que uma nova história tenha começado, e desenvolvido por aprendizado e motivação.
9. CONSIDERAÇÕES FINAIS
Em nosso trabalho pudemos observar a real importância da música na escola, em todas as idades. O contexto de assimilação passa pelos mesmos princípios de que a música é uma motivação de grande ajuda para alunos que precisam desenvolver-se em áreas como interação social, facilidade de raciocínio. O ensino de música nas escolas públicas ou particulares, podem diferenciar no currículo escolar, mas vão abrir portas e possibilitar o acesso às novas culturas, a circulação de informação e do conhecimento, a interação na sociedade e a participação na produção da linguagem dessa sociedade. A volta da música como parte do currículo das escolas, concretiza e forma esperanças de uma evolução do ensino brasileiro. 
Incentivar a arte como disciplina obrigatória é dar aos alunos oportunidades de crescimento, aprimoramento intelectual, de raciocínio, mas principalmente forma seres humanizados e sensibilizados. Relacionar a música com as demais disciplinas é de grande importância, pois poderá melhorar a qualidade de ensino, a motivação de um aluno pode ajudá-lo a aprender mais e melhor. O recurso na aprendizagem é, no entanto, a grande responsabilidade do profissional que trabalha com a música, pois como modelo de ensino, o professor pode muitas vezes, motivar um aluno, como também fazê-lo perder o interesse, a vontade de olhar para o futuro. Buscar novas idéias é em grande parte responsabilidade das escolas, encontrar no profissional de ensino um incentivador de seus alunos.
O valor da música na educação infantil pode ser visto sem sombra de dúvidas como uma parceria que dá certo. O trabalho realizado com a música em sala de aula pode deixar o ambiente leve, alegre, permitindo que a criança possa se expressar, brincar, entrar em contato com as vivências do dia a dia, com a família, e desenvolver seu vocabulário, ajudando o processo de aprendizagem da escrita e leitura. O Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil (1998) menciona que a música é fundamental para o desenvolvimento de uma identidade, pois auxilia na autonomia do indivíduo, trabalha imaginação, criatividade, capacidade de concentração, fixação de dados, experimentação de regras e papeis sociais, desenvolvem a expressão, o equilíbrio, a autoestima, autoconhecimento e integração social (BRASIL, 1998).
10. REFERÊNCIAS
ANDRADE, LBP. Educação infantil: discurso, legislação e práticas institucionais [online]. São Paulo: Editora UNESP; São Paulo: Cultura Acadêmica, 2010. 193 p. ISBN 978-85-7983-085-3. Available from SciELO Books.
BASTIAN, Hans Gunther. Música na escola – A contribuição do ensino da música no aprendizado e no convívio social da criança. São Paulo, Paulinas, 2009.
BEYER, Esther / KEBACH, Patricia (orgs). Pedagogia da música: experiências de apreciação musical. Porto Alegre; Mediação, 2011.
BRASIL, Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil. Ministério da Educação e do Desporto, Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1998. (Volumes 1, 2, 3).
BRITO, Teca Alencar de. Música na educação infantil. São Paulo; Peirópolis, 2003.
______, Teca Alencar de. Koellreutter educador – o humano como objetivo da educação musical. São Paulo, Peirópolis, 2001.
FUCCI-AMATO, Rita. Escola e educação musical – (Des) caminhos históricos e horizontes. Campinas / SP; Papirus, 2012.
HALL, Stuart. A centralidade da cultura: nota sobre as revoluções culturais em nosso tempo. In: Revista Educação e Realidade. Porto Alegre: Editora Universidade UFRGS. Jul/Dez, 1997.
ILARI, Beatriz / BROOCK, Angelita (orgs). Música e educação infantil. Campinas, SP; Papirus, 2013.
MÁRSICO, Leda Osório. A criança no mundo da música: uma metodologia para educação musical das crianças. Porto Alegre; 2011.
MUNIZ, Iana. A neurociência e as emoções do ato de aprender: quem não sabe sorrir, dançar e brincar, não deve ensinar. Itabuna; Via Litteratum, 2012.
NÉRICI, Imídeo G. Lar, escola e educação. São Paulo: Atlas, 1972.
POLLARD, Michael. Maria Montessori. Rio de Janeiro, Globo, 1993.
WEIGEL, Anna Maria Gonçalves, Brincando de música. Porto Alegre RS, Kuarup, 1988
10.1 Endereços Eletrônicos
TODOS SOMOS SERES MUSICAIS. Disponível em: Teca Alencar de Brito - Ferramentas com brinquedos: a caixa da música. Revista da ABEM. Acesso em 08 junho 2016.
O QUE É EDUCAÇÃO MUSICAL? Disponível em: Abemeducaçãomusical.com.br. Acesso em 15 março 2016.
O QUE É IMPORTANTE NO PROJETO GURI? Disponível em: www.projetoguri.org.br/quem-somos. Acesso em 10 junho 2016.
EDUCAÇÃO INFANTIL. Disponível em: Pedagogiaaopedaletra.com - A música na educação infantil. Acesso em 09 março 2016.
PROJETO MUSICAL – UMA SINFONIA DIFERENTE. Disponível em: www.projetomusical.com.br. Acesso em 06 junho 2016.
LEIS QUE GARANTEM A EDUCAÇÃO DE MUSICA NA ESCOLA. Disponível em: http://revistaescola.abril.com.br/politicas-publicas/legislacao/musica-sera-conteudo-obrigatorio-educacao-basica-541248.shtml. Acesso em 30 abril 2016.
11. ANEXOS
11.1 ANEXO I - PRÉ-PROJETO
Tema: A importância da música na Educação Infantil
Foco: Escola
Pergunta: A música tem um papel de suma importância na educação do indivíduo sabendo-se que a mesmo o torna a ser imaginário crítico e construtivo mexendo assim com os seus sentimentos apenas em ouvi-la tocar. Sendo assim é notável a sua administração no âmbito escolar?
Problemática: A música desde os primórdios foi e é importante para expressar os sentimentos dos seres humanos. A música estimula os sentidos auditivos.
Segundo Sandra Trehub (apud CAVALCANTE, 2004): “comprovou que pais e educadores já imaginavam: os bebês tendem a permanecer mais calmos quando expostos a uma melodia serena e, dependendo da aceleração do andamento da música, ficam mais alertas”. A influência da música na vida da criança ainda no ventre da sua mãe, o feto reage ao estimulo da música as atividades celebrais entram em ação ao ouvir uma música tocada ou cantarolada. Sendo assim a música é de extrema importância para o desenvolvimento sensorial e cognitivo da criança. Os benefícios das aulas de música são vistos desde os primeiros anos escolares. 
A música é reconhecida por muitos pesquisadores como uma espécie de modalidade que desenvolve a mente humana, promove o equilíbrio, proporcionando um estado agradável de bem-estar, facilitando a concentração e o desenvolvimento do raciocínio, em especial em questões reflexivas voltadas para o pensamento filosófico. As crianças que desenvolvem um trabalho com a música apresentam melhor desempenho na escola e na vida como um todo e geralmente apresentam notas mais elevadas quanto à aptidão escolar. A dificuldade e desconhecimento de como trabalhar a música e a linguagem musical na sala de Educação Infantil, entendemos que os professores trabalhem a música de forma lúdica e prazerosa, envolvendo gestos, movimentos, canto. 
Entretanto, percebemos que existem algumas dificuldades por parte dos professores, por considerar que não dispõem de recursos para trabalhar a linguagem musical de maneira adequada a cada faixa etária. Escolas públicas e particulares tiveram até 2011 para se adaptar às novas exigências, apesar da dificuldade em implantá-la por diversos motivos, como a formação dos professores, grades curriculares e falta de instrumentos e espaço adequados. Devido a essas dificuldades e à lei, que não exige a música como elemento exclusivo da grade, as redes de ensino municipal e estadual continuam a desenvolver o conteúdo dentro da disciplina de Artes. 
Hipótese: A questão fundamental: a prática da música nas escolas provoca um melhoramento nos rendimentos