A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
AULA 1   Introdução à Nefrologia

Pré-visualização | Página 1 de 1

*
INTRODUÇÃO À NEFROLOGIA
MARIA CAROLINA NEVES
PROGRAMAÇÃO
SEGUNDA MANHÃ (7:00- 11:00): AMBULATORIO HSE: PROFa MARIA CAROLINA NEVES
TERÇA MANHÃ (07:00-11:00): AULA PRÁTICA - HEMODIÁLISE: PROFa MARIA CAROLINA NEVES
QUARTA MANHÃ (07:00-11:00): AMBULATÓRIO HSE: PROFa ANDRÉA ESTEVES
QUARTA TARDE (13:00-15:30/ 15:40-18:10): AULA TEÓRICA QUINZENAL: PROFa MARIA CAROLINA NEVES
SEXTA MANHÃ (07:00-11:00): AULA PRÁTICA – HEMODIÁLISE/DISCUSSÃO DE CASOS: PROFa MARIA CAROLINA NEVES
Anamnese
Identificação
QPD 
HDA
Interrogatório sintomatológico
Antecedentes pessoais
Hábitos de vida
Anamnese
Antecedentes familiares
Medicações que faz uso
Identificação 
Idade 
Glomerulopatias – Pctes + jovens
Doença renal policística – Infantil, DRPA
Uropatias obstrutivas – Idosos
Tumores – CA de céls renais, Tu de Wilms
ITU
HAS
DRC – Etiologias diferentes de acordo com idade
Identificação
SEXO:
 Nefrolitíase, divertículo de bexiga, Alport – Predominam em homens
 ITU, complicações da gravidez, LES – Sexo feminino
Naturalidade / Procedência: Ingesta de sal / HAS / Nefrolitíase / Parasitoses
HDA + IS
Dor – Sede, irradiação, intensidade...
Edema
Sintomas extra-renais – Artralgias, artrite, lesões de pele, dispnéia
Sintomas inespecíficos – Febre, astenia, anorexia, alterações no peso 
Alterações urinárias
Alterações na urina
Cor:
Amarelo-citrino – Depende da hidratação + urocromos/urobilina
Colúria
Urina escura / avermelhada – RFP, cloroquina
Azulada / esverdeada – Amitriptilina, triantereno, fenazopiridina
Alterações na urina
Cor:
Vermelha – Hematúria, mioglobinúria, hemoglobinúria
Marrom-escuro – Alcaptonúria
Roxa - Porfirias
Alterações na urina
Volume:
Oligúria
Anúria
Poliúria
Alterações na urina
Micção
Disúria
Polaciúria
Urgência miccional
Nictúria
Alterações na urina
Micção
Incontinência urinária
Estrangúria
Jato urinário
Antecedentes médicos
Comorbidades – HAS, DM, doenças reumáticas, etc
Uso de drogas nefrotóxicas
Eliminação de cálculos
ITU
IVAS ou amigdalite prévia à GN
Neoplasias
Antecedentes familiares
HAS, DM
Nefropatias – Nefrolitíase, DRCT
Síndrome de Alport
DRPAD
Hábitos de vida
Hábitos alimentares
Sedentarismo / exercícios
Tabagismo
Etilismo
Exame físico
Ectoscopia: 
Palidez, fácies
Edema
Atitude antiálgica
Peso – Sobrepeso / obesidade
Pele e anexos
Exame físico
Cabeça / pescoço
ACV
Ap. respiratório
Abdome - Palpação /percussão dos rins
Sopro abdominal
Exames complementares
Testes de função renal
Bioquímica
Sumário de urina
USG / TAC / Urografia excretora
Estudo urodinâmico
Biópsia renal
Exames complementares
Testes de função renal
Sumário de urina
USG / TAC / Urografia excretora
Estudo urodinâmico
Biópsia renal
*
	URÉIA 
	 (15 – 35 mg/dL)
	
	CREATININA 
	 (0,8 – 1,0 mg/dL)
Indicadores e Medida da Função
 Excretória Renal
Indicadores
	
*
	
Medida da Filtração Glomerular
	Clearances
			INULINA
			CREATININA
 VN: 110 a 120 mL/min
 *CISTATINA
Indicadores e Medida da Função
 Excretória Renal
Estimando o Clearance de Creatinina
(Cockcroft e Gault)
*
Mulheres: x 0,85
Cockcroft D and Gault MD. Nephron, 16:31-41, 1976 
Estimando a TFG
(MDRD)
Cockcroft D and Gault MD. Nephron, 16:31-41, 1976 
Estimando a TFG
(CKD-EPI)
Cockcroft D and Gault MD. Nephron, 16:31-41, 1976 
*
CREATININA
http://www.nefrocalc.net/estimativafg.html
APLICATIVOS:
MEDSCAPE
Nefrocalc
QxMD
*
*
Evolução da Doença Renal Crônica
Tempo (Anos)
 Creat
TFG
*
PROTEINA NA URINA
Relação Albumina/creatinina
Relação proteina /creatinina
Proteinúria de 24h
*
*
Classificação da Doença Renal Crônica (DRC)
 
Sugestões de aplicações para apresentações diversas. Além dos 16 slides ao lado, clicando em “novo slide” na Página Inicial, outras opções aparecerão para inclusão e facilitar sua apresentação. 
Marque onde você deseja adicionar o slide: selecione um slide existente no painel Miniaturas, clique no botão Novo Slide e escolha um layout. 
*
*
*
*
*
*
*
*
A causa da alcaptonúria é um defeito no gene HGD. O defeito no gene torna o corpo incapaz de quebrar eficazmente certos aminoácidos (tirosina e fenilalanina).
Como consequência, uma substância chamada ácido homogentísico acumula-se na pele e em outros tecidos corporais.
O ácido deixa o corpo através da urina, e esta ganha tons acastanhados ou negros quando é misturada com o ar.
As porfirias constituem um grupo de pelo menos oito doenças, herdadas e adquiridas, que ocorrem em decorrência da produção excessiva e do acúmulo de substâncias químicas que produzem porfirina - uma proteína responsável pelo transporte de oxigênio na corrente sanguínea, essencial para a produção de hemoglobina. Por causa disso, ocorre uma série de deficiências enzimáticas na produção de uma estrutura muito importante da hemoglobina, o heme. O heme é formado a partir da ligação entre a porfirina e o ferro contido no corpo
*
*
*
*
*
A Síndroma de Alport (SA) é uma doença hereditária que provoca a perda progressiva da função renal e auditiva, podendo ainda afectar o sistema visual. A Síndroma de Alport pode ter diferentes padrões de hereditariedade, dependentes do tipo de mutações genéticas, existindo duas formas de herança da doença. Uma das formas está ligada ao cromossoma X (ocorre em 85% dos casos) e é explicada por mutações no gene COL4A5
A perda auditiva neurossensorial é bilateral, simétrica e progressiva, sendo confirmada pelo exame audiométrico e instalando-se ainda na adolescência em 60% dos homens afectados e 40% das mulheres com a síndrome. Esta síndrome é mais frequente em homens do que em mulheres e estima-se que a sua prevalência na população geral é de um caso em 50 000 pessoas.
A Doença Renal Policística Autossômica Dominante (DRPAD) é uma doença geralmente de início tardio e caracterizada pelo desenvolvimento progressivo de cistos renais e alargamento dos rins bilateralmente. Manifesta-se com alterações da função renal, hipertensão, dor lombar e insuficiência renal. Aproximadamente 50% dos pacientes com DRPAD vai ter insuficiência renal crônica (IRC) a partir dos 60 anos.
*
*
HALF AND HALF
NAILS OF LANDSAY
*
*
*
*
*
INULINA- POLIMERO DE FRUTOSE
CISTATINA C – INIBIDOR DE PROTEINASE CISTEINICA
Disf tireoideana; neoplasia, uso de corticoide
*
*
*
*
*