Aprendizagem baseada em problema   uma nova construção para o curriculo medico
9 pág.

Aprendizagem baseada em problema uma nova construção para o curriculo medico

Disciplina:Pbl18 materiais8 seguidores
Pré-visualização5 páginas
Revista Médica de Minas Gerais 2008; 18(2): 123-131 123

EDUCAÇÃO MÉDICA

Endereço para correspondência:
Prof. Antonio Carlos de Castro Toledo Júnior
Rua Líbano, 66
Belo Horizonte – MG
CEP 31710-030
e-mail: toledoac@task.com.br

RESUMO

A necessidade de reforma da educação médica foi apontada, pela primeira vez, por
Flexner (1910), nos Estados Unidos, e por Osler (1913), no Reino Unido. A implantação
da aprendizagem baseada em problemas (PBL) a partir da Universidade de McMaster,
em 1969, foi uma das principais inovações da educação médica nos últimos 30 anos.
O objetivo deste trabalho é rever a dinâmica de funcionamento do PBL e avaliar os
principais resultados observados com a implantação desta estratégia educacional em
cursos médicos. O PBL foi desenvolvido a partir do melhor conhecimento do modo de
aprendizado do adulto e da compreensão do funcionamento da memória humana e
tem quatro propósitos básicos: a) a motivação para o aprendizado; b) o desenvolvimen-
to do raciocínio clínico; c) a estruturação do conhecimento em contexto clínico; e d)
o desenvolvimento de habilidades de auto-aprendizado. Os grupos tutoriais, formados
por sete a 10 alunos, são a estratégia central do PBL. Neles são analisados problemas
estruturados a partir do currículo, que visam a permitir a discussão contextualizada
dos tópicos, favorecendo a recuperação do conhecimento prévio e a aquisição de
novos conhecimentos. Além disso, os grupos tutoriais favorecem o desenvolvimento de
outras habilidades, como comunicação, trabalho em equipe, solução de problemas e
desenvolvimento de postura crítica. A comparação entre o método de ensino tradicio-
nal e o PBL apresenta dificuldades metodológicas. Existem poucos estudos randomi-
zados que comparam os dois métodos simultaneamente. A maioria dos trabalhos faz
comparações históricas entre turmas da mesma instituição nas provas de qualificação
dos Estados Unidos (NBME ou USMLE) e Canadá (MCC). Pode-se concluir que o PBL é
um método adequado às necessidades atuais do ensino médico.

Palavras-chave: Aprendizagem Baseada em Problemas; Educação Médica; Revisão
[Tipo de Publicação].

ABSTRACT

The need for the medical education reform was first suggested by Flexner (1910), in the
United States, and by Osler (1913), in The United Kingdom. The implantation of problems
based learning (PBL) in the McMaster University (Universidade de McMaster), in 1969,
was one of the main innovations in medical education in the last 30 years. This work
purpose is to review the PBL functioning dynamics and evaluate the results noted with
the implantation of this educational strategy in medical courses. PBL has been devel-
oped from a better knowledge about adult learning ways and from the understanding
of human memory functioning, and has four basic purposes: a) learning motivation; b)
development of the clinical reasoning; c) knowledge structuring within the clinical con-
text; and d) development of self-learning skills. The tutorial groups, including from 7 to
10 students, are the PBL central strategy. In these groups problems structured with basis
on the curriculum are analyzed, with the aim of allowing the topics contextualized discus-

Problems-based learning: a new reference for constructing
the medical curriculum

Antonio Carlos de Castro Toledo Júnior1; Cássio da Cunha Ibiapina2; Simone Cláudia Facuri Lopes3;
Ana Cristina Persichini Rodrigues4; Sílvia Mamede Studart Soares5

1 Mestre em Epidemilogia. Professor da Faculdade de
Medicina - Unifenas, Belo Horizonte, MG e Pós-graduando
em Medicina Tropical e Infectologia, Universidade Fede-
ral do Triângulo Mineiro, Uberaba, MG
2 Doutor em Pediatria. Professor Adjunto do Departamen-
to de Pediatria da Faculdade de Medicina da Universida-
de Federal de Minas Gerais
3 Mestre em Pediatria. Professora da Faculdade de Medici-
na – Unifenas, Belo Horizonte, MG
4 Doutora em Bioquímica e Imunologia. Professora da
Faculdade de Medicina – Unifenas, Belo Horizonte, MG
5 Doutora em Educação Médica. Professora da Faculty of
Social Sciences, Erasmus University, Rotterdam

Aprendizagem baseada em problemas:
uma nova referência para a construção
do currículo médico

Revista Médica de Minas Gerais 2008; 18(2): 123-131124

Aprendizagem baseada em problemas: uma nova referência para a construção do currículo médico

a favor.7 Apesar disso, a sua adoção aumenta rapi-
damente em vários países, como Estados Unidos,
Canadá, Reino Unido, Holanda e Austrália. No
Brasil, várias Faculdades de Medicina têm optado
pela utilização do PBL em seus currículos, de for-
ma integral ou parcial, principalmente nos últimos
cinco anos.

O objetivo deste trabalho é rever a dinâmica
de funcionamento do PBL e avaliar os principais
resultados observados com a implantação desta
estratégia educacional no curso médico.

METODOLOGIA

Realizou-se revisão bibliográfica nas bases de
dados Index Medicus (Medline) e da Literatura La-
tino-americana e do Caribe em Ciências da Saúde
(LILACS) utilizando-se as seguintes palavras-cha-
ve: PBL, problem based-learning e medical educa-
tion. Os artigos identificados foram selecionados
baseados nos parâmetros pré-definidos: apresenta-
ção de bases teóricas do PBL, aplicabilidade práti-
ca, apresentação de resultados da implantação do
PBL, comparação entre currículos convencionais e
baseados no PBL, boa qualidade metodológica e a
validade das suas conclusões.8, 9

RESULTADOS

Foram selecionados 21 artigos de um total de
160, identificados nas pesquisas de base de dados.
Os artigos selecionados foram sintetizados nos se-
guintes tópicos: necessidade de reforma curricular,
fundamentos cognitivos do PBL, dinâmica e bases
teóricas do grupo tutorial e avaliação da implanta-
ção do PBL.

Novas necessidades do currículo médico

A necessidade de reforma da educação médi-
ca, com a adaptação dos currículos à realidade
do país e de seu sistema de saúde, foi abordada,
pela primeira vez, há quase um século por Flexner
(1910), nos Estados Unidos, e por Osler (1913), no
Reino Unido.1 A necessidade de deslocar o ensino
dos hospitais universitários para níveis primários de
atenção; o grande aumento do volume de conheci-

sion, helping the previous knowledge recovery and the
acquisition of new knowledge. Furthermore, the tutorial
groups help the development of other new skills, such
as communication, team work, problems solution and
development of a critical posture. The comparison be-
tween the traditional learning methods and the PBL pres-
ents methodological difficulties. There are few random-
ized studies comparing the two methods simultaneously.
Most make historical comparison between classes in the
same institution in the United States qualification tests (
NBME or USMLE) and Canada (MCC). It is possible the
conclusion that the PBL is an appropriate method for the
current medical learning needs.

Key words: Problem-Based Learning; Education, Medi-
cal; Review (Publication Type).

INTRODUÇÃO

A educação médica foi objeto de discussão ao
longo de todo o século XX, mas poucas mudanças
ocorreram. Nos últimos 30 anos, com a implanta-
ção da aprendizagem baseada em problemas (PBL
- problem based-learning) a partir da Universidade
de McMaster, em 1969, tem-se observado maiores
mudanças na educação médica, principalmente
na América do Norte, Austrália e Holanda.1

O PBL foi desenvolvido a partir do melhor co-
nhecimento do modo de aprendizado do adulto e
da compreensão do funcionamento da memória
humana.1 Ele baseia-se na mudança do processo
de aprendizado, com o aluno passando a desem-
penhar papel ativo e preponderante em sua edu-
cação. O aluno deixa de ser um elemento passivo,
exposto à informação por meio de aulas e passa
a buscar o conhecimento para resolução de pro-
blemas.2,3 O PBL propõe-se a favorecer a aquisi-
ção