Educação Física no Brasil
17 pág.

Educação Física no Brasil

Disciplina:Práticas em Sala de Aula na Educação Infant24 materiais33 seguidores
Pré-visualização5 páginas
Educação Física no Brasil: Uma História Política.  

Marcilene Rosa Leandro
N.º 30 
4º - 1424 B 
Trabalho de Conclusão de Curso
Professores: Flávio Ascânio Antonio Lauro e 
Reury Frank Bacurau
São Paulo – 2002 
Dedicatória
A todos que estudaram e estudam a História da Educação Física no Brasil com o compromisso de conhecê-la, interpretá-la, repassar para o maior número de pessoas possíveis as informações coletadas e o mais importante, perceber que é conhecendo sua história que a Educação Física será a cada dia mais útil à sociedade e à nação. 

Aos professores da UniFMU que de forma direta ou indireta contribuíram para a realização deste trabalho, em especial ao Professor Ms. Dílson Vilela que no primeiro ano da faculdade de Educação Física, me mostrou que era possível discutir temas políticos e sociais numa disciplina tão cheia de atividades práticas.  Ao Professor Ms. Sérgio Luiz de Souza Vieira, que sempre me apoiou na montagem deste trabalho, com todas as nossas divergências políticas.  

E particularmente ao Professor Milton Gehrmann Castro que com suas aulas de sociologia me mostrou toda a riqueza da Educação Física na formação da sociedade e o quanto é importante conhecer esta história para no presente e no futuro construir uma Educação Física com profissionais mais conscientes do seu papel na formação da sociedade.  Também, por toda a paciência que teve em me ouvir e discutir sobre a polêmica, mas entusiasmante Era Vargas, com sua Educação Física Militarista/Nacionalista e principalmente por acreditar no meu potencial e sempre, em todas as ocasiões me estimular e me dizer que “era possível”. 

Aos amigos do Movimento Revolucionário 8 de Outubro e da Juventude Revolucionária 8 de Outubro, por compreenderem o quanto este curso era importante para mim, principalmente por entenderem a necessidade de realizar estágios e que por muitos anos contribuíram na minha formação enquanto cidadã brasileira, sempre me esclarecendo não só sobre as questões político-partidárias, mas principalmente sobre a vida e como viver plenamente e ser feliz, mostrando sempre o caminho certo a seguir, sem perder a ternura jamais. 

Agradecimentos
Aos meus pais Indalécio e Edinalva primeiro por terem me trazido ao mundo, segundo por terem tido a paciência de me educar e terceiro por terem me incentivado sempre, fazendo tudo o que podiam para que este nosso sonho se tornasse realidade.  Qualquer agradecimento é modesto demais para demonstrar o quanto eu os amo e o quanto eles são importantes na minha vida. 

À minha irmã Marcilei e meu cunhado Ulisses, que também tiveram uma participação muito especial neste trabalho, sempre prontos a ouvir e a ajudar no que eu precisasse, mesmo não entendendo porque alguém vai fazer Educação Física e não discute como todo mundo músculos, fibras e articulações. 

Ao meu sobrinho Gustavo, simplesmente por ser o sobrinho mais lindo e maravilhoso do mundo. 

Ao meu grande amor César, que pacientemente esperou, ouviu, falou, concordou, discordou, enfim, a todo o momento participou não só deste trabalho mas da minha vida, e que com seu jeito todo especial, acabou mudando o rumo dela. 

Aos professores que me ajudaram direta ou indiretamente na confecção deste trabalho, particularmente ao Professor Milton Gehrmann Castro por tudo, tudo mesmo. 

As minhas amigas e amigos de faculdade que pacientemente ouviam meus discursos calorosos sobre a História da Educação Física, completamente entusiasmada, mesmo quando não compreendiam absolutamente nada do que eu estava relatando, principalmente as amigas Flávia, Lenker e Ivana que me incentivaram sempre, percebendo o quanto este trabalho é importante para mim. 

Às amigas Cristiane Fonseca e Daiane Santos por saberem exatamente o significado da palavra amizade e serem verdadeiramente minhas amigas.

A todos que de alguma forma colaboraram com a confecção deste trabalho, que eu espero seja muito útil para todos os profissionais não só da área de Educação Física, mas para todos aqueles que contribuem com a formação do cidadão. 
 
Resumo
Conhecer e compreender bem todo o processo de introdução e implementação da Educação Física no Brasil é muito importante para os alunos deste Curso, pois assim, podemos refletir sobre a nossa atuação no presente.

O objetivo deste trabalho é conhecer o processo de introdução da Educação Física no Brasil, qual foi a real influência dos militares nesta implementação, particularmente nos dois Governos de Getúlio Vargas, analisando seus aspectos positivos e negativos sem perder de vista as características do momento histórico e político que o país atravessava, pensando na possibilidade de adaptar à nossa realidade alguns procedimentos adotados no período, que tiveram resultado positivo.

Desde seu surgimento no Brasil, por volta de 1.800 até o final do Estado Novo em 1954 a Educação Física sempre esteve ligada às questões políticas, econômicas e sociais e a presença dos militares foi muito importante não só para a implantação efetiva da Educação Física como disciplina escolar tratando da formação acadêmica dos professores, como também um forte instrumento para criar na juventude um espírito nacionalista.

Através da Revisão da Literatura, foi possível perceber quanto os militares contribuíram com a implantação e disseminação da Educação Física no Brasil, e é de grande importância não só para os futuros educadores como para toda a sociedade conhecer todo este investimento feito em benefício da Educação Física e quanto de clareza eles tiveram no que diz respeito ao bem estar físico, à saúde e a conscientização do povo na construção, desenvolvimento e defesa do país, visando um futuro melhor.

1  Introdução
Falar sobre a introdução da Educação Física no Brasil é um longo passeio pela história política do país, principalmente durante a Era Vargas e conseqüentemente o Estado Novo, período em que houve grandes mudanças na Educação Brasileira.  Além disso, é necessário que os estudantes de Educação Física conheçam e percebam todos os avanços, e em alguns momentos, retrocessos que ocorreram na Educação Física brasileira desde seu surgimento.  É também, um meio de refletir sobre suas teorias e práticas elaboradas no passado buscando experiências positivas, objetivando encontrar uma forma de adaptá-las à nossa realidade.

É abordado aqui, o processo de introdução da Educação Física no Brasil desde seu descobrimento e a contribuição dada pelos militares para seu desenvolvimento e crescimento, os principais acontecimentos políticos, econômicos e sociais da época em questão que tiveram relação direta e indireta com a Educação Física e também a sua interferência nestas questões.  Os métodos adotados, a Reforma Francisco Campos e Capanema, a Associação Brasileira de Educação, o Movimento dos Pioneiros da Educação, a Escola Nova, as Constituições de 1934 e 1937 a relação entre o ensino profissionalizante e a Educação Física e as mudanças ocorridas com o fim do Estado Novo e com o fim do Governo de Getulio Vargas em 1954.

Todo o texto mantém o cuidado de tentar compreender e interpretar esta história, levando sempre em consideração o momento político, econômico e social que o país vivia, já que depois da Proclamação da República o país passou por momentos bastante conturbados, levando-se em conta também as questões internacionais de grande influência não só na política brasileira, mas em todo o mundo.  Particularmente a Era Vargas e o Estado Novo são sem dúvida nenhuma um momento riquíssimo da história do Brasil e também da história da Educação Física.

Conforme comenta Moacir Gadotti na introdução de um dos livros escritos por FREIRE (1981) citado por MEDINA (1990) “... a Educação é sempre um ato político.  Mesmo aqueles que tentam argumentar o contrário afirmando que o educador não pode “fazer política”, estão defendendo uma certa política, a política da despolitização...”.

2. Objetivos
Objetivo Geral
 
 
 

Conhecer o processo de introdução da Educação Física no Brasil e particularmente