Linguagem e comunicação docente (1)
18 pág.

Linguagem e comunicação docente (1)


DisciplinaPtg - Trabalh59 materiais149 seguidores
Pré-visualização2 páginas
Curso : Pedagogia 
Disciplina : Educação, LINGUAGENS E COMUNICAÇÃO DOCENTE
Integrantes do grupo : Luiz Fernando da Silva 
Data da apresentação : 22/11/2018
LINGUAGEM E 
COMUNICAÇÃO DOCENTE 
O POEMA \u201cO MENINO AZUL\u201d DE CECÍLIA MEIRELES NA SALA DE AULA
RESUMO
\u2022 uma proposta de leitura do poema \u201cO
\u2022 menino azul\u201d de Cecília Meireles, projeto que será realizado numa turma do 3ºAno,
\u2022 no Ensino Fundamental , tendo como objetivo o de proporcionar aos alunos
\u2022 uma vivência com a leitura do texto poético, ao mesmo tempo apresentar uma
\u2022 sugestão de trabalho com a poesia e, além disso, ressaltar o papel do professor
\u2022 que é o de propiciar aos alunos o encontro com o texto literário, criando
\u2022 condições pedagógicas para que estes possam descobrir toda a riqueza e o
\u2022 encanto do poema, como o ludismo sonoro, através das imagens simbólicas, e
\u2022 da expressão da linguagem figurada e etc. 
PROPOSTA DE ENSINO
\u2022 Poema; Proposta de leitura; Leitor de poesia
\u2022 Será realizadas pelos aluno. A leitura de um poema é
\u2022 uma atividade diferenciada em relação a outros tipos de textos Nesse sentido,
\u2022 elaborei uma proposta de leitura com o propósito de explorar a leitura do
\u2022 poema \u201cO Menino Azul\u201d de Cecília Meireles, em sala de aula, com os alunos
\u2022 do 3° ano do Ensino Fundamental, com o objetivo de possibilitar aos mesmos a
\u2022 vivência da leitura do texto poético, contribuindo assim para a formação do leitor
\u2022 crítico e reconhecimento de características peculiares do texto poético. Desse
\u2022 modo, pretendemos com este projeto, apresentar uma sugestão de trabalho com
\u2022 a poesia e, além disso, ressaltar o papel do professor, que é o de propiciar aos
\u2022 alunos o encontro com o texto literário, criando condições pedagógicas para que
\u2022 estes possam descobrir toda riqueza e o encanto do poema, como o ludismo
\u2022 sonoro, as imagens simbólicas, a expressão da linguagem figurada e etc.
AUTOR: CECILIA MEIRELES
CECÍLIA MEIRELES
\u2022 É considerada como uma das grandes poetisas da literatura brasileira, pois a
\u2022 por meio de seus poemas, encanta leitores de todas as idades. Nasceu em 7 de
\u2022 novembro de 1901, na cidade do Rio de Janeiro. Sua infância foi marcada pela
\u2022 dor e solidão, pois perdeu a mãe com apenas três anos de idade e o pai não
\u2022 chegou a conhecer (morreu antes de seu nascimento). Foi criada pela avó Dona
\u2022 Jacinta. Por volta dos nove anos de idade, Cecília começou a escrever suas
\u2022 primeiras poesias. Formou-se professora pela Escola Normal com apenas 18
\u2022 anos de idade. A formação nesta área da educação possibilitou à autora
\u2022 conhecimentos para produção e publicação de várias obras na área de literatura
\u2022 infantil, como, por exemplo, os poemas \u201cO cavalinho branco\u201d, \u201cColar de
\u2022 Carolina\u201d, \u201cSonhos de menina\u201d, \u201cO menino azul\u201d, \u201dA bailarina\u201d, entre outros. Estes
\u2022 poemas infantis são marcados pela musicalidade (uma das principais
\u2022 características de sua poesia). A produção poética para a infância renova-se, a partir da obra 
de Cecília Meireles, nos planos
\u2022 Ou isto ou aquilo (1964) assinala a ruptura com a tradição e o início de uma 
nova
\u2022 fase destinada ao público infanto-juvenil. A partir dessa publicação, pode-
se
\u2022 então falar de uma \u201cpoesia infantil\u201d, na medida em que o adjetivo agora 
consagra
\u2022 uma produção que privilegia a visão da criança na contemplação de 
mundo, bem
\u2022 como suas necessidades e seus sonhos. 
O MENINO AZUL
\u2022 O Menino Azul\u201d poema infantil de Cecília Meireles o poema 
desencadeador
\u2022 da proposta de leitura
\u2022 O poema \u201cO menino azul, \u201d de Cecília Meireles resgata o universo infantil de
\u2022 maneira lúdica e encantadora retomando a brincadeiras infantis e o mundo
\u2022 animal. Trata-se de um poema moderno estruturalmente formado por 5 estrofes
\u2022 onde a poetisa trata sobre o analfabetismo e, indiretamente sobre trabalho
\u2022 infantil. Nesse sentido as expressões do poema \u201cO menino azul\u201d, como menino
\u2022 remete-se a infância e quanto o termo azul refere-se ao infinito, como o céu e o
\u2022 mar e infinito como a imaginação de uma criança. Diferentemente do limitado
\u2022 A leitura de poemas propicia ao aluno o desenvolvimento de alguns aspectos,
\u2022 como imaginação, criação, sensibilidade e, principalmente, o prazer da leitura.
\u2022 Essa proposta de leitura de poesia tem como objetivo contribuir para a formação
\u2022 de leitores aptos a interpretar e compreender o sentido dos poemas. Cabe então,
\u2022 a nós professores, a função de tornar nossos alunos, leitores competentes de
\u2022 textos literários, um trabalho que deve ser desenvolvido desde das séries iniciais,
\u2022 pois o aluno só cria o hábito se for incentivado desde muito cedo. Sendo assim,
\u2022 é necessário o trabalho com poesia na sala de aula e fora dela. Pela sua
\u2022 importância e o seu poder transformador em nossas vidas, \u201ca poesia pode ser
\u2022 um elemento fundamental de educação da sensibilidade\u201d
METODOLOGIA DE ENSINO
\u2022 Desenvolverei a proposta de leitura do poema \u201cO Menino Azul\u201d, de Cecília
\u2022 Meireles em sala de aula com os alunos do 3° Ano do Ensino Fundamental,
\u2022 na qual, perceberei em que os alunos qual estagio encontra- se no nível de
\u2022 leitura, isto é, todos já , teremos compreender como professor, na qual, exploramos a leitura do poema
\u2022 da seguinte forma: Nosso primeiro passo para a vivência ao poema começara
\u2022 por meio de uma conversa informal através de alguns questionamentos
\u2022 relacionados a temática do poema ao professor, entre eles: Se os alunos têm
\u2022 algum desejo? O que seria desejo para eles? Nesse momento cada aluno
\u2022 expressara os seus desejos. Logo em Seguida, apresentarei o livro Ou isto ou
\u2022 aquilo (2002), informando o título da obra, o nome da autora e o ano da
\u2022 publicação. Depois, realizamos uma leitura oral e expressiva do poema \u201cO
\u2022 Menino Azul\u201d, que compõem o livro citado, destacando o ritmo do poema. Após
\u2022 a leitura espontaneamente os alunos expressaram seu posicionamento, suas
\u2022 inferências como leitor e como também interpretações relacionadas à leitura do
\u2022 poema. Nesse momento, em especial eu farei algumas perguntas muito
\u2022 interessantes a respeito do poema dentre elas: \u201c porquê o menino
\u2022 era azul? \u201d, na qual respondemos com uma nova pergunta: Para você por que o
\u2022 menino era azul? Permitindo dessa forma ao aluno expor sua compreensão. Já
\u2022 quando perguntamos o que o menino desejava coisas diferentes. Finalizamos
\u2022 nossa discussão sobre a leitura perguntando aos mesmos o que acharam do
\u2022 poema? \u201c Montarei uma atividade para casa requisitando deles uma pesquisa
\u2022 sobre informações de Cecília Meireles para trazer na aula seguinte e apresentar
\u2022 informações todas essas informações serão expostas em um mural construído
\u2022 pelos próprios alunos em sala de aula. Na aula seguinte, estarei vendo se
\u2022 tem com a turma para a sala de informática da escola e assistirmos ao vídeo do
\u2022 poema \u201cO Menino Azul\u201d na voz de Paulo Autran.
CONSIDERAÇÕES FINAIS
\u2022 O presente trabalho ressalta a ideia de que é imprescindível ao professor
\u2022 desenvolver uma proposta de leitura, que possibilite aos seus alunos a
\u2022 convivência com o texto poético, uma vez que a experiência com a poesia
\u2022 permite aos alunos o desenvolvimento pleno da capacidade linguística, através
\u2022 do acesso e da familiaridade com a linguagem conotativa, bem como o
\u2022 refinamento da sensibilidade para a compreensão de si próprio e do mundo, o
\u2022 que faz deste tipo de linguagem uma ponte imprescindível entre o indivíduo e a
\u2022 vida
REFERÊNCIAS
\u2022 MELLO, Ana. O gênero na literatura infantil. São Paulo, 2004. SANTOS, Caroline
\u2022 e SOUZA, Renata. A leitura da literatura infantil na escola. In: SOUZA, Renata
\u2022 I(org) de caminhos para formação do leitor. São Paulo: DCL 2004 p.80-90.
\u2022 PINHEIRO, Hélder. Abordagem do poema: roteiro de um desencontro. In:
\u2022 DIONÍSIO, Ângela Paiva. BEZERRA, Maria. Auxiliadora (org). O livro didático de
\u2022 Português: múltiplos olhares. 3º