A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
AP2   2016.1   Análise das Decisões Gerenciais

Pré-visualização | Página 1 de 1

Fundação Centro de Ciências e Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro 
Centro de Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro 
 
 
Avaliação Presencial – AP2 
Período - 2016/1º 
Disciplina: Análise das Decisões Gerenciais 
Coordenador da Disciplina: Marcelo Álvaro da Silva Macedo 
 
Aluno (a): ............................................................................................................................ 
Pólo: .................................................................................................................................... 
 
 Só serão aceitas respostas feitas a caneta esferográfica azul ou preta; 
 Não será feita revisão da questão quando respondida a lápis. 
 Cada questão vale 5,0 pontos. 
 
Boa sorte! 
 
1. Indique, para cada situação a seguir, qual(is) os vieses que estão em ação, bem como 
suas heurísticas de julgamento correspondentes. Procure explorar sua resposta 
dissertando sobre a(s) heurística(s) e o(s) viés(es) apontados de forma clara e 
objetiva. 
 
A. “Se a chance de um cliente não pagar em dia suas compras é de uma a cada vinte 
e os últimos dezenove clientes analisados pagaram em dia, significa dizer que 
existe uma grande chance (maior que 90%) do próximo cliente analisado não 
pagar em dia.” 
 
B. “A probabilidade do “Time de Volei do Brasil ganhar as Olimpíadas de 2036 no 
Brasil” é maior do que a probabilidade das “Olimpíadas de 2036 serem no 
Brasil”. 
 
 
 
2. Para cada uma dos itens a seguir discorra sob os impactos dos respectivos vieses de 
decisão. Procure explorar sua resposta com exemplos ilustrativos. 
 
a) Enquadramento do pagamento de Prêmios versus a aceitação de perdas certas 
b) Decisões afetadas pela Pseudocerteza 
 
 
 
 
Padrão de Resposta Esperado 
 
1) A Heurística da Representatividade é o julgamento por estereótipo, em que a base do 
julgamento são modelos mentais de referência. Os gerentes avaliam a probabilidade 
de ocorrência de um evento por meio da similaridade da mesma com seus 
estereótipos de acontecimentos semelhantes. Em alguns casos, quando sob controle, 
o uso dessa heurística é uma boa aproximação preliminar. Porém, em outros, leva a 
comportamentos que muitos de nós encaramos como irracionais ou moralmente 
condenáveis - tais como a discriminação. Um problema evidente é o fato de que 
indivíduos tendem a basear-se em tais estratégias mesmo quando essas informações 
são insuficientes e há outras de melhor qualidade com base nas quais se pode fazer 
um julgamento correto. 
a. Heurística da Representatividade e Concepções errôneas do acaso; 
CONCEPÇÕES ERRÔNEAS SOBRE 
O ACASO 
Os indivíduos esperam que uma sequência de dados gerados por um 
processo aleatório pareça ser "aleatória", mesmo quando for demasiado 
curta para que aquelas expectativas sejam estatisticamente válidas. 
 
b. Heurística da Representatividade e Falácia da conjunção; 
A FALÁCIA DA CONJUNÇÃO Os indivíduos julgam erradamente que as conjunções (dois eventos que 
ocorrem em conjunto) são mais prováveis do que um conjunto mais global 
de ocorrências do qual a conjunção é um subconjunto. 
 
 
 
2) Teoria dos Prospectos 
a) 
ENQUADRAMENTO DO 
PAGAMENTO DE PRÊMIOS 
VERSUS A ACEITAÇÃO DE 
PERDAS CERTAS 
Perdas certas são mais atraentes quando enquadradas como 
prêmios de seguro do que quando enquadradas como 
prejuízos monetários. 
 
b) 
DECISÕES AFETADAS PELA 
PSEUDO-CERTEZA E PSEUDO-
INCERTEZA ENQUADRADAS 
NAS ESCOLHAS 
Os indivíduos dão mais valor à redução da incerteza quando o 
resultado era inicialmente certo do que quando este era apenas 
provável.