A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
178 pág.
MIP FRUTIC. TEMPERADA

Pré-visualização | Página 4 de 8

o Coloração escura. 
• Os adultos possuem hábitos crepusculares e noturnos, 
• Fêmeas: 
 Colocam em média 110 ovos; 
 Oviposição ocorre à noite; 
 
 Forma isolada nos pedúnculos das folhas e na superfície 
dos frutos; 
 O ciclo biológico (ovo-adulto) tem duração média de 36 
dias; 
• Adultos vivem em média 7 dias. 
Traça-dos-cachos 
(Cryptoblabes gnidiella) 
Traça-dos-cachos: Sintomas e Danos 
• As lagartas podem se alojar no interior das 
inflorescências ou dos cachos ainda verdes, 
causando: 
 Murchamento do engaço; 
 Secamento das bagas; 
 Queda das uvas. 
 
• Quando o ataque ocorre próximo à colheita 
ocorre: 
 Rompimento das bagas; 
 Extravasamento do suco sobre o qual proliferam 
bactérias que provocam a podridão ácida. 
Traça-dos-cachos: Sintomas e Danos 
Traça-dos-cachos: Monitoramento 
• Realizado utilizando-se armadilhas tipo delta com feromônio 
sexual sintético específico, visando à detecção do momento da 
ocorrência de insetos adultos no parreiral. 
 
• Nível de dano: 
 Seu nível de ação ainda 
não foi definido. 
Traça-dos-cachos: Métodos de 
Controle 
• Controle Biológico: 
 Sob baixos níveis de infestação, o controle biológico 
natural, realizado por parasitoides, pode impedir o 
aumento da população desta praga. 
 
 
 
Elachertus sp. 
 
Brachymeria 
pseudo 
Horismenus sp. 
Traça-dos-cachos: Métodos de 
Controle 
• Controle Quimíco: 
 
 
 
 
Ameixa 
 • A ameixa é uma fruta redonda com caroço 
produzida por uma árvore da família das 
Rosáceas; 
 
• Dentre as mais de 100 variedades existentes, as 
mais conhecidas você encontra nas cores 
vermelha, amarela e roxa; 
 
• De sabor doce, ligeiramente mais ácida na parte 
da polpa próxima ao caroço, pode ser consumida 
fresca, seca ou utilizada na preparação de geleias 
e outros tipos de doce. 
 
 
Nome comum: 
 
• Ameixa; 
• Ameixeira; 
• Ameixa-vermelha; 
• Ameixa-amarela; 
• Ameixa-japonesa. 
 
 
Benefícios da ameixa 
• Ajuda a emagrecer; 
• Ajuda na manutenção e ganho de massa muscular; 
• Ajuda a manter níveis adequados de glicose no sangue; 
• Protege contra o envelhecimento precoce, câncer e 
doenças do coração; 
• Reduz o colesterol; 
• Regula o funcionamento intestinal; 
• Melhora a saúde dos ossos; 
• Previne anemia e melhora a resistência imunológica; 
 
 
Principais pragas na ameixeira 
• Grafolita ou broca-dos-ponteiros (Grapholita 
molesta - Lepidoptera: Tortricidae); 
 
 
 
 
• Mosca-das-frutas (Anastrepha fraterculus - 
Diptera: Tephritidae). 
Grafolita ou broca-dos-ponteiros 
• É uma das mais importante praga da ameixeira europeia; 
 
• O dano ocorre tanto nos ponteiros quanto em frutos; 
 
• O ataque em ponteiros afeta principalmente plantas em 
formação enquanto que em plantas adultas esse dano 
apenas reduz o crescimento; 
 
• Em frutos o ataque da praga ocorre principalmente até o 
período de início da maturação; 
 
 
 
 
 
 
Monitoramento 
• O monitoramento é efetuado com armadilhas Delta 
utilizando como atrativo o feromônio sexual sintético 
numa distribuição de uma armadilha para 5 ha e pelo 
menos, duas armadilhas na área monitorada. 
 
 
 
 
 
 
 
 
• A troca do feromônio deve ser feito cada 30 dias e o piso 
adesivo quando este perder a adesividade; 
• As avaliações (leituras) das armadilhas devem ser efetuadas 
duas vezes por semana, contando os exemplares, anotando 
em planilha e retirando do piso adesivo os insetos presos. 
 
Controle 
• O controle químico é recomendado quando se observar 
uma captura média de 20 machos/armadilha/semana; 
 
• Quando o nível populacional estiver baixo recomenda-
se o controle químico quando a soma das médias de 
várias semanas ultrapassar 30 machos/armadilha; 
 
• O controle deve ser efetuado sempre com produtos 
registrados para a cultura e obedecendo a carência dos 
mesmos para evitar resíduos na fruta colhida. 
 
 
Produto Empresa Ingrediente Ativo 
Agree Bio Controle Bacillus 
thuringiensis 
Altacor Du Pont Clorantraniliprole 
Altacor BR Du Pont Clorantraniliprole 
Alverde Basf Metaflimizona 
Antrimo TM Basf Teflubenzuron 
Biographolita Bio Controle álcool laurílico 
Biolita Bio Controle acetato de (Z)-8-
dodecenila 
Cetro Basf acetato de (E)-8-
dodecenila, acetato 
de (Z)-8-dodecenila 
COSTAR Iharabras Bacillus 
thuringiensis var. 
kurstaki cepa SA-12 
Decis 25 EC Bayer deltametrina 
Delegate Dow AgroSciences Espinetoram 
Dipel WG Sumitomo Bacillus 
thuringiensis 
 
 
Produto Empresa Ingrediente Ativo 
ELEITTO Iharabras Acetamiprid, Etofenprox 
Gallaxy 100 EC Adama Novaluron 
Imidan 500 WP Cross Link fosmete 
Intrepid 240 SC Dow AgroSciences Methoxyfenozide 
Iscalure Grafolita Isca Tecnologias (Z)-8-dodecenol, acetato de (E)-8-
dodecenila, acetato de (Z)-8-
dodecenila 
Malathion 1000 EC Cheminova FMC - Campinas Malathion 
Match EC Syngenta Lufenuron 
Meothrin 300 Sumitomo Fenpropathrin 
Mospilan Iharabras Acetamiprid 
Mospilan WG Iharabras Acetamiprid 
Nomolt 150 Basf Teflubenzuron 
Porcel 100 EC Rotam piriproxifem 
Mosca-das-frutas 
• Ataca todas as fruteiras temperadas; 
 
• O dano na ameixa européia, quando ocorre, é 
observado no período de maturação dos frutos; 
 
• Na cultivar "Stanley", em vários anos de 
observação, foi observado um ataque muito leve da 
mosca-das-frutas em anos de alta população no 
período de maturação; 
 
• Na maioria dos anos não tem sido observado dano por 
mosca-das-frutas na cultivar; 
 
• Em condições de laboratório obteve-se infestação, 
oferecendo frutos em maturação para fêmeas em 
idade de oviposição. Isto define o potencial de ataque 
da praga demonstrando a necessidade do 
monitoramento para indicar a presença da praga. 
 
 
 
 
Danos de mosca-das-frutas 
 • Causam deformação dos frutos; 
• Oviposição; desenvolvimento das larvas - 
Desenvolvimento larval: formação de galerias; 
• Deterioração da polpa; 
• Queda dos frutos, 
• Queda da produção; 
• Prejuízo na comercialização; 
• Mancha parda. 
Monitoramento 
• O monitoramento deve ser efetuado com armadilhas caça-
mosca modelo McPhail utilizando suco de uva a 25% 
(diluído em água) ou proteína hidrolisada a 5% (diluído em 
água). 
 
 
 
 • As avaliações devem ser realizadas duas vezes por semana, peneirando os insetos, e contando o número de moscas 
capturadas (machos + fêmeas); 
 
• Recomenda-se trocar o suco semanalmente e apenas 
completando o volume na avaliação intermediária; 
 
• O número de armadilhas deve variar em função do tamanho e 
localização do pomar; 
 
• Pomares pequenos requerem mais armadilhas (por exemplo, 
em um pomar de um ha o produtor deve instalar 4 
armadilhas) assim como pomares próximo a áreas nativas. 
 
 
Com base no comportamento e na biologia da 
mosca-das-frutas, alguns aspectos devem ser 
observados para um correto monitoramento: 
 
• Localização no pomar: 
As armadilhas devem ser instaladas nas fileiras próximas 
às bordas do pomar, principalmente nas divisas com a mata 
nativa, pois os indivíduos responsáveis pelo início da 
infestação são provenientes de áreas adjacentes, onde 
existem hospedeiros nativos; 
 É importante destacar que as armadilhas devem ser 
distribuídas